Log In

Reviews

True Blood – Cold Grey Light of Dawn

Pin it

Série: True Blood
Episódio: Cold Grey Light of Dawn
Temporada:
Nº do Episódio: 4×07
Data de Exibição nos EUA: 07/08/2011

Não sei o que dizer desse episódio de True Blood, sinceramente não sei. A situação não vai bem quando o que mais te mobiliza em um episódio é a interação de Alcide e Debbie Pelt (por quem passei a torcer e esperar que as coisas dêem certo, embora não veja a utilidade dos dois na aparente história da temporada).

Não, estou mentindo, outra coisa me mobilizou mais do que qualquer outra cena nesta temporada: Jessica indo ao encontro do sol. Meus pobres nervos ficaram em frangalhos, embora, não acredite que os produtores tenham coragem de matar a melhor personagem da série e a mais querida do público.

E por falar em ir ao encontro do sol, bem que poderia ter sido Bill e não Jessica, não? Quero dizer, foi muito mais impactante com a ‘baby vamp’ na guilhotina, mas se querem eliminar alguém, que eliminem Bill, pois ele voltou a desfiar os seus já famosos mimimi. Que cara chato! Até Jessica, recém transformada, já percebeu que não dá para fingir que se é humano quando se é um vampiro. Lá dentro, bem no fundinho, as coisas mudaram, a forma de ver a vida mudou e os instintos básicos também. Só o chorão do Bill não consegue aceitar isso.


Mesmo assim, as cenas entre criador e criatura foram muito legais. Jessica consegue fazer qualquer cena com qualquer personagem mais interessante.

De resto, nada de excepcional. Não foi um episódio ruim, mas não trouxe nada que me prendesse enquanto assistia. Sookie e Eric, por exemplo. Eu venho esperando pela união do casal há… bem, desde que a serie começou, e quando finalmente aconteceu não poderia ser mais sem graça. A cena de sexo dos dois no episódio passado foi bonita, mas a continuação nesse foi tão despropositada e cansativa que eu olhava e pensava “blah, blah, blah, próxima cena, por favor?”. Os dois conversando na cama depois foi muito mais empolgante do que vê-los nus marcando território. Há algo muito errado com isso.

Errado também é o súbito sentimento profundo de Sookie por Eric. Sim, eu sei que ele mudou – infelizmente, porque não gosto muito deste Eric – mas a paixão da garota por ele não foi muito repentina? Até meia semana atrás ela odiava o chão que ele pisava.

Estou sendo impertinente. Não é que eu não goste deste Eric, é que ele é muito mosca morta sem as suas memórias, e um Eric que não é o Eric de verdade, não me atrai. E, querendo ou não, tenho a mesma dúvida que ele: Sookie continuará se importando com o vampirão depois que voltar a ser ele mesmo?

Tara é outra que nem bem tinha se recuperado do fundo do poço (de “agradabilidade” por parte dos fãs) e já chafurdou na lama novamente. Desculpem, mas Tara não precisava ficar em Bon Temps, abandonar a namorada e muito menos vir com esta desculpinha furada de que todo mundo próximo a ela acaba morrendo e por isso não poderia continuar com a garota. Pam a ameaçou (com razão, diga-se de passagem)? Pois bem, saia de perto do radar da vampira pelo maior tempo que conseguir e seja feliz até o seu dia e dos seus chegar. Todo mundo vai morrer um dia, seja pelas mãos de um vampiro, de um humano normal ou de causas naturais. Cansei desta personagem.


E afinal, não era Lafayette o bruxo? Então por que Antonia recrutou Tara? Ou ela também tem poderes e eu não lembro (não duvido, minha memória não é das melhores)? E por que todas as outras bruxas atenderam ao conclame? Todos têm um ódio assim tão profundo pelos vampiros ou simplesmente estavam a fim de fazer algumas bruxariazinhas? Ou foi mais um caso de providência divina criada pelo roteirista? Porque o propósito aqui é exterminar uma raça inteira, não apenas colocar um feitiço em alguém.

A história da Antonia também está muito mal contada. Ou melhor, muito providencial. Pouco provável que o espírito da bruxa tenha ficado vagando por aí por mais de 400 anos e justo agora tenha aparecido em busca de vingança. E menos provável ainda é ela ser a única necromante que já existiu e que dominou vampiros. Toda esta história cheira muito mal. Mas tem o seu lado positivo que é estarmos livres de Marnie. A mulher era muito estranha. Sou muito mais a Antonia.

Mais uma vez não comentarei sobre Andy. Não sabem o que fazer com o personagem, deixem de usá-lo, mas não fiquem destruindo-o sem dó nem piedade. Eu poderia passar sem este vício do xerife por V. Mais inútil à trama, impossível.

E já que o assunto é inutilidade, se não era para transformar o Jason em pantera, então por que gastaram o nosso precioso tempo com a história medíocre dele com o povo de Hotshot? Se ainda o tornassem um ‘were-panther’ eu até engoliria, mas não vejo motivos além de tentarem estragar outro personagem que começava a achar o seu rumo dentro da série.

Agora decidiram uni-lo à ‘baby vamp’, o que me deixa morrendo de medo, porque não sou exatamente fã de Jason e esta atração desenfreada não em agradou nem um pouquinho. Quero ver Jessica em maior contato com o seu animal interior (embora eu a ame com Hoyt), mas preferiria que deixassem essa atração dela e de Jason para trás.

Outro que não empolga é Sam e sua história com Tommy. Eu continuo amando Sam, mas não me importaria nem um pouquinho se ele mandasse Tommy e seus amigos ‘shiffters’ para o outro lado dos Estados Unidos e passasse a interagir com algum núcleo mais interessante, como o da Arlene ou de Sookie e os vampiros.

E por falar em Arlene, qual será a do fantasma que aparece para o bebê? Será ela má ou na verdade protege a criança? Eis uma coisa que me deixa curiosa.

Bom, a temporada já ultrapassou a metade do número de episódios e descobrimos esta semana que a série está oficialmente renovada para uma quinta temporada. Então agora só nos resta esperar pelo fim e torcer para que as mentes criadoras coloquem os pés um pouquinho mais no chão e não estraguem personagens e histórias que aprendemos a gostar.

Séries citadas:

Michele Reis Martins, a Mica, é advogada e mantém o blog Esperando o Esperado. Fã de Arquivo X, Highlander, Buffy, Doctor Who e sci fi em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account