Log In

Notícias Opinião

Te cuida American Idol. O The X Factor vem aí

Pin it

The X Factor

No final do mês, terá início uma nova temporada do The X Factor, reality show britânico que é uma versão revisada (e melhorada) do American Idol. Será mais uma oportunidade de apreciar uma boa competição musical e perceber como o programa americano ainda poderia ser melhor.

Criado em 2004 pelo genial Simon Cowell, que também atua como um dos jurados do show, o The X Factor foi responsável por descobrir talentos já conhecidos mundialmente como Leona Lewis. Diferente da fórmula usada em American Idol, no programa inglês a competição, além de ser entre os calouros, é focada também entre os jurados. Como assim? É simples.

Os quatro juízes do programa, Cowell, as cantoras Cheryl Cole (integrante da girlband Girls Aloud) e Danii Minogue (irmã da Kylie) e o produtor Louis Walsh ficam responsáveis cada um por uma determinada equipe formada de três competidores, totalizando 12 calouros: o grupo dos meninos, o das meninas, o dos concorrentes com mais de 25 anos e o dos grupos (girlbands, boybands ou até mesmo grupos mistos). Cada jurado defende com unhas e dentes seus pupilos, os ajudando nas escolhas das músicas, na produção das apresentações, no treino vocal, etc., já que a eliminação de um dos concorrentes orientados por determinado juiz é interpretada como um mau desempenho do mentor naquela semana. E nenhum dos quatro quer perder nenhum pupilo. É exatamente esse o diferencial que torna The X Factor tão promissor, dinâmico e que faz o American Idol comer poeira, quando comparada as duas produções.

Antes de continuar, quero deixar claro que não sou um anti-Idol, muito pelo contrário, acompanho todos os episódios e adoro o programa. Mas, dito isso, preciso admitir que acho que o American Idol está cada vez mais fraco. E este sentimento se amplia com a notícia da saída de Paula Abdul e da entrada da multifuncional (cantora, autora, produtora) Kara DioGuardi na última temporada. A nova jurada não ajudou a dar um mínimo de fôlego ao programa, que vem perdendo público a cada ano, embora ainda continue no topo da audiência nas noites. Ao ver o desempenho da novata, comecei a achar os comentários da Abdul, antes toscos e nonsenses, relevantes e pertinentes. DioGuardi se limita a ser uma espécie de plano-sequência dos comentários feitos por Randy Jackson, não tendo expressão, nem personalidade, nem relevância.

Já no outro lado do oceano, a terra começa a tremer. A nova temporada de The X Factor, que estreia dia 22 de agosto, prevê uma batalha feroz entre os jurados Cheryl Cole, detentora atual do título de mentora campeã após a vitória de sua pupila Alexandra Burke no último ano, e Cowel, que já venceu duas das cinco temporadas – aliás, ele foi o mentor da Leona Lewis em 2006. Em Londres, quem também sai ganhando são as casas de apostas que já lucram em torno de qual jurado será o vencedor deste ano. A título de curiosidade: as outras temporadas foram vencidas por Louis Walsh, dando o título a Shayne Ward, em 2005; Danii Minogue, que conseguiu a vitória a Leon Jackson, em 2007; e Cheryl Cole, que garantiu que Alexandra Burke vencesse a competição ano passado.

Jurados do The X Factor

Outro diferencial positivo do The X Factor é a apresentação dos calouros. Se no American Idol cada concorrente se vira sozinho, tendo que agüentar os juízes apontando erros e quase nunca soluções, na produção inglesa os aspirantes a ídolo têm todo o suporte para fazer uma apresentação digna de Oscar – ficou curioso? Veja no YouTube o dueto de Alexandra Burke e Beyoncé.

Excluindo as questões mercadológicas, é realmente uma pena a TV paga do nosso Brasil só dê preferência às produções norte-americanas em total detrimento às europeias.

Se ao menos a equipe do American Idol desse uma renovada na fórmula, se espelhando um pouco na dinâmica do The X Factor em vez de torrar milhões de dólares nos super salários dos apresentadores, o atual desgaste do programa pudesse ser evitado.

De qualquer forma, é muito cedo para cantar o início do fim de Idol. E é provável que isto aconteça somente no dia em que Simon Cowell anuncie sua saída ou ainda se o super jurado realmente trouxer o The X Factor às terras americanas, concretizando a boataria que rola por aí.

A verdade é que, independente de American Idol ou de The X Factor, o principal responsável pelo sucesso é o inglês ranzinza Simon Cowell. E é ele quem detém as cartas do jogo. Por isso, Save The Queen, Save Simon Cowell.

Séries citadas:

É jornalista e se considera íntimo amigo dos personagens das séries a que assiste. Fã confesso de Grey's Anatomy, True Blood, Dexter, The X-Factor, Will and Grace e mais, no mínimo, algumas dezenas de séries.

22 Comments

  1. Thais Afonso

    Save Simon Cowell, haha. Porquê apesar de ter ficado triste com a saída da Paula, a verdade é essa que você falou: AI só morre o dia que Simon sair.

  2. Tina

    Parabéns por esta matéria. Não conhecia muito sobre o X Factor, e nem sabia que a Leona Lewis vinha de algum programa. Agora até deu vontade de ver e ficar no time dos britânicos, já que o American Idol, depois de tantas temporadas continua quadradinho e sem inovações.

  3. Fernando

    Concordo com a maioria dos argumentos. Todos muito pertinentes. A respeito de Kara DioGuardi penso o mesmo: irrelevante. Paula Abdul fará falta.

  4. Fernando dos Santos

    “Criado em 2004 pelo genial Simon Cowell”

    Este “genial” foi uma ironia, não é?

    Quando falam do Simon Cowell a primeira coisa que vem a mente é o protagonista da comédia Moving Wallpaper, um produtor cafajeste cujo maior ídolo é o Simon.
    Lamentável ver um sujeito tosco como o Cowell fazendo um sucesso tão grande dos dois lados do Atlântico.

  5. Leonardo Toma

    Simon Cowell trouxe Westlife pro mundo. A sentença dele já foi dada.

  6. Fernando dos Santos

    “Simon Cowell trouxe Westlife pro mundo. A sentença dele já foi dada.”

    Eu não sabia que o Simon era o criador do Westlife.O homem é “gênio” mesmo.

  7. Regina Monteiro

    Sabia que existia algo parecido com o American Idol na Inglaterra, mas não qual a dinâmica do programa. Também fiquei curiosa.
    A respeito da saída da Paula e a permanência da Kara concordo com o Ivan: vou sentir saudades da Paula Abdul.

    Agora, o Simon pode não ser um gênio mas teve um baita tino para reinventar o óbvio.

  8. Fernando dos Santos

    O problema não é apenas a cara-de-pau do Simon.O problema também é o fato de haver um grande publico que acompanha este tipo de programa obvio e batido.

    Estes programas prometem revelar grandes astros mas são raros os artistas revelados por eles que conseguem emplacar pra valer.Em todos estes anos de Idol por exemplo, apenas a Kelly Clarkson é que pode efetivamente ser chamada de ídolo.Recentemente surgiu a Jennifer Hudson que ganhou Oscar e Golden Globe por seu trabalho no filme Dreamgirls, mas como ela apareceu há pouco tempo ainda é cedo pra dizer se ela veio pra ficar.

  9. Leonardo Toma

    Bom, Regina, mas o Pop Idol (programa original) é da Inglaterra. E sobre o público americano: quantas séries excelentes que são canceladas que comprovam o nível elevadíssimo do gosto deles?

  10. Regina Monteiro

    Leonardo, concordo com você, muitas séries realmente boas são canceladas.
    Mas pelo texto do Ivan me parece que “The X Factor”, que entendi ser criação do Simon Cowell, reinventa o óbvio ao pegar uma fórmula criada em 1948 com o The Original Amateur Hour, atualizá-la e conseguir ótimos índices de audiência.

    Fernando, quanto ao American Idol acho que funciona porque o público está ligado na competição em si e não no que vai acontecer com os candidatos depois do programa.

  11. Roberto Rodrigues Chaves Junior

    ”Kelly Clarkson é que pode efetivamente ser chamada de ídolo.”
    Fernando, acredito que não é só a Kelly Clarkson não.
    Clay Aiken:disco duplo de platina no seu álbum de estréia.

    Carrie Underwood:pra quem gosta de country(eu)sabe o que eu estou falando…premiações?vendas?Carrie é perfeita.

    Chris Daughtry:dispensa apresentações.

    David Cook:ta caminhando a passos largos.Veja a versao dele de Little Lies da banda Fleetwood Mac no youtube.

    Adam Lambert:nem tem cd ainda e já gravou uma música para o blockbuster de novembro ”2012” de Roland Emmerich.Veja tb a versão dele de Starlight da banda Muse.Adam promete e muito…

    Esses eu posso chamar de ídolos.

  12. naian lucas lopes

    olha o american idol nao inova por que é sucesso e time que se ganha nao se mexe.Segundo todos reclamavam da Paula agora querem ela de volta qual a diferença da Kara pra Paula?nenhuma as duas sao retadardas.Terceiro o outro fala que o simon nao merece esse sucesso ele bebeu o cara é um genio e engraçado e ele morre de inveja q o simon é rico e ele é pobre.Eu so digo o big brother nao inovo e é sucesso o Factor X nao inova e é sucesso o Fator x é a cópia por que eles tinham uma base e o criador do idols nao tinha uma base e hj é sucesso sem frescura e pode repara que la na inglaterra o simon nao critica por que eles ja sabe como vai ser apresentaçao e tambem nao vao critica um trabalho q eles fizeram isso é chato ai o cantor nao mostra criatividade e nao tem critica q faz parte do show é só isso q eu tenho a dizer e factor X sucesso e que venha temporada 2010 de american idol

  13. naian lucas lopes

    a esqueci de um negocio,ate hoje eu nao ouvi na radio toca uma musica de nenhum vencedor do X Factor
    nas radios agora do American Idol ouvi da kelly,do david anchuleta que nao foi campeao,carry,jennifer hudson.Meu o Factor X se for pro Estados Unidos nao vai fazer sucesso por 2 motivos:primeiro,o simon nao vai sair de um lugar que ele ganha milhoes para gasta dinheiro em outra rede de tv.segundo se o factor x chrga la no estados unidos eles inovam fazem cenario novo,apresentaçoes fantastica.E vc acha q eles vao querer ver um programa q ta a 10 anos la ow um programa q nunca ouviu fala?

  14. naian lucas lopes

    a copia sempre estraga primeiro q o original.La colocaram outra mulher para ser a 4 jurada na temporada seguinte a mulher do ozzy saiu e continuou sem nenhum problema por que o american idol nao pode ser igual a paula abdul so sabia elogia

  15. Oliliana Sobral

    Infelizmente o Brasil não presta muita atenção na Europa. Nos últimos anos passei a escutar mais as bandas e cantores(as) de lá e estou encantada, são muitos bons! Se bons artistas da Europa não tocam nas rádios brasileiras é devido ao mercado fonológico, que não dá espaço e só quer saber dos artistas dos EUA. Isso é uma pena! Um exemplo disso são as próprias juradas, a Danni Minogue não é só a irmã as Kylie ela também é uma super cantora e vende muito, e a Cheryl (fofíssima) faz parte das Girls Aloud, uma girlband que faz um super sucesso na Europa, elas levaram o prêmio de melhor single de 2008 deixando o Coldplay para trás e tiveram a sua turnê 2009 (que é ótima) como uma das mais lucrativas desse ano.

    Já assisti o primeiro episódio do The X Factor desse ano e é bárbaro, realmente a grade do programa é bem melhor que a do American Idol.

  16. Liv

    eu amo The X-Factor mais quando voltei pro Brasil não achei nenhum canal de tv a cabo que tenha! alguem sabe sem tem algum canal q passa???

  17. Kadu B. ?

    11/12/2011 –  X Factor ja chegou as terras americanas, tendo como jurados: L. A. Reid, Nicole Scherzinger, Paula Abdul e Simon Cowell.

  18. Pingback: X Factor Como Funciona – ForoGeek

  19. Pingback: X Factor Passa Em Qual Canal – ForoGeek

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account