Log In

Reviews

The Newsroom – I’ll Try to Fix You

Pin it

Série: The Newsroom
Episódio: I’ll Try to Fix You
Temporada: 1ª
Número do episódio: 1×04
Data de Exibição nos Estados Unidos: 15/07/2012

Reclamem do que quiser: do elenco, da parte cômica, da reutilização da forma, do figurino, da parte política, da iluminação, da trilha sonora, dos cabelos, do tom de voz, enfim. Fiquem à vontade para apontar cada erro de The Newsroom. Só não digam que Aaron Sorkin não sabe como contar uma história. O sonho de todo roteirista é enganar o telespectador, fazendo com que ele pense que está vendo uma coisa quando na verdade está vendo outra. Pena que tão poucos conseguem. Ninguém poderia imaginar que por trás de toda aquela história do escândalo do Will, estava uma tentativa da presidente do canal de tentar tirá-lo dos holofotes. Sem contar que eu já nem sei qual a intenção dessa série, de tantos temas que são abordados. Não que isso seja ruim, desde que seja feito de forma coerente como temos visto. Novamente, em um mesmo episódio, tivemos discussões sobre vários assuntos como o controle de venda de armas (poucos dias antes do massacre do Colorado), da valia da imprensa de celebridades, da briga entre informação e entretenimento, sobre a existência do Pé Grande (essa gerando mais controvérsia que qualquer outra) e sobre o cuidado ao lançar uma notícia no ar. E todas com começo, meio e fim.

Mas o grande acerto do episódio foi tirar da McKenzie a parte cômica e jogar para o Neal. Não que esse tenha se saído melhor (até porque a história do Pé Grande tirou boa parte da credibilidade do personagem), mas porque, por ser menos importante, o estrago é bem menor que quando a protagonista tenta fazer macacada. Acho que foi a primeira vez que eu vi a McKenzie falando com um tom sério. Isso no momento em que ela descobre as implicações da renegociação do contrato do Will. E se saiu muito bem. Por mais que eu odeie triângulos amorosos, tenho que admitir que o trio formado por Jim, Maggie e Don tem feito o seu trabalho da melhor maneira possível. Acho que é a parte que mais me interessa na série.

De todos os episódios até agora, o único que me incomodou de verdade foi o segundo. A evolução dos episódios é evidente, e acho um pouco injusto cobrar que uma série mostre a que veio no seu quarto episódio. As notícias, como a da demissão da equipe de roteiristas, não têm ajudado a manter a esperança (quem conhece o trabalho do Sorkin sabe que isso está longe de ser um problema). Claro que minhas expectativas ainda não foram correspondidas, mas ainda tenho esperança de que a série encontre seu brilhantismo.

Séries citadas:

Analista de Sistemas, mas só porque assistir séries não dá dinheiro. Fã de Six Feet Under, Breaking Bad, comédias da NBC, Happy Endings e qualquer coisa que Aaron Sorkin escrever. Não tem vergonha de falar que gosta de Grey's Anatomy e Revenge.

5 Comments

  1. Dierli M Santos

    excelente review. não poderia concordar mais.

    ainda que tenha alguns problemas, newsroom dá a impressão de que está indo pelo caminho certo. sei que existem defeitos, mas eu acredito no aaron sorkin.

  2. J. Antonio Picelli

    De fato, McKenzie não ficar mais responsável pelo alívio cômico do
    episódio foi uma decisão interessante, pena que a história do pé grande
    foi pior que a da confusão do e-mail.

    É muito legal quando somos enganados com as histórias que nos são
    mostradas, né? Um dos meus momentos favoritos do episódio foi quando
    Charlie se da conta de que tudo o que aconteceu com o Will no TMI faz
    parte do plano da Leona.

    E aquele final, com aquela música, com a liçãozinha de moral, foi muito bacana!

  3. biancavani

    Mais outro maravilhoso episódio. Até agora,  todos que assisti deixaram-me aquela impressão profunda que temos diante da qualidade, do esmero, da boa arte.
    Gostei especialmente daquele que, para mim, foi o tema principal – o poder da midia de difamar (e também elevar) pessoas, que recebeu ótimo tratamento.
    Eu tenho vários atores prediletos, e Jeff entrou para este rol. Ele é da mesma linhagem dos atores trágicos, “tipo” um Hamlet, um Édipo. Ah, como abominei a presidente e sua cria neste episódio – motherfuckers!

    Mas, se é para reclamar de alguém, reclamo da Maggie, que é até mais exagerada que Mac – correndo igual a uma doida, tomara que ela leve um tropeção ou bata a cabeça na porta de vidro do Will. E a história do Pé Grande partindo daquele indiano que teve tão inteligentes contribuições ficou realmente fora de lugar.

    E antes que eu me esqueça, que review fantástica!

  4. Lana Brasil12

    Gostei do texto. Nossa eu adoro séries que envolvem
    drama e comédia como The Newsroom,
    protagonizada pelo talentoso Jeff Daniels
    e com diálogos rápidos e geniais do premiado
    Aaron Sorkin. Estou
    ansiosa pela estréia.

  5. Pingback: TeleSéries Magazine | A revista eletrônica de quem é viciado em seriados de TV.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account