Log In

Spoilers

Spoiler: Resumo da Semana (1 a 7 de junho de 2008)

Pin it

Cena de In Plain Sight

Verão nos EUA, o que resta para ver (ou baixar)? O TeleSéries foi atrás e traz esta semana reviews de duas estréias da semana que passou nos Estados Unidos. Swingtown, da rede CBS, aborda os reflexos da revolução sexual nas famílias americanas nos anos 70, e In Plain Sight, nova série policial do USA, traz a bela Mary McCormack (The West Wing) no papel de uma agente federal que trabalha na proteção à testemunhas.

E Battlestar Galactica segue a todo vapor. E temos ainda um review atrasado de Greek. São só quatro séries, mas vale a pena conferir e comentar!

Battlestar Galactica: The Hub (4×09)
Exibição: 6/6/2008
MVP: Mary McDonnell, Edward James Olmos

Finalmente descobrimos o que diabos aconteceu com aqueles que estavam a bordo da base cylon que foi surpreendentemente teleportada no final de Guess What’s Coming to Dinner. Laura é obrigada a tomar uma decisão sobre a sobrevivência de Baltar, que finalmente confessou que foi um dos responsáveis pelo Armageddon que quase destruiu a humanidade no começo da série. Enquanto isso, Helo se vê cada vez mais atraído por Boomer, quando na verdade ele era casado com Athena (ou seria o contrário?) durante a missão de resgate de Xena D’Anna. E a aliança entre humanos e cilônios atingiu seu maior dividendo até o momento: o Hub de ressurreição foi destruído. Se uma torradeira morrer a partir de agora, ela continua morta. E Edward James Olmos mais uma vez encheu meu olhos d’água com menos de três minutos de cena. About time. (Juliano Cavalcante)

Greek: No Campus For Old Rules (1×19)
Exibição: 15/5/2008
MVP: Scott M. Foster, Jake McDorman

Os Kappa Taus ganham ingressos para as finais do basquete universitário. Mas Spitter (Rusty), para impressionar Tina, acaba contando pra ela na frente de Dale que ganhou os ingressos e Dale e Tina acabam cortando mais esse direito das fraternidades. Com isso Cappie e os outros Titans resolvem lutar pelos seus direitos, mas como quase sempre acontece, as boas intenções de Cappie acabam prejudicando a todos. Com isso há uma reunião para que as regras temporárias contra as fraternidades se tornem fixas, mas com um grande discurso de Dale e outros melhores ainda de Cappie e Evan, as fraternidades ganham de voltas as regalias que elas possuem e os Titans vão poder ir ao jogo de basquete.

Vale destacar o relacionamento entre Evan e Cappie, que hoje em dia é feita de ressentimentos, mas ao mesmo tempo, mesmo os dois não admitindo, ainda respeitam um ao outro. E enquanto Casey não tomar sua decisão final de qual dos dois ela quer ficar, eles não conseguirão seguir em frente. Por falar em Casey, ela lutou tanto para ser a presidente do Zeta Beta, mas corre o risco de se tornar uma Frannie ou ser traída por ela.

E Greek caiu muito nessa segunda metade da temporada, e sim, é uma série descompromissada, e isso é o seu grande mérito, mas também pode ser o seu maior defeito. A série possui ótimos personagens e todos são cativantes, mas ao mesmo tempo escorrega às vezes. Por exemplo, às vezes nos deixa na expectativa o episódio todo por uma cena ou um diálogo e no final isso não acontece. Mas mesmo assim, é mais uma grata surpresa dessa temporada de 2007/2008. (Paulo Fiaes)

* Este episódio foi ao ar há 3 semanas mas, devido a falta de legenda, só está sendo comentado agora.

In Plain Sight: Piloto (1×01)
Exibição: 1/6/2008
MVP: Mary McCormack

Pra ser sincero não sou um dos fãs de séries policiais, a franquia CSI nunca me encheu os olhos, nem a dupla das segundas da Warner (Without a Trace e Cold Case). Mas nos últimos anos comecei a me interessar por algumas séries desse gênero como NCIS, Life e, principalmente, Dexter. Essa pequena introdução sobre meu gosto foi apenas para dizer que sou muito suspeito para avaliar um drama policial.

Nessa semana estreou In Plain Sight, sobre policiais federais (US Marshals) que fazem parte do programa de proteção as testemunhas. Pra ser franco, gostei do piloto, e em especial da personagem principal, Mary Shannon (Mary McCormack), que rouba a cena. Ela é complexa e cativante ao mesmo tempo. Mas mesmo vendo poucas séries policiais, eu achei a personagem dela um pouco comum, um pouco clichê. Mas, enfim, gostei mais dela do que os Grissoms da vida (porque será que estou tendo a sensação de que vou ser linchado agora?)

Sobre o episódio, foi assassinado o filho de um criminoso que estava no programa com sua namorada, e os Marshals tentam descobrir se o crime foi provocado pelos os criminosos que iam ser acusados ou se a garota e o garoto apenas estavam no lugar errado e na hora errada. Além disso, teve a festa “surpresa” para Mary, que nos fez conhecer um pouco de sua problemática família. Vou continuar assistindo por mais algumas semanas, para poder formar uma melhor opinião sobre a série. (Paulo Fiaes)

Cena de Swingtown

Swingtown: Piloto (1×01)
Exibição: 5/6/2008
MVP: Molly Parker, Mirian Shor

Estreou essa semana a polêmica série sobre os swingers nos anos 70. E pelas opiniões que ouvi até agora, o piloto agradou, mas não sabemos se a série vai continuar por muito tempo em uma TV aberta americana. Eu particularmente espero que sim, talvez por não acreditar muito na série, acabei com um gosto de quero mais.

O episódio mostra a familia Miller se mudando para uma nova e espaçosa (coisa que eles fazem questão de ressaltar durante o episodio) casa e com isso conhecendo seus novos vizinhos, os Deckers, que são um casal adeptos ao swings (troca de casais, se é que alguém tem alguma dúvida). O mais interessante do episódio foi justamente o que senti ao assistir o piloto de Mad Men, onde as mulheres certinhas (por assim dizer) acabam influenciadas pelas mais modernas, e as mais modernas invejam a tal “inocência” das mulheres certinhas.

Achei o episódio um pouco apressado em colocar os Millers na cama com os Deckers, eu até entendo essa vontade de experimentar o novo, mas no dia que conhecem o casal e que ficam sabendo do que eles fazem? Achei a reação de Janet Thompson (Mirian Shor) mais adequada, ao mesmo tempo em que recrimina aquilo tudo, parece ter um certo desejo de sair um pouco dessa vida pacata. É cedo para avaliar a série, mas me pareceu muito interessante. Achei estranho uma adolescente falar abertamente com a mãe sobre o sexo, sendo que o pai dela iria bater no seu irmão mais novo se descobrisse que ele pegou as revistas pornôs. Mas com certeza, irei ver os próximos episódios para saber se vai oferecer mais do que apenas sexo entre casais. Até agora me pareceu que sim. (Paulo Fiaes)

Legenda:
MVP é a sigla Most Valuable Player, termo usado pela imprensa americana para indicar o melhor atleta em um evento esportivo. Foi adotada pelos fãs de seriados para indicar os atores que tiveram a melhor performance em um determinado episódio.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

10 Comments

  1. Darth Cesar

    Hello e Boomer?!!! aliança entre humanos e cilonios?!! caramba quanta novidade, mas a melhor é s/ esse Hub, seria essa a solução da guerra e a possibilidade de paz para os humanos na terra?

  2. Mica

    Com sorte consigo BSG hoje…mas do jeito que a zica anda, sei lá.
    Doctor Who eu só assisti hoje (para vocês terem uma idéia), mas adorei o episódio. A maior revelação de todas foi a hora que a River Song fala algo no ouvido do Doutor e que só no final ficamos sabendo do que se trata. A grande pergunta é: o que isso quer dizer realmente sobre o futuro do Doutor?

    Obviamente ainda não assisti as séries novas, e quando ver BSG eu comento.

  3. Luiza

    Tenho acompanhado BSG ,que é uma das minhas series favoritas,mas tenho uma dúvida,os eo. lá nos states não são semanis?Fui procurar o torrent e não tinha nada… e também vai ter uma pausa,não é isso.?

  4. Patricia E.

    Apesar de ser um recurso dramático pra lá de batido, gostei das visões de Laura Roslin com a finada sacerdotisa. Elas serviram pra ela refletir sobre o que ela estava se tornando, sobre aquilo tudo do qual ela abriu mão no caminho, afastando-se de todos e de sua própria humanidade.

    Baltar e Roslin foram o destaque deste episódio. Os dois tentando conversar com o híbrido, discutindo e depois tentando trabalhar juntos foi hilário. E quando Baltar é ferido (enquanto tentava “converter” um centurião cylon, outra cena impagável), Roslin se vê com a vida dele em suas mãos e por um momento pensa em deixá-lo morrer depois que ele confessa ter ajudado os cylons a derrubar as defesas coloniais, sendo ele portanto, co-responsável pela quase aniquilação da raça humana. Mas será que ele sobrevive pra responder pelo que fez?

    Adorei quando a D’Anna encarnou a Xena. O FDP do Cavil teve o que merecia. E depois me acabei de rir quando ela fala na lata pra Roslin que ela é um dos cinco cylons finais e depois ri da cara de c… da presidente (e também da nossa, com certeza).

    “Enquanto isso, Helo se vê cada vez mais atraído por Boomer, quando na verdade ele era casado com Athena (ou seria o contrário?) durante a missão de resgate de Xena D’Anna.”

    Na verdade aquela ali não era a Boomer, mas uma Número 8 que acessou as memórias da Athena quando ela ressuscitou da última vez. A Boomer era aquela que estava com o Cavil quando a D’Anna foi “tirada da caixa”. Resta saber se ela conseguiu escapar da explosão do Hub. Esta personagem foi a que mais se f… na série toda, sem sombra de dúvida. Mas tenho a impressão que esta não foi a última vez que a vemos.

    O Helo continua tendo suas crises de consciência nas horas erradas. Ele mereceu as alfinetadas que levou da Roslin…

    Pra algo tão importante esse Hub estava vulnerável demais… A não ser que a guerra civil tenha deixado as defesas deles em frangalhos…

    Luiza, vai ter pausa sim. Semana que vem tem o mid-season finale –“Revelations”… depois, só em 2009. :(

  5. Mica

    Já será na semana que vem!??? O.O Parece que foi ontem que começou… Ainda não consegui acreditar que eles realmente dividirão a última temporada em duas partes. Aiai, que tristeza.

    Btw, Paty, teve notícias da nova temporada de Spooks?

  6. Patricia E.

    Ops, esqueça o semana que vem. O episódio de BSG passará no dia 13/06. “Spooks” deve voltar em setembro/outubro. Só não sei se vão manter o formato da 6ª temporada (um arco de histórias que se estende por 10 episódios — que me agradou) ou voltam ao formato de uma história fechada por semana (que já dava sérios sinais de desgaste).

  7. Daisy

    Ainda não assisti BG, estou esperando o último pra assistir os últimos 5 de uma vez.
    Assisti o piloto de In Plain Sight, como disse o Paulo Fiaes, apesar do clichê da personagem, gostei do que vi. E deu pra rir em algumas partes.

  8. Mica

    Finalmente assisti o episódio, amei e concordo com tudo que a Paty disse ^_^ (inclusive sobre não ser a Boomer, Juliano).
    E sem dúvida nenhuma as melhores cenas foram as com o Baltar. Ele estava maravilhoso. Adorei ele tentando convencer o Centurião de que ele deveria ser algo mais que um escravo (as caras que ele fazia eram impagáveis) e depois confessando sua culpa para a Roslin. Mas não acho que ele tenha que pagar por esse erro em específico. Até admito que o Baltar deveria ter agido diferente, afinal tinha acesso a informação perigosíssima, mas ele não sabia que estava trabalhando para os cylons. Por tudo o que ele aprontou depois ele deve responder ou já respondeu, mas por aquele erro inicial ele pagou tanto quanto toda a humanidade.

    Espero que a Boomer não tenha morrido.
    Será que D’Anna volta com o cabelo mais bonitinho? Odiava o modelito de antes de encaixotarem-na.

  9. Pingback: USA renova In Plain Sight » TeleSéries

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account