Log In

Reviews

The New Normal – Baby Clothes

Pin it
Série: The New Normal
Episodio: Baby Clothes
Nº do episódio: 1×03
Exibição nos EUA: 18/09/2012
96.8
4.8
5

The New Normal continua sua escalada para o posto de comédia mais engraçada e fofa da atualidade. Com um episódio quase tão incrível quanto o da semana anterior, a série conseguiu esta semana manejar o humor costumeiro com um pouco de debate social sem em nenhum momento deixar de lado a história de fundo proposta pela série e o desenvolvimento de alguns personagens.

Baby Clothes mostra o sentimento de ansiedade chegando para os futuros papais Bryan e David. Bryan, compulsivo como sempre, já sai comprando roupas de bebê como um louco, só que David, cauteloso como sempre, acha que não é uma boa ideia, já que a gravidez de Goldie está apenas no começo. No entanto, este conflito serve apenas para criar o cenário para algo bem maior, a discussão sobre a coragem de ser quem você é em qualquer lugar que você esteja e a luta por este seu direito, tudo isso desencadeado por um simples e apaixonado beijo.

É incrível ver uma série de uma emissora grande norte-americana tratando destes assuntos de forma tão aberta e corajosa e é por esta coragem toda que a NBC é hoje a casa das melhores comédias da TV aberta norte-americana. Além disso, Ryan Murphy e sua parceira Ali Adler, responsáveis pelo roteiro destes três primeiros episódios exibidos, tem trabalhado de forma impecável e séria estes personagens e sua inclusão nas discussões reais, resultado provável da experiência real dos dois com o mundo LGBT. E por mais que a discussão já não seja a maior novidade do mundo, ela ainda é extremamente válida, afinal, se mesmo com o assunto sendo pauta o tempo todo na TV e no cinema a grande maioria ainda apresenta pensamentos parecidos com os daqueles personagens preconceituosos, imagine se tudo fosse deixado de lado pela pequena aceitação velada existente hoje.

E como a temática envolvendo os protagonistas era um pouco pesada e merecia o tratamento mais sério, o humor do episódio ficou por conta de Shania, seu primeiro namoradinho da escola e “nana” Jane Forrest. Só eu que acho esta menina incrível e uma fofa?! E apesar de a personagem de Ellen Barkin continuar sendo a máquina de disparar frases racistas caricata e exagerada – e isso é um elogio -, vemos no final deste episódio uma pitada de humanidade que ainda não tinha dado as caras na série.

Mas não pense que porque os protagonistas estava envolvidos em uma discussão mais séria durante o episódio que eles não tiveram seus momentos. Bryan é sempre o destaque, claro, e não tem como não amar cada momento em que ele aparece na série e cada uma de suas frases geniais. Comentei sobre a possibilidade de ver Andrew Rannells indicado ao Emmy no ano que vem durante o meu texto com as minhas primeiras impressões, mas quero oficializar aqui que estou começando a campanha “um Emmy para Andrew Rannells”. Para encerrar, não dá também para deixar de comentar, mais uma vez, a química perfeita entre os Rannells e Justin Bartha. Apenas “owns” eternos!

Momento impagável do episódio: A cena do consultório do médico com a discussão sobre a possibilidade da criança ser ruiva. Começo a rir sozinho só de lembrar.

Séries citadas:

Jornalista apaixonado por cinema, música e televisão. Buffy the Vampire Slayer foi o primeiro grande vício, mas antes já acompanhava Friends e Barrados no Baile. Ama Desperate Housewives, True Blood, Community, Game of Thrones, Glee, Happy Endings, Revenge, Shameless e The Good Wife, entre tantas outras. Não resiste a uma comédia, mas também não dispensa um bom drama.

Website: http://behindthescenes-takes.blogspot.com.br/

2 Comments

  1. Bianca Mafra

    Excelente review, acho uma série muito fofa e engraçada, mas para ser a melhor comédia da temporada precisa passar The Big Bang Theory e How I Met Your Mother, além de Psych e Franklin & Bash e para isso, precisam comer ainda muito arroz e feijão. Mas é muito gostosinha de se ver e um ótimo passatempo

  2. Rafael Ruiz

    Realmente a química dos dois é muito boa. Tão boa quanto a química entre Eric Stonestreet e Jesse Tyler Ferguson. Também estou gostando muito da série.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account