Log In

Reviews

The Killing – Ogi Jun

Pin it

Série: The Killing
Episódios: Ogi Jun
Temporada: 
Número dos Episódios: 2×04
Data de Exibição nos EUA: 15/04/2012

O 17° dia de investigação do assassinato de Rosie Larsen teve tudo o que nos faz amar The Killing. Desculpem os haters da série, mas nunca vou conseguir achar ruim um episódio em que temos Linden e Holder investigando juntos, uma perseguição, diálogos engraçados e cenas emocionantes.

Começando por Linden e Holder. Meus pedidos foram atendidos e dois personagens funcionam muito bem juntos, desde a cena em que ele pede desculpas até o melhor diálogo do episódio, com Holder brincando sobre o suposto caso dela. Com a situação esclarecida, eles se unem e entram em ação. E que ação! Nada perto de um Jack Bauer, mas para The Killing, isso já foi muito. O foco agora é a máfia e eles descobrem que estão atrás de Alexi Giffords. A essa altura, eu nem me importo se eles já haviam interrogado a amiga da Rosie anteriormente, foi tudo bem amarrado. Com a revelação do parentesco do suspeito com Pyotr Mikhaelsky, temos novamente o motivo dos Larsens ainda estarem presentes na série.

Sim, a família continua a cada dia com novos problemas. Stan tem que cuidar dos filhos, dos negócios e do enterro de Belko. Tudo isso com a perda da filha há apenas 17 dias (é bom lembrar, eu mesma às vezes tenho a impressão de que se passaram meses). Nesse episódio também descobrimos mais sobre o seu passado e seu trabalho para Mikhaelsky. E logo Stan percebe os indícios do envolvimento do chefe da máfia e que novamente foi enganado. Quando está no auge da sua raiva, chega parte do seu passado para lhe atormentar. Quanto uma pessoa pode aguentar?

Poderia dizer que o Richmond não está acompanhando os rumos da série nesse momento, mas não consigo. As cenas que envolvem o (ex) candidato, como Jamie tentando o colocar na cadeira de rodas e ele se encarando no espelho no final, foram muito boas. Assim como Jamie no telefone com Gwen e seu choro descontrolado ao lembrar dos detalhes do ex-namorado.

Por mim, temos Linden. Mais do que nunca, com o semblante fechado e angústia de correr o risco de perder o filho. Mireille Enos continua lutando e sofrendo – e não precisa dizer uma palavra para que a gente perceba isso.

Outras observações:

* Richmond disse para o prefeito que ia descobrir por que a polícia tinha tanta certeza que ele o culpado. Torço por isso.

* Toda a fofura da Terry com os sobrinhos, no episódio anterior, foi embora. Ela também perdeu o controle e o menino está metido a rebelde. Geralmente não gosto de histórias com crianças rebeldes, mas entendo que ele tenha motivos para ficar assim.

* Alguém sentiu falta de Mitch?

Séries citadas:

Jornalista e pessimista. Começou assistindo My So-called Life. Gosta de Doctor Who, Happy Endings, The Good Wife e Homeland, entre outras. Fã de Tina Fey e das comédias da NBC (mas não vê a hora de Arrested Development voltar). Ama Studio 60, The West Wing e sonha em viver numa série do Aaron Sorkin.

5 Comments

  1. acerola

    linden e holder juntos são muito bons. isso tava fazendo falta mesmo.
    ela super séria e ele todo atrapalhado e sem postura, é engraçado. o dois funcionam bem juntos.
    e também foi legal a parte que ela mandou ele sair do carro e ele disse algo tipo: “de volta para onde começamos”, que faz lembrar a primeira temporada, quando ela não confiava nele pra investigação. é legal ver que depois de tudo que aconteceu ela passou a ter essa confiança.

    a relação da máfia com o caso ficou bem amarradinha também. porque antes eu achava meio solto o lance do stan com eles. mas agora ficou bem explicado o motivo da presença deles na história.

    e o tommy malvado botando o irmão no porta malas foi muito sinistro :~~

  2. Bianca Mafra

    Uma pergunta, cadê o noivo da Linden? Desistiu de esperar?
    Excelente episódio. entendo porque o povo não gosta, é lento para os padrões a qual estamos acostumados, mas a série eh drama, sobre o drama de uma investigação e sinto a angústia dos personagens na pele. 

  3. Scott

    Olha,tá tudo conectado.rsss 
    Então,curti pra caramba esse episódio e como tá indo a investigação. Sempre desconfiei dos mafiosos,vamos ver se confirma.

    Horrivel a atitude do Richmond,o cara tentando ajudar e ele faz isso. Mas entendo ele.

    COMPRA UMA CASA LINDEN !!!

  4. Igor

    É o episódio que menos gostei pq focou na investigação q já nem ligo.
    Mas Holder e Linden são fantásticos! de longe a melhor coisa do episódio.

  5. Lucas R. do Paraizo

    The Killing é uma série deliciosa de acompanhar. O clima desse episódio, só com Linden e Holder investigando já foi sensacional. Adoro os dois trabalhando juntos.

    É bom mesmo ficar lembrando que só se passaram 17 dias, as vezes esqueço e fico pensando “nossa, mas ainda estão assim mesmo depois de um ano do assassinato?” haha.
    Vai ser ótimo ver o sr. Larsen se revoltar contra os mafiosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account