Log In

Reviews

Warehouse 13 – Shadows

Pin it

Série: Warehouse 13
Episódio: Shadows
Temporada:
Número do Episódio: 3×09
Data de exibição nos EUA: 12/09/2011

Ei Warehousers! Quem aí tinha ficado mega curioso por causa da maneira como o episódio passado terminou? Toda aquela história da mãe do Pete ser uma Regente, além da morte da Sally e da demissão do Steve realmente criou uma expectativa, mas que não soube ser muito bem aproveitada.

O episódio desta semana foi mais um grande “Casos de Família” (esse programa ainda existe?) do que qualquer outra coisa, mesmo a intenção da trama principal ser sobre Megan Reese, uma garota que explode quem a deixa irritada (garanto que muitos aí já desejaram ter esse dom, não?).

Se não fosse a maneira como Pete e sua mãe Jane resolveram os problemas familiares pendentes, o episódio teria sido bem chatinho. Mas em séries onde vários personagens têm passados misteriosos ou ainda não revelados, qualquer flashbackzinho já desperta interesse. Então, se flashbacks já são legais, viagens ao passado são melhores ainda… E essa foi a grande sacada em Shadows, até mesmo porque os Regentes são elementos novos na série e pouco ainda se sabe sobre eles no geral, então qualquer informação já é importante.

Mas deixando os dramas um pouco de lado, vamos ao assunto que era para ter sido o principal do episódio: a menina que explode tudo. Myka e Claudia são as encarregadas de resolverem a situação, já que todos os outros estão muito ocupados com Pete e a mamãe do ano. O fato é que se passou quase o episódio inteiro e Megan continuou explodindo tudo, sem que as duas agentes conseguissem achar o artefato responsável ou uma solução para aquilo. Chegou ao ponto de, sinceramente, eu torcer para que ensacassem a própria Megan e pronto.

Sorte que Myka e Claudia têm mais paciência do que eu, e com base nas sombras deixadas pelas explosões das pessoas (tipo o que acontece quando explodem bombas nucleares), acharam a fonte de tudo: um maníaco pela garota que a espiona por um binóculo capaz de fazer com que ele vire quase uma cópia do Scott de X-Men e queime tudo com raios vindos do olhar. Ok, poderia ser algo mais interessante, mas até que essa explicação convenceu (embora eu ainda prefira a idéia de terem ensacado a Megan).

Encrenca do dia resolvida, podemos voltar nossa atenção aos assuntos familiares, mas o fato é que todo esse draminha pelo menos rendeu alguma coisa. Lembram que eu disse para prestarem muita atenção em todos os personagens em cadeira de rodas, já que a silhueta do vilão aparece em uma? Pois é. E em meio aos flashbacks que foram bem mais interessantes do que álbuns de família, pudemos ver um coadjuvante bem revoltadinho que, após ter sido separado do seu artefato de estimação, não pôde andar novamente. Motivo até que plausível para que ele queira prejudicar o Depósito.

Apesar de o episódio ter sido bem esclarecedor, ainda ficou meio confusa uma coisa sobre o atual vilão: ele tem poderes, é um mutante ou o que? Ou será que ainda tem “seqüelas” por ter usado o artefato por um tempo? Quem ainda não entendeu do que estou falando, repare nos olhinhos dele. Quero só ver o que vem por aí.

P. S. [1]: O Artie ficou mesmo com o cachorrinho. Tá certo que isso não deixou ele menos ranzinza, mas vamos combinar que foi fofo.

 

Séries citadas:

Cinéfila, louca por séries de televisão, leitora compulsiva e movida à música. Cineasta por formação e escritora por paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account