Log In

Reviews

The New Normal – Obama Mama

Pin it
Série: The New Normal
Episódio: Obama Mama
Número do episódio: 1x04
Exibição nos EUA: 25/09/2012
87.666666666667
4.3
3

E mais uma vez Ryan Murphy e Ali Adler utilizaram The New Normal para tratar de assuntos mais sérios além do humor já costumeiro. Assim como no episódio anterior, que tratou da não aceitação da grande maioria em relação às demonstrações de afeto por casais gays em público, Obama Mama teve sua parcela social ao discutir política e um pouco de hipocrisia. The New Normal também tem servido para desmistificar impressões generalizadas sobre certos grupos de pessoas e se preocupado em mostrar que o ser humano não pode ser taxado de uma coisa ou outra por características pré-definidas.

Em Obama Mama, Bryan e David tentam provar para Nana Jane que eles não são liberais apenas da boca para fora. Para isso, eles fazem um jantar para apresentar para Nana todos os amigos negros deles. O problema é que o mais próximo de um amigo negro que eles possuem é um indiano. A premissa do episódio também dá espaço para mais momentos com a divertida NeNe Leaks, que interpreta Rocky, a assistente de Bryan que promovida a amiga e convidada para a festa. Leaks pode não ser a melhor atriz do mundo, mas tem seus bons momentos e consegue carregar a personagem.

Murphy e Adler escrevem os confrontos entre a dupla de protagonistas e a personagem de Ellen Barkin de forma sensacional. Cada um ali tem seu papel e movimenta a história da sua forma, mas também influencia no desenvolvimento dos outros personagens. Eles tornam Jane melhor e ela abre os olhos deles para a dura e importante verdade. E por falar em Barkin, a atriz domina a cena do jantar dando um show de interpretação.

Assim como os outros episódios da série, em Obama Mama há diversas subtramas que proporcionam um pouco mais de história para a construção total daqueles personagens. Conhecemos o David preocupado com a alimentação – o que já era de se esperar, vide a pessoa certinha que ele é –, conhecemos também um pouco do Bryan no trabalho, e também temos um possível interesse amoroso para Goldie – que não sei se vai vingar ou se foi algo apenas para este episódio, mas que já não me agradou. Há também o gancho final que deixa no ar a situação de Goldie com o ex dela, que, apesar de não gerar tanta ansiedade, afinal, sabemos que ela não vai voltar para Ohio, já serve para acrescentar um drama à história.

p.s. As citações e referências de Bryan continuam impagáveis. A melhor do episódio: “Talvez a gente consiga que o elenco de Treme venha. (…) Já que ninguém assiste aquela série mesmo, eles poderiam se passar facilmente por pessoas comuns não famosas”.

p.s. 2 A cena final da conversa do Bryan com a Shania sobre quem venceria em uma eleição entre o Bob Esponja e a Dora, a exploradora, é impagável.

p.s.3 Desculpem pela demora da review, problemas com internet e tempo para ver e escrever sobre o episódio.

Séries citadas:

Jornalista apaixonado por cinema, música e televisão. Buffy the Vampire Slayer foi o primeiro grande vício, mas antes já acompanhava Friends e Barrados no Baile. Ama Desperate Housewives, True Blood, Community, Game of Thrones, Glee, Happy Endings, Revenge, Shameless e The Good Wife, entre tantas outras. Não resiste a uma comédia, mas também não dispensa um bom drama.

Website: http://behindthescenes-takes.blogspot.com.br/

3 Comments

  1. Rafael Ruiz

    Estou adorando a série!

    Depois de todas as polemicas envolvendo The New Normal, fico me perguntando qual o problema que eles viram.

    Enfim, os diálogos de Bryan e Shania sempre me fazem rir demais. Química excelente entre os dois…

    E o Justin Bartha está ótimo no papel. Diferente do Brandon Routh que está péssimo em Partners. Pronto falei!! O contexto não era esse, mas, precisava desabafar.

    Mais um ótimo episódio… Que venha o próximo!

  2. Mario Madureira

    Concordo plenamente! A cena final entre a disputa de Bob Esponja e Dora, a aventureira fecharam o episódio com chave de ouro! Só não curti a nova abertura. Por mim, poderiam ter deixado aquele plano de fundo branco mesmo.

  3. Gabi Assmann

    Uma comédia excelente que cumpre o propósito básico que muitas comédias parecem que esquecem que tem: fazer rir (embora episódios como esse toquem em temas importantes). Assisti hoje no ônibus enquanto ia para a universidade e tive que me segurar muito para não parecer louca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account