Log In

Reviews

The Secret Circle – Crystal

Pin it

Série: The Secret Circle
Episódio: Crystal
Número do Episódio: 01×19
Temporada:
Data de Exibição nos EUA: 19/04/2012

Eu estava realmente preocupada para o episódio de volta do hiatus de duas semanas que tivemos em The Secret Circle. Das últimas vezes, esse episódio de retorno sempre trazia alguma mudança, boa ou ruim, e como o andamento da série já estava bom desde a volta de Blackwell, fiquei com medo da mudança ser ruim dessa vez. Felizmente, eu estava errada.

O plot principal de Crystal foi a caça aos cristais das famílias do círculo, já que até então, eles só tem o de Cassie e precisam dos seis, que, juntos,  formam um crânio de cristal, super poderoso. Resta saber se John estava sendo honesto quando falou que o círculo pode usar esse cristal para vencer os caçadores ou se é só mais uma de suas artimanhas para um objetivo desconhecido.

Melissa e Adam foram até a casa da avó dela em busca do cristal dos Glaser, e encontraram, ao invés de um, uma coleção deles.  Convenientemente ou não, eles precisaram da ajuda de Diana que estava tentando ter um encontro romântico com Grant, mas era interrompida toda hora pela missão impossível do círculo. Tentar namorar um reles mortal dá nisso, minha filha.

Faye, Cassie e Jake foram juntos até a casa do avô dele atrás do cristal dos Armstrong, e quando chegaram lá, encontraram um mega mural com fotos, mapas, anotações e mais anotações sobre os três círculos originais de bruxos. Segundo o avô de Jake há muito tempo atrás dezoito famílias fugiram do massacre de bruxos em Salém, e seis delas foram para Chance Harbor. Na geração dos pais deles, 16 anos antes, um descendente dos Balcoin, John, tentou corromper o círculo com a magia negra. E foi aí que eles descobriram que há outro descendente dos Balcoin no círculo, só restava saber quem era.

No meio das anotações do mural do avô de Jake, estava o mapa para a mina onde o cristal estava escondido. Acontece que Callum – quem é vivo sempre aparece! – os seguiu até lá porque queria arrumar briga com Jake e ouviu a conversa sobre o círculo, os cristais e os descendentes de Blackwell inteira, e roubou o mapa na tentativa de achar o cristal para vender. Mas Cassie, muito eficiente, já tinha tirado fotos do tal mapa e mandou para Melissa e Adam irem procurar, já que eles conseguiriam chegar antes de Callum.

Eis que chegamos aos últimos 10 minutos de episódio, a melhor parte.

É claro que Callum ia conseguir impedir a fuga de Melissa e Adam da mina com o cristal, eles não conseguiriam com tanta facilidade. Mas, com o timing perfeito do resto do círculo, ele não foi muito longe. Faye, achando que era a filha perdida de Blackwell, tentou pará-lo sozinha e, se não fosse por Diana, teria sido atropelada pela moto de Callum. Cassie, a Blackwell legítima, conseguiu derrubar a moto e Jake se encarregou de marcar Callum e fazer com que ele nunca mais voltasse para Chance Harbor.

Jane vivenciou, literalmente, o ditado que diz que “o feitiço vira conta o feiticeiro”. Junto com Charles, a gramma Blake aprisionou John para saber se ele tinha algo a ver com a morte de Amelia. Quando descobriu que não, ia libertá-lo, mas a insistência de Charles foi mais forte e ele queimou o galheteiro de bruxa que, até então, todos achavam ser de John. O que ele não sabia, era que anos antes, tito Blackwell tinha sido mais esperto e trocado o galheteiro dele pelo de Jane, e quem morreu foi ela. Não sei porque, mas não me importei muito com a morte da Jane… Saí pela casa cantando “Ding dong, the witch is dead” depois da cena.

Mas, mesmo assim, o que mais me surpreendeu foi o finalzinho, a última cena. Diana estava toda trabalhada no discurso “o círculo me sufoca e eu quero namorar o Grant” para Cassie e, deixou escapar que não conseguiu ajudar Adam e Melissa na mina porque ficou sem ar. Claro, porque a mina tinha um feitiço que impedia a passagem de bruxos com magia negra, e a mesma coisa aconteceu com Cassie. E aí tudo ficou mais claro. A bastarda de Blackwell no círculo, é Diana, a miss perfeição. Como se não bastasse dividir o quarto, a escola, o círculo e o namorado, Diana e Cassie agora dividem o pai. Não consegui deixar de pensar: “Bem feito Charles, o chifre na sua cabeça está doendo?”

Então, no final, o círculo tem quatro cristais: o da família Blake, o dos Glaser, o dos Armstrong e o dos Chamberlain, que estava com Charles desde a morte de Henry e que John pegou depois que Charles tentou matá-lo. Falta o dos Conant e o dos Meade, então parece que a caça aos cristais vai continuar nos próximos episódios.

PS 1: Adorei a cena da conversa do John com a Faye. Ela me pareceu bem mais madura.

PS 2: Vejo uma quase amizade ali entre Adam e Jake, produção? Antes eles não aguentavam ficar no mesmo ambiente agora até fazem pesquisas juntos. Era tudo culpa da Cassie, só pode.

PS 3: Falando em Cassie e Jake, ele quase descobriu sobre o elixir e a falta de efeito que tem nela. E eu quero eles dois juntos! Sempre torço para os casais errados, eu sei.

Séries citadas:

3 Comments

  1. biancavani

    Eu me importei, sim, quando a avó da Cassie morreu: no sentido de celebrar. Ela foi muito tonta!
    Não sei, esse novo guy da Diana. Pode ser um caçador de bruxos ou algo semelhante. Nesta série nunca apareceu alguém inocentemente na história…
    Uau, o John sempre tem uma carta na manga. Acho que o confronto final será o dele com Cassie. Mas será que ele é mesmo o Mal como às vezes os olhares e as ações dele deixam a entender?

  2. Bianca Mafra

    a avó de Cassie tava sem função ali, afinal se ela tivesse alguma poderia esclarecer um monte de coisas e acabou o seriado.
    Eu já tinha falado que aquele elixir não tirou só o amor do Adam, tirou o bom senso também, ninguém tá acreditando. e não, não torço para o jake, o rapaz tem cara de idiota e não gosto desse tipo, mas…

  3. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 14 a 20/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account