Log In

Opinião

Skins e a desconstrução do universo teen

Pin it

Elenco de Skins

Sempre quando alguma série ou filme procura investigar o mundo juvenil, cai muito no senso comum e nos deparamos com as mesmas histórias, sem muita ousadia no tratamento desses personagens adolescentes, sem focar na realidade que seria necessário para se criar um mundo como esse ou para entender a personalidade de cada um.

Lembro que esse gênero se consagrou na TV com Barrados no Baile e acredito que foi a partir dessa série que tudo começou. Depois dela, veio a aposta da Warner com Dawson’s Creek, que durou seis anos e também rendeu bons números para a emissora, que hoje não existe mais. Mais recentemente tivemos The O.C. outra aposta do canal Fox, numa nova tentativa de emplacar um novo Barrados no Baile. Uma missão muito difícil, diga-se de passagem, visto que Barrados no Baile permaneceu no ar durante dez anos, alavancando a audiência e fazendo com que o drama teen que hoje conhecemos pudesse ser visto e observado.

Atualmente, a principal série do gênero é One Tree Hill. No entanto, Tree Hill não mudou muito o formato dos seriados já citados, criando praticamente os mesmos personagens e as mesmas histórias, com a diferença de buscar uma abordagem mais real. Mas nenhuma destas se propôs a ser ousada, talvez pelo medo de perder o seu público fiel que fora conquistado com muito trabalho. Decerto, esses programas dificilmente mudam a fórmula exatamente por conta desse fator. O telespectador adolescente tem um processo de aceitação muito mais lento, por estarem sempre acostumados com aquele roteiro com mocinho, mocinha e vilão.

A ousadia que parece ter faltado para essas séries, é de fato, a grande característa em Skins, série britânica que não tem medo de trazer inovações para o gênero muito menos de lutar por uma desconstrução de clichês que normalmente são carregados por esses programas. O seriado consegue ser real e cru ao mesmo tempo, mostrando a vida dos adolescentes da cidade de Bristol de maneira inteligente, que às vezes até soa apelativa, mas tudo sendo feito como uma forma de amadurecimento desses jovens. E, na verdade, a série amadurece em união com a construção do seu núcleo de personagens, visto que a cada episódio a série procura centrar as suas atenções em uma determinada pessoa, procurando trazer a sua vida, a sua personalidade, os seus defeitos, a sua forma de encarar o Mundo.

Em Lost também temos cada capítulo centrado em um personagem. Skins segue o mesmo molde, sem os flashbacks, mas sim como uma forma de fazer com que o seu telespectador possa conhecer com mais afinco a vida de cada um e, assim, fazer com que haja uma certa identidade do seu público com o seu personagem. É uma estratégia que de fato funciona e isso engrandece o programa, sendo ele muitas vezes comparado ao filme Kids (1995).

A comparação tem fundamento. O filme também procura passar a mensagem que Skins transmite: a idéia de desconstrução, a ousadia, a investigação aprofundada nos adolescentes. Por assim dizer, tanto o longa de Larry Clark quanto a série criada por Jamie Brittain e Bryan Elsley, se aprofundam mais na psicologia dos seus personagens, o que acaba provocando uma visão muito mais aprofundada pra quem está assistindo.

Elenco de Skins

Skins, que é transmitida no Brasil pelo canal fechado HBO Plus, tem a seu favor essa inteligência mas, por outro lado, isso pode causar no público brasileiro um certo impacto ao ouvir tantos palavrões e tantas cenas pesadas. No entanto, ela não cai nos clichês e não está preocupada em apontar mocinhos, mocinhas e vilões. Muito pelo contrário, ela apenas discorre sobre a vida de cada um, a influência que os seus pais têm (ou não) e o círculo de amizades que podem te definir como pessoa, moldando-o para o resto da vida.

A segunda temporada da série mantém o ritmo do primeiro ano. O amadurecimento é inevitável e isso é sentido quando presenciamos novos personagens e conhecemos mais a família de cada um, os seus problemas e as relações que isso pode acarretar para a vida desses adolescentes. Uma série que merece ser vista com atenção, por conter particularidades definidas por ela mesma, mudando um pouco o gênero teen, saindo do que estamos acostumados a assistir.

Além disso tudo, Skins é uma série que trata da maturidade e mostra o desenvolvimento dela a partir de vários fatos que vão acontecendo com o tempo. Um misto de personas que são comuns, mas que perdem isso pela maneira com que são tratados. É um programa que transcende narrar romances entre mocinhos e mocinhas e alguém que tenta desmanchar tudo. É a recriação dura da realidade, feita de maneira tão inteligente, que faz de Skins uma das melhores séries dentro do cenário atual.

* * *

A HBO Plus irá reprisar Skins desde a primeira temporada a partir do dia 14 de outubro, terça-feira, às 21h.

Texto editado de post publicado originalmente no weblog Sob a Minha Lente.

Séries citadas:

17 Comments

  1. Pingback: Skins e a desconstrução do universo teen | Psicologia ao seu clique!

  2. milton

    Skins é, silenciosamente, uma das melhores e mais inovadoras sèries da atualidade.

    Realmente, aproximar a narrativa de skins com a linguagem cinematogràfica é o difeencial.

  3. Victor Regis

    Skins é uma série sem igual, rompe barreiras e inova a cada episódio.
    Mas uma coisa, não seria Gossip Girl o princiapl drama teen hoje em dia? One Tree Hill é série de gente velha, quase.

  4. andré L.

    fantástica!
    me impressionei bastante desde o começo
    o maior é que o nivel se mantém alto
    a cada episódio!
    enfim, sou fã de carteirinha desde o piloto (:

  5. marília

    ó pro Victor Régis… hahahaha

    acho que finalmente vou puder ver completa a série, vi uns episódiso sem sequencia e gostei do que vi…

  6. Fernando

    O último episódio da primeira temporada está no meu TOP 5 de melhores finais de temporada de todos os tempos! E o diferencial da série é colocar atores realmente jovens (que sabem atuar) e não caras de 35 anos interpretando adolescentes de 16…

  7. Paulo Fiaes

    olha,

    sendo do contra, skins tem mais clichês do que outra coisa, eu diria que skins é uma tentativa de mudar a forma de narrar uma sére teen. houveram mais erros do que acerto, mas valeu pela tentativa. antes que me atirem pedra, na minha humilde opinião, skins não é a melhor série teen já produzida, one tree hill e dawsons creek ficam a frente, só lembrando, é apenas minha opinião.

    se eu fosse colocar skins num patamar, colocaria junto com a versão antiga de 90210, no sentido que inovou na formula, no caso de skins, saiu do padrão, como vc mesmo deixou claro, da formula que se deve produzir uma série teen. Porém pra mim é inadmissível ter que escutar que pra gostar de skins tenho que deixar muitos defeitos da série de lado, isso pra mim só comprova que a série falha, pois seria o mesmo de eu indicar alguém pra assistir a saudosa barrados no baile e falasse “agora pra vc gostar, vc tem que deixar muitos defeitos de lado, até pq foi a primeira serie teen feita e bla bla bla” enfim, nao cola as situações forçadas, os clichês, e os defeitos que Skins apresentou nessas duas tempoadas. agora, antes que me atirem pedra de novo, essa é apenas minha opinião, é uma boa série, mas nada mais do que isso.

    e mesmo eu não concordando em algumas coisas com você vinicius, excelente texto, muito bom mesmo.

  8. glaubercast

    Skins é excelente.
    Sem mais.

    Não dá pra comparar com, por exemplo, OTH (um seriado q pra mim que foi excelente ATÉ a 4a temporada, e hoje em dia, na minha opiniao, está se arrastando na chatice).

    Voltando a Skins, duas temporadas perfeitas e fechando o clico ao final da segunda temporada.

    Em 2009, nova temporada, novos personagens, início de novo ciclo. Espero que continue no mesmo nível.

    *ainda não consegui digerir que a saída dos personagens, e princ., a perda da Cassie ^^

  9. Leonardo Toma

    Skins é a úica série teen que eu já assisti na minha vida. Tenho 18 anos e todos os acontecimentos/plots/características de personagens que o seriado tem é completamente relacionável com o meu (pelo menos) mundo.

    Gossip Girl, 90210 e afins são tudo a mesma coisa pra mim. É só em Skins que tem um gay não esteriotipado, uma bulímica demente maníaco-depressiva que é a personagem mais querida do público, um “popular” que ferra com todo mundo e ainda assim é o protagonista, uma menina de 14 anos que fuma mais maconha que o D2 e etc.

    Não estou dizendo que apologia à sexo, drogas e vagabundagem sejam coisas que definem a qualidade e veracidade de uma série. Mas se você pensar direito, qual outro show que já fez isso com os jovens?

  10. alessandro

    One Tree Hill não é mais a representante de série teen e sim Gossip Girl

  11. Carlos

    claro que é one tree hill ,gossip girl é so sexo, sexo e putaria

  12. Fabiana

    Quando eu era adolescete, qualquer série de adolescente conseguia me agradavar (eu era fã de 90210 e Dawson’s Creek), mas isso mudou. Nos últimos anos, eu passei por 90210, Dawson’s Creek, One Tree Hill, The O.C. e Gossip Girl sem desenvolver grande interesse. Abandonei todas.

    Quando descobri Skins, finalmente encontrei uma série de adolescente que vale a pena assistir. É a melhor que eu já vi, nem se compara com as que eu citei. Tem um ou outro clichê, mas sabe trabalhar com eles melhor do que qualquer outra. E também sabe virar clichês de cabeça pra baixo.

  13. Vinicius Silva

    Aos que falaram que Gossip Girl é a nova representante do gênero teen, é verdade. Quando escrevi esse texto, GG ainda não tinha virado essa febre e tudo mais. E, depois do cancelamento de The O.C, sobrou para One Tree Hill o posto de representação do teen drama.

    Enfim, vocês estão corretos mesmo!
    Abraços.

  14. Lana

    nossa, nao concordo com o dawnsons creek nessa lista. Aquele série era mto chata, qualquer dialogo banal se tornava uma drama, ate qdo alguem perguntava as horas.

    eu, particularmente, nao gostava.

    acho que beverly hills e oc marcaram duas gerações distintas, sim. e hj, gossip girl faz o mesmo.

    mas o texto está OTIMO.

  15. Rafa Bauer

    Skins é muito boa. Mas na segunda temporada perdeu muita força, virou muito “quem fica com quem”, focando-se menos nos dramas existenciais de cada um.

    Acho que esqueceram-se de Friday night lights. Ainda estou vendo a 2ª temporada, mas acho que essa é a melhor série teen dos últimos tempos.

  16. Gabriela Lobianco

    O melhor episodio de series teen q jah vi de todos os tempos eh o epi 8 da 1 season de skins “Effy”. Vinganca, overdose, traicao, amizade, cumplicidade, amor, ciumes, inveja, trapaca, promiscuidade e tantos outros universos dentro do universo jovem e como essas relacoes se transmutam entre os jovens e sua hierarquia alem da hierarquia paterna.
    Nao se compara a trama desse epi, desde o mote ao seu desenvolvimento com nenhum outro plot q misturasse os msm ingredientes como o desse episodio e nesse sentido devo afirmar q alem de achar ser uma evolucao do seriado em si, de um status quo q a producao e seus idealizadores atingiram, claro com a articularidade de Jack Thorne – escritor.
    Para quem conhece esse episodio em especial, compare-o com particulares outros q envolvam vinganca, amor e oversose. No caso de Dawson’s Creek pode-se citar o 6 epi da 4 season Great Xpectations, no qual Andie toma extase por ciumes de pacey e Joey, ha os msms ingredientes, mas com qual tipo de “veracidade”, “verosemelhanca” ou seria melhor desencadear os lacos de acoes e consequencias q exasperam na tela de Skins em detrimento do epi de Dawson?
    Na msm linha, com msms ingredientes, pode-se tomar o epi 7 da 1 season de The OC entitulado The Escape, no qual Marissa tem uma oversose em Tijuana, no Mexico.
    A maior parte das series teen usam das msms es=xtrapolias jovens, ou seja, acoes e consequencias das tentativas e erros que adolescentes instigam a si msm para enfim amadurecer. Mas nem sempre com o amadurecimento e a sagacidade necessaria para recortar esse periodo socio-humano, analisando-o como se deve…

    Por isso, acho uma serie mto importante. Msm com todos os cliches e “defeitos”, q pra ser franco, todas tem… afinal, eh apenas um meio de entretenimento…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account