Log In

Reviews

‘The Voice’: final foi grandiosa, mas não emocionou

Pin it

A final de The Voice, nesta terça-feira foi um evento midiático grandioso, mas além dos números musicais dos convidados (Ed Sheeran, Meghan Trainor, Kelly Clarkson – primeira vencedora da franquia concorrente -, Sheryl Crow, dentre outros) – alguns cantando com os finalistas como já é tradição – e do retorno dos eliminados para um número com os finalistas, a verdade é que não tivemos grandes emoções.

Adoro a franquia, acho tudo muito bem produzido, atrativo, mas cada vez mais carece de emoção. As finais se tornaram previsíveis com esse critério do iTunes, ficando óbvio quem seria o vencedor.

Além disso, contrariando a ideia de que só brasileiro vota mal em reality show, assim como na última edição do The Voice Brasil, a plateia votou mal como nunca. Ver as maravilhosas India e Kimberly fora dessa final, apenas por que os americanos desprezam uma das melhores técnicas entre todas da franquia, Christina Aguilera, é muito decepcionante. Eles tem direito de achá-la arrogante, mas de nenhuma maneira devem passar esse sentimento para as candidatas da diva, como já é costume acontecer. (Saudades Jacquie Lee).

Confesso que pela primeira vez pouco acompanhei a temporada. Vi os números musicais no Youtube, e como não assisti os episódios completos eu pouco sabia quem venceu batalhas, quem foi salvo, “roubado” e afins.

Quando resolvi assistir, já na reta final, descobri que não só o público, mas os técnicos também fizeram péssimas escolhas. Já não bastou no passado que Josh Kauffman, o vencedor, era oriundo de um steal, dessa vez tivemos alguns no top 10 também foram roubados, inclusive entre os finalistas.

Nos 4 finalistas, o que mais me indignou foi ver Joshua Davis, que ainda faturou o terceiro lugar. Entendo Sawyer na final, apesar de achar que ele não merecia. Mas pelo som diferenciado, pela sua idade e pela aparência ‘fofinha’ acreditava que ele iria longe mesmo. Mas, não concordo jamais com ele vencedor. O nível estava muito alto para isso. Meghan mesmo é outra participante que não chega a ser absurdo vê-la na final, mas não diria que seria muito injusto se a segunda colocada tivesse ficado pelo caminho. Entretanto, dado o nível dos finalistas, era para quem eu torcia. E, por fim, Koryn Hawthorne, a quarta colocada, o que já estava óbvio. Ela está longe do nível de India e Kimberly, mas eu pessoalmente gosto dela. Claro, não achei justo vê-la numa final, mas não chega a me incomodar tanto quando a ver Joshua.

E assim mais uma temporada foi finalizada. O programa precisa encontrar um equilíbrio nas votações para que se possa mesclar o merecimento com a surpresa e a emoção. E, principalmente, precisa de um pouco mais de equilíbrio (ou desequilíbrio) entre a opinião técnica e a opinião do público, priorizando os especialistas, para que possamos ter um pouco mais de qualidade na final. Parece que decisões equivocadas têm se tornado um hábito em realitys musicais no mundo todo, infelizmente.

Séries citadas:

Viciado em séries desde 1998, quando gravava os episódios em fitas cassetes para assistir depois (estou ficando velho). Minhas séries prediletas são: Battlestar Galactica, Boston Legal, Ally Mcbeal, Quantum Leap, Dexter, X-Files, GoT, TWD, Seinfeld, dentre outras! Atualmente sigo buscando séries que forneçam algo mais do que um passatempo de qualidade, ainda que para tanto precise recorrer a séries antigas que não vi.

10 Comments

  1. Felipe Ameno

    Lucas vc falou tudo. Concordo com cada palavra sobre a Christina Aguilera (que por sinal deu um show no tributo ao BB. King). Assim como vc, só assisti os vídeos pelo Youtube e estava alucinado com a Kimberly (com seu timbre e interpretações diferentes) e pra mim era a única que deveria ganhar!

    #Sdds Sisaundra Lewis.

    Por isso desisti do The Voice. Pra mim, por mais que seja legal, vc acompanha por meses os caras pra no meio do caminho serem eliminados. E caso vc torça pra quem ganhou, vide Tessanne Chin (apesar de amar a Jacquie Lee), eles acabam não fazendo sucesso e poucos emplacam depois do programa. Muito provavelmente pela alta frequência de realities parecidos (nos EUA e no mundo) e pela industria saber que em pouco tempo, outro artista estará crista da onda.

    Tudo muito perecível.

  2. Mimis

    Amei tudo que escreveu, e concordo com cada virgula. Christina Aguilera é a técnica mais injustiçada de todas, e eu não consigo entender porque? É muito complicado essa situação, eu se fosse a técnica nem voltaria mais par ao programa, a boicotam incansávelmente. E o público não dá o devido valor ao seu trabalho, COM CERTEZA o melhor da temporada.
    Ficou um doce agridoce na boca essa final, deixando pelo caminho grandes vozes, e talvez Kimberly tenha sido uma das participantes mais completas a passar por lá, e novamente a américa puniu a candidata simplesmente por odiar sua técnica, aiai.
    Uma temporada que tinha tudo para ser perfeita, tem um final de gosto bem amargo, abandonei o The Voice assim que Kimberly saiu, e sério dessa vez é de vez!! #JusticeforXtina

  3. Lucas Barreto Gomes Leal

    Saudades Sissaundra, outra que ficou pelo caminho de forma injustíssima!

    e eu nem gosto tanto da Jacquie Lee para ser honesto e acho que a Tessanne merecia mais msm…

    Mas o fato é que o público vota as vezes pelo momento e não pelo que vai de fato consumir! Por isso essa questão do Itunes cria muitas distorções…duvido que Sawyer, apesar de ter ficado sempre bem posicionado no Itunes vá fazer muito sucesso ou sequer chegar perto do sucesso no programa!
    E a intenção é essa…a melhor banda de todos os tempos da última semana (como diria Titas)

    Daí porque acho que deviam deixar os técnicos se meterem mais…talvez até o top6 pelo menos salvando alguns ou dando pontos extras…enfim…os técnicos também erram, o que acaba sendo um prejuízo grande, mas o público infelizmente tem errado muito mais!

  4. Lucas Barreto Gomes Leal

    Tudo que foge do ‘convencional’ ainda que seja melhor, acaba ficando pelo caminho!!!

    Kimberly tem trejeitos com a voz que lembram a grande Elis Regina…além de uma técnica e uma escolha de repertório impecáveis!

    Daí que deixar tudo nas mãos do público acaba dando essas cagadas!

    E Xtina já deve tá de saco cheio mesmo do boicote…é uma pena porque toda vez ela faz um bom trabalho mas até Usher e PW já ganharam o programa! Foda

  5. Mimis

    Sim realmente, tudo que foge da linha do ‘convencional’ acaba sendo podado. Não só no THe Voice, como na maioria dos realitys, Kimberly é impecável na sua proposta de trabalho, e nossa lembra mesmo a saudosa Elis, adorei a comparação.

    Estão perdendo uma técnica muito competente, Xtina pra mim hoje, está acima de todos exceto Blake, o Adam está de saco cheio do programa, e sinceramente era ele quem devia ter ficado fora da final, e não ela. Tsc tsc

    vai entender os americanos e suas cagadas.

  6. Felipe Ameno

    Falou tudo com a música do Titãs, Lucas!

    Mas acho muito difícil fazer sucesso também pelo fato dos grandes produtores e compositores não quererem entregar suas músicas pra pessoas que ficaram pouco tempo nos holofotes. Eles vão preferir os artistas com mais prestigio.

    O cara tem que dar sorte de ganhar, ser um excelente compositor e fechar com um produtor. Hipótese que pelo visto nunca aconteceu…

    Realmente os técnicos perdem totalmente a função depois das batalhas, viram meros coadjuvantes, só trabalhando na produção das músicas. Seria bom vê-los com mais poder.
    #LucasPraDiretorDoTheVoice Hehehehehe

  7. Gabi Assmann

    Mas se for pela tua linha de raciocínio o que explica o sucesso de Kelly Clarkson, Carrie Underwood e outros que o AI conseguiu emplacar? Pq o AI consegue emplacar sucessos e o The Voice não? É pra se pensar…

  8. Felipe Ameno

    Então Gabi, a Kelly ganhou o primeiro (novidade) e a Carrie foi a primeira country e elas ganharam prestígio.

    Depois poucos fizeram tanto sucesso como elas. E nessa época, o AI era absoluto, não tinha concorrente. Acredito que essa quantidade de realities tenha esvaziado um ao outro. Sem contar as versões em vários países. Enfim, olha a quantidade de vozes que são descobertas ao redor do mundo, não tem mercado consumidor pra tudo isso.

    Por isso falei: “o cara tem que dar sorte de ganhar, ser um excelente compositor e fechar com um produtor. Hipótese que pelo visto nunca aconteceu…” Estava me referindo ao The Voice.

  9. Adeus, The Voice!

    Sobre o trabalho da Christina Aguilera, não há do que reclamar. Aliás, nenhum dos outros técnicos que estão (ou estiveram) no grupo dos mentores tem tanta propriedade para falar sobre o ponto fulcral do programa: a voz. Se eu fosse um participante do programa e quisesse me tornar A Voz, não pensaria duas vezes em quem gostaria de ter como mentora… exceto, talvez, pelo fato de que isto minasse minhas chances de vencer o programa sensivelmente.

    A Kimberly foi provavelmente uma das participantes mais completas que este programa já viu. Como o American Idol já provou antes, não basta apenas ser “a Voz”. É preciso ter presença. Carisma. Star quality. A Kimberly tinha tudo isso mais do que todos os outros candidatos. Para não falar do estilo próprio e da escolha impecável do repertório. Mas isto não bastou para convencer o público que preferiu penalizar a cantora apenas pela associação com a melhor – e mais injustiçada – mentora que o programa já teve.

    O formato já está cansado e o fato de o selling point do programa nunca se materializar nas finais mina completamente a experiência para mim. Não planejo voltar a assistir. Gostaria também que a Christina não voltasse,mas pelo menos ela ganha seus bons milhões para participar desse show. Em vez de voltar a acompanhar a décima temporada em 2016, prefiro ficar só com The Americans mesmo. Menos tempo perdido.

  10. Gabi Assmann

    Sim, sei que tu estavas te referindo ao The Voice. Talvez isso de o AI no começo não ter concorrência explique um pouco da tua premissa, mesmo. Mas o próprio Philip Philips que é mais recente conseguiu fazer sucesso mundial. E nem acho ele isso tudo.
    Fato que The Voice não consegue emplacar sucessos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account