Log In

Reviews

Review: The L Word – Lost Weekend

Pin it

Cena de Lost Weekend
Série: The L Word
Episódio: Lost Weekend
Temporada:
Número do Episódio: 28
Data de Exibição nos EUA: 15/01/2006
Data de Exibição no Brasil: 23/07/2007
Emissora no Brasil: Warner

Prólogo: 1979. Point de pegação gay masculina em San Francisco. Uma mulher andrógina perambula pelo local. Dois rapazes lhe param; um deles lhe pergunta se ela está perdida. “Eu procuro por sexo”, ela diz. “Bem, mas o ponto dos gostosões hétero é mais adiante”, diz o outro. “Eu procuro por garotas”, responde a moça. Então os dois lhe indicam um terceiro ponto, mais adiante, onde supostamente haveria garotas sedentas por sexo com ela. A mulher dá sorte: chegando no local, ela pega uma garota com um crucifixo pendurado no pescoço. Nós sabemos que ela tem um crucifixo pendurado no pescoço porque bem na hora em que ela tem um orgasmo e grita “Oh, Jesus!”, a câmera focaliza o objeto. Sabe como é, caso alguém tenha esquecido quem é Jesus, e tal. Sutileza, teu nome NÃO é The L Word. Não que eu reclame, claro. Para mim, o charme camp da série é o que me faz seguir viciada. Enfim, essa foi mais uma conexão no Gráfico: a mulher andrógina é Teri (a mesma que seduziu a garotinha no prólogo do primeiro episódio), e a garota do crucifixo é Toni.

Cena de grupo: a gente sabe que uma série sobre um grupo qualquer de amigos está tendo problemas quando as cenas grupais começam a rarear. Neste quesito, este episódio bate qualquer recorde: apenas uma única cena reúne todas as personagens que estão na cidade. E nem é uma grande cena nem nada, porque elas estão todas absorvidas demais em seus próprios umbigos para realmente prestar atenção no resto.

O local é The Planet, óbvio. Shane e Carmen estão irritantemente fofas no papel casalzinho apaixonado. Bette e Tina olham com inveja. Fica claro que a vida sexual e amorosa delas é hoje peça de museu. B&T estão preparando a festa de “semi-aniversário” de Angelica, que está completando seis meses. S&C não podem ir porque irão à festa de quinze anos da prima de Carmen. Alice e Helena estão chegando ao encontro, mas Alice interrompe a caminhada até elas porque está certa de que as amigas estão, na verdade, planejando sua festa surpresa de aniversário porque, afinal de contas, quem festeja seis meses com uma festa, certo? Quando finalmente se unem ao resto do grupo, Alice pede a B&T para levar Helena à festa. Bette faz todo um movimento de fêmea-alfa para Helena, mas é em vão: aquela Helena da segunda temporada se foi, para todo o sempre, e esta que se diz Helena só sabe sorrir e ser simpática. Como não há mais perigo algum, Bete aquiesce. E esta foi a única cena de grupo do episódio.

Jenny e Moira: o episódio inteiro focaliza a road-trip das duas em direção a Los Angeles. Elas estão conversando na estrada (ok, “conversando” não é a palavra mais apropriada, mas este é um site de família), quando Moira diz que sua ex-namorada costumava fazer aquilo com ela. Ao que Jenny retruca, com olhos mais loucos que o de costume:

Mas eu não sou sua namorada!

Moira, para os que não lembram, é aquela garota butch com quem Jenny ficou no episódio anterior, e que se propôs a fugir para LA com ela. Mas aos poucos vamos percebendo que ela é um pouco mais do que simplesmente uma garota masculinizada. Primeiro, ela faz xixi de pé. (Como ela consegue eu não sei, mas eu pagaria um bom dinheiro para aprender a técnica). Segundo, ela é confundida mais de uma vez na estrada com um homem. Aliás, ela inclusive se apresenta como Max para um casal de meia-idade que acha que ela é o “marido” de Jenny. E aparentemente ela curte bastante esta confusão que provoca nos demais.

Até o incidente do banheiro público, claro. Elas param em um posto de gasolina na estrada, e Moira entra no banheiro feminino. Uma garota fica chocada com um “garoto no banheiro”, mas ela responde que é uma garota. A menina então sai do banheiro e incita seus amigos a baterem nas duas, porque são “umas bichas freaks”. Agora, eu apóio toda e qualquer tentativa de darem uns tabefes na Jenny, mas devo admitir: ela até que se sai bem nesta cena. Um dos garotos começa a bater em Moira/Max; Jenny tira o aparelhinho que dá choques nas pessoas de dentro do porta-luvas do carro, atinge o garoto, e diz:

Nós não somos “bichas”; nós somos “sapas”, seu ignorante.

Naquela noite, elas param em um típico bar gay de cidade do interior (ou então o somos levados a acreditar, já que eu nunca fui em um bar gay de cidade do interior, típico ou não) e resolvem tomar porre de tequila. Uma garota lança olhares sugestivos para Moira; ela aproveita e a tira para dançar. Quando Jenny vê as duas juntas, ela tem um piti, se mete entre elas, faz ceninha de ciúmes, e manda Moira levá-la de volta para o hotel. Ao chegar lá, fica parada, olhando para o nada, enquanto Moira fica tentando entender o que se passa na cabeça de Jenny. Te digo o seguinte, Moira: se algum dia conseguir, você estará pronta para descobrir a cura do câncer e para promover a paz entre palestinos e israelenses.

Aparentemente, elas conseguem se acertar, porque na noite seguinte elas já estão em outro bar gay de beira de estrada (sério, por onde essas duas andam viajando?), dançando e bebendo com os ursões, e ligando para a Shane para avisar que elas estão quase em L.A.

Alice e Helena: Alice está fazendo terapia em grupo por causa de sua obsessão com Dana. Na saída, encontra Helena, que virou a pessoa mais legal e bacana do universo (arruinando completamente o personagem para mim, mas tergiverso). Helena lhe diz que tem um presente para ela: contratou um serviço “especialmente para lésbicas”. O “presente” sai do carro; é uma mulher de calça de moletom e camisa pólo. Alice, por algum motivo, acha que Helena lhe contratou uma prostituta, o que demostra que ela está ainda mais perturbada do que acreditávamos. Não; na verdade, Helena lhe contratou um serviço de faxina. No apartamento, Helena e a moça da limpeza se deparam com o santuário para Dana. Depois de muito discutir, Alice concorda em se ver livre de algumas coisas, mas não do display de corpo inteiro da tenista.

Mais adiante no episódio, elas chegam na casa de Bette e Tina para a festa de aniversário de Angelica, que Alice ainda tem certeza absoluta que é uma festa-surpresa para ela. Elas tocam a campainha e uma menina vem atender:

Oi. É você que é a palhaça?

Alice abre aquele seu sorriso maroto e responde:

Não. Eu sou a aniversariante.

Pausa. Ela olha em volta e vê apenas crianças, balões, docinhos, e nada de suas amigas. Cai a ficha. Ela completa:

E também a palhaça.

Helena, então, como o maravilhoso ser humano que é (argh!), chama Bette e Tina em um canto e conta tudo, sobre as expectativas frustradas de Alice e tudo mais. Bette e Tina reconhecem que esqueceram do aniversário da amiga, mas econtram um espacinho no bolo de aniversário para escrever o nome de Alice. O sorriso que Alice faz quando vê o bolo compensa qualquer coisa. Até porque, de acordo com ela mesma, ela conseguiu passar uns 47 minutos sem pensar em Dana.

Dana e Lara: sabe o que você ganhou por ter separado o meu casal favorito, Dana? Apenas uma cena significativa em todo o episódio. E ainda por cima, bem sem graça. Resumidamente, é com as duas na banheira, e Lara reclamando que Dana ainda não foi ver o médico por causa do caroço no seio. Prossigamos.

Kit: grandes planejamentos para mais uma noite especial no The Planet. Desta vez, é uma festa-cassino dirigida ao público feminino, a Viva Las Vulvas! (Pausa para risadinhas). A noite está sendo planejada por Billie Blaikie (participação especial de Alan Cumming), aparentemente um dos mais importantes nomes no mundo do planejamento de eventos gays da cidade.

Tudo transcorre na mais santa paz, até que David, o filho que Kit passou praticamente a vida inteira sem ver, chega no local. Kit pergunta o que ele acha, e ele começa a falar mal de tudo e de todos, em como aquele ambiente é degradante e todos vão acabar no inferno de qualquer modo, etc. Kit fica insultada, especialmente depois que ele chama Billie de freak, e resolve contratar Billie para gerente do Planet. Agora, quem sou eu para dizer uma coisa dessas, mas… se você abriu mão do direito de criar seu filho (por qualquer que seja o motivo), será que você tem direito de repreender qualquer pensamento que ele tenha, por mais reacionário que seja? Só tô dizendo…

Shane e Carmen: um dos melhores momentos da série em todas as temporadas: Shane de vestido. E tênis. E cueca. É quase como ver um menino de cinco anos cuja irmã mais velha obrigou a se vestir de menina por pura diversão (não que eu saiba disso por experiência por ter tido um irmão mais novo, que fique bem claro). Obviamente desconfortável, Shane diz para a namorada:

Eu me sinto como uma piñata.

Ao que Carmen retruca:

Você é pequena demais para ser uma piñata. Está mais para o bonequinho do bolo de um casamento de travesti.

E por amor à namorada, e por se sentir tão bem-vinda em sua família, Shane concorda até em usar sapatinhos de salto. Mas é claro que sua nova mãe não ia deixar barato: assim que as meninas chegam ao salão improvisado onde as mulheres se vestem para a festa, ela insiste que Shane também faça o cabelo e a maquiagem.

O resultado? Shane fica estranhamente parecida com Angelina Jolie, com uma maquiagem forte nos olhos e uma peruca de cachos. Mamãe Morales fica feliz da vida, e resolve apresentá-la para um rapaz solteiro (não esqueçam que Carmen não é assumida para sua família, e sua mãe faz o possível para tapar o sol com a peneira e tratar Shane como a “melhor amiga” de Carmen). O rapaz então resolve pedir a ajuda justamente de Shane para conquistar Carmen, ao que ela responde, diplomaticamente, que “nem sempre conseguimos o que queremos”. Ou em outras palavras: sorry, mas você não tem seios, Luis.

Cena de Lost WeekendMais tarde, em casa, as duas protagonizam uma das cenas mais quentes de toda a história da série: Carmen faz um strip tease particular para Shane. Não sei explicar direito, talvez seja porque a cena é sutil, talvez seja porque a Sarah Shahi tem um corpão, mas raras cenas desta série foram tão excitantes como esta. Mas daí o telefone toca, e é a Jenny interrompendo tudo para avisar que vai voltar para casa. Oh, céus, essa mina é mala em qualquer situação!

Bette e Tina: no que elas estavam pensando? Ok, elas precisam de uma figura masculina presente na vida de Angelica, se não pelo fato de que é interessante expor seu filho a ambos os sexos não importa quantas pessoas existam em sua família, ao menos porque a assistente social sugeriu fortemente no episódio anterior que isso seria um fator determinante para sua segunda visita para analisar o pedido de adoção de Bette, certo? Então, em uma situação destas, o que vocês fariam? Aposto que QUALQUER COISA, menos pedir para um sobrinho que vocês não vêem há uns 25 anos e que é comprovadamente reacionário para ocupar este lugar.

No entanto, mesmo que vocês pensassem que “tá certo, vale tentar, vai que ele tem um lado terno que a gente não conhece, né?”, eu duvido que vocês deixariam para contar para ele o motivo de ter-lhe convidado para a visita no exato momento em que a assistente social chegasse em sua casa. Porque, se algum de vocês fosse estúpido o suficiente para fazer qualquer uma destas coisas, o resultado poderia ser algo do tipo, sei lá, o rapaz dizendo que não aceita este papel bem EM FRENTE à assistente social já que, em alto e bom som:

Não acredito em adoção gay.

Pois é. Depois de meter o pé na jaca nessa situação, elas resolvem convidar Angus, o carinha aquele da escola de música do primeiro episódio, para ser babá de Angelica (o que finalmente justifica o nome dele nos créditos iniciais desta temporada). Mas este é o único problema que elas conseguem resolver; cada vez mais distantes, a comunicação entre elas está para lá de precária. Em uma cena, Bette admite o medo que sente em não conseguir um emprego ou não conseguir adotar Angelica, e Tina permanece dormindo.

Por essas e outras, Bette tenta sair desta situação se aproximando da filosofia budista, enquanto Tina… faz sexo online com outros homens! Oooooohhhh, essa temporada promete!

(Nota pessoal: gostaria de agradecer a todas as pessoas que deixaram comentários na minha primeira review de TLW, e dizer que eu li todos, mas não respondi porque fiquei um bom tempo longe do computador por causa da minha viagem de férias e quando eu voltei o texto não estava mais na página principal do site. Também gostaria de pedir desculpas pela demora nesta segunda review, mas eu tive alguns problemas pessoais nos últimos dias que também me deixaram longe do computador).

Séries citadas:

é jornalista, professora de inglês e autora do blog Moda Fora de Moda. Fã de The Closer, The Office e How I Met your Mother, e viúva inconsolável de Arrested Development e Lost. Tem um gato chamado Tony Soprano.

40 Comments

  1. Sandra

    Muito bom este review, é como alguém disse no 1º que vc fez: se vc perdeu o episódio, pode lê-lo que está tudo aqui. Já vi a 4ª temporada e acho que esta terceira tem muito furo no roteiro, muitas mudanças sem explicações, e isso quase me fez desistir da série após o episódio 10. O excesso de personagens, que aumenta ainda mais na 4ª e os poucos episódios, apenas 12 por temporada, deixam a sensação de que a autora queria dizer mais, porém acaba se enrolando na edição. Conseguir engolir esta temporada e chegar a dar chance à 4ª, é o grande desafio, mas fiz isso e valeu a pena.

  2. walter ferreira

    Congrats pela grande review, num pude ler a do primeiro ep, mas apartir de agora passo sempre aqui para conferir as reviews de The L Wod, serie que amo e assisto desde a primeira temp!!!
    Viva a shane e ( seguimos aguentando) a jenny crazy eyes. rsrsrrsrs

  3. M...

    Ótima review fer,muito boa mesma e concordo com vç em relação a jenny, n sei vç mais eu n aquento mais ela e além de tudo é uma tremenda estraga prazer o que que ela tinha tinha que liga pra casa da shena bem na hora do strip tease da carmen quazi entrei na tv e matei a porra da jenny naquala hora.. A cena do strip tease foi com certeza uma das melhores de toda a série ate hoje amei,amei,amei,amei foi linda e continuo dizendo a quimica que rola entre as atrizes é inclivel,imprecionante ate hoje fico pasma com as cenas,principalmente essa…

  4. Fer Funchal

    oi, Sandra, sabe que eu acho esses “furos” um dos charmes da série? sei lá, eu provavelmente não aceitaria muito bem nas outras séries q eu acompanho, mas em TLW eu curto o fato de que cronologia nenhuma bate, personagens somem sem explicação, etc. hehehee.

    Walter, a Jenny é uma louca, mas eu honestamente não sei se iria gostar da série sem ela. e na quarta temporada ela fica ainda mais insana! :-)

    Kicha, melhor cena do episódio, hands down. mas isso eu te falei qdo a gente assistiu, né?

    M., realmente, a química entre a Carmen e a Shane é uma das melhores na série. mas pra mim ng bate Alice e Dana. elas sim são um dos meus cinco casais favoritos de todos os tempos em seriados.

  5. Lilly

    Nossa… descobri a série assistindo uma reprise na Warner, então depois uma amiga me emprestou a primeira e a segunda temporada.. me apaixonei! Estou assistindo a terceira temporada, mas confesso que não resisto a tentação e entro direto no orkut para saber novidades da série, pois ela já está indo para 5º temporada!!!! Ah Warner poderia passar a série mais vezes na semana, assim dava uma acelerada! Se alguém é apaixonada pela série como eu, me adicionem no MSN, llillyh@hotmail.com . Beijos!

  6. Fer

    Oi Gente, nossa AMEI esse site, eu assisto The L Word faz pouco tempo + to total viciada… Sou Hetero mais acho a Serie D+, e vamos combinar que Shane e Carmem são perfeitas juntas e realmente a cena dela fazendo strip tease é otima hahha, bom passei quase 1 e poco lendo varios comentarios, e queria saber mais das prox. capitulos, pq uma vez por semana é muito pouco não aguento hehehe… Bejooo Meninasss

  7. sil

    oi sandra1, vç tirou as palavras da minha boca era exatamente isso que eu tambem notei em the l word apesar de ter gente que percebi mais n liga é realmente um cumulo que exista tantos buracos e tantas mudanças nos personagens etc…
    A gente ver a cada temporada a IC trazer e + e + personagens pra historia e quando nos damos conta a temporada acabou e os personagens ficam meio sem sentido na historia tanto que as vezes da ate raiva de Certos personagens só pelo simples fato de n estarem acrecentando nada na historia ou por que a sua presença ali ja n é mais justificada como por exemplo(papi, peige, etc), outra coisa que tambem notei são as constantes mudanças de personalidades de certos personagens sem a menor explicação como (kit,helena,shane,betty e tina), explicando melhor:o que são a tina e betty da 3 temporada n vou nem comentar..kakakak
    ai vçs perguntam e o resto citadas a cima..
    Bem quem asistiu a 4 temporadas e viu a kit,acho que n presiso falar n é vçs entenderão… Mas as piores mudanças vieram com os personagens helena e shane, á shane a gente ate entende por que ela ficou daquele jeito na 3,afinal com uma mulher daquelas do lado estou me referindo ao furação(carmen)quem n ficaria tonta, mais na 4,nossa nem meresi comenterio tambem…kakakaka onde esta,onde estar,ate hoje estou procurando a helena da 2 temporada por que aquilo la que ta na 3 e 4 n é a helena,que aprendir a odiar e amar..
    Não sei qual é o problema da IC ou o porque de tantas mudanças na personalidades dos personagens e o pior sem explicação nenhuma, sinceramente espero que ela resolva isso na 5 temporada por que do jeito que esta n da pra ficar…
    e espero que ela traga de volta as verdadeiras shane e helena e tirem aquelas copias baratas delas…

  8. Soninha

    mto show o review.. pelo menos a parte q, naum demonstra inseguranças quanto a imposições do autor.
    Adorei a Shane, embora naum possa ver a séria completa (sou bi) e tenho q. pegar leve.
    Adorei a Shane mais do q. as outras, soh de vê-la me parece a parceira ideal.
    Naum gosto de mulheres q. parecem homens, nem de mulheres mto cheia de frescuras.. gosto da androginia. E a Shane me passa isso. Naum sabia q. ela tinha aparecido de cueca (q. pena) cuecas são para homens.
    Odiei a cena da Moira (mas, cd um, cd um) q. ela mija de pé.
    Somos mulheres, perfeitas e sempre devemos olhar para o nosso umbigo e escolher a SÓ NOSSA FELICIDADE.

  9. fer

    Gente… isso vai ser um desabafo…
    Sou hetero… mais fico meio assim quando vejo a serie, e gosto muitooo da serie… sera q. so lesbica/bi?
    bejoo

  10. sil

    respondendo a sua pergunta FER 11,n ou pelo menos no meu caso n, eu sou hetero mais no entanto amo de paixão a série ela vai muito alem da opição sexual de uma pessoa, apesar de ser uma série feita para o publico gay, ela abrange varias situações que são vividas por heteros, então no meu ver THE L WORD é uma série sem preconceitos ou seja pro todos os publicos tanto gays e heteros…

  11. Sandra

    Concordo com a Sil. As situações abordadas podem muito bem ser vividas por um casal que não seja lésbico.
    Tina e Bette, por exemplo, na 1ª temporada encararam o desejo de ter um filho, o desgaste de uma relação de 8 anos, o aborto da Tina, os problemas de trabalho da Bette e sua traição. Todas essas situações são encontradas, num casal do mesmo sexo ou não.

  12. luciana

    Oi gente, depois da IC ter tirado a personagem Carmen(Sarah Shahi) que cresceu muito no papel na 2*e 3*temporada, alguém acha que a atriz vai relevar e voltará a participar da 5*temporada?
    Bjs

  13. sil

    sinceramente não!tenho amigos que moram nos Estados Unidos eles são viciados na série(mais ate do que eu),e eles juram que rolão um boato que o verdadeiro motivo pela qual a SARAH SHAHI n querer voltar pra série,seria por que ela estaria ainda chatiada por que justamente quando seu personagen crecia na série ele foi retirado sem nenhuma explicação,então eu n sei, mais lembramos que quando a atriz que fez a marina saiu na 1 temporada surgiu esse mesmo boato e vejão só,ela so voltou na 4 temporada e mesmo asim pra uma participação(coisa que eu achei ridicula),por que n deixa-la de ves,a série so teria a ganha..
    Penso que no geral a IC so fez 2 besteiras a 1 ter matado a DANA e a 2 ter tirado a CARMEN.. mais acretito que ela n volte na 5!!!

  14. Paulie

    Gente,,,maravilhooooso review,,,,nussssssssss,,,, e qt a volta da Sarah Shahi,,,,,,tenho lido em alguns sites q ela volta sim na 5temp. e sei q ela saiu da serie pq pediu pra sair,,,,,,,,tinha outros projetos e o namo dela tbm tava tendo crises d ciumes,,,,,,,,,pelo menos foi isso q eu li,,,,,,,,,,,,,,mas como td no meio artistico é feito d mt especulaçao, sabe la se é verdadde realmente né nao,,,mas segundo alguns sites foi ela propria q pediu pra sair sim,,,,,,,,,,mas axo q a IC de veria ter feito outro final pra Carmen e nao aqele ridiculo d ser deixada no altar,,,,,,,mas vamos ver se ela volta triunfante na 5temp. como tao falando,,,,,,,,,,,bjssssssss meninas!!!!!!!

  15. sil

    paulie vç dise que ela saiu por que o namorado dela tava com ciumes,oxi mais de que?????
    afinal é tudo ficção n! que idiota esse namorado dela n????e tambem axo que a IC deveria ter feito outro final,tambem achei muito sem nosão aqueli, e afinal tambem é muita idiotisi da sarah sair so por causa do namorado n??se bem que rolavam uns boatos que ela tinha um lance com a Katherine Moennig, então????

  16. F.Rosa

    Acho toda serie maravilhosa.Adoro a Bete e a Tina, formam um casal lindo, e tem quimica sim!!!de todas maneiras.Mulheres lindas, gosto muito do jeito serio da Shane, mas nao admiro seu jeitao mais do que androgino,prefiro as mais delicadas, todas. A Warner esta de parabens!!

  17. Paulie

    Sil, vc tem razao qt ao namo da Sarah, idiota mermo,,,,mas sa cenas com shane eram loucas vc num acha? masa Sarah nao saiu da serie so por causa do namo nao,,,ela tinhas outros projetos,,tipo a nova serie Life q ela ta fazendo,,,

  18. sil

    ata paulie!!!!e sim as cenas eram incriveis mesmo,outra coisa vç ja asistiu a nova série dela???é boa???por que mim diseram que é muito sem graça.é mesmo???

  19. Fer

    Nossa as cenas delas juntas SÃO as melhores, pena que nessa 3º temporada tão meio “xoxas”… eu so acompanho a serie pela Warner e por sites msm, então sei lá… hj vai passar episodio inedito neh?! queria saber mais e mais… hehehe… que bom que achei esse site muitoooo bom, aqui o pessoal gosta msm da serie…
    Bejoo Gente

  20. Paulie

    Sil,,,,a Sarah tava fazendo uma serie mt chata msm,,,,mas n sei se era essa serie policial q falei,,,,,,acho q era outra! essa chata q naum lembro o nome agora,,,,,,vi alguns ep na net,,,,e é chata demais,,,,essa life inda n vi nd,,,

    Fer,vc pode assitir pelo youtube se nao qiser baixar os ep,,,,,,tem tdas as temporadas,,,

    Se souber d novas,post aqi, blz? bj meninas!

  21. Pa

    Fer…se eu fosse vc mataria essa curiosidade rapidinho…vc é feminina? o que vc curte? a carmen ou uma shane? bjs

  22. Fer

    Pa… Hahahahaha Sou sim, já fiquei com uma menina, mais tava muito loca hahaha acho q. não conta… prefiro femininas tbm… Carmen é perfeita… so não vale comparar com a Shane… ela é um caso aparte… e vc? Bejoo

    Paulie… Brigadaaa guria, vo rocurar no Youtube… e qq novi post aki pra gente… Bejooo

  23. Pa

    Hum feminina…isso é mto bom…kkk…bem se vc ja experimentou a fruta eu nem preciso dizer que sabor tem né?! apenas de “quero mais”…ahahah…mas será melhor ainda qd vc provar sem estar louca…

    eu tb sou MTO feminina….em todos os detalhes…mas estou vendo que vc é so Sul né?! eu sou de sampa…me escreve…email pa_framboesa@hotmail.com.

    bjs

  24. nicole

    Poooooooo num falem mal da shane naooo !!!
    a shane e a unica que faz a serie fikar legal…
    alem de me deixar louca ela e a melhor de todas da serie…mais as outras são boas tambem … achei bom que a carmen tenha ido embora eu ja tava morrendo de ciume da shane mesmo!!:D
    mais oia esse seriado foi muito boum a melhor das melhores .. nunca vi um seriado que mostrasse tao bem de fato a vida de homossexuais ainda mais de lésbicas . acho muito bom forte!

    um beijo a todos ;;principalmente a Kate moennig!

    fala serio ela e fantastica e a melhor de todas!

  25. juliana

    Poow a shane e legal,a carmen era maoir ficção!
    ela teve de ir embora…nem colou mais sendo que a shane nao tem nada a perder com isso afinal ela e muito da pegadora mesmo né?!
    açlksalskçaslçkal!! mais achei sacanagem da carmen (sarah shahi) ter saido! pooooooww ta passando o comercial aque na minha tv!! tchau tchau!
    ;D

  26. m

    é mesmo maior sacanagens,da sarah shahi odiei ela ter saido logo na hora que eu tava me acostumando ver a shane com uma namorada ela sai,e o pior é que elas formavam um casal tão massa que sinseramente não imagino a shane com ninguem mais(digo namorando),na 4 a ic deveria ter dado um tempo nesse lance de aranjar uma namorada pra shane deveria ter esperado um pouco mais para que a gente podesi esquecer de (sharmen),mais não na 4 ela logo aranja outra namorada pra shane e esperava ainda que a gente gosta-se diso afinal as lembranças da carmen ainda estavam tão presentes (pelo menos pra mim),sem conta que eu não achei graça nenhuma na nova namorada da shane (peige),sinceramente ate acho ela bem bonita,mas entre ela e shane não rola quimica nenhuma pelo menos não a que eu estava acostumada a ver entre (sharmen)…

    ps:eu quero uma shane totalmente pegadora nessa 5 temporada e sem nenhuma merda de namorada no seu pê..alguem acha que isso ira acontecer???????

  27. Roberta Rocha

    Continuo dizendo que a série é superlegal, inovadora, há cenas de muita química, vejamos a Tina e a Bette, simplesmente só pelo olhar elas comunicam seus sentimentos,vemos muita ternura, os olhos falam tudo. São mulheres bonitas, que se cuidam, se curtem,têem sua turma, não são esteriotipadas. A Bette e a Tina são delicadas, é uma relação delicada! A torcida aqui é Tina e Bette forever. Curto esta serie, ela veio quebrando tabus. Adoro, amo mulheres femininas!

  28. Claudia

    Ola meninas!Alguem tem noticias da 5 temporada?
    Ja assisti a 3 e a 4 temporada.Preciso de noticias,please,obrigado.

  29. Yo

    Adoro a série. Gostei muito do review. Mas acho Jenny muito intensa, de uma maneira não comum, nem todos tem capacidade de entender o que se passa com ela e nem obrigação, lógico. Ela funciona como um alter-ego da autora, o que eu acho interessante, porque me identifico muito com Jenny.
    Shane e Carmen estão tediosas. Mas a cena de strip foi ótima, pena que não se concluiu.

  30. Mai

    Galera eu sou nova aqui mas assisti a 2 e a 3 temporada toda. E olha a Bette fica bem melhor sem a Tina.E quanto a cena de strip foi excelente a Shane devia te pego aquele telefone da mão da Carmen e te jogado no chão e continuar da onde tinha parado.Mas como nem tudo é perfeito tihna que ter Jenny.Mas a cena da Carmen pedindo desculpa pra Shane por ter traido ela até que deu uma compensada.

  31. gabi

    qual o nome da musica que toca no strip da carmen para a shane?
    muito boa
    estou na segunda temporada e estou amando

  32. Cida

    Gostei muito dessa serie,principalmente das pessonagens: Shane com Carmen, Alice, Dana,Kit, a Tina e Bette para eu são as melhores. Só gostaria que elas se entendesse melhor, ou seja, vivese um amor mais ardente.
    Elas forma um casal muito bonito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account