Log In

Reviews

The Following – Whips and Regret

Pin it
Série: The Following
Episódio: Whips and Regret
Número do episódio: 1×11
Exibição nos EUA: 01/04/2013
89.857142857143
4.4
7

Entre velhos clichês, ressaca e telefonemas Carroll tentou impedir que seu herói desistisse de sua missão. Ryan perdeu todas as forças depois que Joey e Claire acabaram nas mãos de Carroll. A vida de herói não é fácil em The Following, as poucas vitórias de Hardy até aqui não se comparam com os sucessos de Carroll, que, além de formar um exército e recuperar a sua família, fugiu da pena de morte e da prisão, e vive confortavelmente livre em uma linda casa que o FBI não faz ideia da onde se localiza.

Mas nem tudo é desgraça na vida de Ryan. Por enquanto. Hardy ganhou uma grande amiga nos últimos episódios: Debra. A agente do FBI, que quase pareceu ser uma seguidora de Carroll durante as suas primeiras aparições, agora já se virou contra o sistema e o inútil do Donovan, e se tornou uma grande aliada de Ryan. Tanto para solucionar o caso, quanto para ser uma amiga pessoal para o ex-agente do FBI. Ri muito de Ryan atendendo a porta do apartamento de camisa e cueca e Debra se obrigando a mandar ele colocar uma calça.

Enquanto Ryan ganha uma amiga que se importa com ele, a desgraça também segue aumentando. A ex-namorada e vizinha de Hardy – e que tem até a chave do apartamento dele – Molly, volta a assombrar a vida de Ryan e mal sabe ele que a moça na realidade é uma seguidora de Carroll. Whips and Regret apresenta, através de flashbacks, que Molly pediu a Joe para ser a responsável pela morte de Ryan, provavelmente o ato final do livro pensado por Carroll.

Whips and Regret também mostrou que os seguidores de Carroll foram treinados e passaram por testes, pelo que parece, antes mesmo de se encontrarem com Joe na prisão. Molly era uma enfermeira e aproveitava sua posição para aumentar o número de mortes em seu currículo. Ela afirma que é uma assassina obstinada e já matou mais pessoas que o próprio Carroll. No entanto, duvido que Joe abra mão de ser ele o responsável pela morte de seu herói.

Molly já mostrou que é uma peça muito importante para Joe. Por outro lado, quem está perdendo a sua importância no grupo é Roderick. São cada vez mais frequentes e fortes as birras entre ele e Carroll. Roderick está cada vez mais instável e Emma e Jacob são uma bomba prestes a explodir. O condomínio de seguidores de Joe não está com uma vizinhança tão contente assim.

Não é uma surpresa que o ninho de Carroll seja cheio de pessoas instáveis, principalmente quando se conhece as coisas que cada uma delas já fez. A novidade de Whips and Regret foi a apresentação do local de treinamento dos seguidores de Carroll. As salas frias do antigo armazém já apareceram em cenas de flashback em alguns episódios, mas até então não sabíamos que lugar era esse em que Carroll “dava aulas” e nem que era um prédio grande e específico para treinamento de assassinos. O mais aterrorizante – até lembrei por um momento de The Walking Dead – foi a cela com os seguidores confinamos, fazendo a tal privação, que consiste em duas semanas de encarceramento.

Whips and Regret foi um dos episódios mais fracos da temporada de estreia de The Following. A chegada de Claire no ambiente de Joe não foi muito surpreendente e a cena de mais emoção foi o reencontro dela com Joey. A descoberta do “centro de treinamento” de Carroll foi o que de mais positivo aconteceu para a história do seriado. A chegada de Molly também deve movimentar os próximos episódios, e a parceria de Ryan e Debra deve render ótimos momentos para a série. Acredito que está na hora do FBI e Ryan assustarem um pouco Joe, a tranquilidade dele em seu esconderijo está deixando até o seriado mais tranquilo. Assim, The Following perde um pouco do que tem de melhor: seu ritmo eletrizante.

PS: Alguém tem uma teoria sobre o interesse de Carroll nas imagens de Molly fazendo sexo com Ryan? Aceito sugestões.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

13 Comments

  1. Hugo Bruno

    EU DISSE! EU DISSE QUE ISSO IA ACONTECER!

    Ok, com calma agora. Dois pontos me fizeram pular enquanto assistia o episódio. Primeiro: o desentendimento de Roderick e Carroll. Desde o momento que Carroll saiu da prisão e chegou na mansão dava pra sentir o atrito entre os dois, mais evidente da parte de Roderick. O episódio em que Charlie morreu foi o começo de verdade. Eu já esperava que isso fosse acontecer pelo simples fato de Roderick ter sido o pupilo de Carroll. Ele “defendeu” o forte por tanto tempo e agora teve que devolver o poder para quem o possui de fato. Essa bomba já explodiu, mas as consequências apenas começaram a ser vistas.

    E segundo: Molly é a seguidora de Ryan!!! Eu não acreditei, sério. Apesar de ter cogitado a hipótese, foi muito bom ver acontecer. Molly está diretamente ligada a Ryan, vigiando-o e acompanhando todos os seus passos. Eu quero saber se Carroll vinha usando essas informações há muito tempo ou vai começar agora. Nós sabemos que a Molly vai causar problemas (e que não serão poucos), então já estou super ansioso!

    No geral foi um bom episódio (como sempre), mas por mais que eu tente entender as razões da Claire, é difícil não sentir uma pontinha de raiva com as atitudes dela. Inevitável, infelizmente, mas pelo menos ela reencontrou o seu filho, então valeu a pena, “apesar de tudo”. :)

  2. Douglas

    Fala sério que vc se impressiona tão fácil.
    “No geral foi um bom episódio(como sempre)” pow desde o 1×4 que não tem episódio bom.

  3. Hugo Bruno

    Sim, foi um bom episódio. Não foi espetacular, mas nem por isso houve uma queda considerável na qualidade. Algumas falhas sim, mas nada que comprometa a série. A série conseguiu manter um ritmo incrível até agora e eu sempre tive minhas dúvidas quanto a isso, mas é impressionante ver como as coisas vão bem. E eu tô curtindo, o que é mais importante.

  4. biancavani

    Foi engraçado ver Carroll dando força para Ryan sair do fundo do poço. É claro que Carroll quer isso para continuar seu jogo (que graça tem chutar cachorro morto, não é?), mas mesmo que o objetivo último dele seja para o dark side, parecia quase um amigo, dizendo: “para de beber”, “saia dessa”, rs.

    Uau, essa Molly é má até o último fiapo da calcinha! O Ryan não pareceu muito entusiasmado com a reaparecimento dela, mas não há dúvida de que será enredado por aquela aranha maldita. Ê Ryan, até quando você será um loser?

    Nossa odiada Emma tá aprendendo que não era aquela mais espertinha de todos que estava pensando…. Sofra, sua bitch-psicopata!

    Hugo Bruno, você está assistindo a Cult? Bem legal, mas não vamos fazer comparações, porque nossa alma não é pequena – cabem muitas séries, episódios ótimos, outros nem tanto.

    Aline, descobri outra série ótima: Top of the Lake. E também Les revenants. Ah, amigos, como é bom ter tantas séries boas para escolher… Ouvi dizer que houve um tempo – a Idade das Trevas – em que só se podia escolher entre novelas da Globo ou do SBT.

  5. Hugo Bruno

    Então, Bianca, eu estava assistindo, mas desanimei. Não que a série não seja boa, mas eu ficava com uma angústia toda vez que eu assistia um episódio. lol Eu devo voltar a ver quando tiver mais tempo, mas por enquanto vai ficar parada.

  6. biancavani

    Verdade, ela é muito sombria.
    Mas séries, filmes, são assim mesmo: umas nos arrebatam, outras não. Tem um elemento subjetivo no gosto estético, não é?
    Valeu.

  7. Paullo Kidmann

    Realmente The following ta começando a ficar um pouco previsível, gostei do episódio mas comparado com os primeiros não está tão eletrizante assim quero mais momentos de tensão…Mas acredito que seja só uma fase, afinal em The following nada é por acaso, está tudo ligado ( pareceu Touch agora kkkkkk)

  8. Aline Ben

    Os primeiros episódios de The Following realmente foram incríveis. Depois o seriado decaiu um pouco, mas continua sendo uma grande série. Fica até estranho dizer que “decaiu um pouco”… hehehe.

  9. Aline Ben

    Les Revenants já tinham me indicado Bianca, mas ainda não assisti. Top of the Lake eu não conheço, mas vou pesquisar. Obrigada pelas dicas.

  10. Aline Ben

    Esse episódio acredito que tenha sido o mais fraco até agora Paullo. Se bem que comparar com os primeiros da temporada chega a ser uma injustiça. Os primeiros episódios de The Following foram incríveis, simplesmente.

  11. Pingback: Destaques na TV – Quinta, 2/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account