Log In

Notícias Opinião

Tortura: Sony estica episódio de Top Chef. Leia o review

Pin it

Ted Allen em Top ChefSer fã de seriados não badalados pode ser sofrido. Principalmente no Brasil, onde os canais de TV insistem em penalizar até os fãs dos seriados que são sucesso de público e crítica cometendo os erros mais básicos: demora na estréia dos seriados (às vezes são anos de atraso), reprises e reprises incontáveis (algumas vezes até em meio de temporada nova e sem justificativa), legendas incorretas ou ausentes, dublagem ou legendas em espanhol, dublagem sem segunda opção, horários estapafúrdios.

A Sony, que demorou dois anos para estrear a segunda temporada de Top Chef (nos Estados Unidos a 4ª temporada já acabou) e está reapresentando episódios da primeira temporada de Ugly Betty pela, huuummm, quinta vez, inventou algo novo. E falo que ela inventou porque não foi a primeira vez que ela usa o artifício (os fãs de Grey´s já sabem): esticamento de episódio.

Os episódios de uma hora, em realidade, tem pouco mais de 40 minutos. Os minutos restantes são consumidos pelos comerciais. Algumas vezes, as emissoras lá fora fazem episódios especiais, que podem ser exibidos em uma hora sem comerciais ou, no máximo, em uma hora e meia com comerciais.

Pois a Sony, inovando onde não deve, pega estes episódios especiais e divulga como episódio duplo, de duas horas de duração. Resultado: cada intervalo comercial dura 15 minutos.

E isso tira a paciência de qualquer um. Eu adoro Top Chef, é um de meus programas preferidos sobre comida (só perde para Kitchen Nightmares, com Ramsey, e No Reservations, com Anthony Bourdin), mas não foi fácil assistir até o final este nono episódio, exibido pela Sony em duas longas horas.

Gosto muito mais dele do que de Hell´s Kitchen, por exemplo, porque aqui se valoriza mesmo o talento como chefe, mais do que enlouquecer dentro de uma cozinha a fim de dar conta de atender a todos e com receitas pré-determinadas, como acontece em Hell´s, em Top Chef os candidatos precisam ser inventivos, criativos e, muitas vezes, sem ter muito com que trabalhar.

O nono episódio da temporada foi mais especial ainda por contar com a participação especial de Ted Allen, de Queer Eye e por causa dos temas dos dois desafios: no primeiro eles tiverem que criar um prato com três itens de uma cor só, no segundo, cada um preparou um prato, cada prato simbolizando um dos pecados capitais.

E a surpresa ficou com a vitória de Michael para ambos os desafios. Como ele, eu também acho que Sam e são chefs muito superiores, mas ele realmente se saiu bem!

Para o primeiro desafio sua cor era laranja e ele soube inovar ao fazer “crispies” de cenoura (eles elogiaram tanto que eu ficou morrendo de vontade) acompanhando um lindo salmão caramelizado.

Para o segundo desafio ele arrasou. Seu pecado era a inveja e ele fez um prato em que a truta teria inveja do salmão, mais bonito e vistoso, os dois regados com um molho basílico e acompanhados por aspargos e tomates. Hummmm!!!

Betty acabou indo para casa mais cedo depois de duas decisões desastrosas: o primeiro prato, de cor verde, pareceu descuidado e o sabor de vários vegetais largados não agradou. No desafio dos pecados ela associou a preguiça á um mix de três sopas servidas em copos. A aparência ficou desastrosa e, pelos comentários, a consistência idem. Confesso: eu acho que ela durou demais.

Mas minha receita ganhadora seria de Sam, que arrasou com uma entrada diferente juntando um Ceviche de Camarão com uma pipoca apimentada. A cara ficou ótima e eu acho sensacional quando eles usam algo tão trivial como pipocas em um prato sofisticado.

A pedido do TeleSéries, a Simone editou seu review publicado no site Só Seriados de TV. Vale a pena conferir o texto original, com repordução da receita de ceviche de camarão com pipoca.

Séries citadas:

19 Comments

  1. Fernanda

    Finalmente alguém que assiste No Reservations… Adoro Anthony Bourdin. Programa de categoria. Não gosto muito de Hell´s Kitchen e Kitchen Nightmares, prefiro o formato do Top Chef, me lembra muito Project Runway.

    Agora, não acreditei quando a Sony fez isso. Não é a primeira vez, daqui a pouco vira marca registrada, foi difícil assistir até o final.

    Quanto ao episódio em si, tb adorei a saída da Betty, e não consigo entender a implicância deles com Marcel. Me fez até torcer por ele contra a Betty e o Ilan. E o Ted Allen deveria ser jurado fixo, gostei muito da participação dele.

    Ótimo review, Simone!

  2. Patricia E.

    A Warner também fez isso com Six Feet Under. O episódio começava às 21:30 e terminava depois das 23 horas no domingo, graças aos intermináveis comerciais que me fizeram correr atrás dos DVDs pra terminar de assistir à série — sem comerciais irritantes e em seu idioma original.

  3. Simone Miletic

    Fernanda: eu amo o Tony! Fia até um texto especial só para ele no meu blog, quando ele deu uma entrevista para a revista da TAM.

    Eu curto Kitchen Nightmares, a versão inglesa, pois acho muito legal o Ramsey sem aquela pose dele de f$#@&. No programa ele realmente ajuda o pessoal dos restaurantes, ensina. E aí você entende o sucesso dele, porque o cara é mais que um chefe, ele realmente tem visão.

    Lá no blog eu falei da implicância com o Marcel, parecia um bando de criancinha.

  4. Lourdes Mota

    Até concordo que o Marcel é arrogante e prepotente, mas o pessoal tem uma p… inveja dele tb, não é possível!! Principalmente o Ilan, que desde o primeiro episódio critica os pratos do Marcel.

    Gosto muito do Top Chef, acho os jurados excelentes e os desafios, para quem gosta de cozinhar, são bárbaros. Não consigo acreditar que eles conseguem imaginar um prato tão sofisticado em tão pouco tempo. Os temas dos desafios tb são bem elaborados. ahh, nem posso ficar escrevendo, sou só elogios para esse programa, pena que a Sony estraga bastante, além de fazer propaganda da segunda temporada com imagens da primeira. Eles nem assistem o que colocam no ar!!

  5. Gilberto Dutra

    Nunca assisto seriados “ao vivo”. Sempre gravo para ver depois, adiantando os intervalos…

    São 15 a 20 minutos que ganho, entao no tempo que veria 3 episódios acabo vendo 4….

  6. Cris

    Simone,você viu o episódio do No Reservations em São Paulo. O Tony e o Jun Sakamoto (acho que era ele)comendo “churrasquinho de pombo” na liberdade?
    Impagável!

  7. Simone Miletic

    Cris,

    Vi sim, mas meus momentos preferidos dele em Sampa são: ele na feijoada na Vila Madalena e ele comendo sanduiche na Rosas de Ouro.

  8. Saulo

    Eu assisto quase todos os programas de culinário do Discovery Home & Health e Discovery Travel & Living. Acho canais ótimos, e obviamente respeitam mais os espectadores do que a Sony.

  9. Vinícius R

    Nossa, tortura MESMO! Fiquei puto de ódio, pq eu achei que fossem 2 episódios, afinal na programação estavam 2hrs de Top Chef, daí qdo to assistindo (pela primeira vez aliás) vejo que tem mais propaganda que o programa em si… ¬¬

  10. Pedro Ivo

    E eu me perguntando: por raios não acaba essas propagandas? Dava tempo de acompanhar outros programas em outros canais e depois voltar para a Sony sem o Top Chef ter acabado! Horror!

  11. Neto Paes

    Caraca, só o teleséries pra falar dessa merda que o canal sony fez mesmo…eu assisti ao episódio na reprise de madrugada e foi realmente uma tortura segurar o sono pra assisti-lo até o final…e eu achando que tinha algum propósito, se iam mandar dois concorrentes pra casa mas não, foi pura enrolação…já tava decorando a ordem do comercial que era a mesma: eli stone, ghost whisperer, grey’s anatomy, american next top model, medium, comercial de shampoo, de desodorisador de ambiente, raid, etc, etc, etc, praticamente a programação toda do canal passava num único intervalo…um saco!! Agora quanto ao programa, queria que o Ilan tivesse sido mandado embora, foi inveja pura aquele comentário dele sobre as cerejas do Marcel, completamente desnecessário…e eu achei muito engraçado quando os jurados disseram que o Marcel teve 9 desafios e em 9 desafios ele fez espumas…e eu vejo aquelas espumas que ele faz e penso igual o que aquela atriz falou: parece vômito de gato! Eca!! Hehehe…não sei quem ganhou essa temporada, mas torço pelo Sam e pela Elia e queria que mandassem aquele negro que eu não lembro o nome embora, é incrível como ele sempre passa despercebido nos desafios e vai ficando, ficando, acho isso uma sacanagem, por culpa da omissão dele, que estava imune no episódio anterior e que eles mandaram a Mia embora, quem deveria ter ido era ele, que se omitiu no desafio final, já que estava garantido.

  12. Neto Paes

    Caramba, escrevi muito, hehehe…foi mal, mas eu adoro top chef e não tenho com quem comentar, hehehe

    E quanto ao atraso das temporadas, eu nem sabia que top chef já está na 4a. temporada, mas além do atraso de Ugly Betty, pior mesmo é America’s Next Top Model, que já está no 11o. ciclo e aqui ainda não acabou nem o 8o., sacanagem!!

  13. jessica

    eu adoro o teleséries
    pq eu fico sabendo de cada coisa
    nem sabia que o american next top model tava no 11 ciclo

    o negro que eu esqueci o nome eu acho ele bom, pra mim ele so foi decepcionante na dia da praia e em relação a mia aquela falsa tinha que ir embora mesmo, aquela mulher era cobra . ta certo que o programa nao tem anda haver com personalidade mas mesmo assim nao gostei dela.
    hehehe

  14. Hanna

    A Sony anda pisando na bola mas…Qualquer coisa, menos dublagem!!!

  15. Juliana

    eu vi isto. Pior: deixei pra ver na madrugada e me ferrei, tendo que esperar mais uma hora pra ver o final. Ninguém merece

  16. Andrea

    Aaaaaaaah, foi isso então que aconteceu com o episódio duplo do Top Chef?

    Eu parei de assistir antes de terminar porque o intervalo ficou muito longo e eu comecei a zapear entre os canais. Como cada vez que eu sintonizava na Sony continuava intervalo achei que o programa já tinha acabado e simplesmente desisti…

    Também gosto de Kitchen Nightmares. E também do Chef a Domicílio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account