Log In

Notícias

‘Under The Dome’ poderá “mudar o cenário televisivo”, diz jornalista americano

Pin it

O drama da CBS, Under The Dome, que conta a história de uma pequena cidade do Maine que de repente se vê envolta em uma redoma e acaba perdendo contato com o resto do mundo, demonstra ter o potencial necessário para marcar “uma mudança na maneira de se fazer televisão”, opinou o jornalista especializado em TV, David Bauder, do Huffington Post. Isso porque a série baseada na obra homônima de Stephen King teve, em sua estréia, 13.5 milhões de telespectadores, uma audiência incrivelmente alta e que conseguiu bater a meta de 20 anos sem uma abertura de programação de verão tão assistida.

Além da sua audiência no horário regular em que foi ao ar, a série teve ainda o adicional de 3.2 milhões de telespectadores que gravaram o programa ou que encomendaram o episódio, segundo a companhia de estatísticas Nielsen, isso sem contar na reprise do episódio piloto que alcançou um número de 5.1 milhões de pessoas.

Assim, números tão grandes de audiência com certeza têm um peso na indústria de entretenimento. Mesmo antes da estréia de Under The Dome, o canal Fox já tinha se interessado por investir em grandes produções, mas com número limitado de episódios, para a sua nova grade de programação, como aconteceu com a minissérie que trará Jack Bauer de volta às telinhas, 24: Live Another Day.

Por essa razão, algumas emissoras vêem imaginando como conseguir lanchar com suas programações de verão, que muitas vezes se mostram como verdadeiros fracassos, assim, as séries de grandes produções foram a maneira que tais redes de entretenimento encontram para substituir antigos programas aos quais eles acabavam se segurando para manter a audiência.

O segundo episódio de Under The Dome que foi ar na última segunda-feira, foi visto por 11.5 milhões de telespectadores. Segundo a CBS, os outros 13 episódios da série serão exibidos até setembro, e os produtores já especularam uma continuação da história, o que provavelmente ocorrerá na programação de verão do próximo ano.

Quanto a audiência geral das emissoras, a CBS ficou no topo da semana como a mais vista durante a programação do horário nobre, tendo uma média de 5.7 milhões de telespectadores. Já a NBC obteve 4.9 milhões, a ABC marcou 9.7 milhões, a Univision faturou 3.6 milhões, 3.3 milhões de pessoas sintonizaram na Fox, a Telemundo teve uma média de 1.8 milhões, a programação da ION Television foi vista por 1.3 milhões e a CW obteve uma média de 710.000.

Já a USA foi escolhida como o canal de televisão mais popular da semana, tendo uma média de 2.7 milhões de telespectadores durante o horário nobre. Em sequência, aparece a TNT, com 2.4 milhões, já a Disney Channel e o History Channel obtiveram uma média de 2.3 e 2.13 milhões, respectivamente, e a TBS marcou uma média de 2.05 milhões.

Na programação jornalística, os jornais noturnos da NBC bateram as outras emissoras com uma média de 7.5 milhões de telespectadores. Em segundo lugar ficou o “World News” da ABC, com 6.7 milhões e por último, o “Evening News”, da  CBS, que marcou o número de 6.1 milhões de telespectadores.

Confira abaixo o top 10 da programação da última semana (24/06 a 30/06):

Under the Dome, CBS, 13.53 milhões;

America’s Got Talent, NBC, 10.23 milhões;

NCIS, CBS, 8.37 milhões;

NHL Stanley Cup Final, 6º jogo: Chicago vs. Boston, NBC, 8.16 milhões;

The Big Bang Theory, CBS, 8.15 milhões;

The Big Bang Theory, CBS, 7.35 milhões;

60 Minutes, CBS, 7.17 milhões;

The Big Bang Theory, CBS, 6.65 milhões;

The Bachelorette, ABC, 6.56 milhões;

Big Brother 15, CBS, 6.51 milhões.

Você pode acompanhar a audiência na TV americana em nossa coluna semanal, assinada pela colaboradora Regina Monteiro.

Com informações do Huffington Post.

Séries citadas:

Uma cearense americanizada, que adora misturar um pouco de inglês no português e vice-versa, Historiadora ainda em formação, mas que sonha em se tornar uma brilhante cineasta no futuro. Jodie Foster, Nicole Kidman e Emily Deschanel são minhas musas inspiradoras, já David Boreanaz é o meu supra-sumo de gostosura dentre os homens de Hollywood. No mundo das séries, posso amar muitas, mas a que eu mais amo é Bones!

3 Comments

  1. claudia

    huffington post não é um jornal, e não é especializado. é um site de notícias e atualidades.

  2. biancavani

    Faz tempo que não me deslumbro com um filme de cinema; ao contrário, inúmeras séries têm me encantado. E os canais, como a notícia faz mostrar, vão investir mais e mais em séries…oba!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account