Log In

Ficção (séries virtuais)

Big Brother TeleSéries – Parte Final

Pin it

Big Brother TeleSéries

Os participantes do BBT (leia primeira parte aqui) passaram poucas, mas intensas horas na casa. Está curioso pra saber quem será o segundo eliminado do “jogo”? Que continue o show da realidade!

Os seguintes eventos não ocorrem em tempo real.

É madrugada. Claire e Chloe conversam ao pé da piscina, onde não muito longe Locke mantém uma posição de mantra. Bauer está inquieto. Nora também: ela é pura animação e felicidade, completamente o oposto de House, que fica ainda mais insuportável sem seu vicodin. Abby não pára de beber e pra seu desgosto encontra em Meredith uma companheira de copo. Denny Crane se junta às duas. Eric Taylor e Allison Dubois, duas pessoas devotadas à família, conversam sobre os filhos até desistirem de competir pra saber qual dos dois tem a pior aborrescente. Por uma decisão mútua, resolvem ir pros seus quartos e cada um vai dormir.

Com a distração geral, Jack aproveita pra investigar os pertences dos outros participantes e acha na maleta de Taylor uma foto de sua esposa, Tami Taylor… Que é exatamente igual à Diane Huxley, mulher que Bauer ficou durante a administração do presidente Logan! O agente federal entra no quarto onde Eric dormia e agressivamente ajoelha-se na nuca do coitado, e grita perguntando pra quem ele trabalha. Confuso, Taylor diz que para os Dillon Panthers… Jack diz que é a resposta errada, e além disso quer saber quem é a mulher da foto. O técnico, desesperado, diz que é sua esposa Tami. Paranóico, Bauer amarra Eric com a tomada de um abajur e inicia um interrogatório.

No bar, Abby e Meredith estão pra lá de Bagdá. Crane agradece à Alá. Ele fica na dúvida sobre qual das duas deve investir: isso se não der pra conseguir um ménage. Mas Lockhart é chamada pela mãezona Nora. Meredith então está no papo: Crane a leva até a casa da piscina onde começam a se beijar. Quando ele estava prestes a tira o samba-canção, já em cima dela, a cirurgiã, extremamente arrependida de sua necessidade de transar com todo homem que investe nela, começa a chorar. Isso é demais até pra Denny Crane que resolve se mandar. E extremamente arrependido, pois sabia que Abby bêbada daria pra ele sem pensar duas vezes.

Em um dos quartos, Allison está sonhando; ela está em contato com o espírito de Scofield. No sonho, o espírito do detento aparece próximo da piscina do BBT. Ele diz estar numa missão divina (John Abruzzi, anjo enfiltrado, precisa escapar do inferno pois tem importantes informações sobre o Armageddon, e Michael é o único que pode ajudá-lo a fugir) então precisa ser rápido com sua mensagem: ele aponta pra piscina e a água fica vermelho sangue. Ele aponta pra cima e ocorre um eclipse solar. Ele vira de costas e todas as suas tatuagens mudam e se transformam numa só: uma bizarra hélice do DNA humano. E de repente, o corpo de Scofield explode, cobrindo a médium com sangue e tripas.

Allison salta da cama ansiosa pra contar sua visão pra alguém, abre a porta do quarto vizinho e vê Bauer com o pé próximo à virilha de Taylor. O técnico estava amarrado numa cadeira, sem camisa e prestes a tomar choques nos mamilos com os fios de uma tomada. A médium se desculpa pelo inconveniente… Parte então pro lado de fora da casa e conta a novidade pro pessoal.

Nervosa e ainda tremendo com o pesadelo, Dubois fala sobre a mensagem de Scofield. Claire tenta disfarçar, mas fica visivelmente incomodada. Já House fica irritado com a paranóia da “médium” e a chama de mentirosa: se ela vive tendo essas previsões, não faz sentido ainda se tremer de medo, pois depois de tantas noites interrompidas com pesadelos terríveis, ela já deveria estar acostumada. Por outro lado, Locke nem se preocupa em conter a empolgação e pergunta à Allison se o que ela viu foi algo do passado, um flashback, ou uma visão do futuro, um flashfoward. Dubois não sabe dizer e acredita ter sido um pouco dos dois – Locke diz que não faz mal, afinal, até ele se confunde um pouco com isso.

House chama todos de idiotas e se voluntaria pra diagnosticar os pesadelos de Dubois. Mas exige a presença de três assistentes. Nora pergunta se não seria uma boa ter a ajuda de Lockhart e Meredith. Como House aponta que a médica de ER nem se aguenta em pé, e a de Grey’s Anatomy nem aguenta a si mesma. Terá então que usar amadores: seu trio será composto pelas, segundo ele, “gostosas”, Claire e Chloe, mais Nora, pois foi a mulher que sobrou. As primeiras alternativas são esquizofrenia e lúpus. Ao fundo, chegando da casa da piscina, Crane pergunta se pode ser o mal da vaca louca. Antes que pudesse falar algo, House e os demais observam Bauer entrando no jardim, com uma estereotipada cara de psicopata e a camisa suja de sangue. E do nada, Abby vomita na piscina. Todos concordam que é coisa demais pra uma noite só e resolvem dormir.

Menos Bauer. Ele parece nunca dormir, comer, ou ir ao banheiro.

Amanhece. House acorda praguejando contra Deus e o mundo. Roubaram sua bengala! Denny Crane a está usando como taco de golfe. Como não há bolas, ele atinge algumas pedras. Comovida com a situação do médico, Nora puxa Crane pelas orelhas e manda-o se desculpar. Ele diz que nem por ordem judicial – mas basta um “sermão Walker” de dois minutos. A contragosto, House agradece pela ajuda. Mas no primeiro passo que dá, a bengala se parte em duas.

Claire e Chloe passaram a noite conversando. A expirante a jornalista acha a líder de torcida um pouco fútil, mas a sintonia entre as duas é uma surpresa. Já a líder-de-torcida parece ver na colega alguém de confiança pra compartilhar seus segredos. E até ajudou a menina da cidade de Smallville a escapar da idéia de Nora junta-la com seu filho Justin. Chloe simplesmente não gostou de saber que o cara serviu no Iraque… Heróis de guerra, super-herói, este tipo de homem simplesmente não parece dar certo com ela.

No jardim, tomando suco (porque Nora não deixou as duas beberem álcool) passando protetor solar uma na outra, as duas são observadas pelos homens da casa, exceto coach Taylor, que se recupera de uma sessão de tortura e Locke, que estava perdido. E apesar dos olhares pervetidos de House e Crane, é a maneira psicótica de Jack Bauer, que não tira o olha de Claire, que chama a atenção delas. Achando que é com ela, Chloe diz que desde o primeiro dia Jack a persegue, mas que ele parece ser inofensivo.

Com alguns hematomas no corpo, Taylor tira de sua mala uma bola de futebol e procura alguém que queira passar um tempo. Denny Cranne está cozinhando sem calças. Taylor pergunta à House se gostaria de jogar e o médico mostra a bengala que estava consertando e o chama de idiota. Ele procurou por Locke, mas este continuava perdido. Resolve então jogar sozinho. Isso chama a atenção de Claire, que pede licença pra Chloe e vai puxar papo com Eric. Os dois falam de futebol e entram em completa sintonia. Isso chama a atenção de Bauer, que tem como missão salvar a líder de torcida e o mundo.

Alison tem então mais uma visão: irritado, Scofield pergunta se precisava ser mais óbvio e vira de costas. Dessa vez, a tatuagem vira um claríssimo rosto de Claire. Ela compartilha a visão com Locke, o homem que parece entender melhor os mistérios metafísicos, e diz que Claire tem uma aura ruim, e por mais que isso doa nela deve ser eliminada. Locke não pensa duas vezes: pega um facão e friamente segue caminho até Claire para matá-la. Antes que você, caro leitor, pense “essa história não faz sentido”, Locke enfia a faca na garganta de Claire e logo depois é alvejado duas vezes por Jack Bauer.

Testemunhando esse acontecimento terrível, Eric Taylor abre os olhos, enche o coração e não perde o lançamento perfeito de uma bolada na cabeça de Bauer, que cai duro. House chama Taylor de idiota por agredir o responsável por deter um agressor. Locke cai no chão ensangüentado e Abby, se recuperando da pior ressaca do mundo, grita dizendo que ele tem um hemopneumotórax e precisa de um dreno torácico. House pergunta por que diabos ela grita tanto durante a prática da medicina. Já Meredith vê Claire morta com uma faca enfiada na garganta e começa a se desesperar, pedindo pra que alguém faça alguma coisa. Nora se irrita e lembra que ela é uma cirurgiã!

Allison está em choque: queria Claire eliminada do jogo, não assassinada! E Chloe finalmente entende tudo: justamente por isso, ela grita negativamente quando Eric retira a faca da garganta de Claire, que se regenera em cinco segundos e depois se levanta, totalmente recuperada. Meredith e Nora gritam. Ambas desmaiam. House achou “cool” e pensou nas diversas linhas de raciocínio pra provar cientificamente o que diabos havia acontecido. Abby não estava prestando atenção: com os canudinhos do coquetel realizou com sucesso uma traqueotomia e uma introdução de dreno torácico em Locke, que apesar da dor, encontra-se estável.

Observando tudo de longe, Denny Crane se preocupa em estar alucinando, e começa a gritar dizendo que a vaca-louca dele piorou.

Depois de empurrar Lockhart na piscina, Claire retira os canudos de Locke. Ele agoniza. Ela então muda de forma e revela ser o mega-vilão Sylar.

Antes mesmo que pudesse revelar seu plano maligno, Chloe explica tudo: Sylar assumiu a forma de Claire para entrar no BBT, já que todas as vagas masculinas já estavam ocupadas. Ele pretendia eliminar todos os concorrentes diretos Heroes em audiência, a começar pelo protagonista de Prison Break, que fora assassinado durante o blecaute e teve o corpo escondido na tubulação. Seu próximo alvo era Jack Bauer, que estava desacordado e prestes a ser morto pelo vilão…

O cenário muda. Estamos agora na casa de Leonard e Sheldon, de The Big Bang Theory, onde os dois discutem fervorosamente na frente do laptop:

Leonard:

Isso não faz nenhum sentido! Desde quando o Sylar é transmorfo? Quando ele matou a Candice no episódio três da segunda temporada, estava sem seus poderes. E ele saber que faz parte de um seriado, e querer eliminar a concorrência, é uma quebra da quarta parede! Isso sem falar nos milhares de outros absurdos dessa sua fanfiction.

Sheldon:

Não vejo porque pensar assim. Até um nerd como eu – e isso usando uma convenção social não-opcional, cujo qual devo aceitar ser chamado de “nerd”, designação dada por outrem com capacidade intelectual inferior à minha – sei que Heroes está uma completa decepção, e nesse ponto somente com uma construção literária absurda, jump the shark, ela terá uma salvação. Quanto a Sylar ser metamorfo ou não, todos sabemos que o verdadeiro fã de Heroes fecha os olhos para os erros e furos mais absurdos.

Big Brother TeleSéries

Leonard:

E você vai matar o Locke?

Sheldon:

Alerta de spoiler: ele já está morto em Lost.

Leonard:

Mas… E como você fez pra utilizar personagens de séries que você não assiste, como Friday Night Lights, ER e Grey’s Anatomy? E por que Jack Bauer iria desmaiar com uma bolada? E por que não usar ninguém de Battlestar Galactica?!

Sheldon:

Primeiro: através do Wikipédia, ferramenta utilizada por seres de nível intelectual inferior, consegui informações de seriados que não vejo – aliás: por que cancelaram Justiça sem Limites e como diabos Grey’s Anatomy consegue tanta audiência? Segundo: já ouviu falar em “suspensão da descrença”? Refere-se à vontade de um leitor ou espectador aceitar como verdadeira as premissas de um trabalho de ficção, mesmo que elas sejam fantásticas, impossíveis ou contraditórias. É a suspensão do julgamento em troca da premissa de entretenimento. O mesmo motivo de acreditarmos que Clark Kent tem superpoderes e esconde a identidade usando apenas os óculos. Terceiro: Battlestar Galactica se passa no futuro. Não teria sentido.

Leonard:

Mas… E a tal da “suspensão de descrença”?

Sheldon:

Refere-se à vontade de um leitor ou espectador aceitar como verdadeira as premissas de um trabalho de ficção…

Leonard:

Certo! Mas há um grande problema nessa história: não acha que ao desenvolver uma premissa com personagens de outros seriados em um reality show, essa idéia não deveria ser seguida até o fim? Fazer os leitores sofrerem uma abrupta mudança de foco, como a salvação de Heroes, é a mesmo coisa que debochar da cara deles. Acha mesmo que vão engolir o final dessa sua história sem sentido?

Sheldon:

Leonard:

E?

Sheldon:

Suspensão de descrença. Refere-se à vontade de um leitor ou espectador aceitar como verdadei…

Leonard:

Boa noite, Sheldon!

Sheldon:

Boa noite. E agora de volta ao BBT. Ou como gosto de chamar: Big Bang Theory. Onde eu estava mesmo?

Séries citadas:

16 Comments

  1. Ana

    Muito booooom.

    A parte em que o House grita com Abby me fez dar MUITA risada aqui.

  2. Aline

    Huahauahauhua, adorei o Locke perguntando se era um flashback ou um flashforward, huahauhua.

    Muito bom o final também :D

  3. Carina

    Como assim, já acabou????
    Ficou muito bom e que final original!
    E adorei House questionando o motivo de Abby gritar tanto durante a prática de medicina :)

  4. Vinicius Silva

    “O agente federal entra no quarto onde Eric dormia e agressivamente ajoelha-se na nuca do coitado, e grita perguntando pra quem ele trabalha. Confuso, Taylor diz que para os Dillon Panthers”

    aiuaiuauihuauiauahuiaiuuiahahauiahuuahuauhiahuiuiuia
    nao me contive, bom demais.

  5. Márcio

    Otimo, muito engraçado, mas espero que continue, mas a continuação tem que ser tão boa como as duas anteriores, senão é melhor terminar por aqui mesmo, rsrsrrsrs.

  6. Márcio

    Ótimo, muito bom, espero que continue, mas tem que ser do mesmo nivel dos dois capitulos anteriores, senão é melhor terminar agora, no auge da temporada, rsrsrsrs.

  7. Camila

    “Meredith, extremamente arrependida de sua necessidade de transar com todo homem que investe nela, começa a chorar. Isso é demais até pra Denny Crane que resolve se mandar. E extremamente arrependido, pois sabia que Abby bêbada daria pra ele sem pensar duas vezes.”

    Faleci nesse trecho.

  8. Aaron Keau

    Muito bom mesmo, não esperava um desfecho tão bom, e baseado na “suspensão de descrença” rsrs fazendo com que cada leitor julga-se da forma que fosse mais coerente.
    “Leonard:

    Isso não faz nenhum sentido! Desde quando o Sylar é transmorfo?”

    kkkkk
    Flws Pessoal!!!

  9. Rodrigo B.

    Não vejo porque pensar assim. Até um nerd como eu – e isso usando uma convenção social não-opcional, cujo qual devo aceitar ser chamado de “nerd”, designação dada por outrem com capacidade intelectual inferior à minha – sei que Heroes está uma completa decepção, e nesse ponto somente com uma construção literária absurda, jump the shark, ela terá uma salvação. Quanto a Sylar ser metamorfo ou não, todos sabemos que o verdadeiro fã de Heroes fecha os olhos para os erros e furos mais absurdos.

    kkkkk…adorei essa parte. Dá pra ver totalmente o Sheldon falando algo assim. Parabéns, Thiago! Captou perfeitamente o espírito do personagem.

    No mais, é uma pena que acabou. Achei que a história fosse se desenrolar ao longo das semanas. Em todo caso, pelo menos foi bom enquanto durou. Vou fazer de conta que foi uma microsérie de dois capítulos. :)

  10. Thiago Sampaio

    Pois é… Já acabou =T

    A idéia original era fazer apenas um texto, mas acabou grande demais e teve que ser dividido em dois. O retorno da primeira parte foi tão legal que ficamos analisado, eu e Paulo (responsável pelas ótimas imagens), se dava pra fazer uma terceira parte, sendo essa com votação popular. Mas apesar dele sugerir ótimas gags, acabei sem material suficiente pra um outro texto…

    Eu já tava com receio de não conseguir manter bons comentários em relação ao primeiro por causa da reviravolta do final, mas apesar de menos comentado, parecem ter gostado. Muito obrigado por isso, e… vamos ver se pensou em outra coisa pra sessão de ficção do site.

    Obrigado de novo

  11. Andrea

    Bom, passou um pouco da hora, mas parabéns! É muito legal quando se abre espaço pra uma coisa bem feita e bem humorada nos sites, falando de coisas que a gente gosta. “Why so serious”? :D

    Mas…aham… desculpe aí, só pra ajudar… acho que vc quis dizer ‘ASpirante’ a jornalista, não ‘expirante’… o prazo dela ainda não acabou ;)

  12. Pingback: Review: ER – And In The End… » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account