Log In

Reviews

White Collar – Most Wanted

Pin it
Série: White Collar
Episódio: Most Wanted
Número do episódio: 4×02
Exibição nos EUA: 17/07/2012
80
4
1

Como um personagem começa um episódio preso em uma cadeia particular em Cabo Verde e no final acaba recebendo uma carta de agradecimento do FBI, em New York? Aprendam com Neal Caffrey. No final da premiere da quarta temporada de White Collar, Neal acaba preso. No entanto, como acontece normalmente na série, ele foge. Obviamente a ajuda de Mozzie e Peter foi essencial para a fuga, principalmente porque Neal foi ferido pelo maluco do agente Collins, que completamente sem noção atirou na perna de Neal dentro da prisão improvisada de Dobbs.

No entanto, Peter nunca cansa de dizer que Neal sabe fugir, por outro lado Peter também sabe muito bem como pegá-lo, e sabe melhor ainda como pegar Neal de outra pessoa, no caso, de Collins. E com o incidente de frutas proporcionado por Hector, Neal consegue fugir novamente. Achei estranho o fato de Collins ter saído à caça de Caffrey e não conhecer Mozzie, o principal comparsa de Neal.

Depois de recuperar Caffrey, Peter ainda precisava de uma forma para levá-lo de volta a trabalhar com ele em New York. Neal se mostra com muita vontade de recuperar sua antiga vida na cidade e a sorte nunca cansa de acompanhá-lo. O trio acaba descobrindo que o misterioso Dobbs era na verdade o quarto homem mais procurado do mundo, Robert McLeish. Melhor ainda foi escutar Peter cantando a música (canção de ninar, segundo Mozzie) quando reconhece a referência dos nomes das mulheres nos barcos de Dobbs. Com a captura de McLeish, Peter conseguiu uma chance de que seu chefe Reese convencesse o Departamento de Justiça a deixar Neal voltar ao trabalho no FBI.

Agora, além de soltar Caffrey, o plano incluía prender McLeish. Como Caffrey encanta as pessoas muito rapidamente Hector e Maya novamente entram na jogada para ajudar Neal. Peter precisou até adquirir habilidades de bartender para colocar o plano em prática, mas teve muito menos habilidades para explicar para Mozzie e Neal o porquê de ter atravessado o mundo em busca de Caffrey. A explicação de Peter foge do foco principal de seus motivos. O agente do FBI foi atrás de Neal porque tinha medo do que Collins poderia fazer com ele, mas muito mais isso, Peter foi atrás de Neal porque o considera um amigo. O abraço dos dois no primeiro episódio desta temporada explica todo o sentimento envolvido. Sentimento esse que Neal não está acostumado a conviver.

O plano do de Mozzie, Neal e Peter funciona. Eles entregam Dobbs a Collins e convencem o agente a desistir de Neal e ficar com as congratulações e festa por ter prendido um dos criminosos mais procurados no mundo. No entanto, na volta para casa as coisas ficam difíceis para Peter. Para o Departamento de Justiça foi Collins quem ajudou Caffrey a capturar Dobbs e não Peter. Assim, o agente Burke ficou sob desconfiança do FBI, forçando Reese a transferi-lo para outro departamento. Para onde vai Peter e se Neal vai junto com ele ainda não ficamos sabendo. A minha aposta é que a saída de Peter seja provisória e logo ele e Neal voltem a trabalhar juntos nos crimes do colarinho branco, afinal o nome da série é White Collar.

Quem também se despediu de Neal, mas por livre e espontânea vontade foi Mozzie. Mas esse volta logo, logo. Enquanto isso, em New York, Caffrey parece feliz em estar de volta, perto da June, com seu trabalho e, claro, a sua amiga tornozeleira. Ele ainda recebe a visita de Ellen, mas ela deve se mudar devido aos últimos acontecimentos. Vivendo sobre o programa de proteção às testemunhas, Ellen provavelmente terá que ir para um lugar bem longe de New York, mas prometeu que antes disso contará a Neal mais informações sobre seu passado e seu pai. Não sei como Caffrey aceitou esperar mais por essa conversa, eu já imaginei Ellen sumindo antecipadamente e deixando Neal no vazio. Ele que notadamente está se sentindo um pouco vazio… de saudades de Maya.

O segundo episódio desta temporada termina melhor que a estreia e mantém um cliffhanger no final assim como no primeiro episódio. Não gosto muito desse recurso quando ele me causa uma ânsia de preocupação que só vai ser amenizada no próximo episódio, e foi esse o caso. White Collar terá sua principal dupla de personagens separada e a figura mais engraçada da série, Mozzie, ficou distante. No entanto, devemos voltar a ter mais participações da sempre cativante Mrs. Suits, Elizabeth Burke.

Diminishing Returns é o nome do próximo episódio e deve explicar para onde Peter está sendo mandado, como a dupla lidará com isso e se já teremos Mozzie de volta. Sim, Mozzie, porque é impossível não ficar com saudades dele, mesmo quando chamado bizarramente de Barry.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

2 Comments

  1. Caroline®

    Não achei nada estranho Collins não conhecer o Mozzie. Peter, que é o maior expert em Neal Caffrey e o pegou 2 vezes, não sabia do Moz até Neal ir para a White Collar.

  2. Aline Ben

    Até pode ser, mas depois desse tempo de Neal no FBI, o Mozzie já deu as caras várias vezes, apesar de ter alergia dos agentes. Acho que Collins se fosse tão bom como o FBI achou, deveria ter essa informação. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account