Log In

Reviews

The Vampire Diaries – Bring It On e Because The Night

Pin it
Série: The Vampire Diaries
Episódios: Bring It On e Because The Night
Número dos Episódios: 4×16 e 4x17
Exibição nos EUA: 14/03/2013 e 21/03/2013
70.222222222222
3.5
9

Que loucura é essa em The Vampire Diaries, meu povo?!

A Elena nunca foi um ser muito legal na série, e com o desenvolvimento da história ela foi ficando cada vez mais vulnerável ao mundo sobrenatural, o que só aumentou o drama. Então finalmente ela se tornou vampira, o que em teoria seria a solução dos problemas para uma humana frágil em apuros, mas foi aí que tudo começou a desandar, como vimos. Elena mesmo sabendo que ser vampira é mais seguro, queria voltar a ser humana, e para piorar a crise existencial da garota, Jeremy – que até se tornar caçador teve na série a mesma utilidade de uma planta – morreu, o que fez com que a nova vampirinha desligasse os sentimentos, as emoções e o chororô.

Com a Elena desligando os dramas, titia Julie Plec nos fez pensar que finalmente teríamos uma protagonista legal e descolada, quase uma Katherine. Só que ao invés disso a menina ficou mais chata! Como pode isso, produção?! Nem o Damon desligado fez tanto estrago e tanta confusão com o único propósito de irritar todo mundo.

De garota sem sal e chorona, a vampira Gilbert se tornou uma adolescente rebelde que mata gente em público e nem espera o corpo do irmão esfriar antes de dar uma festa para toda juventude bêbada e drogada da cidade. Parece que junto com as emoções, o semancol também foi desligado, afinal ela poderia fingir estar em luto, pelo menos. Enfim, em pouco tempo todos de Mystic Falls que sabem sobre os vampiros não estavam mais suportando a nova versão da garota, e sobrou para Damon dar uma de babá e tirá-la de circulação.

Tudo só fica legal porque Damon leva Elena para Nova Iorque com a desculpa de lá ela poder matar pessoas sem levantar suspeitas, por a cidade ser enorme. Pois bem, e lá coisas incríveis começam a acontecer… Como por exemplo a Elena depois de quatro temporadas finalmente deixar de lado aquele cabelo de “vaca lambeu”. Tá certo que ela ficou uma versão morena da Avril Lavigne nos tempos de patty rebelde com aquelas mechas cor de rosa, mas melhor do que continuar como estava.

Um mérito que The Vampire Diaries tem é a capacidade de fazer excelente uso dos flashbacks, e apesar da ida à Grande Maçã já ter agitado as coisas, as cenas do passado deixaram tudo ainda melhor e adicionaram Lexi à lista de “já peguei” do Damon. Mesmo os flashbacks terem o propósito apenas de mostrarem Lexi agindo como psicóloga vampiresca com o Salvatore mais velho, o clima rock ‘n roll serviu para divertir e deixar mais leve essa história cheia de dramas. Só o que não estava leve era a mão do Damon para o lápis de olho. Ééé, Daminho, eu notei sua queda para maquiagem nos anos 70!

Como sempre Damon tem um plano em execução, e o desta vez era fazer com que a Elena ficasse distraída na cidade grande enquanto ele procurava pistas da Katherine. Entretanto, desligar as emoções deixou a Elena além de irritante, inteligente, e ela logo percebeu que estava sendo enganada e tratou de virar melhor amiga da Rebekah para elas acharem a Katherine antes e ficarem com a cura. Como se não bastasse, o elo de ligação acabou junto com os sentimentos e nem controlada por Damon ela pode ser novamente.

Não sendo o bastante uma descontrolada, temos duas, só que a segunda não sendo tão inteligente quanto a primeira. Bonnie teima em não ver os estragos feitos por Silas, mesmo que todo mundo ao redor dela morra, se descontrole ou se machuque.  Ela é a prova de que para cada pessoa não muito inteligente, um esperto se dá bem. Silas, ainda determinado a cumprir o terceiro massacre, obrigou Bonnie a atrair doze bruxas para a exorcizarem da Expressão e acabarem morrendo por não resistirem a magia. Entretanto, não sendo suficiente a Bonnie ter problemas de compreensão das situações envolvendo o caráter de Silas, Caroline (que realmente não anda muito esperta ultimamente), foi quem “sem querer querendo” finalizou a matança. Conclusão: Elena e Rebekah saíram na frente pela cura, Silas completou os massacres e tudo deu errado para o lado bonzinho da força.

A série melhorou bastante nesse final de temporada, mas a Elena é sempre oito ou oitenta,  e isso juntamente com o fato dos Salvatore continuarem babões por ela, é revoltante.

P. S. [1]: Hayley com Klaus e Stefan com Caroline. Dois casais nada a ver, e de uma vez só. Já não basta nos torturarem com essa nova Elena?

P. S. [2]: Alguém mais ficou com medo da Bonnie demoníaca? Sério.

Séries citadas:

Cinéfila, louca por séries de televisão, leitora compulsiva e movida à música. Cineasta por formação e escritora por paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account