Log In

Especiais

[RETROSPECTIVA 2013] As séries que disseram adeus

O final do ano costuma ser aquele momento no qual paramos para analisar tudo o que fizemos durante o ano, e para refletir sobre o que queremos para o ano que bate à nossa porta. E é também época de relembrar as séries que se despediram, deixando aquela lacuna em nossos corações e calendários. O jeito é ver pelo lado bom: abrimos espaços nas nossas agendas para mais atrações.

Nikita

The CW

Na CW, 2013 foi ano de despedidas. E duas veteranas deram adeus ao seu público fiel.  Depois de 4 temporadas de muita ação e sedução, a espiã Nikita se despediu da grade da CW, deixando (poucos) milhares de fãs órfãos. E 90210 teve a mesma sorte, dando adeus à vida de agitação depois de 5 temporadas de muito drama e rostinhos bonitos. E se as veteranas deram adeus, é claro que as novatas não escaparam do mesmo fim. O público nem teve tempo de cair de amores por Emily Owens, M.D, já que a série foi cancelada após 13 episódios e se despediu definitivamente em fevereiro desse ano. Cult teve a mesma sorte, e em julho deu adeus à grade da emissora.

touch

Fox

Na Fox, as despedidas também foram inúmeras, começando com Touch, que havia ganhado uma sobrevida apesar da baixa audiência na primeira temporada, acabou encerrada após 26 episódios.  The Mob Doctor e Ben & Kate tiveram uma vida ainda menor, e em janeiro seus últimos episódios foram ao ar, encerrando as atrações na  primeira temporada. Mas, certamente, a atração da FOX que deixou mais saudade foi Fringe, que em 18 de janeiro de 2013 se despediu dos universos depois de cinco lindas temporadas e muitos plots que explodiam cérebros, deixando um buraco no coração dos fãs. Um buraco que série alguma conseguirá preencher.

CSI: NY

CBS

Após 197 episódios de muita ação e investigação, CSI:NY chegou ao fim. A CBS cancelou a atração na nona temporada e os fãs de procedural sentiram o baque.  Golden Boy e Partners também se despediram da grade da emissora, mas tiveram apenas 13 episódios exibidos. E Vegas  teve só oito chances a mais que as atrações para conquistar a audiência.  Das estreantes de 2013, apenas We Are Men foi cancelada rapidamente. Como se pode notar, a CBS continua sendo a emissora mais conservadora em termos de cancelamentos e apostas em novas atrações. Podem se apegar, pessoas.

the office

NBC

30 Rock. 7 temporadas de absoluto sucesso e muitas risada. E fim. A  icônica série deu adeus às telinhas em janeiro de 2013 e deixou milhões de fãs chateados. E 3 meses depois, um novo e certeiro golpe no coração dos fãs de comédias: o episódio final de The Office foi ao ar, após 9 temporadas. Aliás, os fãs da NBC foram os que mais sofreram. Além das veteranas, foram canceladas após duas temporadas Smash e Whitney; e já na temporada de estreia 1600 Penn, The New Normal, Deception, Do No Harm, Go On (os fãs de Matthew Perry querem ele no ar, emissoras!) e Guys with Kids. Isso sem contar Welcome to the Family, que durou 3 episódios, e Ironside, com a expressiva marca de 4 episódios, que partiram antes de ter a oportunidade de deixar saudade. Bandida essa NBC! Ou seja: não se apeguem às atrações da emissora. Fica a dica.

body-of-proof-4022-800x600

ABC 

Na rede do alfabeto tivemos a despedida da veterana Private Practice. Depois de 6 temporadas os médicos mais badalados de Los Angeles deram adeus à clínica e foram ser felizes longe dos desígnios de sua criadora Shonda. Body of Proof foi outra série que se despediu, após 3 temporadas. E mesmo com rumores de um possível retorno, a despedida do seriado deve ter sido definitiva, já que a estrela do show, Dala Delany, descartou a possibilidade. Happy Endings também não teve um final feliz e acabou em 2013, também após a exibição de 3 temporadas. E não foram só os fãs que acharam o cancelamento absurdo. A crítica chegou a incluir a decisão da ABC no rol das piores de 2013.  Outra péssima decisão foi pelo cancelamento da excelente Don’t Trust the B—- in apartment 23. Os fãs da vadia mais engraçada do pedaço não curtiram.

Entre as novatas da ABC, Family ToolsHow to Live with Your Parents (for the Rest of Your Life), Last Resort (em outra decisão bastante criticada pela imprensa especializada), Malibu Country, Red Widow, 666 Park Avenue e Zero Hour nem chegaram a esquentar o horário de exibição, e se encerraram já na primeira temporada. E se vocês pensam que essas despedidas foram precoces, nem leiam sobre os cancelamentos de Back in the Game e Lucky 7 – o mais rápido dessa Fall Season, praga de Dana Delany pega.

breaking bad

Tv a cabo e emissoras britânicas

A BBC também fez suas vítimas. Copper ( BBC América) e Ripper Street (BBC britânica) deixarão saudade. Isso sem falar de Him & Her (BBC Three), que explorou a dinâmica dos relacionamentos em 4 ótimos anos, e certamente deixará uma lacuna.

E o nosso serial killer favorito conheceu seu péssimo fim, enfim. A Showtime cancelou Dexter após 8 temporadas, e desde setembro os fãs do moço estão órfãos.  A emissora ainda colocou fim em The Big C, que ao contrário da “irmã”, terminou muito bem e deixará saudade – além de tristeza eterna – no coração dos fãs.

Na USA Network outra despedida bde de peso. Depois de 7 temporadas, Burn Notice saiu da grade da emissora. Já tem fã sentindo saudade do drama de Matt Nix.

Na HBO, o cancelamento de Enlightened deixou a crítica e os fãs furiosos. Treme também foi cancelada pela emissora, e depois de 4 temporadas magníficas, deve deixar muita saudade. Outra despedida difícil envolveu os fãs de Breaking Bad, que chegou ao final em ótima forma, e deixou a AMC feliz pela visibilidade que o seriado conseguiu. O adeus à White e cia teve, então, um sabor agridoce, já que nem todos os fãs podem alardear por aí que seu seriado favorito encerrou lindamente.

Séries citadas:

Editora Chefe do TeleSéries, gasta boa parte da sua semana com séries. Sua estréia foi com ER, e atualmente assiste - entre várias outras - Grey's Anatomy, Game of Thrones, Suits, Castle e Rookie Blue. Ainda assim, arrumou um tempinho para maratonar Friends, The X Files e Chuck - pela qual se apaixonou, recente e irremediavelmente. Está saindo da crise de abstinência de Fringe graças à Orphan Black.

7 Comments

  1. Tatiana Siqueira

    Sentirei falta de Emily Owens, M.D, que deveria ter estreado fora das temporadas top de linha..das outras Fringe, BOP, PP, Smash, CSI, Dexter(sacanagem o fim), The Mob Doctor, acho que fico satisfeita.

  2. biancavani

    Fringe, Nikita e Breaking Bad: foram despedidas dolorosas, mas era hora de dizer adeus, cumpriram brilhantemente seu papel (Breaking Bad, então, chegou a cegar, de tanto brilho, rs).

  3. Keila

    Faltou falar em Burn Notice que deixará muitas saudades. Sentirei falta de Go On e Emily Owens, e de Smash também mesmo piorando como estava.

  4. Luiz Roberto Giorgini

    Minha cara, gostaria de algumas informações – poderia ser?
    1ª o que foi feito da última temporada de Chuck? chegou a passar em algum canal da Net?
    2ª – o mesmo pergunto sobre Nikita, sumiram e não ví, será que estava em outro mundo (rs)

  5. Leonardo Xanas

    Nikita so teve 6 episodios na ultima temporada… muito corrida e sem explicaçao para nada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account