Log In

Reviews

Review: Dexter – Truth Be Told

Pin it

Cena de Dexter
Série: Dexter
Episódios: Truth Be Told
Temporada:
Número do Episódio: 11
Data de Exibição nos EUA: 10/12/2006
Data de Exibição no Brasil: 16/9/2007
Emissora no Brasil: Fox

Alguns leitores das minhas colunas deixaram comentários dizendo que eu só falo bem da série. Bem, aqui vai uma de minhas primeiras críticas. Desde semana passada, Dexter já estava juntando os pontos para descobrir quais foram as circunstâncias de sua adoção. E aqui ele descobre: sua mãe foi assassinada em um contâiner e ele foi deixado sozinho lá dentro, cercado de pedaços de corpos e sangue por vários dias.

Eu não discuto que qualquer um que passe por isso terá grandes traumas. Mas o fato de ser vítima de um crime horrendo te transformar em um serial killer não seria uma psicologia meio rasteira? O próprio Dexter afirma que foi esse evento que criou o seu ‘passageiro sombrio’ (Dark Passenger – o conceito aparece frequentemente no livro Darkly Dreaming Dexter), que seria a representação de seu instinto assassino (ou de sua Id, para os freudianos).

Mas ei, também tenho muitos elogios, principalmente a atuação do Michael C. Hall, que consegue unir, como o grande ator que é, todo o lado frio do personagem com o nervosismo que determinadas cenas exigiam. Nada como um ator fantástico para fazer a psiquê eventualmente frouxa de seu personagem não parecer tão importante.

Dexter decide correr atrás dos documentos policiais sobre o assassinato de sua mãe. A simpática senhora que trabalha no arquivo da prefeitura confirma que eles foram destruídos, já que Henry só queria protegê-lo. E qual não foi a surpresa do nosso protagonista, ao dizer para Rita que ela deveria dizer a verdade à seus filhos sobre o que aconteceu com Paul no episódio da semana passada, receber uma resposta seca dela, argumentando que é dever dos pais proteger seus filhos, mesmo que isso passe por cima da verdade?

A investigação sobre o paradeiro do Ice Truck Killer está mais forte do que nunca. E Rudy decide colaborar: ele deixa um presente de Natal para a Polícia de Miami. Mais um corpo fatiado. Enquanto isso, Angel está se recuperando do atentado sofrido no último episódio. Ao saber que o colega já está bem, Dexter é confrontado mais uma vez por Doakes, que suspeita mais do que nunca de suas maneiras. E LaGuerta passa de caçador para caça: Capitão Mathews a rebaixa para detetive, para a ira da Tenente.

Cena de DexterNa sua própria investigação particular, Dexter acaba por concluir que Ruby é o ITK. Ele tenta alertar sua irmã sobre o acontecido, mas ela já está em companhia de seu namorado serial-killer…

E agora? Não deixem de ver a imperdível (apesar de dublada) season finale neste domingo.

Cotação: *** (ótimo)

Séries citadas:

15 Comments

  1. Rafaelly

    Tava na cara q ela aquele namorado da irmã dele.E olha q só assisti dois episódios de Dexter…Previsível…

  2. Rafaelly

    Nada a ver com o tópico,mas essa série Cane que a Warner está anunciando ainda tá passando???Porque ouvi falar dela,mas foi há muito tempo…

  3. silvered.

    É claro!!!que como toda série dexter tem la seus erros,é normal afinal nenhuma série é 100%, mais ela chega bem perto é o tipo de série que prende o telespectador do começo ao fim.

    Eu adorei esse episodio,mais o meu preferido ainda é o episodio 08(o do psicologo)aquele foi muito foda…

  4. Mica

    Rafaelly, a série já havia mostrado a identidade do ITK há séculos. Os motivos dele é que são importantes…e isso nós só saberemos depois.

  5. Gabriel "earendil" Valente

    Concordo c a critica do começo aos motivos que levaram Dexter a ser um assassino,mas ainda assim foi um episodio muito bom,principalmente pelo fim.

    Eu n aguentei e peguei o finale pra ver antes,e mesmo assim vou ver amanhã de novo. Não percam,porque realmente é excelente.

  6. carol

    cade o review do episodio 10?!?!?!!?
    senti falta..n to mais assistindo a serie…so acompanho por aki..

  7. Miriã

    Na verdade, quem afirmou que a razão para o personagem ter se tornado um serial killer foi o narrador, que é próprio Dexter. Acho que podemos considerar isso como uma tentativa da parte de Dexter para se auto-redimir, para absolver parte de sua culpa. Veremos nos próximos episódios seu desejo de reconhecimento e como ele considera injusto ser tratado como criminoso, se porventura seus atos forem descobertos.

  8. luis

    Acho o Michael C Hall foda!! Se eu fosse gay e tivesse q dar pra alguem, nao tenho dúvida que seria pra ele!!

  9. Utahy Santos

    A Miriã tocou no ponto.
    Dexter é o narrador da história.
    As conclusões são dele. Não são verdades, necessariamente.
    De qualquer forma é a melhor série que acompanhei este ano.

  10. Lucas "Gandalf" Leal

    Rafaelly “Tava na cara q ela aquele namorado da irmã dele.E olha q só assisti dois episódios de Dexter…Previsível… ”

    cara que coisa mais NINJA!!! pq o Rudy se não me engano só aparece no episódio 4 (ou 5)…se vc sabia desde o começo com ctz vc tem bola de cristal!
    e como bem lembrou a Mica a série nunca fez suspense de quem era o ITK a intenção nunca foi essa…

    e Juliano concordo quanto a critica da psicologia rasteira, me incomoda um pouco, mas depois de saber que a maioria (quase todos) os psicopatas tem algum trauma de infancia acho que é válida essa abordagem na série!!!
    o problema é que quase todo mundo ve e pensa “poh então quer dizer que só pq passou por isso ele é um psicopata?tem gente que passa por coisa bem pior e não é” e isso incomoda…
    bom mas é aquela logica básica ‘todo quadradado é um retangulo mas nem todo retangulo é um quadrado’
    então acho válida essa abordagem…até pq como bem lembraram aqui quem usa essa justificativa é o proprio dexter…claro que não é ‘só’ por isso e sim uma gama de fatores, mas que esse trauma deve ter contribuido (e mto) pode ter ctz
    e sinceramente eu não tenho nenhuma critica a fazer a série só elogios…talvez por isso me agrade tanto seus textos hehehe

  11. Leandro

    Eu curto muito Dexter…ja assisti as duas temporadas…e mal posso esperar pela terceira (e pelo amor dedeus..q traduzam logo os livros e publikem no brasil!!)…Qnto a “origem” do instinto assassino do Dexter…eu gostei muito sabe…Bem creio q ver a mae ser retalhada com uma moto-serra e ficar preso por dias dentro de um conteiner cheio de sangue..nao deve fazer bem pra cabeça nenhuma né…rsrss.

  12. ricardo orsini

    Rasteiro porque? A história de vida de muitos psicopatas está cheia de abusos, cenas violentas, assassinatos, violência. Não entendo porque no caso do Dexter a coisa teria que ser diferente.
    Há também a opinião de alguns especialistas no assunto (psicopatologia) que não vêem exageros na “explicação” da psicopatia de Dexter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account