Log In

Especiais

Zás, Zás e Zás: 40 Anos de ‘Chaves’

Pin it
Um dos seriados mais queridos do Brasil completa 4 décadas.

No dia 20 de junho desse ano, Chaves completou 40 anos! É, o menino do barril que conquistou o México, Brasil e muitos países ao redor do mundo, participou da história de vida de muita gente, que hoje já bem mais “grandinho” não perde a oportunidade de assistir episódios de Chavinho e sua turma.

El Chavo del Ocho, nome original da série, teve seu primeiro episódio exibido em 1971, aparecendo como uma enquete do programa produzido por Roberto Gómez Bolaños (o criador e intérprete do menino Chaves) denominado Chespirito. No ano seguinte, o canal Televisa torna a atração um programa fixo na grade da emissora, com episódios semanais com duração de meia hora. A série se tornou um dos maiores sucessos de público e crítica, com traduções para mais de 50 idiomas e transmissões em países como China, Japão, Coreia, Portugal, Marrocos, Grécia e Angola, lançando personagens que permanecem vivos até os dias de hoje. O seriado atingiu tal nível de aceitação do público que chegou a ser assistido por mais de 350 milhões de espectadores no mundo inteiro em uma semana.

A história surgiu com a premissa de mostrar a vida de um menino humilde que mora em uma vila, onde é cercado de tipos diferentes de pessoas e vive se escondendo em um barril. A trama reflete as mazelas sociais do México, e é o oposto do que se mostrava na televisão mexicana naquele momento. O engraçado era rir de uma desgraça que estava presente no dia a dia de muita gente, não só por lá. Por isso, a identificação instantânea e gradual entre o público e o seriado. Politicamente incorreto e cheio de piadas direcionadas para a parcela popular, Chaves tornou um ‘hit’.

Aqui no Brasil, o público sempre teve um carinho especial pelo seriado. Desde 1984, a emissora de Silvio Santos, o Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) firmou parceria com o canal mexicano Televisa e recebeu pouco mais de 80 episódios de Chaves. E acreditem se quiser: no começo, a direção do SBT foi contrária à transmissão do seriado, mas Silvio Santos resolveu colocar um episódio piloto dentro do extinto programa Bozo, e o  sucesso foi imediato – a emissora venceu a até então líder, Rede Globo, várias vezes na audiência.No final da década de 1980, a série ganhou espaço no horário nobre, onde seguiu fazendo muito sucesso. Hoje, o canal pago Cartoon Network também exibe o seriado desde o ano passado e mantém a dublagem original exibida pelo SBT.

Os personagens

Conhecido por bordões e figurinos característico, a turma do Chaves se tornou inesquecível. Gerações inteiras acompanharam – e ainda acompanham -, as confusões da do pessoal da vila.

– Ninguém tem paciência comigo…
Chaves (Roberto Gomez Bolanõs)

Órfão atrapalhado,  vive aprontando travessuras com todos. Está sempre faminto e ama sanduíche de presunto. Na história, ele sempre menciona que vive na casa 8 da vila e se esconde sempre dentro de um barril. Toda vez que alguém pergunta ao garoto seu verdadeiro nome, ele é interrompido e não revela. Chaves é amigo de Chiquinha e Quico e vive levando cascudos na cabeça de Seu Madruga. Chavinho sempre tem piripaques e só é curado quando alguém joga água em seu rosto. Além de sanduíche de presunto, outra grande paixão de Chaves na história é a garota Paty, que faz o menino desmaiar sempre que o beija no rosto.

– Me chamou de Frederico?
Quico ( Carlos Villagran Eslava)

Mais conhecido como Quico, Frederico é filho de Dona Florinda. Seu pai, marinheiro, faleceu em uma das suas navegações após uma tempestade. Segundo Quico, seu pai não descansa em paz, e sim, em pança….. de uma baleia! Quico é desprovido de inteligência. Suas bochechas são sempre alvo de piadas de todos da vila. É um dos melhores personagens da série.

– O que é que foi, o que foi, o que é que há?
Seu Madruga (Ramón Valdéz)

Pai de Chiquinha, Seu Madruga ( na versão orginal, “Don Ramón) sempre usa roupas surradas e velhas. Seu bigode é sua marca registrada. Ele já trabalhou como vendedor de balões, entregador de lenha, carpinteiro, barbeiro, fotógrafo, leiteiro, pintor, sapateiro e muito mais, e há quem diga que o homem não gosta de trabalhar. Madruguinha, como é chamado em um dos personagens, é viúvo. Sua esposa morreu ao dar a luz. No seriado, é perseguido por Dona Clotilde, que vive fazendo júrias de amor ao homem e sempre leva bofetas da Dona Florinda. Apesar de ter percorrido tantas profissões, seu Madruga nunca tem dinheiro para pagar o aluguel ao seu Barriga.

– Pois é, pois é, pois é….
Chiquinha ( Maria Antonieta de las Nieves)

Maria Francisca, chamada carinhosamente de Chiquinha ( na versão original, “Chilindrina”) é sardenta, travessa e a mais esperta da turma. É apaixonadinha por Chaves, mas o garoto nunca dá bola para ela. A atriz Maria Antonieta também interpreta “Dona Neves” a biscavô,  ou melhor, a bisavô de Chiquinha. Dona Neves surgiu no seriado após a morte de Ramón.

– Me pague o aluguel!
Sr. Barriga ( Edgar Vivar)

Dono da vila em que os personagens moram, Barriga aparece em quases todos os episódios cobrando o aluguel dos seus inquilinos. Ele sempre ameaça despejar seu Madruga que sempre lhe deve exatamente 14 meses de aluguel, mas seu coração é maior do que sua pança. Toda vez que Senhor Barriga chega a vila, é recebido por uma pancada pelo garoto Chaves.

– Satanás, Satanás, cadê você, Satanás?
Dona Clotile ( Angeline Fernandez)

Apelidada por Chaves, Chiquinha e Quico de “Bruxa do 71”, Dona Clotilde é uma mulher prendada e excelente cozinheira. Vive tentando se aproximar de Seu Madruga, agradando-o com guloseimas e favores. Seu animal de estimação é um cachorrinho com um nome nada comum: Satanás.

– Não se misture com essa gentalha!
Dona Florinda ( Florinda Meza)

Mãe de Quico, Florinda é apaixonada pelo professor Girafales. Está sempre de bobs e menospreza todo mundo, chamando-os de “gentalha”. Está sempre arrumando confusão e é extremamente crítica e grosseira. Florinda mima sempre Quico, comprando tudo que seu filho pede. E uma última informação: é especialista em fazer café!

– Tá, tá, tá, tá, tá!
Professor Girafales ( Rubén Aguirre)

Homem educado e culto, sempre está fumando um charuto e não dispensa seu chapéu. Tem um relacionamento indefinido com Dona Florinda e sempre a presenteia com um buquê de flores. Na escola, ele sofre com as travessuras de Chaves e sua turma.

É que eu quero evitar a fadiga…
Jaiminho ( Raúl Padilla)

Tangamandapiano, Jaiminho é um carteiro que vive querendo evitar a fadiga. Em todos os episódios aparece empurrando sua bicicleta e com sua bolsa de cartas nas mãos. O personagem passa para a fazer parte do elenco da série em 1979, com a saída de Quico e Seu Madruga.

– Conta tudo pra sua mãe, Quico!
Pópis (Florinda Meza)

Sobrinha de Dona Florinda, Pópis é fanha (dublagem genial) e sempre está junto de sua boneca Serafina.

– Ai meu estômago, ai meu estômago…
Nhonho ( Edgar Vivar)

Filho de Seu Barriga, Nhonho é muito esperto. O menino demonstra ser uma pessoa bem generosa com a turma, mas sua generosidade acaba quando o assunto é comida. Nhonho sempre se recusa em dividir seus “pequenos lanches” com os amigos.

Chaves fora do seriado

O sucesso de Chaves não se limitou a televisão. No Brasil foram lançados cinco livros sobre a série. Um dos mais conhecidos é Chaves: Foi sem Querer Querendo de autoria de Luis Joly, Paulo Franco (diretor do SBT) e Fernando Thuler. Foi o primeiro livro sobre o seriado que trouxe entrevistas com os atores, fãs, humoristas e diretores de televisão que explicam o sucesso da série. Além de livros, Chavinho também invadiu o mundo dos videogames. É possível encontrar o Street Chaves, baseado no jogo de luta Street Fighter, CS Chaves, um mapa para counter-strike 1.5 e 1.6 que é constituído pela vila do seriado e o Super Magro World, paródia do game Super Mario World, mas agora, o heroi é o Seu Madruga. De 1990 até 1996, a editora Globo lançou a revista em quadrinhos do seriado. Na área de animação, o desenho Chaves foi exibido pelo SBT a partir do início de 2007.

A turma do Chaves, hoje.

O Canal BBC Mundo entrevistou os atores do seriado para saber o que eles fazem atualmente. Maria Antonieta de las Nieves, hoje, está com 60 anos e continua interpretando Chiquinha em seu próprio show. Carlos Vilagrán, com 67 anos, se apresenta como Quico em vários shows de circos e é comentarista esportivo na imprensa americana. Bolaños, casado com Florinda Meza, vive na cidade do México e continua escrevendo muito, mesmo aos 82 anos de idade. Está supervisionando a criação de um desenho em 3D sobre o seu outro personagem, Chapolin Colorado, que deve estrear em 2012. Já sua esposa, tem trabalhos como diretora e produtora de peças de teatro e novelas. Edgar Vivar contou a reportagem que tem dificuldades para convencer o público de que ele consegue interpretar outros personagens. Já o ator Rubén Aguirre, o professor Girafales, sofreu um acidente de carro em 2007 e passa por sérios problemas de saúde e financeiros.

Novidades de Chaves no SBT

No mês de agosto, o Sistema Brasileiro de Televisão completa 30 anos no ar, e para comemorar esse aniversário, a emissora preparou uma série de novidades. Entre elas, temos especiais com a série Chaves.O apresentador Carlos Massa (Ratinho) viajou até o México e passou um dia com Bolaños e Florinda. A matéria deve ser exibida em breve em um especial e vai mostrar como é a casa e o dia a dia de “Chaves” e “Dona Florinda”. Outra super novidade é que a partir dessa segunda, 1 de agosto, a emissora, a partir das 18h em rede nacional, vai exibir EPISÓDIOS INÉDITOS DA SÉRIE! Após 17 anos de exibição no SBT, a emissora vai exibir cerca de 10 episódios jamais vistos na televisão. Atenção: quando você estiver assistindo ao seriado Chaves no SBT, e no  canto da tela aparecer as letras EP, significa que você está assistindo a um “episódio perdido”. Os fãs aguardam ansiosos pelos episódios inéditos. Fiquem ligados!

Séries citadas:

Mestrando em Filosofia na área de Lógica e Epistemologia pela Unesp Marília (SP) e graduado em Matemática pela Unesp Bauru (SP), é viciado em séries e admirador da sétima arte. De todas as séries que acompanha, é super fã de Lost, Heroes, Ugly Betty, Game of Thrones, The Big Bang Theory e mais um punhado....

Website: http://twitter.com/anderson_der

5 Comments

  1. Thiago Magno

    Matéria excelente! Só uma correção a Dona Neves entrou na série devido a saída do Ramón Valdéz e não pela sua morte ocorrida em 1988.

  2. Anônimo

    post maravilhoso! chaves já me fez gargalhar muitas vezes, mas também me fez chorar muito. além das questões sociais que o anderson mencionou, a série também tem momentos em que discute ética, amor, família e principalmente amizade. acho até que existe um livro abordando a filosofia do senhor madruga, né?

  3. Patricia ferreira

    Patrícia Ferreira:  
    eu amo o chaves de coração o meu sonho e um dia poder conhecer ele de pertinho e  da um abraço bem apertado…Te quiero tanto !!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account