Log In

Reviews

White Collar – Diminishing Returns

Pin it
Série: White Collar
Episódio: Diminishing Returns
Número do episódio: 4×03
Exibição nos EUA: 24/07/2012
80
4
1

Peter Burke acabou não indo para muito longe de Neal. O destino do agente do FBI é um castigo e ele acaba migrando para a “caverna”, um setor de arquivamento bens apreendidos. Trabalhando para um chefe linha dura Peter se conforma e tenta focar no trabalho para sair o mais rapidamente dali. Enquanto isso Neal precisa aguentar o descaso de Jones e Diana que o culpam pela transferência de Peter.

Ao contrário do que pareceu no episódio passado, Burke não deve ficar muito tempo afastado do setor de crimes do colarinho branco. Neal está engajado na solução dos casos e tenta abrir caminho para que Peter volte logo a ser seu chefe. Até Mozzie voltou para ajudar neste episódio. Obviamente ele não poderia ficar muito tempo distante, mas vê-lo disfarçado vestindo a jaqueta do FBI e ajudando Peter logo no terceiro episódio da temporada foi uma surpresa. A audiência agradece, Burke e Caffrey também. Como o próprio Mozzie disse: “quem precisa da polícia quando se tem o Mozzie?”

O episódio Diminishing Returns também completa mais peças do quebra-cabeça da vida de Neal. Peter não cansa de tentar conhecê-lo melhor e o questiona novamente sobre sua história. Descobrimos que Neal cresceu com Ellen no sistema de proteção às testemunhas. Depois da decepção de descobrir que seu pai foi um policial corrupto e que confessou assassinato, Neal começou a usar seu nome verdadeiro com o sobrenome de solteira de sua mãe e assim nasceu Neal Caffrey.

Esses trechos deixam a série mais encantadora, pois finalmente vamos conhecendo junto com Peter quem é Neal Caffrey sem a tornozeleira. Ellen cumpriu sua promessa à Neal no episódio anterior e contou que seu pai confessou ter matado um policial. Pela forma que foram apresentados os fatos, acredito que vamos conhecer mais sobre os pais de Caffrey nesta temporada e duvido que seu pai seja um assassino. Talvez descobrir isso ajude Neal a mudar seu pensamento de que não importa o quanto trabalhe para o FBI, ele sempre será um criminoso.

Neal continua a contar a sua história a Peter quando vai almoçar com ele no seu novo trabalho, mas não é só nesses momentos que a dupla volta à ativa. Caffrey resolve tentar desvendar um caso que está sem solução há vinte anos e que Peter estava nervoso em perder. O criminoso sempre aplica o golpe na mesma semana a cada cinco anos e desta vez Peter estaria confinado na “caverna”. Mas Caffrey conseguiu envolver o agente no caso, ele queria que Burke levasse os méritos pela captura do criminoso e dessa forma voltasse ao crimes do colarinho branco.

Dá gosto de ver o Neal trabalhar. Abre um cadeado ou porta em segundos, como disse o Peter: “desde quando Neal Caffrey precisa de chaves?” Nunca. E quando Neal está mais engajado que o normal, facilmente consegue solucionar um caso que estava há vinte anos sem nenhum suspeito.

Peter se empolga com o trabalho de Neal e acaba participando do caso e assim matando a saudade dos espectadores em ver os dois trabalhando juntos novamente. Uma das boas cenas da dupla foi quando Peter distrai o alvo David Cook, enquanto Neal investiga o celular do suspeito. O plano final para pegar Cook também é criado por Caffrey e é ótimo vê-lo ensinando Peter a como induzir uma pessoa a optar por uma determinada cor.

Quem reaparece para ajudar sempre brilhantemente é Elizabeth. Um pouco distante nos dois primeiros episódios da temporada, a personagem volta como a esposa incentivadora e que sempre tem uma carta na manga, como quando sabia exatamente qual loja de diamantes Neal e Peter estavam procurando. Também vale realçar o café quentinho que Elizabeth sempre tem pronto quando a equipe do FBI precisa se reunir na casa dos Burke. Sou fã da Senhora Engravatada.

Neal e Caffrey estão mais próximos do que nunca, mas não há como negar que são duas personalidades muito diferentes. Peter gosta de andar na linha e Neal é o oposto disso, por isso mesmo os dois criam uma certa harmonia quando trabalham juntos. Agora, os dois passam por situações delicadas. Caffrey realmente está engajado em ajudar o FBI e tentar melhorar sua reputação. Peter, mesmo odiando suas novas tarefas, pretende seguir o conselho do seu chefe: baixar a cabeça, trabalhar e voltar o mais rápido possível ao crimes do colarinho branco. A audiência agradece.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account