Log In

Reviews

The Following – Chapter Two

Pin it
Série: The Following
Episódio: Chapter Two
Número do episódio: 1×02
Exibição nos EUA: 28/01/2013
96.375
4.8
8

Seguidores, cúmplices, fãs. O nome das pessoas que Joe Carroll conquistou e que agora o ajudam a conduzir sua história não importa. O mais preocupante é descobrir até onde vai o poder de Joe de controlar a mente dessas pessoas. Qualquer um pode estar ao lado dele e o segundo episódio de The Following mostrou que não se pode confiar em ninguém. A nova agente que assumiu o caso nesse episódio, Debra Parker, também é suspeita, mas quem chamou a atenção em Chapter Two foram Jordy, Emma, Jacob e Paul, estudantes de assassino que foram responsáveis diretos pelos primeiros capítulos do novo romance de Joe Carroll.

Além de entregar um livro de Edgar Allan Poe para Joe na prisão, Debra pareceu conhecer muito bem como Carroll mexe com as pessoas. Ryan percebeu isso durante a vistoria na antiga casa de Emma quando as evidências mostraram o quanto Joe usou de romantismo gótico, literatura, Poe, sua beleza e carisma para construir uma seita de serial killers. Como cita Debra, Joe identifica pessoas com distúrbios e as faz sentir a vida pela primeira vez e a acreditarem que a única forma de viver realmente é continuar matando. Debra ainda explica que entende muito do assunto pois trabalhou no FBI coordenando a unidade de religião alternativa. Mas, como acreditar nela?

Já Jordy nitidamente é um boneco nas mãos de Joe, mas mesmo assim é uma marionete sem valor para o serial killer. Jordy foi enviado para matar Claire, mas obviamente Joe esperava que Ryan o matasse antes. No final do episódio onde Ryan e Joe pareciam balançar os acontecimentos do capítulo do livro, Joe ficou surpreso ao perceber que sua história teve um desdobramento diferente e Jordy acabou preso e colocado em uma cela próxima dele. Ryan agora vai tentar jogar fã contra ídolo ao contar a Jordy o que Carrol realmente acha dele: um filhote sem importância. Difícil vai ser Ryan conseguir burlar essa nuvem de adoração que o fã tem por seu ídolo.

Já Emma tem um outro peso para Carroll e o episódio mostra como ela foi conquistada e como Joe guiou os passos dela, apresentando-lhe um namorado, outro seguidor dele, e levando a garota a matar a própria mãe. The Following mostra todo o processo muito sutilmente, Emma era uma garota tímida, se achava feia e era menosprezada pela mãe. Joe já no primeiro contato com ela e ao perceber o interesse da menina já soube como agir para “ganhar” Emma. Pediu licença para arrumar seu cabelo, elogiou seus olhos e matriculou mais um futuro assassino na sua escola de morte. É um talento, como ainda disse Ryan no episódio piloto.

Emma é uma das peças de comando de Joe, mas mesmo nesse fã clube existem problemas mal resolvidos e que podem afetar a história do “novo livro”, ou talvez seria tudo um plano de Joe? Difícil saber, mas essa turbulência enriquece a história do seriado, pois, como foi prometido durante a promoção da série, já dá pra perceber que qualquer um pode morrer a qualquer momento e todos os núcleos do seriado estão sujeitos a reviravoltas. Mas vamos combinar que nem Ryan nem Joe devem morrer antes de uma series finale de The Following, quanto ao resto é bom se manter em alerta.

Mas quando se fala de uma história de Joe Carroll nem tudo é matança, existe também o romance e ele esteve no ar em vários momentos do episódio. Flashes do passado mostraram como o caso de Ryan e Claire começou até chegar ao primeiro beijo e na atualidade já deu pra perceber que os dois ainda estão envolvidos. O apego entre o herói e a mulher adorada pode ser notado descaradamente quando Claire corre pra abraçar Ryan, pois vê nele um protetor.  Momentos sutis também mostram o carinho entre os dois, como quando Claire mostra coragem ao ir enfrentar Joe, mas toca Ryan um pouco antes de entrar na sala de visitas como para ter força, e quando pega a mão dele depois de descobrir que a babá na realidade era outra seguidora de Joe.

Já Emma, Jacob e Paul quase parecem um triângulo amoroso, mas o poder de Emma sobre os seguidores é grande, já que ela é a mais antiga do grupo, a primeira “aquisição” de Joe. O Poe mascarado que atacou Ryan também já tem nome, é Rick e já contou o final que Joe programou para seu segundo livro: a morte de Ryan. De acordo com as caligrafias identificadas nos inúmeros rabiscos na casa de Emma Joe já tem pelo menos nove seguidores em sua seita.

O segundo episódio de The Following seguiu um bom ritmo e a série segue uma forte candidata a melhor estreia da temporada. Outro ponto a destacar novamente é a trilha sonora muito bem escolhida, com músicas de rock pesado, com um tom de romantismo gótico, embalando os momentos de maior tensão e entrando nas batidas certas para embalar o movimento das cenas. O cuidado com a direção de arte também continua sutil e pontual. Joey ganhou um quarto igual ao seu no “cativeiro”, o que deixou ótima a edição de imagens no final do episódio quando a mãe aparece dormindo com o urso do filho e a imagem corta para Joey também dormindo da mesma forma.

Em Chapter Two a intenção de Joe era que seu herói aceitasse o desafio da sua jornada e assim a história seguiria sua trajetória. No entanto Ryan também sofre com o poder hipnótico de Joe, o herói precisa burlar os planos do próprio autor da história se quiser continuar vivo, salvar Claire e achar Joey. Carroll afirma ter inúmeras surpresas esperando por Ryan, e Jordy tinha sido apenas algo para recuperar a forma do seu herói. Nesses momentos Joe tenta mexer com a mente do seu herói, no entanto Ryan e talvez Claire sejam as únicas pessoas que conseguem afetar um pouco a mente de Joe e a resistir a ele.

Séries citadas:

é Jornalista, Publicitária, Gaúcha, Capricorniana de 84. Além de escrever no TeleSéries, trabalha como coordenadora de imprensa na Prefeitura de Taquari e assessora de imprensa no Campeonato Gaúcho de Rally 4x4. Fã de cinema, esportes, literatura, música e séries de televisão. Começou a assistir seriados com E.R. e Arquivo. X. Gostaria de ter estudado em Hogwarts, jogado quadribol e tomado cerveja amanteigada, mas se contenta com um gol do Grêmio e uma Heineken. Nunca ganhou um prêmio importante, mas já levou pra casa um Kikito de chocolate de Gramado/RS.

Website: http://www.alineben.blogspot.com

2 Comments

  1. Alex Sandro Alves

    Olha Aline, não fiquei tão empolgado com este capítulo não. De fato a série tem uma premissa muito promissora, mas o sinal amarelo meio que acendeu pra mim, já que a unica coisa que realmente me agradou neste episódio foram as conversas entre Ryan e Joe (James Purefoy, ótimo). O triangulo citado por você ainda não me conquistou, e não me simpatizei com Claire. Sei que ainda é cedo para definir alguma coisa, mas espero que o próximo capítulo me agrade como o primeiro. Abs!

  2. Gilson Junior

    Eu já estou viciado na série dps desses dois episódios.
    Acho q a história está sendo bem contruída e se continuar nesse ritmo pode ser sim uma das melhores estreias da temporada!
    Amei o triangulo amoroso formado pelos seguidores e qro mt saber até onde os “falsos” gays foram nos três anos que ficaram juntos! O mais interessante é como isso afeta o q já foi planejado por Carroll.
    Fiquei mt desconfiado tb da agente, mas justamente por ele parecer tão suspeita, acho difícil q ela esteja envolvida no culto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account