Log In

Reviews

The Following – The Final Chapter

Pin it
Série: The Following
Episódio: The Final Chapter
Número do episódio: 1×15 (Season Finale)
Exibição nos EUA: 29/04/2013
75.642857142857
3.7
14

Edgar Allan Poe morreu no dia 7 de outubro de 1849, aos 40 anos, na cidade de Baltimore, Estado de Maryland. A causa da sua morte é desconhecida e já foi atribuída ao álcool, congestão cerebral, cólera, drogas, doenças do coração, raiva, suicídio, tuberculose, entre tantas outras. Joe Carroll baseou a história de seu novo livro na obra de Poe e, também muito jovem, acabou morto, também no Estado de Maryland.

Enquanto a causa da morte de Poe é um mistério, a morte de Carroll está sob suspeita. Apesar do teste da arcada dentária ter dado resultado compatível e The Following ser uma série imprevisível é difícil acreditar na morte do melhor personagem da série logo na primeira temporada.

Carroll pode estar morto ou ter sobrevivido e assim retornar na segunda temporada, em uma coisa meio Jason na sexta-feira 13. O fato é que The Final Chapter foi feito para agradar o público, e bem feito. Apesar da morte de Debra ter machucado alguns corações solitários, alguns que ainda se recuperavam da perda de Jacob, The Following ficou marcada por ser uma série com morte de personagens importantes e significativos. Agora, falta a audiência se acostumar com esse ritmo.

Essa característica deixa o seriado da Fox muito diferente da maioria das séries de televisão e torna a história mais surpreendente. Por esse motivo, a morte de Debra parece se encaixar perfeitamente no seriado. A história de enterrar uma pessoa viva não é nova, C.S.I. Las Vegas já fez um episódio ótimo com essa situação. Assinado por Quentin Tarantino, a season finale dupla da quinta temporada da série, Grave Danger, mostrou o resgate do C.S.I. Nick e foi ao ar em 2005. O diferencial em The Following foi exatamente o fato de que a vítima não sobreviveu.

A morte de Debra foi um dos melhores momentos do episódio, principalmente na parte em que ela se despede de todos e fala de Ryan e Mike. Um relacionamento que começou frio e cheio de desconfianças, culminou na cumplicidade que se viu naquele momento que envolveu os três personagens do FBI. Por esse motivo, a morte da agente foi muito sentida no episódio.

Uma reflexão sobre o resgate de Debra é necessário também. Eu, por exemplo, estou até agora tentando entender a demora do resto do time do FBI em chegar ao local onde a agente estava enterrada. Mike e Ryan chegaram antes de todo mundo, desenterraram ela, Ryan fugiu de Mike e o resto do povo ainda não tinha chegado no local. O FBI de The Following força a inteligência do público em muitos momentos, ou a polícia americana é mais falha do que aparenta.

Todo esse acontecimento da busca de Debra foi descrito previamente nas páginas do livro de Carroll, que foram encontradas por Ryan no caixão onde estava a agente. A única falha dos seguidores de Joe foi em relação à Mike. No roteiro, ele deveria ter sido morto por Alex quando o FBI chegou para vistoriar o carro abandonado. De resto, a precisão dos acontecimentos do plano de Carroll foi assustadora.

No que se refere aos momentos finais do livro, e do episódio, o trabalho psicológico que Ryan teve com Joe foi interessante. A própria Claire, no início de The Final Chapter, mexe com o ex-marido dizendo que sua história é muito previsível, e por isso ele sempre foi melhor professor do que escritor. Ryan também usa esse ponto fraco de Joe para mexer com o ego dele e transtorná-lo. Apesar de toda a tentativa de se controlar, Carroll já está muito fora de si para não se sentir afetado. Precisei rir quando ele disse a Claire que ela “não estava sendo uma boa companhia”, ela estava sendo “irritante” e “provocativa”.

Ryan acabou derrotando Carroll e, como herói, teve como prêmio levar a mocinha para casa. No entanto, o ataque de Molly foi óbvio. Acredito que se a série não tivesse mostrado a moça como seguidora de Carroll em nenhum episódio anterior, a surpresa seria mais interessante. No momento em que Ryan decidiu levar Claire para casa dele, mesmo com proteção policial, ficou evidente que Molly ia atacar. A dúvida ficou por conta de quem seria a vítima, Ryan ou Claire. Nesse ponto, The Final Chapter surpreendeu e Molly atacou o herói e a mocinha. O estrago feito pela moça só será sentido no retorno da série na sua segunda temporada, já confirmada pela Fox.

O final do livro de Joe acabou não passando nem perto do que ele planejava. Talvez Carroll tenha pecado pelo excesso de confiança. Podia ter deixado Emma ou outro seguidor maluco na retaguarda. No entanto – como Claire e Ryan não cansaram de enfatizar – Joe não é bom escritor, é previsível, e ninguém quer ler histórias previsíveis. A vitória de Ryan e a interferência no rumo da história do livro de Carroll, The Curse, fez com que, contra a sua vontade, Joe escrevesse um ótimo Final Chapter.

PS: Que acharam do novo visual da Emma?

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

18 Comments

  1. elisa

    Boa review.

    Primeiro: “O final do livro de Joe acabou não passando nem perto do que ele planejava”. Pelo que sabemos, o final do livro de Joe foi exatamente o que ele queria: Claire ser morta na frente do Ryan (cena final do episodio). Não foi exatamente como ele planejou, mas o resultado foi o mesmo (ironia).

    “O FBI de The Following força a inteligência do público em muitos momentos, ou a polícia americana é mais falha do que aparenta”. Não é só vc que reclama disso. Na verdade virou até piada no meio jornalistico quanto à incompetência do FBI ao longo da série inteira.

    “Acredito que se a série não tivesse mostrado a moça como seguidora de Carroll em nenhum episódio anterior, a surpresa seria mais interessante”. Concordo plenamente. Maior burrada da série. Podia muito bem ter deixado essa informação escondida. Imagina só, a ex-namorada do Ryan é uma das followers que quer matar ele! Teria sido surpresa total.

  2. Aline Ben

    Verdade Elisa. Pensando bem a última cena do episódio foi exatamente isso. Ryan vendo Claire sendo morta. Quase dá pra achar que tudo ainda assim tudo saiu como planejado por Carroll. Até porque ele prometeu a Molly que o capítulo da morte de Ryan seria dela. Mas acho que não, ele queria ser responsável pela morte de Claire e queria ver Ryan sofrendo, mesmo que deixasse a morte dele para Molly. No final, saiu tudo como ele planejou, só que não… hehehe. Acho que foi realmente um pecado eles não terem mantido a verdadeira intenção de Molly em segredo, seria um final arrasador. Mas enfim, que venha a segunda temporada.

  3. Luigi

    Episódio horrível, a serie prometia, mas exagerou na incompetência do FBI, na burrice do Ryan e no excesso de mortes. Não vou perder meu tempo com a segunda temporada, pois a primeira foi perda de tempo (esperando ela melhorar e so piorou e acabou)

  4. Arthur de Melo

    Não gostei da morte de Debra, achei desnecessária mas os produtores tinham que ser realistas, não só os malvados que morrem. O final foi emocionante e alguém ainda acha que Carrol morreu? É claro que NÃO! Qual seria o sentido de ter uma segunda temporada? (Por falar nisso, quando será lançada?) Já a Emma é ridícula, ela quem deveria ter morrido no lugar de Jacob e é louca, pirada da vida. Meu único medo é se os produtores vão ter histórias para contar no futuro né? Como em ‘The Following’, tudo é imprevisível, é assentar e esperar, sem criar muitas expectativas. Foi muito bom acompanhar as suas reviews Aline! Até mais! =)

  5. Pingback: Produtor de ‘The Following’ fala sobre a morte de personagem na season finale

  6. Paullo Kidmann

    Sinceramente eu simplesmente odiei essa season finale e a julgar por alguns comentários aqui eu não fui o único (Thank God! hahahaha)! Sobre a Review: Bom se o Joe não morrer pra mim isso só vai piorar as coisas por que será simplesmente ridiculo e um tanto previsível né! Ag. Parker não deveria ter morrido né #Fato (A raiva já começou daí)! Se esse episódio foi feito pra agradar os fans imagine se não fosse esse o proposito heheheheeh. Eu até concordo que isso de ninguém ta salvo é interessante e dar a série algo novo, mas tipo já morreu tanta gente, e outra além da trama o que faz uma série são personagens bem escritos e carismático e a Debra era um desses casos realmente foi algo imperdoável! Outra coisa eles nos prepararam por toda a temporada pra tipo “a grande batalha” entre Joe e Ryan e na hora H foi aquela briguinha bem chula aff! E sinceramente a coisa teria ficado bem mais interessante se quando a Molly atacou o Ryan a Claire tivesse saído do banheiro e atacado a Molly, poxa a Claire já passou por poucas e boas e ela nunca vai virar a própria heroína não? Vai ser sempre aquela mocinha chata de filme de terror que sempre depende de alguém para salva-la por que ao contrario disso ela morre? Eu realmente não gostei desse Clif Hanging ficou muito tosco! Bom dito tudo isso vamos aos elogios, ótimo texto!! hahahahhaha E eu concordo com vc em uma coisa a história da série bateu com o que a Claire sempre disse, Joe é muito previsível, então resta sabe se a audiência vai continuar a ver essa história…

  7. biancavani

    Gostei bastante, tanto mais porque eu não sabia que era a finale da temporada, então foi acontecendo TUDO, e eu pensando “uai, já?”
    Achei legal a morte de Debra, serviu para dar cores mais sombrias à série, e, no contexto, era necessário algo bem impactante para Ryan se entregar aos seguidores e ter o confronto tão esperado com Carroll, numas de tudo ou nada, kamikaze total.
    Não gostei muito de Claire toda implorante. Mesmo tendo ela assistido à cena que, a meu ver, foi a mais chocante do episódio: Carroll esviscerando aquele cara que estava preso com Claire(aliás, quem era mesmo esse cara?), um pouquinho de dignidade cairia melhor.

    Para ser bem legal a segunda temporada, podia ser assim: todos os acontecimentos subsequentes à reação de Ryan, socando Carroll, teria sido um planejamento deste último (não sei como, mas os roteiristas conseguem fazer isso admiravelmente), já tendo providenciado um corpo torrado para passar por ele, arcada dentária idem.
    Porque, se na segunda temporada, aquele lindinho estiver todo cheio de cicatrizes de queimadura, bem feinho, aleijado, fala sério, rs.

    A cena final, com aquela psicopata alucinada esfaqueando o casalzinho que alcançou a paz (o que adivinhamos no momento mesmo em que foi dito que havia policiais guardando a casa) foi apenas razoável, pois resume o que, para mim, foi o grande problema da série: a incompetência do FBI, que se mostrou repetidamente ao longo da temporada. Por isso, esta série não arrebatou a minha alma, mas vou continuar a vê-la, na segunda temporada.

    Abraço aos colegas seguidores dos Seguidores e um grand merci à nossa querida resenhadora.

  8. elisa

    É por isso que acho que as pessoas não são tão loucas qdo dizem que o Carroll não morreu. Eu acho que ele morreu (a série mata todo mundo). Mas, parece que foi tudo meio que planejado da forma que ocorreu. Ou pelo menos um Plano B.

  9. Aline Ben

    Acho que não vai ser uma surpresa tão grande assim se Carroll realmente estiver morto, até porque não vai ser fácil explicar como ele vai aparecer vivo depois de terem identificado a arcada dentária. Se bem que, lembrando novamente da incompetência do FBI de The Following, tudo é possível, até um seguidor de Carroll ter sido o responsável pela “identificação” da arcada dentária. Vai saber. Só a segunda temporada pra responder.

  10. Aline Ben

    Oi Luigi, realmente o FBI deixou muito a desejar. Eu gostei muito da série, mas acho que na segunda temporada vai ser difícil eles manterem o nível.

  11. Aline Ben

    Oi Arthur! Obrigada por ter acompanhado as reviews por aqui e desculpe a demorar para postar e para responder os comentários. Eu espero que de alguma forma o Carroll realmente esteja vivo na segunda temporada, também não vejo sentido da série continuar sem ele, mas The Following já cansou de nos surpreender, inclusive com Debra. A morte da agente foi muito sentida, mas eu gostei pelo fato de que foi algo diferente do que normalmente acontece nas séries americanas. No entanto, eu estava gostando muito do relacionamento dela com Ryan, ele tinha ganho uma amiga. Foi realmente uma perda lamentável.

  12. Aline Ben

    Oi Paullo, apesar de eu ter gostado bastante da season finale, entendi bem todas as tuas reclamações. Hehehehe. Pensando por outro lado, a série poderia ter caprichado muito mais nos personagens. Os “heróis” de The Following aparecem muito com “bobos” durante a série, e muitas vezes isso irrita. Eu acho que se eles tivessem deixado Molly como uma surpresa total para o final teriam melhorado, e muito, o cliff hanging. Abraços e obrigada por acompanhar minhas reviews por aqui.

  13. Aline Ben

    Oi Bianca! Obrigada por acompanhar minhas reviews por aqui! Tu lembraste de uma cena interessante, Carroll matando o cara que estava preso no farol. Pelo que lembro ele foi contratado para trazer um barco até o farol. A cena foi horrível porque foram vários golpes a sangue frio, enquanto Joe analisava a reação de Claire. Vamos aguardar a segunda temporada, alguns comentários que andei lendo dizem que é provável que aconteça um salto no tempo na série. Então a curiosidade fica para saber se Carroll, Claire e Ryan vão estar vivos. Mike e Emma já estão confirmados como personagens bem mais participativos no segundo ano da série.

  14. Aline Ben

    Arthur, a estreia da segunda temporada da série ainda não tem data definida, mas deve acontecer em janeiro de 2014. Muuuuuito tempo até lá!

  15. Rodrigo

    O episódio foi excelente, mas acabou com a série. Vai ser difícil eles continuarem daí, não vai ficar tão bom quanto estava. Eles usaram todas as cartas deles, mataram todos os 3 personagens centrais em uma só temporada. Se eles tivessem guardado isso pra depois, aí sim ficaria bom.

  16. Cida Duarte

    Eu amei a série e se não for exagero de minha parte, uma viciada em séries, mesmo correndo o risco de parecer presunçosa, achei que está sendo uma das melhores da atualidade, me lembro de ter ficado assim tão vidrada quando assistia “24 Horas”…Mas devo concordar que achei que o FBI deixou tudo a desejar mesmo, achei a atuação fraca , instável..Pareceu-me que todos mandavam, menos o FBI, tão famoso por tomar as rédeas da cena…
    Se o Joe tiver morrido de fato, bem será realmente impressionante, e acho que é esse mesmo o maior propósito da série, impressionar por fazer as coisas ao oposto do que esperamos..Achei a morte do Jacob, prematura, por que esperava que ele fosse o responsável por matar a Emma…. Isso também seria de surpreender.
    Poderiam melhorar o personagem do Ryan, ele precisa saber o que é de fato, se é um alcoólatra, um apaixonado, um cara talentoso e o homem que ama desesperadamente…
    Bem , essa é apenas a minha humilde opinião, e espero que a segunda temporada não demore…

  17. alineben

    Rodrigo, The Following se mostrou uma série inovadora e bem diferente do que estamos acostumados a ver, acredito que só isso já valha um crédito para a série. Por essa inovação, espero que eles consigam dar uma boa continuação na segunda temporada. É esperar para ver. :)

  18. alineben

    Oi Cida. Muito boas as tuas considerações sobre a série. Também acho que o personagem de Ryan precisa definir algumas coisas sobre si mesmo, afinal ele passou a primeira temporada toda muito confuso. Eu voto no retorno de Carroll, mas aguardemos o retorno da série. :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account