Log In

Reviews

The Walking Dead – When the Dead Come Knocking

Pin it
Série: The Walking Dead
Episódio: When the Dead Come Knocking
Número do episódio: 3×07
Exibição nos EUA: 25/11/2012
96.444444444444
4.8
9

No penúltimo episódio de 2012 The Walking Dead seguiu o caminho da vitória. When the Dead Come Knocking não foi um dos episódios mais impactantes da temporada até agora, mas foi bem conduzido. A chegada de Michonne ao presídio e o encarceramento de Maggie e Glenn em Woodbury conduziram a história do sétimo episódio da terceira temporada.

Enquanto Michonne tinha a vida salva por Rick e Carl, foi recebida no presídio e teve seu ferimento tratado por Hershel, Maggie e Glenn recebiam uma recepção bem diferente. Os verdadeiros prisioneiros foram feitos não no presídio e sim em Woodbury, onde os moradores ainda acreditam que vivem felizes na Vila Mágica dos Smurfs.

Merle e o Governador se tornaram vilões ainda mais asquerosos e já perceberam que a galera do Rick é forte. Somente com dez pessoas tomaram um presídio infestado por zumbis e Glenn já não é o garoto assustado que Merle conheceu. Além disso, Glenn foi amarrado, torturado e forçado a mesmo amarrado se defender de um zumbi faminto. Maggie escutou o companheiro apanhando na sala ao lado e teve que aguentar o assédio e a chantagem do Governador. Mesmo assim foi preciso apelar para o emocional e ameaçar a vida de Glenn para conseguir fazer Maggie falar sobre a localização do seu grupo.

O momento feliz do episódio foi o encontro de Rick com Carol. Finalmente Rick recuperou o “velho Rick” de dentro de si mesmo e voltou a liderar o grupo com propriedade. Deve ter dado graças a Deus pela volta de Carol, uma mulher experiente para cuidar do seu nenê. Rick também reconheceu a retaguarda que Daryl lhe deu durante seu momento pancadão. Nada como ter amigos desse nível em meio a um mundo apocalíptico tomado por zumbis.

Seguindo na parte feliz do roteiro de The Walking Dead, Carl finalmente escolheu o nome da irmã e não foi nenhuma sugestão anterior que homenageasse uma das perdas femininas do grupo. Carl se inspirou na sua professora da terceira série, Sra. Judith Mueller, para batizar a irmã. Não entendi tamanha afeição pela professora, mas esse trecho do episódio poderia estar inserido em outra série como Parenthood ou Brothers and Sisters e ninguém notaria a diferença, a não ser pelos vários banhos atrasados dos dois participantes do diálogo.

Outro personagem que me chamou a atenção no episódio foi Hershel. Lembrei que quando ele estava à beira da morte e quase virou um zumbi pensei que ele fosse abandonar a série e achei mesmo que o personagem não faria falta. Agora, mesmo manco, ele segue importante no grupo e não consigo ver a trama do povo do presídio seguindo sem uma figura como ele. O roteiro de The Walking Dead não tem errado em praticamente nada nesta temporada.

O tempo passa, o tempo vôa, o Bamerindus já quebrou faz tempo e a Andrea não acordou e segue pensando que é a Smurfette da Vila Mágica dos Smurffs. Está perdidamente apaixonada pelo Governador, não pode mais trabalhar no muro protegendo a cidade e agora teve que participar de uma das bizarras experiências de Milton. O cientista e o Governador tinham esperanças que os errantes após se transformarem mantivessem na memória fatos de quando ainda eram pessoas normais. Apesar disso, Andrea segue achando tudo lindo e nem desconfia que dois antigos amigos dela estão presos e sendo torturados bem a seu lado.

Com o encontro eminente com a turma do presídio o Governador questionou a fidelidade de Merle, considerando que seu irmão está no grupo do presídio. Daryl foi um dos personagens que mais mudou durante sua trajetória na série e mesmo sendo Merle o seu irmão não acredito que ele vai concordar com o que está sendo feito em Woodbury. Também não convence a vontade de Merle encontrar Daryl por saudade do irmão. Acredito que Merle mantém uma mágoa ainda maior por Daryl do que por todos os outros que o abandonaram aos zumbis ainda na primeira temporada da série.

Além da batalha psicológica entre irmãos, a guerra entre o pessoal do presídio e a força de Woodbury vai virar física no próximo e último episódio de 2012 de The Walking Dead. Intitulado Made to Suffer o oitavo episódio da terceira temporada da série encerra as apresentações zumbis no ano e tem tudo para ser um belo presente de natal antecipado para os fãs.

Enquanto o Governador prepara um grupo para ir até a prisão, Rick e sua turma já estão à espreita na Vila Mágica dos Smurffs e o confronto tem tudo para causar alvoroço na cidade. Além de Merle reencontrar Daryl, Andrea vai rever seus antigos amigos pelo outro lado da cerca e talvez seja a última chance da moça abandonar o lado negro da força. Quem não estiver ansioso para a próxima semana é porque não gosta de um presente natal, ou já virou zumbi há muito tempo.

PS: Qual foi a viagem do carinha da cabana pra querer chamar a polícia?

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

10 Comments

  1. biancavani

    E a tortura feita ao Glen! A física, a moral, a de pôr um zumbi na mesma sala, com Glen amarrado à cadeira (foi nesse momento que voltei a fumar, rs. Ah, para que vou me enganar? Vou deixar para fazer isso só depois de a série terminar).
    Este epi me fez perder a noção do tempo. Pensava que o confronto, a ação do resgate, fosse acontecer neste mesmo episódio, então quando vieram os créditos, fiquei parecendo o carinha nonsense que queria chamar a polícia. De fato, Aline, a participação desse carinha foi forçada. Entrou na história só para poder desempenhar o papel de boi de piranha.

    Andrea está tão Alice perdida no país das maravilhas que às vezes penso que já sacou tudo, mas está fingindo e tem um plano na cabeça.

  2. Aline Ben

    Bianca, no finalzinho do episódio cheguei a ter essa impressão da Andrea também. Aquela emoção dela depois que matou o zumbi da experiência eu achei muito estranha. Quando o Governador perguntou da experiência ela nem conseguiu falar nada e saiu abraçando ele. Mas vai saber neh… já não sei mais nada da Andrea…hehe.

  3. netopaes

    O que eu não gostei desse episódio foi do comportamento de
    Michonne…tudo bem que é o perfil dela ser desconfiada e tudo o mais.
    Mas pô, ela passou 8 meses ao lado da Andreia, não é possivel que ela
    não saiba como seja o grupo do Rick. Porque não contar pra eles sobre
    Andreia? E porque não contar pra eles sobre Merle? Afinal, se ela ficou
    suficientemente perto de Maggie e Glenn pra ouvir que eles estavam num
    presidio e depois ouvir a discussão com Merle sobre o irmão Daryl, era
    só ligar 1+1. Se ela não queria a ajuda deles, porque se importou em
    levar a formula até o presidio, andando e machucada? Fico com raiva
    quando as coisas dão errado em seriado pelo simples fato das pessoas não
    se comunicarem direito…

  4. John

    hummmmmmmmmmm, vejo que você ouviu o WalkingCast do site WalkingDeadbr

  5. netopaes

    Pior que não ouvi não, não tenho paciência para podcasts…eles falam sobre isso tb?

  6. Aline Ben

    Pior que me deu uma irritaçãozinha com a Michonne também. Ela finalmente achou pessoas que ajudam e ela ficou toda desconfiada. Mas por outro lado o grupo “abandonou” Andrea, pelo menos ela própria no fundo pode achar isso e Michonne pode ter entendido isso tmb. É da personalidade dela ser desconfiada, mas nesse caso chegou a irritar.

  7. biancavani

    Eu também pensei o mesmo – é ilógico do ponto de vista do comportamento humano, porém tem lógica do ponto de vista dos roteiristas, pois sem as explicações que seriam naturais por parte da Michonne, dá para criar situações mais complicadas para o grupo do Rick.
    Mas essas conclusões não exigem muito esforço cognitivo, John. Fala sério.

  8. Pingback: The Walking Dead – Made to Suffer

  9. guilherne

    ptz Merle morreu que pena ele deveria fica para a luta da prizão vs Woodbury

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account