Log In

Reviews

The Following – The Poet’s Fire

Pin it
Série: The Following
Episódio: The Poet’s Fire
Número do episódio: 1×03
Exibição nos EUA: 04/02/2013
95.75
4.7
8

“Crítico generoso apaga o fogo do poeta e ensina ao mundo razões para se admirar”. Edgar Allan Poe

Depois de Joe Carroll você nunca mais vai olhar o seu professor de literatura da mesma maneira. Quem não tem um professor de literatura vai querer ter um e quem ainda não começou a assistir The Following precisa se matricular o quanto antes nessa disciplina e seguir as aulas de uma das melhores histórias dessa temporada.

Como um bom professor, Carroll nos ensinou em The Poet’s Fire que precisamos criar algo único e que seja só nosso. Segundo ele, isso acaba se transferindo para a nossa escrita, ou no caso dos seus seguidores, na maneira de matar alguém. Enquanto Joe encantava seus alunos com essas afirmações e despertava neles a vontade de encontrar sua própria voz, ele também entrava na mente do agente do FBI que investigava seus assassinatos.

As imagens de flashback estão sendo muito bem trabalhadas em The Following e no último episódio elas mostraram um pouco mais sobre a influência que Joe conseguiu exercer, e ainda exerce, em Ryan. Carroll sabe diagnosticar e cutucar as fraquezas das pessoas e na sequência se oferece como uma alternativa. Quando conversou com Ryan, ainda como professor, Joe falou como deveria ser solitário um agente do FBI e em seguida se ofereceu como uma ótima companhia.

Outro plot que foi melhor explicado em The Poet’s Fire foi o triângulo amoroso Jacob/Emma/Paul. As cenas de ciúme e ódio no momento atual foram mescladas com passagens anteriores que explicaram como os dois discípulos de Joe acabaram se passando por um casal gay e como esse fingimento acabou se tornando realidade com o passar do tempo.

Enquanto o trio amoroso entra em crise, Rick Kester se engajou na produção de seu capítulo do livro, um capítulo que trata de vingança. Nós espectadores, como bons alunos, aprendemos mais uma lição de Carroll: “toda boa história precisa de uma vingança”. Joe responsabiliza três pessoas pela queda na sua carreira: um coordenador da universidade, um crítico e Ryan. A partir dessa lista, o aprendiz de serial killer, como se completasse uma tarefa escolar, assassina os dois primeiros e deixa um recado para Ryan “foi tudo para você”.

Tudo é sobre Ryan. Toda a nova história de Carroll tem apenas uma finalidade: afetar Ryan. Mesmo quando Debra entrevista Joe, é Ryan o centro das atenções do serial killer. Tudo o que ele quer é afetar o herói da história e a má notícia é que Joe está conseguindo. Matar Ryan pode ser o final que Carroll espera para o seu segundo livro, mas toda a trama que envolve essa história vai girar em torno de destruir o herói antes mesmo de matá-lo. As cenas do flashback mostram como Joe já manipulava a mente de Ryan antes mesmo de ter seu segredo revelado. Carroll quer fazer Ryan sentir culpa por todas as pessoas que estão sendo mortas. E não é pouca coisa, sangue é o que não anda faltando em The Following.

A primeira vítima desse capítulo foi o “homem tocha”, que também foi inspirado na obra de Edgar Allan Poe. Rick teve sucesso, porém o aluno de Carroll foi muito descuidado e não foi difícil o FBI descobrir sua identidade e seu endereço. Mais uma vez The Following mostrou que nenhum personagem é confiável e a esposa de Rick bancou uma ótima atriz, enganou todo mundo e acabou matando um dos agentes. No entanto, Maggie deu dicas de que alguma coisa estava errada. Se ela tivesse medo do ex-marido e separada dele por seis meses porque não trocou as fechaduras da casa? O bom trabalho de Maggie rendeu mais uma morte para a lista de culpa de Ryan.

A série está conseguindo cumprir com sua promessa. Qualquer pessoa pode morrer (menos Joe e Ryan) e qualquer um pode ser um discípulo de Carroll. Nesse capítulo passei a desconfiar do agente Mike Weston, que é fã assumido de Ryan e chega até ser chato em alguns momentos. Debra também está na lista de desconfianças, mas acredito que ela não seja uma seguidora de Carroll, mas um personagem que ainda tem muita história para contar em The Following.

O trabalho de Joe também mostra que as mulheres são as que controlam o grupo de seguidores. Maggie, além de assassina, mostrou que sabe mexer com a cabeça das pessoas e Emma segue no controle de tudo, principalmente de Jacob. O vídeo realizado com Joey e enviado para Claire foi arrepiante. O filho de Carroll está sendo iniciado na seita de serial killers.

The Following vem balançando a favor de Carroll nos primeiros capítulos, mas acredito que para a história se manter interessante Ryan deve ganhar alguma briga com Joe logo em seguida. Apesar de ser apaixonante, espero que o serial killer encontre um empecilho maior do que o planejado em seu caminho. Isso mantém o público ansioso pela reação de Carroll em frente a uma adversidade. Ryan é um herói mal tratado, sua cena de impacto nesse último episódio foi o enfrentamento com Rick, e seu machucado coração aguentou firme. Por outro lado, nós precisamos mais Ryan. Joe precisa mais.

PS: Achei menos impactante a trilha sonora nesse episódio, estava ficando acostumada com o alto nível implantado por The Following nesse quesito. Preciso mais.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

5 Comments

  1. Arthur de Melo

    Nossa eu adorei o episódio, foi muito bom do começo ao fim, conseguiu realmente me prender. Gosto do lado do mal e sou fã de Joe, porque o ryan é muito chato! Hahhaha Fico apenas triste, pelo fato dos seguidores dele já influenciarem o pequeno Joey a matar, afinal é apenas uma criança. Excelente review Aline! =)

  2. Cinthia

    Tb gostei muito da review! e eh super verdade essa historia de querer um bom professor de literatura! hahahaha… comecei a ler umas coisas do Poe e eu espero me interessar mais ainda pela serie.

    Eu soh fico angustiada que eu sempre sou surpreendida! hahaha… ai ai
    Agora eh sentar e esperar os proximos episodios! :)

  3. Aline Ben

    Obrigada Arthur! Eu tô começando a gostar de torcer pro Ryan, especialmente porque na vida dele dá tudo errado… hehehe. Mas o Joe é apaixonante.

  4. Aline Ben

    Obrigada Cinthia. :) Eu tô louca pra começar a ler Poe, falta tempo. Também tô levando cada susto nessa série. Tá muito boa.

  5. Pingback: The Following – Mad Love

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account