Log In

Especiais

The X Factor USA: um balanço das audições

Pin it

A segunda temporada de The X Factor US voltou com tudo. Novas adições na mesa de jurados, novos candidatos e o principal – EXCELENTES novos candidatos. A safra de audições deste ano – dividida em seis programas, que estreou no último dia 12 de setembro, trouxe surpresas, ótimos talentos e também bizarrices, como de costume. O contrato de cinco milhões de dólares está na mesa, e a busca pelo candidato que tem o Fator X começou.

Mas antes mesmo de voltar à atenção para os candidatos, o programa já tentou chamar a atenção para suas novas componentes. Além de Simon Cowen e L.A. que retornam para a bancada, agora o programa conta com Demi Lovato e Britney Spears, que desfilam os seus palpites nas apresentações dos candidatos. Britney, obviamente, era o centro das atenções. Foi toda uma novela para saber se ela assinaria ou não. E os momentos mais “bizarros” dos programas são sempre protagonizados por ela. É dela que sai os melhores comentários, do tipo “espero que você não seja meu parente”. Mas a minha surpresa confesso, foi com Demi. Eu não a conhecia muito. Pode ser ignorância minha, mas o estilo musical dela não faz muito a minha praia. Mas a garota de vinte anos provou entender de música, e tem feito comentários bem construtivos, além de ser a simpatia em pessoa. Para mim, deu um show a parte em muitos comentários que Nicole e Paula faziam na temporada passada. Ponto para o programa.

Nas audições deste ano tivemos muita gente boa. A maioria delas aprovadas. O programa, por exemplo, começou com o pé direito ao abrir com a audição de Paige Thomas. A candidata já conquistou a audiência contando a história de sua vida e sua luta para sustentar sua pequena filha. Mas não é somente por questão de história ou de humildade que a candidata merece destaque. Com a performance de I’m Going Down ela sem dúvidas já uma das favoritas do programa:

O primeiro episódio ainda mostrou duas audições excelentes. Jannel Garcia que chegou com um jeito acanhado, mas conquistou toda a plateia com sua versão para If I Was From Paris. Uma nova versão para um rock clássico dos anos 70 foi um tiro no escuro que deu muito certo. Seu vozeirão já nos encantou:

E a última audição da estréia mas a não menos importante foi a de Jillian Jensen. A história dela tocou ao público, ao cantar uma dor que sofreu há alguns anos, quando passou por problemas envolvendo bullying. Inclusive, se assemelhou bastante com a história de Demi Lovato, que se solidarizou-se com a participante e foi conversar com ela. Durante sua audição podíamos sentir a sua dor que ecoava nos versos de Who Are You. Merece atenção de todo o público.

Durante as audições dos outros programas, peças raras foram sendo encontradas. Nos deparamos com os mais variados estilos, desde o country clássico até o pop rock. Nesta safra, devemos chamar a atenção para Tate Stevens que já declaro, é meu favorito até agora na competição. O country sabe envolver, e o rapaz tem um vozeirão de impressionar qualquer um:

Quem merece atenção é Vino Alan, que fez uma das mais sensacionais versões de Trouble que eu já ouvi:

Um dos meus favoritos também, sem dúvidas.

As audições deste ano também estão cheias de crianças. Uma que chamou bastante atenção foi Carly Rose. Ela parece ser tão simples e simpática e, claro, na mesma proporção, um talento incrível. Sua versão de Feeling Good ficou uma graça:

Agora uma das características que notei nesta temporada foi a surpresa que muitas vezes os jurados sentiam. Muitos candidatos quando entravam no palco pareciam ter um certo estereótipo que eram praticamente superado ao soltarem a voz. Jason Broke encaixa-se neste perfil com certeza. Inclusive confesso que não dava nada pela audição dele. Mas, surpreendeu ao fazer uma versão incrível de New York State of Mind do ícone Billy Joe:

Mas claro que nem todas audições são um mar de rosas, e vimos muita bizarrice passar pelo palco do The X Factor US nesta fase preliminar. Um dos mais famosos da temporada até agora foi a audição de Shawn Armenta. Ele fez uma apresentação tão bizarra, que ao levar um dura crítica dos jurados começou a dizer que diferente dele, Demi Lovato usava efeitos especiais em sua voz. Britney Spears tomou as dores e disse que tinha medo de ficar olhando para ele. Foi bem hilário:

E tivemos também a simpática senhorinha de 52 anos, Changyi Li que tentou cantar My Heart Will Go On, clássico tema de Titanic. Mas ela não foi muito feliz na escolha da música e Simon não poupou seus “elogios”: ” – Se refizerem o filme, basta colocar você cantando na frente dele, que ele irá afundar”. Coitada, até fiquei com pena dela, que esbanja simpatia. Mas, o show vive de talentos, e ela infelizmente não tem.

Muitas audições se destacaram na competição como a de Panda, Tara Simon, Diamond White e Arin Ray. O nível dos candidatos esta excelente, e prevejo uma competição acirrada daqui para frente.

A próxima fase que começa nos EUA na quarta-feira – dia 03, será a Bootcamp, onde os participantes se enfrentarão antes de ir para a casa dos juízes, onde serão definidos seus orientadores. Foi um bom início de temporada, e confesso que estou ansioso para ver os rumos que o reality tomará. E para você, qual a sua audição predileta até agora? Quem tem o the X factor?

Séries citadas:

Mineiro, professor e aficionado por séries. No TeleSéries resenha as séries Hawaii Five-0 e Saving Hope. Mas também é apaixonado por Grey's Anatomy,'CSI, Rookie Blue, The Vampire Diaries, The Good Wife, Homeland, The Walking Dead e muuuitas outras...

9 Comments

  1. Matheus Salles

    Muito bom post! Deixo aqui minha torcida por

    Jeffery Gutt, que cantou uma belissima versão de Hallelujah, deixando o público e os jurados muito emocionados, principalmente na parte que seu filho, que nunca havia ouvido o pai cantar, invade o palco para abraça-lo!

  2. Paullo Kidmann

    Ano passado só assisti o 1° Episódio por causa da Chryl pq ninguém mereçe a Nicole #Fato mas decidi assistir essa temporada por causa da Britney ( E nem sou fãn dela) Mas pra mim ela foi um dos pontos autos dessa “estreia” me diverti muito com ela e fiquei feliz por ela saber o que está fazendo. e Sobre a Demi concordo com vc, até tô gostando dela que antes não conheçia.

  3. Thalissa Melo

    O jeito que a Brit bate palmas é MUITO engraçado. Só eu reparei isso? kkkkk Destaques: O Mr.Shawn foi o babaca da vez, quem dirá o babaca do programa! A Jannel me supreendeu TANTO, quando ela começou a cantar eu fiquei O M G! *-* E faço minhas as palavras da Demi: Jillian Jensen, you broke my heart! Chorei muito :’)

  4. Thalissa Melo

    Ah, e faltou falar da Paige. Deus, ameeeei o look dela, e o cuidado com a filha… de se admirar, lindo!

    Muito bom ter os vídeos aqui pra ver tudo de novo, valeu, Anderson! ;)

  5. Juninho

    Também estou torcendo pelo Jeffery Gutt,ele tem estilo,é na dele,tranquilão,um bom exemplo de Pai e canta muito.

    Britney é hilaria! Puta que pariu o que foi aquele susto com o trovão,a Demi não aguentou ao ver a histeria da cantora e rachou de rir. E de fato a Demi foi uma grata surpresa,seus comentarios são excelentes,e ela é muito simpática. Estou gostando também do dinamismo que a Demi criou com o Simon, os dois estão a vontade um com outro e se divertem juntos,é bem legal.

  6. Natan

    O melhor na minha opinião foi o Jeffery Gutt, torço pra que ele ganhe

  7. F Luciano N Rocha

    onde encontro o cara que é pai solteiro, que chegou devagar e botou pra quebrar, todos ficaram emocionados, inclusive na hora em que o filho pequeno vai ao palco dar um abraço no pai. Adorei más não encontro em lugar algum…me ajudem a encontrar!!!

  8. Pingback: ‘The X Factor USA’: Um balanço dos shows e da grande final

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account