Log In

Notícias Novos Pilotos e Séries Programação EUA

The Cape: a nova Heroes?

Pin it
Um super-herói mascarado é a nova aposta da rede NBC. Será que vai dar certo?, Um super-herói mascarado é a nova aposta da rede NBC. Será que vai dar certo?, Um super-herói mascarado é a nova aposta da rede NBC. Será que vai dar certo?

David Lyons em cena de The Cape
Sem uma série nova de sucesso há algumas temporadas, a rede NBC, vai tentar dar a volta por cima com uma aposta arriscada – uma série de super-herói no formato clássico, com protagonista de máscara, capa e roupa colante.

A nova série, chamada The Cape, estreia neste domingo, dia 9/1, com um episódio piloto de duas horas de duração. O canal encomendou junto ao Universal Media Studios a produção de 13 episódios, que serão exibidos nas noites de segunda-feira nos Estados Unidos. No Brasil, não há ainda a previsão de exibição.

O episódio piloto mostrará um policial que é traído por colegas corruptos, incriminado por um crime e dado como morto. Obrigado a abandonar a identidade – e a esposa e o filho – ele acaba se tornando um vigilante mascarado, combatendo o crime e buscando vingança.

The Cape é uma criação do roteirista e produtor executivo Tom Wheeler, autor de minisséries e telefilmes de pouca expressão. Mas se o comandante do barco é desconhecido, a tripulação é competente. O elenco é liderado pelo australiano David Lyons, destaque dos últimos anos do drama médico ER, e tem ainda a presença da musa de séries de sci fi Summer Glau (Terminator: the Sarah Connor Chronicles, Dollhouse) e o inglês James Frain (especialista em interpretar vilões, como fez em The Tudors e True Blood).

É impossível não olhar o trailer (abaixo) e não ficar com a pulga atrás da orelha. A linha que separa o cool do ridículo quando o assunto é super-heróis costuma ser tênue. A própria NBC tem sua quota de sucesso e fracasso recentemente com um mesmo show: Heroes, que teve uma primeira temporada elogiada e premiada e depois perdeu a linha criativa, se tornou motivo de piada, e se arrastou por três anos até ser cancelada.

Afinal, The Cape é a nova Heroes? E em caso positivo, qual delas – a que foi um sucesso ou a que foi um fracasso?

Séries citadas:

É jornalista, pós-graduado em Jornalismo Digital pela Pucrs e trabalha com produção de conteúdo para Internet desde 1995. É editor de internet do Jornal do Comércio, de Porto Alegre. Fundou o TeleSéries em agosto de 2002. Na época, era fã de The West Wing, The Shield, Família Soprano e Ed. Atualmente é viciado em The Good Wife, NCIS, Game of Thrones e Parks and Recreation.

14 Comments

  1. Rafael Ruiz

    Realmente existe uma linha muito tênue entre o cool e “heroes”…hahahaha

    Gostei bastante da primeira temporada de Heroes, mas desisti no final da segunda temporada.

    Em relação a The Cape, gostei do Promo e prentendo conferir alguns episódios. Super-Heróis nunca são demais….hahahaha

  2. Pingback: Fox americana estreia novo desenho animado

  3. Matheus Munhoz

    No Ordinary Family tentou retratar pessoas com superpoderes com problemas comuns, mas não acho que passaram essa ideia no promo e apresentação inicial da série, daí as pessoas se decepcionaram…
    Acho que The Cape mostrou bem a que veio, a questão é se vai agradar ou não. Acho difícil passar da 1ª temporada, baseado nas reações até agora, mas vai saber esses americanos loucos =p

  4. Diego Martins

    O show não tem nada de novo, não dá muita motivação para começar a assistir porém um nome se destaca Summer Glau… quem sabe, vai tudo depender da audiência…

  5. Fernando dos Santos

    As chamadas de The Cape que eu tenho visto sugerem que a série vai ter um tom mais leve e descontraído em comparação a Heroes que era muito sisuda.Aliás eu acho que o maior problema de Heroes é que era um show muito pretensioso, se levava muito a sério sem ter cacife pra tanto.

  6. Fernando dos Santos

    A primeira temporada sem duvida foi boa, mas um tanto superestimada pela crítica.Talvez a pressão para manter o enorme sucesso de publico e crítica conquistado no primeiro ano tenha contribuido para a série declinar tanto a partir da segunda temporada.Outro erro gigantesco foi terem mantido o Tim Kring no comando da série.Quando ficou claro que ele não estava dando conta do recado, inclusive com o próprio Kring declarando a imprensa que estava perdido, a emissora deveria te-lo afastado chamando outra pessoa para comandar Heroes.

  7. Cliaguedes

    A série estreou ontem com um público superior a 8 milhões de espectadores e 2.6 no demo 18-49. Não foi grande coisa e as críticas estão divididas. Hoje ela volta a partir das nove, acho que reprisando os episódios de ontem. Só o tempo dirá se fará sucesso.Não pretendo ve-la. Esse formato não me agrada.

  8. Thiago FLS

    Na verdade, essa série me parece ser o oposto de Heroes: tem o visual espalhafatoso dos quadrinhos de super-heróis, mas não tem superpoderes.

    Eu botaria mais fé em The Cape se ela tivesse uma equipe de roteiristas que entendem o que funciona no gênero. Heroes, por exemplo, tinha Bryan Fuller, Michael Green e Jeph Loeb, que contrabalançavam a total inépcia de Tim Kring. Não foi à toa que Heroes foi se perdendo à medida que perdia esses roteiristas.

  9. Rafael Ruiz

    Eu gostei do episódio piloto. Não é nenhuma obra prima, mas tem seus méritos. Bons efeitos especiais, leve e despretensiosa.

    O que é aquele anão? hahahaha Sempre que vejo herói com capa, me lembro daquele cena de Os Incríveis que a Edna Moda lista vários heróis que tiveram problemas com as capas… hahahahaha

    E para finalizar, a Summer Glau desperta o meu lado nerd mais sombrio!!

  10. MicaRM

    Acabei de assistir o segundo episódio. A série é muito, muito, muito ruim. O protagonista é fraco e o ator pior ainda. A única coisa que se salva é a Summer Glau. Juro que não entendo porque ela se mete nessas canoas furadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account