Log In

Spoilers

Spoiler: Justiça sem Limites – 3ª temporada

Pin it

Cena de Justiça sem Limites

Boston Legal é uma das séries mais legais que estão atualmente no ar nos EUA. Infelizmente, conheço poucos que a assistem. É muito pouco baixada pelos internautas brasileiros (legendas são praticamente impossíveis de serem encontradas) e a Fox latina não leva muita fé na exibição do seriado no Brasil (o fim da segunda temporada foi exibido em horários irregulares para adiantar a estréia do novo ano de Nip/Tuck). Atualmente em sua terceira temporada, Justiça sem Limites (infeliz título brasileiro) está melhor do que nunca.

Criada por David E. Kelley (Ally McBeal, Boston Public), a série começou muito bem. Um spin-off de O Desafio, mostrava Alan Shore (James Spader) indo trabalhar na firma de advocacia Crane, Poole & Schmidt liderada por Denny Crane (William Shatner, Jornada nas Estrelas). Lá também trabalhavam Brad Chase (Mark Valley, Keen Eddie, totalmente desperdiçado aqui), Lori Colson (Monica Potter, do filme Jogos Mortais) e Sally Heep (Lake Bell, Surface, cuja participação só durou 12 episódios). Tara Wilson (Rhona Mitra, Nip/Tuck), antigo interesse amoroso e colega de trabalho de Shore, também foi contratada pela firma. Já Hannah Rose (Rebecca De Mornay), uma das personagens mais promissoras da Crane Poole & Schmidt mostradas em O Desafio, infelizmente sumiu do mapa na nova série.

Os episódios iniciais eram mais focados nos personagens do que nos casos (que lembravam mais Ally McBeal do que O Desafio). Os episódios eram excelentes, misturando bastante drama e comédia e a temporada acabou rendendo a Spader e Shatner o segundo Emmy consecutivo de ambos. Mesmo com mudanças nos personagens para uma melhor adaptação ao formato do novo seriado (Alan Shore se mostrava mais comportado e menos auto-destrutivo do que em O Desafio, e Denny Crane, o advogado que mesmo enfrentando a velhice ainda era um gênio no tribunal, virou uma caricatura de si mesmo), a amizade dos dois se tornou o principal atrativo da série. Depois de onze episódios, resolveram ainda introduzir Candice Bergen (de Murphy Brown) como a sócia sênior Shirley Schmidt, provavelmente porque perceberam que nenhuma das protagonistas femininas seriam indicadas a prêmios futuramente. Depois de dezessete episódios, a ABC americana resolveu cortar a temporada para lançar um certo Grey´s Anatomy na mid-season americana. No Brasil, o box de DVDs desta temporada foi lançado recentemente, trazendo cinco discos.

O segundo ano, com 27 episódios, começou bastante confuso. Monica Potter e Rhona Mitra saíram de cena. No lugar de Potter, entra Julie Bowen (Ed) como a insegura advogada Denise Bauer. David E. Kelley resolveu agora investir mais nos casos e nas participações especiais, como Heather Locklear, Tom Selleck, Michael J. Fox e Parker Posey. Uma viúva negra, problemas com taxas e a volta do amalucado sócio Edwin Poole marcaram a temporada. Aparentemente, Kelley estava querendo prêmios, mas somente Shatner, Bergen e os convidados J. Fox e Christian Clemmenson (o problemático Jerry “Hands” Espenson) chegaram ao Emmy, com o último ganhando. Em alguns episódios Kelley, que escreve a maioria dos episódios, resolveu também deixar Spader e Shatner saírem de seus personagens em cena, resultando em diálogos bastante engraçados.

A terceira temporada, com dez episódios já exibidos nos EUA, voltou ao espírito da primeira. Muitos fãs têm reclamado de algumas mudanças mas Kelley aparentemente percebeu o que estava e o que não estava funcionando. Posey, J. Fox e Selleck tiveram os seus arcos encerrados rapidamente e os casos bizarros voltaram à série. Agora temos crianças racistas, um possível assassino que pode estar tendo um caso com a própria mãe e discussões sobre religião.

O elenco da temporada anterior permanece o mesmo, mas se juntam a eles Craig Bierko (Sex and The City) e Constance Zimmer (In Justice). Ainda não me decidi sobre o Jeffrey Coho de Bierko, que parece uma mistura do Bobby Donnell de O Desafio com Alan Shore. O personagem, transferido da firma de Nova York, defende um jovem acusado de matar uma poderosa juíza. Já Zimmer está muito bem como a irritante Claire Simms, também vinda de Nova York, que fala o que pensa e não faz questão de se relacionar com ninguém. A interação entre os personagens também melhorou bastante. Se no segundo ano James Spader e Julie Bowen quase não apareciam juntos em cena, agora seus personagens estão bastante próximos. Já Shirley Schmidt está sendo disputada por Shore (que atira para todos os lados), Jeffrey Coho e Denny Crane (que inclusive, comprou uma boneca de tamanho real igualzinha a Schmidt para fins sexuais).

Para as participações, a série tem buscado rostos menos conhecidos. A que mais se destaca é Meredith Eaton-Gilden (Family Law). Ela é a nova namorada de Denny Crane que, com a sua baixa estatura, desperta o preconceito dele. Christian Clemenson se torna recorrente, o que julgo dispensável, já que Jerry Espenson se tornou forçado e irritante, mas como levou o maior prêmio da TV deve estar querendo concorrer como coadjuvante agora. Já Lake Bell retorna para dois episódios para mostrar o que sua Sally Heep sabe fazer de melhor: ser uma advogada medíocre, fazer sexo com Alan Shore e depois, com Brad Chase.

O seriado continua se destacando por se mostrar diferente dos “dramas de tribunal” em geral. Os personagens são o atrativo principal, mas os casos não deixam a desejar. Uma pena que a FOX desrespeite tanto o telespectador brasileiro, mudando o horário da série constantemente. Assim como em 2006, novos episódios devem estrear somente em abril no Brasil. A emissora ao menos está retornando com a série no horário nobre (às sextas, 22h). Para quem não tem TV à cabo, a Globo vem jogando episódios como tapa-buracos nas madrugadas.

Séries citadas:

35 Comments

  1. Nina

    Gostaria de dizer que considero Justiça sem Limites uma das melhores series. Realmente é uma pena a Fox demorar tanto entre uma temporada e outra.
    Atenciosamente,
    Nina

  2. Hal

    Acompanho a série desde o final da primeira temporada e quanto a terceira temporada, já baixei os 9 primeiros episódios com as respectivas legendas. Os diálogos cínicos e situações inusitadas são excelentes. O Danny “Kirk” Crane de Shatner é perfeito.
    Espero que os novos episódios recomeçem a ser disponibilizados na web e que a equipe de tradutores e legenders ontinue como excelente serviço

  3. Marcos da Silva Zuengaiten

    Justiça sem Limites é uma das melhores séries da atualidade, pelo seu dinamismo e mistura de drama e humor. Infelizmente a Fox não vê muito potencial no programa na América Latina, especialmente no Brasil. Acho que se o canal se esforçasse um pouquinho mais, fazendo mais propaganda e dando mais atenção à série, com certeza ela faria grande sucesso. Os atores, especialmente os brilhantes James Spader, Candice Bergan e William Shatner (que sempre lembrarei como o Capitão James T. Kirk em Jornada nas Estrelas), dão ritmo, qualidade e divertimento à Boston Legal.

  4. Simone Miletic

    Considero Justiça Sem Limites um dos melhores seriados.
    Tem boas atuações, bons roteiros, boa edição, boa trilha sonora.
    E não está sujeita a trovoadas e tempestades (tipo Lost, é boa mas terá vida curta).
    A FOX sacaneou os fãs ao simplesmente pular 3 episódios no final. Escrevi para o canal, mas eles nem se dignaram a responder.
    Quem ainda não conhece deveria dar uma olhada.

  5. Antonio Carlos Braga

    Para mim é Boston Legal mesmo. “Justiça sem Limites” confunde. O trekker adora ver o ex Capitão Kirk como ele realmente é: um poço de vaidade.

  6. Paulo Antunes

    Thiago,
    Grande review, achei muito interessante. Só que, diferente de você, eu estava na torcida para que a Parker Posey continuasse na série.

    Eu tenho uma relação amor-ódio com Justiça sem Limites. Esperava que a série tivesse mais a linha da season finale de O Desafio e isto me decepcionou um bocado. Aprendi a gostar, mas eu não vejo na série uma fórmula, um estilo, pra mim funciona porque tem um monte de gente boa junta, mas falta coesão.

    O que me irrita profundamente nos trabalhos do David E Kelley é a incompetência ou insegurança dele para desenvolver novos personagens. Parece que em determinado momento ele se cansa do personagem e descarta os atores. Poxa, se você vai criar novos personagens como por exemplo o Garrett (Justin Mentell) e a Sara (Ryan Michelle Bathe) é de se esperar que você tenha um plano para eles e um plano que dure mais do que meia dúzia de episódios…

  7. Géssica

    Sempre gostei da Boston Legal, otima review…
    O que me deixa triste e saber que ela vai voltar só em abril e as sextas a noite é um desperdicio!!
    Tbém fiquei indignada com a fox passando uma maratona de episódios finais em pleno domingo a tarde.Eta desrespeito

  8. Thiago

    Paulo,

    Eu até gosto da Parker Posey em outros trabalhos
    (como no filme “Em busca do Prazer” com a Mischa Barton), mas acho que ela exagera na dose atuando às vezes. Acho que o David E kelley até tentou manter ela na série, mas eu li em uma entrevista q ela preferiu continuar no cinema.

    Quanto Às mudanças de elenco, eu odeio isso também. O que mais me irritou em Boston legal foi ele ter descartado o elenco feminino original inteiro depois da primeira temporada.
    Em outras séries, parei de ver Boston Public depois de ele sacanear a Jessalyn Gilsig, que era a protagonista da série, jogando ela pros coadjuvantes dos coadjuvantes depois que a Jeri Ryan entrou e depois da 2a temporada, demitiu ela.

  9. Sandra

    Essa série é realmente maravilhosa, já baixei até o episódio 10 da 3º temporada e está simplesmente deliciosa de ser vista, uma pena realmente q aqui no Brasil, não seja tão valorizada!

  10. Veneno

    É minha segunda série favorita, mas a Fox não tem a mínima consideração com os fans: muda dia, muda horário e agora que resolveram padronizar o horário das séries (22 h) coloca logo na sexta-feira????? Isso é brincadeira !!!!

  11. Pedro Ivo

    O desafio era a minha serie favorita. E quando eu pensava que ela tinha acabado, a chegada de Alan Shore foi como um sopro de vida! Aquela ultima temporada foi perfeita, os emmys de spader, sharon stone e shatner foram mais que merecidos.
    Também lamentei a saída da personagem de rebecca DeMornay quando começou Justiça sem limities. Eu gosto bastante, nao perco um episodio. Mas me canso das mudanças repentinas e absurdas de elenco (que o david e kelley ja tinha feito em ally mcbeal e chicago hope com resultados controversos), além de que preferia o shore quando era mais cretino.

  12. Rubens

    Realmente demora mais que outras series para aparecer as legendas, mas todos os 9 primeiros episodios que oram ao ar nos EUA na terceira temporada ja possuem legendas em portugues (parece que o episodio 10 foi exibido esta semana, neste caso faltaria apenas esse).

    Basta procurar em sites de legendas como o Soseries.

  13. Rubens

    Realmente demora mais que outras series para aparecer as legendas, mas todos os 9 primeiros episodios que foram ao ar nos EUA na terceira temporada ja possuem legendas em portugues (parece que o episodio 10 foi exibido esta semana, neste caso faltaria apenas esse).

    Basta procurar em sites de legendas como o Soseries.

  14. marcelo

    Sou grande fã da série e a considero a melhor do tipo “tribunal”. Pena que é na foxinha, o pior canal do mundo.

  15. Lucas R.

    Concordo totalmente com o Paulo. Sobre o show e sobre os personagens.

    ——————–

    Essa mania de descartar personagens constantemente me irrita. O Desafio foi esquartejado em sua última temporada (e sem nenhuma desculpa plaudível), em Boston Public eu fiquei muito puto com saída do Zach e do Colin da terceira para a quarta temporada, também sem explicação nenhuma. A saida de Rebecca de Mornay, adivinhem só, tb sem desculpa alguma, tb foi chata.
    Tudo bem ele querer sumir com alguns personagens, mas bem que poderia ser num ritmo menor e dando desculpas (mesmo que imbecis) em vez de faze-los sumir sem ao menos dar uma explicação.

  16. Davidson Rodrigues

    Boston Legal é sensacional!
    Inteligente, engraçado e muito bem articulado o seriado é um dos melhores na atualidade.
    Entretando acho que não é bem “comercializado” no Brasil a começar pela infeliz Tradução de Justica Sem Limites.
    Abraços

  17. Mauro

    Sou fã incondicional da série Boston Legal. É disparada a melhor série da TV. Pena que a Fox não pense da mesma maneira e não dê o mesmo valor a ela. Comprei o box da primeira temporada e aguardo a chegada do box com a segunda temporada. Mas confesso que estou ansioso por saber se a Fox passará a terceira temporada. Alguém tem essa informação? Tentei baixar os capítulos da terceira temporada pelo e-mule, mas não consegui nenhum legendado. Onde posso conseguir? Um abraço

    Mauro

  18. Carlos Lube

    É uma pena que a série seja tão deprestigiada no Brasil. Há pelo menos um idiota nessa história, ou a FOX ou o público.

  19. Carlos Lube

    Aliás, onde é possível baixar episódios legendados?
    Grato desde logo.

  20. Nando

    O potencial da série é muito bom. O James Spader está sendo sub utilizado. O tipo dele deveria continuar igual ao do Desafio. Li um comentário de que a associação dos advogados americanos não gostou do personagem e eles tiveram de baixar o tom dramático dando umas pitadas de pastelão. Nesse trabalho o Shatner ajuda muito pois tem muita experiência do Startrek. Quanto a FOX é lamentável a falta de ética da emissora, no Brasil, trata e destrata as séries e os espectadores. Total falta de respeito. Parece até que não recebe a grana das transmissoras. Quem sabe?

  21. LIGIA KOGOS

    Os diálogos brilhantes, rápidos,o fascinante personagem Alan Shore,o conhecimento da natureza humana que o autor demonstra provam que ainda há vida inteligente na tv…

  22. Florea Mara de Sousa Pinto

    Gosto muito de Boston Legal e quase não consigo assistir pela mudança do horário.
    Os atores estão perfeitos em seus papeis de advogados conspirátórios e agilidade mental.

  23. José Cretella Neto

    Uma pena a FOX não dar importância à série Boston Legal e retirá-la do ar sem avisar, mudar horários, etc.

    Uma total falta de respeito ao público.

    Como advogado, é evidente que identifico alguns absurdos nos julgamentos (como, p. ex., a postura de Danny Crane nas sessões de julgamento – lá como cá ele seria, no mínimo, retirado da sala quando aparecesse com suas “gracinhas”), mas isso não retira, em absoluto, o mérito da série.

    James Spader está impecável, e Candice Bergen, maravilhosa atriz, empresta brilho ao seriado.

    Falta voltar a atriz Rhona Mitra ao seriado !

    José Cretella Neto

  24. Fagner Alves Pereira

    O que mais posso dizer, já que todos exibem sua admiração por todos os protagonistas e pelo criador de Boston Legal. Me resta apenas dizer que sou mais um dos indgnados pela série não ter um investimento maior em termos de divulgação e adaptação de horários. O sucesso de Boston Legal seria uma divulgação melhor no Brasil, já que os seriados de tribunal leva uma fama de chato e sem graça, eu tinha este conceito, mas mudou completamente ao conhecer Alan Shore e Danny Crane. Sou fã de carteirinha ssim como todos aqui. Obrigado a todos por formar esta comunidade que como um aviso me disseram ” Você não esta só ”
    Um grande abraço, e para meus amigos eu digo:
    – Danny Crane !!

  25. Luciana Carvalho

    Adoro esta série, fiquei feliz quando ao final de O Desafio vi que a historia não iria acabar por ali. Para quem nunca assistiu Justica sem Limites… vale a pena ! É uma serie bem elaborada, com otimos dialogos, sem falar nos dicursos… principalmente do Alan… eu simplesmente adoro ! Apesar de ser sexta-feira… espero que nao mudem o horario da nova temporada… pelo menos sem avisar.
    Abraços.

  26. Rodrigo Gomes da Silva

    Caros amigos gostaria de saber como poderia baixar a 2ªtemporada e o episódios disponiveis da terceira. grato.

  27. Mervyn

    Boston legal sem duvida um colirio pare aqueles que não aguentam mais sangue e violecia gratuita nos seriados. Um brinde ao bom humor refinado. Abracos a todos !

  28. Fábio

    Me impressiona a radiografia do Thiago (acima) não constatar que a série é praticamente um sindicato de Star Trek, como dezenas deles, da produção ao elenco (muitos com maquiagens na trekseries)… além de não mencionar a agradabilíssima aparição da Borg Seven of Nine no final da 2a. temporada… Não vi nada da 3a. temporada, alguém pode dizer se ela continua ?

  29. CLAYTON

    É A MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA INTELIGENTE,UM EXEMPLO DE CRIATIVIDADE,É MUITO CATIVANTE,NOTA 1000,ESTÃO DE PARABÉNS!

  30. arilene costa

    Eu amo o a série ,acompanho todos os dias em meu estado passa as 6,00 e acordo as 5,22 so p/ asisti e fico maluca qdo perco q e dificil ou q alguem tenta retirar minha atençao do progama. onde consigo baixar a serie me ajudem porfavor agradeço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account