Log In

Spoilers

Spoiler: FlashForward, o novo Lost?

Pin it

FlashForward - No More Good Days

Eu tive um pesadelo. Sonhei que não havia mais bons dias.

O cinema de tempo em tempo aparece com alguma produção que trata de ameaças globais, ataques terroristas, fim dos tempos, fenômenos inexplicáveis e situações que a ciência não consegue resolver; os seriados também, mas nem todos conseguem sucesso e FlashForward, pelo menos em seu primeiro episódio, que foi ao ar nesta quinta-feira (24/9) nos Estados Unidos, conseguiu.

A frase que inicia essa resenha é de uma garotinha que teve uma visão do futuro e passa exatamente a dimensão de medo pelo desconhecido que a nova série – digna de comparações com produções cinematográficas – apresentou em seu piloto.

E é difícil escrever essa resenha. Primeiro porque não esperava que as minhas expectativas fossem atingidas e segundo porque esse recurso de “avançar a trama ao futuro”, que dá nome à série, é utilizado por Lost (também é por isso a comparação entre as duas). E se, na minha opinião, o recurso quando usado demais deixa a narrativa cansativa, então usá-lo como mote é ainda mais arriscado.

Por tudo isso é complicado dizer o quanto esse piloto foi perfeito. Pra quem ainda não sabe do que se trata FlashForward vou explicar melhor. Na nova série da ABC – baseada no livro de Robert J. Sawyer – um evento inexplicável apagou toda a humanidade por 2 minutos e 17 segundos e nesse blackout todos puderam ver trechos do seu próprio futuro – mais precisamente os acontecimento do dia 29 de abril de 2010. Só que o que poderia ser muito bom – afinal quem não está curioso pelo futuro? – acaba se tornando um problema. Por exemplo, e se você não viu nada no seu flash forward? E se o que você viu for o seu pior pesadelo? Seria imutável? O que causou os flash forwards? Ou seria quem causou?

FlashForward - No More Good Days

Além da ótima premissa, da direção e produção excepcionais, pelo menos do piloto, a série também conta com um bom elenco. E já se percebe que a estória se concentra em torno de Benford (Joseph Finnes) ex-alcoólatra e agente que em seu flash se viu bebendo e tentando desvendar esse fenômeno. Compõe o restante do elenco a esposa de Benford, Olívia (Sonya Walger) que se viu com outro homem; tem também o médico suicida, o agente Demetri que não viu nada e a agente Janis, que se viu grávida.

Tudo muito bom, mas eu tenho uma grande preocupação. Esta série seguirá os passos de Lost e ao invés de responder as perguntas vai criar mais delas? Terá essa estória início, meio e fim? Bom, eu só sei que a curiosidade está me matando e vou conferir. Para aquelas almas boas que ainda não desistiram da TV a cabo, o AXN adquiriu o show e já anunciou sua estreia para 2010 – aproveitando o burburinho que o programa está causando.

E vocês, o que acharam?

Séries citadas:

Bacharel em Direito e servidora pública. Já chegou a ver mais de 30 séries, mas hoje prefere ter vida social. Atualmente acompanha Arrow, The Good Wife, The Voice e Scandal.

42 Comments

  1. Lucas Castro

    Eu não sei se eu sou normal, mas a série não correspondeu às minhas expectativas, e olhe que eu nem estava com tantas!! o.O

  2. Pedro Paulo

    Olha, vou falar mesmo: Flash Forward, The Good Wife foram as séries que mais aguardei e TODAS foram simplesmente EXCEPCIONAIS em suas premieres.

    Aguardando V.

    E virei fã do oseph Fiennes depois daquele filem “Mata-me de prazer” que passou na Globo. Ele está excelente ali. Meio cruel, meio misterioso, meio obcecado.

    Vocês viram o “merchan” da Pacific airwais? Demais!!!

    http://www.bananasyrupcompany.com/wp-content/uploads/2009/09/flash-forward-lost-easter-egg.jpg

  3. Rodrigo B.

    Eu gostei também. Eu normalmente não fico ultra-empolgado com esse tipo de enredo, mas acho que o piloto foi bastante “correto”. O ritmo foi crescendo gradualmente, a série lançou algumas questões interessantes e fez o mais importante pra qualquer piloto – me deixou querendo saber o que vem adiante. Acho que a série promete.

    Só fico me perguntando quanto tempo, a nível de número de episódios, esses seis meses vão durar. Até fui conferir se 29 de abril de 2010 caía numa quinta, dia em que a série é transmitida(e de fato cai). Será que a data desse episódio vai coincidir com o dia em que a série chegará nesse ponto? E se isso acontecer, qual passa a ser o mote de FF dali em diante?

    Enfim…só posso dizer que se os roteiristas mantiverem o nível desse episódio piloto pela maior parte da temporada, eu com certeza ainda vou estar assistindo pra descobrir.

  4. Fernando dos Santos

    “Será que a data desse episódio vai coincidir com o dia em que a série chegará nesse ponto? E se isso acontecer, qual passa a ser o mote de FF dali em diante?”(2)

    É um grande risco começar uma série com um mote destes pois a intenção é que ela se mantenha no ar pelo menos uns cinco anos com 22 ep. por temporada.Como evitar se criem as barrigas que tanto atrapalharam Lost?
    Contudo espero que dê certo e faça sucesso.A tevê americana precisa de mais sci fi e menos série de hospital.

  5. Raruiz

    Bom, apesar de FF estar no meu PC ainda não assisti.
    Porém, as criticas que eu li não foram favoráveis.
    Mas mesmo assim, vou dar um conferida para ver “qualé” que é.

  6. Rodrigo B.

    A tevê americana precisa de mais sci fi e menos série de hospital.[2] E menos séries policiais também…hahaha[/irritando-o-Fernando]

    “[i]É um grande risco começar uma série com um mote destes pois a intenção é que ela se mantenha no ar pelo menos uns cinco anos com 22 ep. por temporada.[/i]

    Mas é aí que tá o problema. Imagina os roteiristas segurando a chegada a esse dia durante 5 anos? A audiência simplesmente ia se cansar(o que aconteceu com Lost). Não acho mesmo que eles vão demorar mais que uma temporada pra chegar nesse ponto da hitória. No máximo eles talvez cheguem numa situação tipo o da final da primeira temporada de Lost, que deixou as pessoas por meses se perguntando o que havia na maldita escotilha. Mas acho que eles seguramente tem um “plano B” bem interessante pro pós 29/04/10. Afinal, essa foi a geração de roteiristas que viu Twin Peaks fracassar porquê não conseguiu seguir em frente depois de uma grande revelação. Espero que eles tenham aprendido com os erros de David Lynch e Mark Frost.

  7. Rubens Fructuoso

    Eu gostei do piloto.
    Fiquei com vontade de assistir os próximos.
    Li em algum site que os produtores criaram a história para durar 3 temporadas.
    Se for um sucesso, até parece que a ABC não vai querer aumentar esse número.

  8. Bruno A.

    “Será que a data desse episódio vai coincidir com o dia em que a série chegará nesse ponto?”

    Eu acho que sim. Afinal, a data não mostra o fim do mundo ou algo apocalíptico (que, quando chegasse, determinaria o fim da série).

    Além disso, o FF do Benford o mostra investigando ainda o evento. Acho que as questões são:

    Tudo o que eles viram realmente acontecerá nesse dia?

    “E se isso acontecer, qual passa a ser o mote de FF dali em diante?”[2]

    Enfim, muito boa a série. E a última cena, mesmo já imaginando que ela estaria ali (uma pessoa não sofreu o blackout), conseguiu ser muito bem feita.

  9. Bruno A.

    “A tevê americana precisa de mais sci fi e menos série de hospital.”[2]

    Com certeza, mas com Grey´s Anatomy e House sendo as únicas séries a bater os 6 pontos na audiência 18-49 anos, não vejo isso acontecendo tão cedo.

  10. Rodrigo B.

    “A tevê americana precisa de mais sci fi e menos série de hospital”

    “Com certeza, mas com Grey´s Anatomy e House sendo as únicas séries a bater os 6 pontos na audiência 18-49 anos, não vejo isso acontecendo tão cedo.”

    Pois é. Essa temporada então surgiram mais algumas séries de hospital. Pior que surgiram várias sobre enfermeiras. Estranho como todo mundo resolveu fazer isso no mesmo ano: Nurse Jackie, Mercy, Hawthorne, todas surgindo em 2009. E eu não faço a minima idéia do porquê disso. Não é como se tivesse um hype em cima de enfermeiras(como há sobre os vampiros). Coisa mais estranha

  11. Thiago Sampaio

    “A tevê americana precisa de mais sci fi e menos série de hospital”
    E se o scifi for ruim e a série de hospital for boa? Como é que fica?
    Não dá pra avaliar um show só por causa do gênero… há casos e casos

    Eu gostei do piloto de Flashfoward. Achei criativo, apesar de a todo momento me lembrar do episódio de South Park, onde a humanidade quase foi destruída depois que todas as pessoas da Terra cagaram na calça ao mesmo tempo. Ehr…

    Seria mais interessante se o piloto tivesse duas horas. Acho que para o caos do primeiro dia, deveria ser bem mais explorada a situação do planeta, pq apesar de quase mil desastres aéreos e incontáveis batidas de carro, só nos EUA, até médicos conseguiram chegar em casa cedo. Pra mim, o piloto podia ser duplo.

    Negócio é ver se a série se sustenta e não cai em seus próprios furos de linha temporal. Vai acertar como Lost ou errar como Heroes? Esperar pra ver.

    Vou apostar que, no dia 29 de Abril, vai acontecer tudo de novo e as pessoas vão ter um flash de seis meses no futuro. Só assim a série vai se manter com uma trama útil…

  12. Olegas

    Morri de sono enquanto assistia ao Piloto. Mas com Lost foi do mesmo jeito e acabei viciando depois, hauhaua

  13. Matheus

    Acredito que a história tenha um começo, meio e fim.
    Os produtores dizem que a finale da primeira temporada terminará exatamente no dia que foi visto nos flash forwards. O que eu ainda não sei, mas não me preocupo, é como a série ficará ativada após a 1 temporada, sendo que os produtores dizem que eles tem em mente de 3 a 7 temporadas, dependendo da audiência…

  14. Aline

    Eu quero ver essa série, parece ser interessante. mas o Joseph no elenco me desanima ¬¬

  15. Silvia_05

    Gostei do chefe de polícia estar em “reunião” na hora do desmaio mundial. Piada que deu uma leveza ao episódio.

    E se FF se levar muito à serio, surgiram os fãs xiitas que só servem prá criarem um “culto” e esquecerem da história.

    A premissa é boa, os atores (êba!) são ótimos.
    Tem tudo prá dar certo. Menos essa exagerada espectativa e “eterna” comparação com Lost.

    Tomara que a série tenha vida própria logo.
    E a família Fiennes dá um bom caldo, nossa!

  16. Leonardo Toma

    Eu realmente não quero me empolgar muito com essa série. Já tive duas experiências passadas com série sci-fi que me brocharam completamente: Lost e Heroes.

    Quando eu assisti o piloto de ambas pensei que aquelas seriam as séries da minha vida. Lost consegui assistir até a 3ª temporada. Parei de assistir xingando. Heroes desisti mais cedo: na 2ª temporada já não aguentava mais.

    Vou esperar um pouco antes de baixar os episódios pra não me desapontar e me irritar novamente.

  17. anderson

    Nao vi ainda, mas é Ponto para ABC que esta arrumando uma substituta de lost à altura.

  18. k.f.Andrade

    Vocês fizeram tanto barulho, que acabei decindo em assistir essa série.

    Não espero me decepcionar, pois não nutro grandes esperanças; porém desojo que seja ao menos decente.

    Qto os questionamentos acima sobre séries de hospitais, realmente tem fundamento. Esta década será conhecida como a de série de hospital e filme sobre super-heróis. Nada contra, mas é uma pena. O mundo é muito grande para duas teclas só.

    Qto a Lost, eu sobrevive após a 3°temporada, apesar de meus amigos pararem aí. Realmente Lost tem mais acertos a erros. os ganchos foram angustiantes, como o da escotilha. Sorte nossa que a revelação esta próxima. O azar é que os malditos roteirista já divulgaram que nem tudo será revelado.

  19. Eduardo

    Piloto promissor. Bem filmado, bem atuado, e bem escrito. Não diria que é um novo Lost, mas faz sentido a ABC vender a série dessa forma.

    Ter David Goyer, o homem principal por trás dos filmes recentes do Batman, (tanto quanto Christopher Nolan, já que foi ele que desenvolveu as tramas dos dois filmes), já é uma tremenda garantia de qualidade.

    Ter Brannon Braga, um dos nomes principais de Star Trek (incluindo o roteiro do excelente filme Primeiro Contato) e mais recente produtor da última temporada de 24 Horas também chama a atenção.

    Confio no talento desses dois e sei que vão conseguir manter-se fiéis ao trabalho de Sawyer, e ainda assim construir essa temporada de forma crível.

    Sonya Walger já é um tremendo chamariz. Joseph Fiennes também impressiona.

    Eu fui paciente com Lost e acabei bem recompensado com a melhor e mais angustiante espera entre temporadas. 2009 tem me deixado bastante impaciente para o sexto ano. Pessoalmente, fico feliz que Damon e Carlton tenham dito que nem tudo ficará resolvido.

    Eu concordo que tem certos mistérios que ficam melhor sem solução evidente. Seria o equivalente a explicar o mecanismo por trás do uso da força em Star Wars. O mistério preservado as vezes é muito melhor que qualquer solução que pudessem dar.

  20. douglas

    Pelo video q baixei, qdo termina o ep, o narrador diz q mtas respostas vão surgir nos próximos ep. Pode ser da minha cabeça, mas acho q eles tavam querendo se esquivar do esquema de lost (q amo): mais mistérios ao invés de respostas. bom, gostei mto do piloto. espero q o nível se mantenha.

  21. Mônica A.

    Eu gostei bastante do piloto. A produção foi muito bem feita, digna de um filme, e os atores são ótimos.

    Talvez porque eu tenha desistido de Lost na terceira temporada, a história de FlashForward não me lembrou nem um pouquinho da ilha e seus “náufragos”.

    Não li a sinopse, só vi o trailer e o piloto, mas acho que se as pessoas tiveram um flashforward e não gostaram do que viram, podem tentar mudar esse futuro, não?

    E a família Fiennes dá um bom caldo, nossa![2]

  22. Fernando dos Santos

    “Mas acho que eles seguramente tem um “plano B” bem interessante pro pós 29/04/10.”

    Rodrigo,
    eu também torço por isso, do contrário a série já corre o risco de começar o segundo ano em declínio.

    “E menos séries policiais também…hahaha[/irritando-o-Fernando]”

    vou parecer tendencioso mas acho que de maneira geral as séries policiais não me parecem assim tão onipresentes nas emissoras.Claro que há excessões como a CBS que os críticos já apelidaram de “Crime Broadcasting System” e do canal a cabo USA mas nos demais canais pagos e nas grandes redes elas não me parecem predominar.

    “com Grey´s Anatomy e House sendo as únicas séries a bater os 6 pontos na audiência 18-49 anos, não vejo isso acontecendo tão cedo.”

    Bruno,
    eu não me incomodaria muito se surgissem mais séries de hospital seguindo o estilo de House ou ER.O problema é que as ultimas a surgirem parecem seguir mais a linha de Grey’s, com muito dramalhão e choradeira.Hawthorne é assim e Three Rivers pelo que vejo nas chamadas também parece que vai ser.

    “E se o scifi for ruim e a série de hospital for boa? Como é que fica?
    Não dá pra avaliar um show só por causa do gênero… há casos e casos”

    Thiago,
    concordo com você, o problema é que a maior parte das séries de hospital sempre acaba trilhando o caminho do apelo fácil com muito dramalhão e poucas são aquelas que procuram outros caminhos.E de fato tivemos um exemplo recente de sci fi ruim com Defying Gravity.

  23. Bruno A.

    “E se o scifi for ruim e a série de hospital for boa? Como é que fica?
    Não dá pra avaliar um show só por causa do gênero… há casos e casos”

    Com certeza. Eu me referi ao fato de que essa temporada trouxe muitas séries de hospital, mesmo: pelas minhas contas, 6 novas.

    A NBC, obviamente, está em busca de sua nova ER (essa sim, A grande série médica), e dificilmente vai encontrar. Acho que Southland, com alguns dos produtores de ER, traz uma jeitão da série (vida pessoal dos policiais trabalho vida pessoal dos envolvidos com o crime), e essa sim poderia ser a sua herdeira, mas a NBC já a jogou para as sextas…

    “eu não me incomodaria muito se surgissem mais séries de hospital seguindo o estilo de House ou ER”

    Verdade. Mas, enquanto as séries médicas derem muita audiência, todas as emissoras vão querer ter a sua própria (a CBS mesmo já tenta há algum tempo) e, infelizmente, a tendência é seguir o estilo Grey´s Anatomy. Quanto à House, gostava muito da série, mas com o tempo ela foi me cansando. O final da temporada passada, no entanto, deu uma mexida na história que talvez me faça assistí-la de novo. E ER é ER, né?

  24. Mica

    Mas para quem gosta de sci-fi, não adianta ter um milhão de séries de hospital (ou policial) excelentes,que mesmo assim sempre sentiremos falta de mais sci-fi. Simplesmente cansa ver somente um gênero quando o que se gosta de verdade é outro gênero.

    Sobre FF, eu adorei. Nossa o John Cho está maravilhoso. Será que ele morre antes do final da 1ª temporada como sugere o seu personagem? Espero que não.

  25. Claire

    Sobre o “debate” de muitas séries médicas,penso que tem muitas policiais também,o mais importante seria a qualidade dessas séries e não o gênero mas acho que as emissoras deveriam variar mais seus shows,abrir o leque,enfim…
    Torcendo por FF… deve ser uma série pra poucas temporadas mas eu gostei… ainda bem que foi pro AXN,pretendo acompanhar.

  26. Claudemir Antonio Zamproni

    Perfeito, muito interessante, e deixou uma grande expectativa. Super bem realizado… um dos melhores pilotos que já vi. Só acho que seria bom se rendesse, no máximo, umas tres temporadas, pra não cansar e não ficarem inventando muita coisa que, no fim, vai ficando muito distante da ideia original (veja-se “Alias”, e muitos outros). Em “Lost” isso deu certo (seis anos aguardando uma resposta), mas acho que não funciona mais.

  27. Leônidas

    Foi a única série que me empolgou até agora… Ahcei este piloto fantástico, e esse negócio de comparar com o Lost não tem nada a ver, na minha opinião… Agora vamos ver como será desenvolvida, tem tudo para dar certo…

  28. ´paullo kidmann

    não estava empolgado p ver o piloto só assisti por causo do Ralph e da Sonia…no começo parecia ser interessante mais do meio p lá eu só queria q acabasse logo p mim ir ver outra coisa!
    não gostei mais tbm não odiei e por isso vou dar uma chance a série e assistir o 2° epi.

  29. AlexJC

    Que legal que a AXN vai passar a série em 2010…
    E há pessoas que chamam de criminosos quem tenta ( ou melhor, consegue) o acesso às boas coisas num tempo que lhes deveria ser dado e não fica ouvindo os outros falarem sobre o futuro (2010), tipo um flashforward.
    A SÉRIE PROMETE, VALE A PENA DAR UM POUCO DE ATENÇÃO NESSE COMEÇO DE TEMPORADAS…

  30. Rafa Bauer

    Nossa, eu devo ser a única pessoa no mundo que não gostou de FlashForward.
    Antes de ver, pela extrema vinculação que faziam com Lost. Uma série que tenha condições de se sustentar sozinha não precisa disso.
    Depois, quando vi o piloto, a cena inicial é exatamente igual à cena inicial de Lost, com uma edição mais acelerada. Mais um ponto negativo.
    Depois começaram a desfilar personagens que mais pareciam zumbis: apáticos, com reações totalmente irreais para uma situação como aquela. O casal principal parece nem se lembrar que a filha existia!!!
    O roteiro é extremamente redundante e didático, insultando a inteligência de quem assiste. Parecem querer explicar umas 2 ou 3 vezes para o telespectador burro entender.
    E as situações foram bem previsíveis, não teve nada de surpreendente, do começo ao fim. O suposto gancho do final do episódio não teve nada de mais, é óbvio que aquela situação iria ocorrer.
    Enfim, péssimo episódio do que parece ser uma péssima série nova. Vou dar uma chance por mais alguns episódios. Depois, bye bye.

  31. Csar

    Alguém sabe onde tem um bom site´p/ baixar series
    Em 3gp ou normal mesmo?

  32. Mauricio Costa

    Os fanáticos de Lost já estão “mordidos” de raiva e atacando a série que mal começou com todas as forças. É muito engraçado isso!!!!!!! O pior é que quem acompanha o site sabe exatamente quem são eles.

  33. Cesar Adriano

    Gosto é um problema, drama tipo Everwood, BSG, achei fenomenal, mas esses dramas de hospital, clinica e DP???!!! NEVER!!!!!

    Tem Scifi e SCIFI… eu quero é “espaço, a fronteira final”…Stargate Universe já deve servir pra matar a fome deixada por BSG.

  34. FerNanda

    Cheguei meio tarde nos coments. Acabei de assistir FF, gostei bastante e não vejo a hora de assistir ao próximo episódio. Como fã de Lost tentei ao máximo não fazer comparações entre as duas séries, mas às vezes era difícil haha. Quantos às perguntas que podem surgir, eu nunca me importei com os vários mistérios de Lost, acho que isso é até um grande atrativo e também não espero resposta pra tudo e da mesma forma vou agir com FF. O elenco é ótimo e já fiquei meio triste com o futuro (ou falta) de Demitri.

  35. Pyke

    29 de abril de 2010 me parece um futuro próximo demais. Daqui a pouco essa data chegará para nós e eu acho que a série não vai ser contada o tempo todo no passado, falando de um futuro que já não será mais futuro para os telespectadores.

    Ou seja, eu aposto o que quiserem que esse “Flash Forward” que todo mundo teve foi só o primeiro de outros que virão…

  36. Rafa Bauer

    Está bem claro que esse flash forward que todos tiveram se refere ao final da 1ª temporada, que termina lá pra abril/maio de 2010. Quando chegarem nesse ponto, os roteiristas com certeza já têm um turning point preparado.

  37. Lau

    Assisti os dois primeiros episódios hoje.Acho que eu sou o segundo que odiou a serie.Sinceramente, nada a ver com Lost.Parece que eu tava assistindo uma cópia de 4400(Chato demais!) com Jericho(Deus me livre!).Já deletei do meu HD!

  38. Marcos

    Na boa galera… não imaginei que outra série fosse me prender tão cedo depois de lost. flash forward conseguiu. Espero que consigam manter a qualidade, afinal se fizer sucesso e prolongar por muito tempo corre o risco de virar mais um Arquivo X.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account