Log In

Especiais Opinião

Tokusatsu: as séries japonesas que marcaram uma geração

Pin it

Jaspion
A minha infância ocorreu lá nos idos da década de 80 e se teve uma coisa que me marcou profundamente foram os tokusatsu (como nós conhecemos as séries ou live-action japonesas de super-heróis). E dentre os tokusatsu que eu assistia teve três que se destacaram: Jaspion, Changeman e Jiraya.

Dos três, Jaspion era o que eu menos gostava, mas foi o primeiro a chegar pro aqui e por isso é tão importante (e também tem o fato de eu adorar o vilão MacGaren). A série tratava da busca do herói pela bíblia galáctica (e as cinco crianças) que permitiria que derrotasse o grande vilão Satan Goss. Foi febre aqui no Brasil na época e eu tinha até disco do Jaspion. Sinto pena dos meus pais que eram obrigados a me ouvir cantar o tempo todo, principalmente quando tentava cantar a abertura em japonês.

Changeman
Changeman era um Super Sentai (como Power Rangers, por exemplo) e dentre as séries do gênero era o meu preferido. Cinco jovens militares foram dotados de super poderes baseados em animais lendários (Dragon, Pegasus, Griphon, Mermaid e Phoenix), para defender a Terra dos alienígenas de Gôzma. Eu amava esta série mais do que qualquer outra. Tinha adoração pela Sayaka (Change Mermaid), ganhei máscara e espada, e fazia minha vó costurar roupas iguais as dela para colocar nas minhas barbies.

Jiraya
Jiraya tinha uma proposta um pouco diferente, o seu herói era um ninja, e suas aventuras não se baseavam tanto em super poderes e mais nas suas habilidades (embora as habilidades japonesas dos ninjas sejam tão fantásticas que poderiam ser classificadas como super poderes que eu não teria problema algum com a classificação). Ao contrário dos outros tokusatsu ele dava para mim uma sensação mais real e me deixava com aquela impressão de que se eu treinasse muito e me esforçasse de verdade chegaria a um nível de excelência como a dos personagens (que hoje, praticando Armas de Corte, eu vejo que não tinham nada de excelentes, mas o que importa é como eu os via na época).

Minha paixão pelos tokusatsu era tão grande que quando minhas aulas de dança conflitaram com os episódios eu entrei em pânico e só sosseguei quando ensinei a babá do meu irmão a usar o vídeo-cassete para gravar os episódios para mim. Bons tempos aquele…

Michele Reis Martins, a Mica, é advogada e mantém o blog Esperando o Esperado. Fã de Arquivo X, Highlander, Buffy, Doctor Who e sci fi em geral.

35 Comments

  1. Tati Leite

    Eu também não gostava muito de Jaspion. Agora Jiraya e Changeman eu amava. Brincava de ser a Sayaka também. E achava o Jiraya lindo. hehehe
    Lembro de quando passava férias em Resende, na casa da minha tia avó, ficar correndo pelo quintal inventando trocentas aventuras com meus primos menores. Bons tempos.

  2. Patricia

    Esses três eram meus preferidos também, principalmente o Jiraya, e pelo mesmo motivo que você, achava que era o mais “real”, hehehe… mas lembro que assistia outros também: Flashman, Jiban (o robocop japonês)… e quando brincava de Changeman com meus primos e minha irmã, eu era a Change Phoenix, minha preferida, hahaha…

  3. Fernando dos Santos

    Ótimo texto.Os meus tokusatsu favoritos eram Ultraman e Spectremen.

  4. Paulo Serpa Antunes

    Eu sou da turma do Fernando, da geração anterior, destes dois e do Robô Gigante. Tinha um também que era dourado e tinha cabelos louros, rarará, esqueci o nome….

  5. Angela Mara Correa

    Eu não tenho a idade de vocês, mas acompanhei com meus sobrinhos e, durante muito tempo, o melhor presente para eles eram as fitas dos episódios que eu comprava na Mesbla. Ótimo texto, ótimas lembranças.

  6. Thiago FLS

    Sou da geração Jaspion/Changeman também, e nunca vou me esquecer da primeira vez que meu pai alugou as fitas dessas séries para eu assistir. Como elas não eram numeradas, acabei vendo os episódios na ordem errada, e quando as séries finalmente estrearam na Manchete, eu já estava viciado.

    E Jiraiya me afetou ainda mais porque chegou ao Brasil numa época em que tudo relacionado a ninjas tinha virado moda aqui. Aquela mística do “império dos ninjas” me fascinava, mas também achava interessante como Toha/Jiraiya era um herói mais pé-no-chão, que vivia num apartamento com sua família e ainda fazia bicos para ajudar a sustentá-la.

  7. Raphael Pinheiro

    Ótima lembrança para o Dia das Crianças, nunca esperava encontrar um texto desses aqui no TeleSéries. :) Mas tem uma correção pertinente. A primeira foto não é do Jaspion, e sim do Spielvan, que foi oportunamente vendido como “Jaspion 2” no Brasil em sua época.

  8. Ricardocerdeira

    Essa série a que você se refere é Vingadores do Espaço (conhecida como “Space Giants” nos Eua e Magma Taishi – Embaixador Magma – no Japão).

    É uma produção histórica, por tratar-se da primeira da tevê japonesa exibida a cores – estreou cerca de duas semanas antes de Ultraman.

    Nesse site há várias informações (em inglês) sobre a série: http://www.scifijapan.com/articles/2007/08/27/the-space-giants-series-guide/

  9. MicaRM

    Eu via Ultraman, Spectremen, Lion Man e tudo o mais que fosse japonês e aparecesse na tv. Mas ficar completamente apaixonada começou com Jaspion e Changeman.

  10. Rodrigo

    Nossa, mto bacana essa lembrança… eu sempre fui louco por Jaspion, Changeman e Jiraya, tinha brinquedos, discos e tudo mais. Gostava de Jiban, Flashman e Spielvan tb…. caraca, bons não, ótimos tempos que infelizmente não voltam mais!!!

  11. Rodrigo

    Ah, e como esquecer do não menos famoso Black Kamen Rider!!! O besouro gigante tb era mto bacana!!!

  12. MicaRM

    Eu não consigo lembrar mais lhufas de Patrulha Estelar (mas tenho as músicas ^_^). A única coisa que eu lembro é que eu adorava. Lembro da sensação de tristeza que eu fiquei em um episódio…mas não consigo lembrar de absolutamente nada da história (embora depois de adulta tenha lido a respeito, informado-me sobre a continuação etc etc etc).

  13. MicaRM

    Eu era maluca por Kamen Rider. O Black e o RX sempre foram as minhas fases preferidas (vi algumas só depois de adulta – culpo meu irmão por isso, hehehe). Eu lembro que fiquei inconsolável pelas coisas não terem dado certo entre Issamu Minami e Nobuhiko.

  14. Navate

    Nossa, como legítimo japa carioca, meus apelidos quando criança variavam entre Jaspion e Jiraya. :)
    Eu gostava dessas 3 citadas tb, mas confesso que o que mais gostava eram os animes Patrulha Estelar, Pirata do Espaço e Don Drácula, todos tb da Manchete! 

  15. Silvinhoalbuquerque

    É o jaspion sim, spielvan tinha suas semelhanças mas era diferente, basta procurar nas imagens do google.

  16. Mozenjaa

    Muitas informações sobre tokusatsu aqui: http://senpuu.com.br/
    O Senpuu é maior portal de tokusatsu do Brasil!

  17. vipper2000

    Não podemos esquecer de citar o ULTRASEVEN, q na minha opinião, foi junto com o ULTRAMAN (ambos da Família Ultra),  os pioneiros dos seriados japoneses (pra mim eles eram o máximo!).

  18. Finoboy007

    Dos três,o meu preferido era o Jiraya e o epsódio preferido é sem duvidas o do ninja bebado.

  19. Clmgouveia

    Também sou da época do Ultraman e Ultraseven, mas o pioneiro mesmo foi o impagável National Kid.

  20. Gpid

    Fico emocionado e tambem muito feliz em saber que muita gente ainda curte essas series, eu acordava cedo para nao perder nenhum episodio eu assistia na tv manchete o primeiro se me lembro bem era o Laion Man seguindo por Jiraia, Jiban Cibercops, Jaspion, Changeman, e outros. São nossas memorias que nos deixam jovens para sempre

  21. Marcelo

    bons tempos, quando criança brincava com meus amigos de changeman, eu era o pegasus, achava a May(Phoenix) muito gata e gostosa, mas tinha outro tbm q eu gostava bastante, o Black Kamen Raider, boa lembraça…

  22. Jailton

    Caraca, gostei do texto acima. Me remeti a minha infância. Me lembrei, inclusive, de um episódio que aconteceu nessa época. A TV lá de casa (preto e branco) havia quebrado e naquela época um aparelho de televisão era muito caro e minha família não tinha condição de comprar outra naquele momento, então envimos para o consertoo e lembro que demorou muito pra consertarem, então me desesperei pq estava perdendo os episódios. Pra minha felicidade eu tinha um vizinho que tb era fã dessas séries. Rsrsrsrs. Mesmo não tendo condições e não tendo a tecnologia que tenho hoje no meu quarto eu sinto muiiiiiiiiiiiiita falta daquela época, pois a qualidades dos programas eram superiores aos de hoje.

  23. Ever_freeza

    É curioso ver tambem os conceitos da epoca. as historias, apesar de fantasticas, não tratavam as crianças como bobas, havia mensagens em cada um dos episódios. O Jaspion, apesar de ser o heroi, não exitava em cortar cabeças e atravessar a espada na barriga dos inimigos.  Os vilões eram malignos de verdade, que ameaçavam a matar as pobres e indefesas crianças. infelizmente não temos mais essa qualidades nas series que passaram recentemente. (diga-se power rangers… argh…). Eu era crianaça, mas lembro de ter chorado com a morte do Dr. Gori, de Spectrman….

  24. Hhiiddddeenn

    Tinha um em que cada um tinha o nome de um planeta… Mas não lembro o nome. Tinha uma mulher (acho que era Vênus) que dificilmente se transformava.

  25. Gabriela

    concordo com você. E é triste de saber que a nova juventude não entenda isso. Devo dizer que conheço apenas o Jaspion e o Jiraia. Mas me amarro neste tipo de programa.

  26. Ricar Vargas

    Para mim Jaspion foi o melhor.. principalmete por seus “briquedinhos”.  Me lembro do Gigante Guerreiro Dalyon…hehehhe…

  27. Ricardocerdeira

    Era Cybercop, os Policiais do Futuro. Produzida pela Toho, foi exibida no Japão entre 88 e 89. A história se passava em 1999, e contava as histórias de uma unidade especial da polícia, composta por Marte (Akira, de cor verde), Saturno (Ryoichi, cinza) e Mercúrio (Osamu, azul). Já no primeiro episódio, o grupo é reforçado pelo misterioso Takeda, que se transforma em Júpiter (vermelho), o mais poderoso dos Cybercops.

    Lá pelo meio da série aparece Lúcifer, que tem relações com o passado de Takeda.

    Talvez pela filmagem feita em vídeo, o que gerou efeitos especiais constrangedores, a série não foi bem no Japão, contando com 36 episódios. No Brasil ela fez sucesso – talvez o público daqui tenha relevado a precariedade da produção e considerado os bons roteiros e personagens interessantes.

  28. Master

    Muito boa essa epoca. Passava na Manchete e eu nao perdia um so capitulo. Gostava de todos que passavam. Black Kamen Rider (Blackman) foi um dos que mais gostei

  29. Vanessa

    Acho q o Jaspion foi meu primeiro amor platônico… eu tinha febre nos finais de semana pq não passava na Tv… coitada da minha mãe q demorou pra entender pq eu ficava doente toda sexta de noite… rsrsrs… oq eu menos gostava era o Jiraia, e eu gostava tb de Flashman… ooooo Saudade…

  30. Fernando Silva

    Alguém reparou que o Change Griphon não colocou a mão na cintura como os outros?? hahaha Devia ta brigado com a produção e resolveu boicotar. rsrsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account