Log In

Reviews

Supernatural – Slash Fiction

Pin it

Série: Supernatural
Episódio: The Girl Next Door
Temporada:
Número do Episódio: 7×06
Data de Exibição nos EUA: 28/10/2011

Oh my dog! Estamos tendo um flashback da primeira temporada? Não, é apenas a equipe de Supernatural tendo mais uma crise de falta de criatividade! Se você está assistindo a sétima temporada, provavelmente se lembra do episódio 6 da primeira temporada quando um shapeshifter usa a forma de Dean para cometer crimes e acaba colocando os irmãos Winchesters na mira da policia, não é? Se lembra também que eles foram pegos no décimo nono episódio da segunda temporada e uma policial, que presenciou um fato sobrenatural, tentou ajudá-los a escapar? Pois é, agora este novo episódio é o “Vale a Pena Ver de Novo” de Supernatural.

A diferença deste episódio é que uma dupla de Leviatãs se transforma em clones dos Winchesters e começam a cometer crimes bárbaros para que a polícia pegue os originais. Isso pode não fazer sentido pra mim e nem pra você, mas deve fazer sentido para Robbie Thompson, quem escreveu esse episódio. Porque os Leviatãs simplesmente não matam os dois e pronto, acabou?

De todos os crimes dos Winchesters Leviatãs, o que mais chamou a atenção foi a chacina da lanchonete em St. Louis, que lembrou o casal Pumpkin e Honeybunny na cena inicial de Pulp Fiction. Duas referências a filmes do Tarantino em uma só temporada!

Já Bobby, tenta se focar em como matar os Leviatãs. Sim! Finalmente alguém está fazendo isso! E por mais que ele tente, o moço leviatã não sente nem cócegas. Além de imortais, eles são extremamente inteligentes (adorei a piada do Bobby sobre o “Monstro de Mensa”), conseguem copiar as pessoas com apenas uma pequena amostra de DNA.

Mas o mais inexplicável é que mesmo sabendo que estão sendo caçados pela polícia, Sam e Dean não evitam desfilar por aí como se nada tivesse acontecendo. Nem um chapéu, óculos escuro ou bigode falso para tentar disfarçar a aparência. Inexplicável. Fiquei só esperando a hora que a polícia iria parar os dois por aí já que eles se tornaram o top da lista do USA Most Wanted.

Bobby manda Sam e Dean para Frank, que os ajudaria a “sumir do mapa”. Frank é um cara esquisitão, que não gosta de Bobby e provavelmente de mais ninguém no universo e dá aos Winchesters um carro novo e identidades falsas. Mas sem nomes de rockstars dessa vez, que a parte mais triste! Frank claramente parece bater fora do bumbo, ele parece um cara maluco até para Supernatural! E olha que estamos acostumados com esquisitices… Mas no fundo, gostei dele.

Inesperadamente Jody bate a porta de Bobby para agradecer por Sioux Falls e fazer companhia. Que coisa mais fofa esses dois juntos! Mas como acompanho a série desde sempre, não cultivei esperanças de Bobby ficar com a xerife no final do episódio. Mas no final das contas, foi Jody quem salvou o dia: o produto que ela estava usando pra limpar o chão tinha Boráx (mais conhecido como Borato de Sódio), um componente químico que “dissolvia” o Leviatã. Bobby a agradeceu muito bem! :)

Melhor cena do episódio todo: Dean está bravo em ter que deixar seu carro na casa de Frank e diz “nobody puts my baby in the corner” que é uma frase muito marcante para os fãs do filme Dirty Dancing. Mas para Dean, filmes de Patrick Swayze sempre tem um passe-livre. Então Sam liga o rádio e está tocando I’m all out of Love do Air Supply, Dean pede para deixar a música tocando já que provavelmente nenhuma outra estação pegaria. Então começa a cantar meio disfarçadamente e cheio de emoção. Simplesmente épico! Não adorava tanto desde Eye of the Tiger!

Voltando a falar sério, este episódio foi útil para sabermos mais sobre o “interior” dos personagens. Soubemos um pouco mais sobre o passado de Bobby, seus problemas com o álcool e que sua cantora favorita é Joni Mitchell! Também serviu para colocar a história de Amy (a Kitsune namoradinha de Sam) em pratos limpos. Até que enfim! Nos mostrou como Dean se importa com o seu complexo de herói e a dificuldade em ter relacionamentos. E Sam com os problemas com Lúcifer tomando conta de todos seus pensamentos. Um dos leviatãs contou para Sam que Dean acha que ele está ficando doido e que não confia nele, já que matou Amy pelas suas costas.

Uma coisa que não ficou muito claro: porque Crowley quer fazer negócio com o chefe Leviatã? Eu sei que Crowley cultiva um enorme desprezo pelos humanos, mas pra que ele quer mais poder? O que será que ele está planejando? Fiquei boquiaberta com o tapa de costa de mão que ele levou de Dick, o cara dispensou Crowley com uma arrogância do tamanho de sua limusine! Pelo menos agora sabemos que ele poderá ajudar os Winchesters depois dessa.

A cena final foi simplesmente chiliquenta. Sam deu um chilique com Dean e resolveu ir embora. Sempre que Sam resolve dar uns perdidos em Dean ele acaba se envolvendo com demônios e faz uma série de cagadas. Um episódio que poderia ter terminado bem, mas Sam cheio de sentimentos me fez ficar com uma poker face nos segundos finais. Vamos ver no que dá!

Séries citadas:

2 Comments

  1. Bianca Mafra

    apesar de ser uma copia de um episodio da primeira temporada, eu gostei do jeito em que destruiram o leviatã, afinal acabou sendo uma coisa meio que simples, apesar de estar morrendo de medo deles serem sensiveis a agua.

  2. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 12/3 a 18/3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account