Log In

Notícias

Vera Farmiga diz que foi convidada a dirigir um episódio de ‘Bates Motel’

Pin it

Vera Farmiga já era uma figura adorada no cinema (quem nunca sofreu com ela no thriller A Órfã?). Mas, em fevereiro desse ano, quando estreou nas telas do canal americano A&E, na série Bates Motel, prelúdio do filme Psicose, o coração do público televisivo também passou a bater mais forte por essa atriz de descendência ucraniana – e não foi apenas pela beleza estonteante; Vera Farmiga é madura e convincente em seu trabalho.

Quando perguntada pelo site Deadline o que a motivou interpretar a matriarca Norma Bates, a atriz, já indicada ao Oscar, resolveu brincar. “Eu tenho tantos outros interesses na vida e nenhum papel é mais desafiador, gratificante e inspirador do que o meu papel na vida real, como mãe e esposa, então, eu praticamente olho para a oferta mais lucrativa”, disparou ela. Depois, ela argumentou que pode passar mais de 18 horas diárias em um set de filmagem e que um trabalho precisa ter mais a oferecer do que, simplesmente, um cheque alto. “Os escritores me presentearam com este profundo nível de sofisticação, a criação da Norma, e eu aproveitei a oportunidade. Além disso, eu desejava  tudo o que as séries de TV a cabo tem à disposição, que é o risco e as paranoias”, explicou.

Independente das razões que levaram a atriz ao papel de “mãe desequilibrada” – uma figura até então pouco conhecida no filme Psicose (1960), de Alfred Hitchcock -, o trabalho de Farmiga como a Sra. Bates foi aclamado pela crítica e espectadores, condição que faz da atriz uma das grandes apostas para o Emmy 2013.

“A minha personagem é um cadáver, uma concepção”, diz em referência ao filme (no longa, a mãe do serial killer, Norman, já estava morta e o filho assume sua personalidade). “O desafio está em retratá-la como uma pessoa, ao invés desta caricatura de uma mãe do mal que paira sobre superego de Norman”. Na versão televisiva, coube a Freddie Highmore (A Fantástica Fábrica de Chocolate) interpretar o assassino central. Segundo Vera, ela foi contratada pelos produtores da série para agir como uma advogada de Norma, evidenciando seu lado narcisista, que danificou sua cria. Ao invés disso, ela preferiu mostrar “uma mulher que tem empatia genuína e que tem uma capacidade ilimitada para dar ao filho o amor incondicional”.

Na onda da família Bates

Bates Motel já está renovada para o segundo ano e alguns novos integrantes da Família Bates vão entrar para a história. Uma das expectativas do público é acompanhar o estopim, uma situação de pico, que vai levar o Norman meigo e adolescente da série ao Norman frio e calculista do filme – um dos serial killers mais icônicos do cinema. Farmiga também aguarda o momento, mas, enquanto isso, aproveita o que o enredo tem a oferecer. “A série começa e termina com dissonâncias, mas, no meio disso, eu quero explorar todas aqueles belos acordes que fazem a história tão complexa.”

Farmiga contou que o produtor-executivo da série, Carlton Cuse, chegou a convidá-la para dirigir um episódio do programa na próxima temporada – ela estreou como diretora, no ano passado, com o filme de baixo orçamento Higher Ground -, mas ela recusou a oferta. “Carlton Cuse me perguntou se eu gostaria de dirigir um episódio e, com filhos de 2 e 4 anos, eu não posso”, disse ela, que explicou ainda estar buscando a essência do programa. “Foram só 10 episódios, estou conhecendo minha personagem. Eu me sinto como num mar agitado, o tom da série muda junto com o vento”, finalizou, enfatizando que, tanto quanto dirigir, ela ama atuar.

E, pelo que tudo indica, muitos amam vê-la atuando. Bates Motel estreia no Brasil no próximo dia 4 de julho, às 22h, pelo Universal Channel. Na semana passada, o protagonista Freddie Highmore esteve no Rio de Janeiro e o TeleSéries conversou com ele.

Com informações do Deadline.

Séries citadas:

É jornalista formada pela Unesp e pós-graduanda em Gestão Cultural. No TeleSéries, escreve mensalmente a coluna Estilo. Aficionada pelas histórias de terror, sobrenaturais e de mistério, também não dispensa aquela comediazinha romântica... Pushing Daisies, Jeannie é um Gênio, A Feiticeira, Riget, Lost in Austen, Wonderfalls, Samantha Who?, Copper, Harper's Island e Hannibal estão entre suas séries preferidas de todos os tempos! :)

3 Comments

  1. Pingback: Comic-Con 2013: confira a programação do dia 20 de julho

  2. Pingback: Novos personagens, novos amores e uma aparição inesperada marcam ‘Bates Motel’ na Comic-Con

  3. Pingback: Michael Vartan, de ‘Alias’, confirma participação em ‘Bates Motel’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account