Log In

Reviews

Teen Wolf – Formality

Pin it

Série: Teen Wolf
Episódio: Formality
Temporada:
Número do Episódio: 1×11
Data de Exibição nos EUA: 08/08/2011

Sabe aquela vontade que se tem de gritar muito quando um episódio foi excelente? [o famoso ‘WTF’ para os mais íntimos]. Pois então, com Formality você só tem essa vontade nos 7 minutos iniciais e nos 40 segundos finais.  O restante do episódio foi um belo de um ‘filler’, mas que nos trouxe inúmeros momentos agradáveis.

Nesse décimo primeiro episódio, Kate decide revelar à Allison boa parte das verdades por trás da família Argent e neste momento começamos a notar o porquê desse capítulo não possuir apenas saldo positivo; afinal, toda essa revelação familiar poderia muito bem ter sido ocultada dos nossos olhos, pois chegou até a trazer certo desconforto. Esse incômodo veio da atuação sofrível de Crystal Reed quando está dirigindo seu carro e seu diálogo vergonhoso com o Sheriff Stilinsky. Dou também um cartão vermelho para a trama de Kate que chega a dar sono de tão ‘boring’. Mas vale dizer que mais uma vez fiquei contente com o trabalho de edição realizado nesses ‘flashbacks’ de Allison [não poderia ser de todo injusto e não parabenizar um trabalho tão bem executado].

Toda essa decepção precisava ser recompensada de alguma forma e os roteiristas definitivamente acertaram em cheio ao abordarem, de forma sutil, o segundo maior questionamento desta temporada: quem ou o que é o veterinário e patrão de Scott McCall? Após o episódio passado, certamente esse foi o tópico de maior discussão dentre os fãs da série ‘teen’; e o que mais me agradou foi o fato de termos tido apenas uma “palhinha” do que ele pode fazer. O diálogo entre Peter e o veterinário foi tão intenso que fez com que grudássemos os olhos na tela só para perceber o alfa sendo desafiado; e de quebra descobrimos que cinzas da montanha são o “condimento” necessário para impedir que os lobisomens ultrapassem certo território.

“Let me be as clear as possible. We are closed!”

Acho que é simplesmente impossível alguém não ter amado esta cena; a cadeira se despedaçando antes mesmo que tocasse o veterinário foi, de fato, a melhor cena do episódio. E agora, nos resta especular ainda mais sobre sua identidade. Chego a cogitar a possibilidade de ele ocupar um cargo maior na hierarquia “licantrópica”, mas como já disse; seriam apenas especulações.

Após esses momentos tensos e ternos [lembrando do maravilhoso diálogo entre mãe e filho], precisávamos de um pouco de humor, que, felizmente, nunca falta nos episódios de Teen Wolf.

Começamos com a desnecessária, porém divertida cena do Scott tentando passar a noite em claro protegendo sua pseudo-namorada. Como eu disse, muito engraçada, mas tão descartável quanto as lamentações da garota em relação à origem de sua família. O interessante mesmo foi o show de chantagens que vimos com a delicada persuasão de Scott para que Jackson fosse o par da garota Argent [o “mauricinho” até pode ser um sujeito desagradável, mas tem um tino para o humor que é o máximo] e o empurrãozinho que Allison deu para que Lydia desse uma chance a Stiles.

E em se tratando de Stiles; que felicidade ele nos trouxe quando colocou pra fora tudo o que sentia e pensava por Lydia. Há algum tempo não sinto tanta alegria em ver um casal junto [na verdade senti saudades de Seth e Summer na saudosa The OC]. Infelizmente, desta vez não foi Stilinsky que roubou a cena cômica do episódio e sim Scott [para a nossa surpresa] quando tirou Danny para dançar em uma bela estratégia de não ser expulso do baile pelo treinador. Essa mereceu uma salva de palmas pela originalidade.

Agora voltando ao papo sério, estranhamente, me sensibilizo com essa fixação do Jackson em ser transformado; é lindo ver como os roteiristas inseriram nas entrelinhas de sua trama a realidade de milhares de jovens que buscam uma aceitação em determinado grupo que julga ser superior. Esse empenho em ser o que não é muitas vezes traz consequências desagradáveis para outros ao seu redor; neste caso, Lydia acabou tornando-se vítima da obsessão de seu ex-namorado.

Quando a vimos no campo procurando pelo ‘playboy’, já era de se imaginar que coisa boa não aconteceria; o que me satisfez nesse momento foi a coragem de Stiles em enfrentar Peter pela garota que ele ama e diante de tal situação, ainda ser fiel à McCall e seu mentor, levando até o limite, a negação de que sabia algo a respeito do paradeiro de Derek. Amizades como essa muitas vezes fazem com que eu me sinta tão desleal aos meus amigos; não sei responder qual seria minha reação em situação semelhante.

Tomando como base o episódio anterior que foi simplesmente fantástico, exatamente por dar início as revelações e ‘cliffhangers’ necessários para uma ‘season finale’ decente, esse Formality deixou sim a peteca cair ao dar demasiado foco no romance de Scott e Allison. Concordo que ambos precisavam de um desfecho para decidirem se ficariam ou não juntos novamente, mas a declaração de amor de McCall talvez tenha sido utilizada de forma prematura, pois quando achávamos que o casal ficaria em paz, por pelo menos alguns episódios, o pai da garota estragou tudo e fez com que Scott se transformasse diante da namorada [ou deveria continuar dizendo, ex namorada]; o que provavelmente trará ainda mais drama para a relação.

Enfim, é sabido que relações com muitos altos e baixos durante uma mesma temporada podem vir a irritar os telespectadores, porém, em se tratando de relacionamentos, há sempre muita discussão independente do caminho que os roteiristas determinam. Colocando na balança, diria que o episódio foi bem positivo ao levantar mais poeira a respeito da identidade do veterinário; ao mostrar um desenvolvimento na relação de Lydia e Stiles; ao dar um caminho a ser explorado para a obsessão de Jackson.

Só continuo me questionando se é saudável para o futuro da série focar tanto a ‘season finale’ na relação entre Scott e Allison, em detrimento da batalha entre os caçadores e suas caças. Basta termos esperança para que nesta reta final Teen Wolf não se perca no clichê e se torne mais uma série sobre uma relação entre uma humana e algo sobrenatural.

Séries citadas:

1 Comment

  1. Maria Clara Lima

    Concordo em tudo contigo, Henry! Esse episódio poderia ter tido uns 10 minutos, que a qualidade seria demais! Mas mesmo assim, como você disse, foi um epi divertido. Estou louca pelo próximo, nunca pensei que aquilo fosse acontecer!

    Ainda bem, pois não sei se teria paciência pra um drama no estilo Smallville. 

    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account