Log In

Ficção (séries virtuais) Opinião

Big Brother TeleSéries – Parte 1

Pin it

Big Brother TeleSéries

A Rede Globo está exibindo a nona edição do Big Brother Brasil, com sucesso de audiência. Nos Estados Unidos, Big Brother pode não ir tão bem, mas outros realitys shows vêm incomodando e muito a audiência das séries roteirizadas. Logo, pensando na fórmula do “nada se cria, tudo se copia”, porque não imaginar a união desses dois universos e colocar personagens de seriados num reality show, pra ver se temos uma atração de sucesso?

Dessa idéia sem sentido, surgiu o Big Brother TeleSéries. Nossos participantes são os homens John Locke (Lost), Gregory House (House), Jack Bauer (24 Horas), Denny Crane (Justiça sem Limites), Michael Scofield (Prison Break) e Eric Taylor (Friday Night Lights) e as mulheres Meredith Grey (Grey’s Anatomy), Abby Lockhart (ER), Claire Bennet (Heroes), Chloe Sullivan (Smallville), Nora Walker (Brothers & Sisters) e Allison Dubois (Medium).

A casa está preparada: Vários quartos, apenas um banheiro, um piscina luxuosa, bar com um estoque interminável de bebidas, ridículas provas eliminatórias e câmeras espalhadas em todos os cantos para que possamos espionar os 12 freqüentadores da casa. Nossos heróis. Nossos guerreiros! Que comece o show da realidade!

Os participantes se acostumam à rotina. Michael Scofield não fala com ninguém. Só bisbilhota a casa, checando cada quina dos aposentos e deixando origamis no chão. John Locke é também introspectivo: além de examinar a casa, sempre abre as mãos pros céus no que parece um singelo agradecimento a um milagre, especialmente ao ver um bueiro no quintal da casa, que vira uma obsessão sua. Ambos são observados por Gregory House, que define a dupla como potenciais psicóticos… Ou autistas.

Além de House, outros dois profissionais da medicina frequentam a casa: Meredith Grey e Abby Lockhart. Todos achavam que as duas por algum motivo iriam se odiar, mas deu que se tornaram amigas. Enquanto Grey desabafa sobre seus casos, Lockhart fala da falta que sente do marido e do filho. Mas apesar de gostar de Meredith, Abby percebe em três minutos que a médica de Seattle tem uma presença muito enjoada e sobra pra simpática Nora Walker, a mulher de mais idade da casa, o papel de melhor amiga. As duas se dão tão bem que parecem mãe e filha.

Locke continua tentando abrir o bueiro.

Jack Bauer parece bastante preocupado. Ele não confia em ninguém, exceto Chloe Sullivan. Mas a garota da cidade de Smallville não entende as investidas de Jack: ele vive sussurrando em seu ouvido e pedindo pra que burle o sistema de vigilância da casa, dizendo que as vidas de centenas de milhares de pessoas estão em perigo. No fundo, ela acha que o agente federal a está confundindo com outra Chloe. Pelo menos a garota encontrou em Claire Bennet uma amiga: ambas são da mesma idade e parecem superinteressadas na mesma coisa.

Locke começa a tacar cocos no bueiro, mas até agora nada.

Eric Taylor atrai a atenção de Denny Crane. Conversam por um tempo até o técnico dos Panthers se afastar do advogado, pois viu nele a figura nada agradável de seu chefe em Dillon. Crane então se alia à House: suas idéias misóginas e simplórias pra qualquer tipo de assunto os unem e logo na primeira noite fumam um charuto. Já Allison Dubois se sente estranha: ela tem a sensação de que algo terrível vai acontecer.

Enquanto construía uma alavanca, John é chamado pra comer. Ele resolve ir pois não quer chamar atenção por causa do bueiro. Mas Scoffield o observa e resolve compartilhar um segredo: há duas formas de acessar o bueiro. Uma é explodindo ele com dinamite. Outra é pela porta sem cadeado da casinha ao lado. John não acredita que perdeu tanto tempo.

Quando se reúnem pra jantar pela primeira vez, Meredith usa a oportunidade pra contar os apelidos que deu aos homens da casa. Abby diz que é algo idiota e que deveria guardar pra si mesma, mas ela prossegue: McCareca pra Locke. House é o McBruto. Bauer ganha o apelido de McClock. Crane fica com McLawyer. Scoffield é chamado de McTatuado e Eric Taylor fica com o simplório McCoach – Meredith o trata com carinho especial, porque ele a lembra um sujeito que explodiu há alguns anos atrás.

House chama a médica de Seattle de idiota e pergunta quantos anos ela tem. Grey não responde. Diz apenas que essa é a razão dele ser o McBruto. Então cai no choro e foge pro quarto. Coach Taylor recrimina a atitude machista de House e as mulheres da casa vão ver Meredith, que chora tanto, mas tanto, que é ofendida por todas do grupo e recebe a sugestão de parar de agir como uma mimada idiota.

Os integrantes então são pegos de surpresa: já na primeira noite devem fazer uma votação pra indicar as duas pessoas que se enfrentarão no priemiro paredão do BBT. Meredith, que já perdera seu peso em lágrimas, parece não ter entendido direito o jogo (insisto, isso é jogo?!) e surta pedindo pra que todos os brothers da casa escolham ela, falando repetidamente “pick me, choose me”, até que todos a mandem calar a boca.

Big Brother TeleSéries

Meredith recebeu dez indicações e disputará o paredão com Denny Crane, que recebeu duas: na sua vez ele falou “Denny Crane”, e o segundo voto foi da própria Grey que não gostou de ter a bunda apalpada durante um abraço. Só então cai a ficha: ela percebe que em alguns dias poderá ser expulsa da casa. Com Grey esperneando, Nora vai tentar consolar a cirurgiã.

Sozinha, Abby resolve puxar assunto com House. Os dois são meio casca grossa e resolvem comparar as dificuldades do trabalho: Lockhart ironiza o fato dele atender só um paciente por semana e de ter levado apenas um tiro. O trabalho dela no County é muito mais perigoso. Nunca foi baleada, mas escapou de centenas de tiros, já foi sequestrada duas vezes, quase explodiu… Fora os colegas, que perderam braços, pernas e foram mortos esfaqueados e até mesmo em um acidente de helicóptero.

House ironiza, perguntando se ela não tem certeza de que o hospital dele é melhor. E puxa assunto, dizendo que se formou na Johns Hopkins e lá encontrou o melhor amigo que já fez na vida: Robert. Não Sean Leonard, mas Robert Romano, que foi trabalhar em Chicago. Abby diz que foi ele o cara do acidente de helicóptero. Primeiro o braço na lâmina traseira. E meses depois foi esmagado por um. Sorrindo, House pergunta se fora o mesmo helicóptero. Abby diz que os dois se merecem. É quando do nada, ele começa a sentir dores…

Irritado e chamando o resto dos participantes de idiotas, House sente pela primeira vez as dores na perna e abre sua mala pra tomar Vicodin. Pra sua surpresa, só encontra anticoncepcionais. De uma coisa ele está certo: não vai engravidar e Cuddy ficará chapada em algumas horas.

Depois que Grey cala a boca, Allison resolve contar que tem poderes sobrenaturais – Chloe e Claire pensam “grande coisa” – e que pode entrar em contato com os mortos. Dito isso, ela manda um recado do além pra Grey: um tal de Denny Duquette não para de pedir pra ser esquecido e implora pra ser deixado em paz.

Abby, que até então tinha se segurado bastante, resolve ir pro bar. E começa a beber. É quando o alerta de “mulher bêbada” chama a atenção de Crane.

Já que não tinham nada pra fazer, todos então resolvem beber. Exceção de Scofield, que continua examinando a casa, e Jack Bauer. Sem comer, dormir ou ir ao banheiro, a obsessão de Bauer na caça antiterrorista ganha um aliado: ele encontra na cama de Scofield um celular contrabandeado e o rouba enquanto o detento de Prison Break verificava o sistema de ventilação. Bauer envia um torpedo para Chloe O’Brian, pedindo que ela derrube o sistema de vigilância da casa.

Tudo fica às escuras. Com liberdade pra falar com a colega, ele pede informações dos 11 participantes da casa.

Pelo telefone, ele sussurra a todo o momento que não tem tempo. Bauer recebe informações apenas do primeiro nome da lista: “Bennet, Claire”. A mensagem de O’Brian faz Jack ter calafrios: “salve a chearleader, salve o mundo”. A energia volta.

É quando todos percebem que Scofield sumiu. Ele também não entendeu as regras da casa e aproveitou a queda de energia para fugir. Com sua saída, não resta outra opção a não ser a produção cancelar o primeiro paredão, pra alegria de Meredith e decepção dos outros.

Big Brother TeleSéries

Continua no próximo sábado…

Séries citadas:

56 Comments

  1. Aaron Keau

    KKKKKK

    Esse BBT superou minhas expectativas, ficou melhor que a produção do BBB9 e se der mole fica no topo das melhores audiências dos EUA.

    Muito bom, a espera do próximo episódio.

  2. Ana Cris.

    Demaiiiiis. Essa do Duquete e do Danny Crane, adorei.
    Parabens pelo BBT.

  3. Amanda

    Chorona ou não, foi exagero a Grey ganhar tantos votos assim de cara. Pegou pesado com a bichinha, sim. Agora, se você achou ela chata na primeira temporada (onde ela é o seriado e conquista a todos), nunca veja a terceira…

    No mais, achei o texto bem divertido e criativo. Parabéns.

  4. Pingback: Big Brother TeleSéries - Parte Final » TeleSéries

  5. Pingback: Review: ER – And In The End… » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account