Log In

Memória

‘Young Americans’: Relembre os jovens que mudaram a TV

Olá, Dezembro.  Quanto tempo, já tem um ano desde a última vez que nos encontramos. Você não mudou nada. Parece o mesmo de quando nos conhecemos. Foi há anos atrás, no dia em que nasci. Você ficou poucas horas comigo e partiu. Desde então temos essa ligação especial. Basta você se aproximar de mim para que me torne nostálgica e esperançosa.

Decorei a casa pra te receber com luzinhas na sacada. A árvore de Natal já está toda enfeitada em homenagem a um nascimento, infinitamente mais especial que o meu, que também aconteceu na sua presença há muito tempo atrás.

Mas e aí, Dezembro conte as novidades. Muito sol? Vamos matar as saudades, relembrar velhos tempos, nossos outros encontros. Quantas festas, hein? Você foi minha companhia em maratonas e maratonas de séries. Dividi meus sonhos com você, lembra? Eu era tão jovem…

Dezembro, você lembra de uma série sobre jovens sonhadores chamada Young Americans? Ah, é verdade, você nem chegou a conhecê-la, foi curtinha entre julho e agosto de 2000. Nem se preocupa, você não é o único que não ouviu falar dela. É quase desconhecida mesmo. Mas aposto que os atores que fizeram parte daquele elenco você conhece. Sim, porque alguns são astros agora. Quem? Calma, Dezembro. Primeiro deixa eu te contar um pouquinho sobre a série.

young americans 1

Era uma vez…

O tímido e inteligente, Will Krudski (Rodney Scott) mora na pacata cidade de New Rawley e acaba de conquistar uma bolsa para o curso de verão da Rawley Academy, uma escola de elite exclusiva para meninos. Mais do que uma boa oportunidade de estudos, a Rawley Academy é a chance de Will escapar de uma relação tumultuada com o pai agressivo, por isso ele não pensa duas vezes antes de se mudar para lá. Pois é, ainda que a Rawley Academy receba apenas adolescentes do ensino médio, a escola tem todo um estilo de faculdade com direito a campus com dormitório.

young americans 5

O colega de quarto de Will é o bom moço Scout Calhoun, filho de um importante senador. Scout logo se encanta pela loira que trabalha no posto de gasolina da cidade, Bella Banks (Kate Bosworth). O romance entre Scout e Bella tinha tudo para dar, porém, eles descobrem que podem ser irmãos. Como lidar com uma dúvida dessas? Para deixar as coisas ainda mais confusas entre os dois, o melhor amigo de Will, Sean McGrail (Matt Czuchry) decide conquistar a amiga de infância, Bella de quem sempre gostou.

young americans 2

Fazem parte da turma de Will e Scout, o filho do reitor da escola Hamilton Fleming (Ian Somerhalder) e o motoqueiro Jake Pratt (Katherine Moennig). Os quatro se tornam amigos e entre as aulas de remo e literatura do professor Finn (Ed Quinn) e os acontecimentos do dia a dia, eles passam a compartilhar conselhos e segredos. E, como têm segredos esses jovens! Tais como, o fato de Jake na verdade ser Jacqueline, a filha de uma atriz que decidiu se passar por garoto para tentar atingir a mãe ausente; ou o fato de que por medo de não conseguir entrar na Rawley Academy, Will comprou a prova que lhe garantiu a bolsa.

young americans 3

Surgem novos romances e amizades se consolidam. Will tenta conquistar a rica Caroline Busse (Michelle Monaghan). Já Hamilton acha que pode ser gay por estar apaixonado por Jake. Assim, entre dilemas e dramas, e enquanto o verão passa, esses jovens seguem sonhando.

… e então…

Foi durante a terceira temporada da série de sucesso Dawson’s Creek que conhecemos Will Krudski. Antes de ir para a Rawley Academy, Krudski passou por Capeside para rever Joey (Katie Holmes) e Dawson (James Van Der Beek), e dar uma força para o amigo de infância Pacey (Joshua Jackson).

Considerada um spin off (série derivada) de Dawson’s Creek, Young Americans teve vida curta. A série da WB teve apenas 8 episódios produzidos. O piloto foi ao ar em 12 de julho de 2000 e o final da série foi transmitido em 30 de Agosto de 2000. Aqui no Brasil, o seriado foi exibido pelo canal Sony.

Não há DVDs do seriado, porém, é possível assistir Young Americans pelo Youtube.

Em Young Americans você irá se deparar com rostos de atores conhecidos hoje, mas que naquela época não eram tanto assim.

Vai ver Katherine Moennig antes dela ser Shane McCutcheon de The L Word (2004-2009). Vai encontrar Kate Bosworth quase tão nova quanto era no filme O encantador de cavalos (1998) e antes de atuar em Duelo de Titãs (2000) e Um encontro com o seu ídolo (2004), ou de dar vida à Lois Lane em Superman- O Retorno (2006) e protagonizar Quebrando a banca (2008). E, vai se deparar com ninguém mais, ninguém menos que Ian Somerhalder. Sim, ele mesmo, só que bem novinho! Antes de dar as caras por Smallville, Lost e arrebatar muitos corações (incluindo o meu rs) como o vampiro Damon de The Vampire Diaries.

young americans 4

Mas o curioso mesmo sobre Young Americans é o fato de uma série que “não deu certo” ser capaz de nos fazer lembrarmos de algo tão importante e que, por vezes, nos esquecemos, trata-se da coragem juvenil que te permite sonhar, acreditar e recomeçar até dar certo.

Young Americans me inspira, assim como você, querido Dezembro. Porque me faz lembrar dos sonhos juvenis, de onde vim e tudo que caminhei até aqui, me fazer ser grata por ser quem sou agora  e, principalmente, porque me devolve a esperança. E daí, se nem tudo foi tão perfeito? Um novo ano está vindo aí, é tempo de resgatar alguns sonhos e ousar acreditar em novos.

Que bom que você ainda fica mais alguns dias por aqui, Dezembro. Quero te pedir para que seja gentil conosco. E, aproveitando sua presença, queria agradecer a cada leitor e cada membro da equipe TeleSéries que me acompanhou durante esse ano todo.

Dezembro e eu desejamos a todos Boas Festas! Feliz Natal! Que a luz, a paz e o amor invadam todos os lares. Que o próximo ano seja maravilhoso, repleto de conquistas e séries para todos nós. Em 2014, se Deus quiser, nos encontramos de novo por aqui.

Até lá!

Séries citadas:

25 anos, Jornalista formada pela Unesp/Bauru. Responsável pela Coluna Memória. Adora um bom livro e não dispensa uma boa música. Mas, confessa que é viciada em séries desde que se conhece por gente. Friends, Angel, One Tree Hill... Game of Thrones, Hart of Dixie, Arrow, The Vampire Diaries, The Originals...

13 Comments

  1. Diego Cardoso

    Mirele, parabéns pelo texto. Sou apaixonado por essa série. Ouvir “Somewhere over the Rainbow” e não lembrar daquele piloto e daquele “final” é missão impossível (além de doloroso). Ouvir “Sail Away” e não revisitar mentalmente as cenas de canoagem da Rawley Academy, não é tarefa fácil. Esse ano mesmo revi a série toda, pela 1545651 vez! Tenho ela legendada, do Sony, graças a um amigo, que gravou e copiou esses preciosos DVDs pra mim! 13 anos já se passaram desde o cancelamento de Young Americans, mas pra mim ela ainda continua inabalável como minha série adolescente preferida. Com apenas 8 episódios, ela supera pra mim qualquer produção anterior ou posterior até então. Elenco perfeito, roteiros perfeitos, trama perfeita, cenas perfeitas, trilha sonora perfeita. Pena que nem com todo o Merchandising da Coca Cola, o público americano abraçou a série. Young Americans me leva de volta à minha adolescência e sempre me faz lembrar o quão importante é manter vivo o espirito sonhador dentro de nossos corações. Há alguns anos, decidi procurar na versão em português da Wikipedia sobre detalhes da série, ocasião em que descobri que não havia uma criada ainda. Reuni todo o material que tinha sobre a série e criei a página. Se mais alguém souber detalhes que ainda não estejam lá, por favor, atualizem. Vamos manter a memória de YA viva!

  2. claralmm

    Wow, uma pessoa tão apaixonada quanto eu por essa série incrível, muito a frente de seu tempo!

  3. Angela Mara Correa

    Parabéns, Mirele!!! Lindo texto, ótima recordação.

  4. Mirele Ribeiro

    Obrigada, Diego. Que bacana seu depoimento! Essa coluna é pra isso mesmo, pra mantermos vivas na memória as melhores séries. Young Americans é uma querida! :)

  5. ArielCristina

    Ah, que texto lindo, Mirele! Em 2000 eu era só uma coisinha pequena de 7 anos de idade e nunca tinha ouvido falar em Young Americans, mas me interessei muito depois de ler seu post. Vou aproveitar o mini recesso na faculdade pras festas de fimd e ano e tentar assistir pelo youtube :))

  6. claralmm

    Ari. YA é uma série que faria muito sucesso agora. Você vai perceber que ela já fazia, e acho que com mais requinte e doçura, o que as séries adolescentes de hoje tentam fazer.

  7. Junior Sá Cavalcante

    Eu amo essa série. Parabéns pela matéria! Acho que uma das principais características dela é mostrar a juventudade de uma forma mais inocente… E aquele clima dos anos 2000 é muuuito bom.

    E obrigado por postar o meu canal do youtube da série! Até então não existia de jeito nenhum com legendas em português e eu não achava justo ter essa preciosidade só pra mim e resolvi compartilhar.

    Abraço!

  8. Junior sá

    Eu amo essa série. Parabéns
    pela matéria! Acho que uma das principais características dela é mostrar
    a juventudade de uma forma mais inocente… E aquele clima dos anos
    2000 é muuuito bom.

    E obrigado por postar o meu canal do youtube da série! Até então não
    existia de jeito nenhum com legendas em português e eu não achava justo
    ter essa preciosidade só pra mim e resolvi compartilhar.

    Abraço!

  9. Junior sá

    Acho que o outro comentário veio duplicado e sem nome, desculpa.

  10. Mirele Ribeiro

    Brigada, Ariel! :) Assista sim, são só 8 episódios quando você se der conta já acabou e você vai ficar com gostinho de quero mais, pode apostar. Depois conta o que achou!

  11. Mirele Ribeiro

    Obrigada, Junior! Dá gosto de escrever sobre séries boas!
    Imagina, obrigada você por disponibilizar os episódios para que ainda não viu poder assistir. ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account