Log In

Reviews

Supernatural – The Girl Next Door

Pin it

Série: Supernatural
Episódio: The Girl Next Door
Temporada:
Número do Episódio: 7×03
Datas de Exibição nos EUA: 7/10/2011

Yay, Bob está vivo! Claro que eles não iriam matar o paizão da história, mas depois que sumiram com o Castiel, eu não duvido de mais nada! Confesso que inicialmente fiquei decepcionada com o fato de terem colocado um Kitsune no episódio e perdido um pouco o foco dos Leviatãs. Mas no final, percebi que foi necessário.

Mesmo não tendo pirado neste episódio, Sam ainda está tendo alucinações e ninguém descobriu ainda como resolver isso (algo que também não foi o foco do episódio). Tivemos uma abordagem diferente, mas mesmo assim o episódio foi focado em Sam NOVAMENTE. Teve aquela estratégia de usar flashbacks para mostrar como ele era uma criança diferente das demais e como gostaria de ter uma vida normal, mas mesmo assim, ele foi o destaque do episódio. (Sam mimimi, até quando?)

Confesso adorei a cena em que eles estão naquela cabana por três semanas e Dean e Bobby estão acompanhando a novela mexicana. A cara de Dean quando Ricardo se suicida, é a melhor!

Podemos perceber como Bobby está conseguindo aceitar o problema de Sam, ao contrário de Dean, que está preocupado pensando que seu irmão é uma espécie de bomba relógio a ponto de explodir. Bobby acha necessário “dar tempo ao tempo” e que assim Sam irá conseguir se recuperar de alguma forma, já Dean está com medo de que Sam nunca se recupere e acabe surtando de vez.

Preocupação principal: os Leviatãs estão caçando os Winchesters. Alguém me explica porque que essas criaturas tão poderosas estão preocupadas em matar três humanos ao invés de contaminar o máximo de pessoas possíveis e, sei lá, dominar a Terra? Nossa, parece que já vimos uma situação assim… ah é, Eve na sexta temporada! Criatividade, por onde você anda? Volte para a sala dos roteiristas!

Deveriam ser duas histórias paralelas: os Leviatãs tentando dominar a coisa toda e Dean, Sam e Bobby tentando descobrir um jeito de pará-los. Não fazer com que a relação entre eles seja “pessoal”, porque se formos realistas, eles não durariam segundos nas mãos dessas criaturas.

Voltando para o Kitsune, ou melhor, a Kitsune, nos fez lembrar como o Sam continua sentimental e facilmente pode ser passado para trás com uma carinha de dó. A Amy jurou que só estava matando as pessoas porque seu filho estava doente e precisava salvá-lo, mas assim que Sam deu as costas, ela se enfiou na estrada (com o seu filho aparentemente saudável) para fazer mais vítimas. Sorte que Dean não cai em qualquer chororô de mães Kitsune com cara de coitadas.

Achei que o flashback foi meio desnecessário porque já houve alguns episódios contando a infância e adolescência dos Winchesters e o público já sabe muito bem como era pra cada um. Acho impressionante como o Colin Ford parece o Sam! Até aquela cara de coitado ele tem igual…

A utilidade do Kitsune no episódio foi mostrar que Dean continua não aceitando “aberrações” mesmo tendo convencer Sam que ele pode aceitá-lo. Sam está conformado que nunca foi e nunca será uma pessoa normal, mas o que mais o incomoda é saber que não pode contar com a compreensão de Dean. Mas achei mancada Dean ter fingido aceitar a condição de Amy (fazendo com que Sam pensasse que ele estava mudando) e pelas costas do irmão ter ido matar a moça.

A cena de Dean se virando e vendo o garoto presenciar a morte da mãe me lembrou muito Kill Bill. Principalmente quando o garoto diz que vai vingar a morte da mãe e Dean disse que o estará esperando daqui alguns anos.

Momento aflição do dia: cena final do Leviatã com o balconista da loja de conveniência. Oh my dog! Quando ele jogou a panela de queijo no moço, me senti até mal só de imaginar a cena. Pois é, a gangue dos Leviatãs está fazendo um trabalho de investigação policial atrás de Dean, Sam e Bobby, mas como eles ainda não sabem como detê-los, vai saber o que pode acontecer…

Séries citadas:

1 Comment

  1. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 13/2 a 19/2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account