Log In

Reviews

The Newsroom – First Thing We Do, Let’s Kill All the Lawyers

Pin it
Série: The Newsroom
Episódio: First Thing We Do, Let's Kill All the Lawyers
Número do Episódio: 2x01
Exibição nos EUA: 14/07/2013
70
3.5
1

Depois de um longo verão (aqui no hemisfério sul, claro), The Newsroom voltou para sua segunda segunda temporada na HBO no último dia 14 de julho nos EUA (e 15 de julho no Brasil). E nada como um bom período de reflexão para colocar as coisas em perspectiva. The Newsroom acabou tendo uma recepção morna no ano passado e foi esnobada em grandes premiações (inclusive no Emmy, onde concorre em apenas três categorias). Uma injustiça. E a verdade é que de julho do ano passado para cá não apareceu nenhuma série melhor ou mais relevante na TV norte-americana.

The Newsroom precisava, é claro, de um tempo para maturação. E parece que tudo voltou melhor – o elenco voltou afiado e o enredo parece fluir. Pode ter sido só impressão minha, ou apenas uma característica deste primeiro episódio, mas parece que os roteiristas encontraram a dose ideal entre o lado profissional (os acontecimentos jornalísticos e históricos no qual a série se apoia) e o lado pessoal (em especial os relacionamentos amorosos) dos personagens.

A ação agora se divide em duas timelines diferentes. Em uma, os jornalistas estão reunidos com uma advogada (a maravilhosa Marcia Gay Harden), que busca orientá-los em um complicado processo – que envolve o Pentágono e uma reportagem sobre uma ação dos black ops que obrigou Will a se retratar. Na outra linha de tempo, 14 meses no passado, iremos compreender o que levou a equipe do News Night até esta pauta (e também o que levou Maggie a raspar e pintar o cabelo após uma viagem para a África). O que já sabemos que é isto não teria acontecido se Will tivesse chamado o Tea Party de o Talibã Americano e “se Ben Furusho não tivesse quebrado seu tornozelo, se Jim não tivesse ido cobrir para ele, se Dantana não tivesse vindo cobrir para Jim e se Mike Tapley estivesse no debate ao invés de Cyrus West…”

É, The Newsroom não é fácil. Mas quanto mais ágil e mais sofisticada ela é, mais realista ela consegue ser.

E pra quem não é jornalista, acho que o grande charme deste arco que inicia neste episódio é vermos como nasce uma notícia exclusiva – e como isto, muitas vezes, é fruto do acaso.

The Newsroom - First Thing We Do, Let's Kill All the Lawyers

Outra trama promissora nesta temporada é a de Neal investigando o nascimento do movimento Occupy Wall Street – aqui não é acaso, aqui temos um repórter seguindo seu instinto. Esta história me agrada por dois motivos. Primeiro porque parece que Dev Patel terá um papel relevante na série este ano (no passado, vocês lembram, ele tentava convencer os colegas de que o Pé Grande existia). E o segundo é porque a reflexão da gênese do Occupy Wall Street cai como uma luva para o momento político que estamos vivendo agora no Brasil. Nas últimas semanas aqui em Porto Alegre vi vários colegas jornalistas emocionalmente envolvidos com os protestos e os movimentos sociais que os organizaram. Será que Neal vai conseguir manter a objetividade, ou vai perdê-la, seduzido pelo desejo da Shelly e seus colegas de mudarem o mundo?

O segundo ano de The Newsroom começou promissor.

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

4 Comments

  1. Cinthia

    Também acho que o segundo ano da série começou promissor. Vi muita gente reclamando de ter se cansado com a nova temporada e tudo mais, mas eu achei as coisas bem mais interessantes. Pelo visto deve ser porque eles acertaram na mão na hora de dosar jornalismo/parte pessoal dos personagens.

    Espero que as coisas continuem bem e não posso deixar de falar que fiquei muito animada vendo Neal indo atrás da história do Occupy. Acho que ele vai crescer muito mais nessa temporada.

  2. Paulo Serpa Antunes

    Foi meio chocante a velocidade com que a série começou. Velocidade em termos de diálogos e diálogos com informações importantes para a temporada. Acho que isto afasta o telespectador médio, né?

  3. Cinthia

    Pra quem não estava se preparando e/ou acompanhando o que estaria por vir na série, as coisas andaram rápido mesmo. Mas, acho que começou bem… só precisamos ver se o pique vai continuar o mesmo e se a qualidade não cai.

  4. Paullo Kidmann

    Primeiramente ótima review Paulo! Antes de assistir a esse episódio eu vi alguns comentário no Fanpage da HBO US de que “Aaron tinha destruído o show” fiquei muito preocupado, mas tive foi uma grande surpresa pois não foi nada disso do que estavam dizendo, a série continua excelente, um pouco rápido confesso, principalmente pelo fato de que quando dá 10:00h eu tô morrendo de sono mas não posso deixar de ver minha série de drama a cabo favorito heheheh; Se eu fosse traduzir com uma palavra o que foi esse episódio seria: Promissor, o episódio realmente é muito bom, mas já assisti melhores!!! Mas é aquela coisa ainda é a season premiere, seasons premieres costumam ser assim mesmo…é algo para mim super normal! Mal posso esperar pelos novos episódios que estão por vir!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account