Log In

Reviews

The Good Wife – The Art of War

Pin it
Série: The Good Wife
Episodio: The Art of War
Número do episódio: 4×06
Exibição nos EUA: 04/11/2012
100
5
2

Sabe aquele meme “antigo” da Menina Pastora onde ela grita “Maravilhoso”? Quase fiz a menina pastora quando o episódio acabou. Foi um episódio do jeito que eu gosto: o caso da semana foi excelente e a trama paralela não ficou atrás. Nick estava por lá em algum momento mas não atrapalhou em nada.

Na review passada falei que desconfiava da Maddie. Não acertei minhas teorias mas estava certíssima em desconfiar das intenções da personagem. Aproveitando que Peter está no meio de mais um escândalo – que eu ainda desconfio que foi Maddie quem armou – ela decide se lançar pré-candidata e tentar tirar de Florick da disputa. Maddie primeiro avisa Alicia de sua decisão e depois propõem a Peter que ele se junte a sua campanha.

A reação de Peter e Alicia são as melhores possíveis. Alicia imediatamente avisa a Eli a intenção da amiga e Peter se recusa a aceitar a proposta de Maddie mostrando que sua mulher foi usada. O fim da recente amizade entre Alicia e Maddie serviu para novamente Kalinda voltar ao posto que sempre foi dela. Eu bati palmas quando Kalinda e Alicia apareceram juntas no bar. Como sentia falta dessas cenas. Não estou nem aí se Alicia vai voltar com o Peter ou vai casar com Will. Gosto dela solteira bebendo com a amiga. E finalmente tivemos alguém questionando a Kalinda sobre o porquê dela se sujeitar ao Nick. Papel que só caberia a Alicia. Um dos maiores erros desse trama foi o ex da investigadora aparecer sem a personagem ter com quem conversar e assim passar para a audiência suas indagações. A personagem ficou sem voz.

Cary aproveita que Diane vai consultá-lo sobre Hayden e questiona porque ele tem sido deixado de fora dos casos criminais. Assim como Cary, também acho que o Will tem uma certa implicância com ele. Falando em Will, Josh Charles voltou a dar uma interpretação mais “cinza” ao pesonagem. Gosto disso. Não compro o Will “fofinho apaixonado”.

Estupro, tentativa de estupro, assédio sexual são sempre temas delicados. Na ficção muitas vezes esses temas são tratados em cima de clichês que só servem para propagar ideias erradas. Uma amiga falou que a melhor coisa foi a escolha do ator que faz o agressor: um rapaz bonito. Não poderia concordar mais. É comum a imagem do estuprador ser alguém com probemas mentais e/ou feio. A mulher sempre stá numa situação de perigo, num local ermo. Nesse episódio não foi assim. Laura era uma militar, estava longe da figura delicada (Amanda Peet numa de suas melhores atuações), seu agressor era uma pessoa conhecida. E é isso que acontece na maioria dos casos: o agressor é uma figura conhecida. Não é alguém que estava escondido atrás de um árvore esperando uma mulher passar.

A agressão foi provada mas o caso foi perdido por ter caído numas das mil tecnalidades da justiça (comum nos EUA, no Brasil e em qualquer outro lugar) e o agressor ainda teve a desfaçatez de tentar se aproximar.

A parte leve do episódio ficou por conta da escolha de um enfermeiro para Jackie. Alicia diz a Peter para procurar um homem já que a sogra implicou com todas as mulheres contratadas. Ele segue o conselho da esposa e tudo dá certo. Acontece que Peter acaba com ciúme da relação da mãe com o enfermeiro. Chris Noth fazendo cara do filhinho com ciúme da mamãe foi excelente.

Séries citadas:

Pós-graduada em História Contemporânea, pretende fazer mestrado usando séries como fonte. Seriados fazem parte da sua vida desde sempre. Magnum, Casal 20, Macgyver, Super Vicky são alguns deles. Assiste aproximadamente 40 séries (incluindo algumas já canceladas). Está aprendendo a abandonar séries mas sempre acaba colocando outras no lugar.

3 Comments

  1. Bianca Mafra

    adorei o episódio, apesar de ainda sentir falta de um momento wil/alicia e não entender bulhufas do fato dela estar se reaproximando do Peter. mas acho que isso não é o tema principal da série, e mais uma vez, o caso foi excelente, não se dá para ganhar todas, mas é mais do que se esperava, Brian Denehy, velho, mas ainda excelente e adorei quando ele ignorou a mão estendida do cliente. e tivemos muito pouco do Will hoje, acho que ele tirou esse semana para ter uma folga, passear na praia, relaxar. mas espero que ele venha a toda semana que vem, adoro ele no tribunal.

  2. Rafael Ruiz

    Que episódio sensacional. É incrível como The Good Wife mantém a qualidade de seus episódios. (Vamos esquecer o plot da Kalinda por um instante)

    Gostei bastante do caso da semana e de ver como a Alicia amadureceu ao longo das temporadas. Sempre muito segura e determinada na defesa de seus casos.

    E, finalmente, a Maddie mostrou a que veio. E que reviravolta. Gostei bastante.

    Ahhh a Amanda Peet. Sou fã dela e adorei poder ver ela na série. Os casos militares na sempre rendem bons episódios.

    A única coisa é que estou achando o Cary um pouco apagado, espero que ele possa aparecer mais nos próximos episódios. E que o Nick saia da seria ASAP!

  3. Caroline®

    Maddie FDP!!! Parece que ela armou mesmo esse novo escândalo sexual (se é que é mentira mesmo – não dá pra confiar no Peter). Mas dessa vez, Alicia ligou o fuck it buttom e não tá nem aí! Agora quero ver mais Cary e Diane, o sumiço do marido da Kalinda e o retorno de recorrentes queridos como Canning, Elsbeth Tascioni, Patti Nyholm, Colin Sweeney.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account