Log In

Opinião

Tesouros da juventude

Pin it
Cena de The O.C.

Amanheci me sentindo um pouco órfão.

A morte de The O.C. já era esperada. Mas não é porque era esperada que não seria sentida. The O.C. foi breve (nem 100 episódios terá) mas foi vibrante. Foi um destes poucos shows que despertaram paixão, dividindo telespectadores como fanáticos torcedores de clubes. Ninguém acha The O.C. mais ou menos: ou se ama ou se odeia Ryan e cia.

E The O.C. irritou, muito e muita gente. Mas quem critica The O.C., na maioria das vezes, crítica a série pelo que ela é superficialmente – vê uns teenagers ricos, socialmente desajustados e anoréxicos e um dramalhão superficial. E The O.C. é isto também.

Mas The O.C. é também a série do sub-texto, do sarcasmo, da trilha sonora moderna, das citações pop, da constante auto-referência. Por tudo isto foi a mais brilhante das soap operas já exibidas no primetime americano, mas especialmente porque nunca se deixou levar a sério, mesmo quando era o show mais comentado dos Estados Unidos.

The O.C. foi ainda um dos mais acabados dramas teen, sabendo criar (com poucas pisadas de bola) situações extremamente reais em um universo completamente irreal. Neste ponto The O.C. foi além de Barrados no Baile, pois soube criar personagens mais tridimensionais, ao mesmo tempo que espertamente dinamitou a herança de Dawson´s Creek ao colocar na tela jovens com dificuldade, muitas dificuldades, de se expressar. Típico da juventude, enterrar as conquistas da geração anterior.

Além de novela e série teen, The O.C. soube ser drama de fazer chorar e comédia de fazer rir como poucas sitcoms o fizeram nos últimos anos.

Mas também está certo quem critica a série. Mesmo não se levando a sério enquanto entretenimento, The O.C. foi vítima de seu sucesso. Sofreu em razão dos egos de seus jovens protagonistas (bem dizia Hitchcock, atores deveriam ser tratados como gado) e especialmente na mão dos executivos da Fox, que esticaram temporadas a seu bel-prazer e forçaram os produtores a alterar o rumo da série para provocar a audiência. Sim, foram quatro anos em um carrossel de altos e baixos. Mas grandes séries precisam de fases ruins, como relacionamentos precisam de crises.

Sempre que elogiei The O.C. fui recebido abaixo de uma saraivada de críticas pelos leitores do TeleSéries. Que venham as críticas, mas que venha também o consolo: afinal, amanheci me sentindo um pouco órfão hoje.

Séries citadas:

58 Comments

  1. Tatiana

    Pela primeira vez tive paciência de assistir uma série toda,inclusive nem acreditei quando tive a capacidade de comprar os DVDs da série (original claro)… Nunca vi uma série que tratasse com tanta seriedade dos dramas da juventude.

    Parabéns a Josh e The O.C. vai deixar muitas saudades.

  2. MARTA

    Sou de Rio Verde. goias, eu adorava essa série, ninguem conseguia me tirar de casa antes de assistir O.C, estou muito chatiada com fim da serie, para mim era umas das melhores.
    Espero que volte algum dia

  3. MARTA

    Eu amo OC um estranho no paraiso, foi choque saber que iria acabar definitivamente.

  4. MARTA

    Foi uma pena matar marissa no final, já que poria um final na serie, por não acabou com os personagem juntos, seria muito mais emocionante.

  5. Alessandra Regina

    Adoreiiiiiiii essa série foi muito boa pena q a Marissa morreu ela fazia um par perfeito com ryan,é uma pena mas tudo q é bom dura pouco.Espero ver todos novamente enm um a série novamente…..

  6. Fábio Vicentin

    fala galera, já se passaram quase 5 anos desde o cancelamento de the o.c sinto muitas saudades, e realmente é muito complicado, acompanho cada noticias sobre os protagonistas e a querida taylor que foi a personagem mais legal de toda serie, força pra quem ainda sonha em ver novos episodios de The O.C a melhor serie de todos os tempos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account