Log In

Spoilers

Spoiler: Dexter retorna com Living the Dream

Pin it

Dexter - Living the Dream

Não sei quanto a vocês, mas eu quando vejo uma série sobre um médico drogado, ou um serial killer, fico esperando duas coisas: ver os motivos que os levaram a escolher estes caminhos, e o momento em que eles vão procurar a redenção. Por isso, enquanto muitos criticam a terceira temporada de Dexter por ter “humanizado” o personagem, eu considerei a melhor temporada por vê-lo lidar com seus dogmas pessoais.

E é assim começa a quarta temporada, que estreou neste domingo nos Estados Unidos (27/9) mas antes já hava vazado na Internet. Esqueçam aquele sujeito que dizia que namorava com Rita para não levantar suspeitas. Dexter além de ter formado uma família com ela, admitiu pra si mesmo no final da temporada passada que queria ter essa família.

E é justamente esse enfoque na família que foi trabalhado no primeiro episódio. Dexter está esgotado. O interessante disso é que para uma série onde a formula é de certo modo repetitiva – ou vocês não perceberam que Miami é o lugar preferido dos maiores seriais killers que ainda estão vivos e soltos? – A série tenta desconstruir o personagem que conhecemos a cada temporada que passa, e aquele sujeito completamente metódico e disciplinado agora é um sujeito que além de errar em um tribunal e deixar um assassino “escapar”, se descuida o suficiente pra sofrer um acidente de carro com um “esqueleto na mala”.

Há uma certa repetição também no arco das historias criadas. Fiquei com uma pulga chata atrás da orelha, e digo que é chata porque tive a impressão que o (ex) agente Lundy, aquele que deu uns pega em Debra, vai se tornar o “amiguinho” da vez de Dexter. Se houve algo que me incomodou na terceira temporada foi a morte de Miguel, porque talvez seja este o único problema recorrente em todas as temporadas, que é o fato dela criar excelentes personagens para bater de frente com o nosso herói (ou vilão, depende da perspectiva de cada um) que saem de cena rápido demais. Ice Truck Killer, Lila, Doakes e Miguel, pelo menos se um deles ficassem vivo seria o “calcanhar de Aquiles” de Dexter, e mais do que isso, personagens que se aparecessem a qualquer momento trariam reviravoltas significativas pra série. E a impressão que tive com Laundy é que apesar de ser mais um excelente personagem, é bem provável que tenha o mesmo desfecho dos demais.

Dexter - Living the Dream

Ainda é cedo pra falarmos algo a respeito do Trinity Killer (personagem do John Lithgow), e apesar de o temos visto pouco em “ação”, ele entrou bem. A parceria entre Dexter e Laundy, se é que vai se concretizar, nos deixa imaginando que teremos um excelente arco nesta temporada. E de certa forma, todos os antagonistas de Dexter até agora eram “inferiores” a ele, seja por não seguirem o código de Harry (Ice Truck), ou por serem explosivos ou intensos demais (Doakes e Lila), ou por o subestimarem demais (Miguel). Já o Trinity Killer, pelo que podemos perceber pelo pouco que vimos, possui as qualidades que os outros não possuíam e uma grande vantagem em relação a Dexter: é mais experiente.

Posso estar enganado, mas pra mim o plot dessa temporada não será Dexter contra Trinity Killer, e sim Dexter contra ele próprio. O tal momento da redenção (ou não) de Dexter está chegando, e como sempre nos dizem: “não dá pra ter tudo”. E mais do que o cerco que sua irmã está fazendo inconsciente contra seu irmão, eu vejo essa temporada como o momento que o Dexter “humano” e o Dexter “monstro” lutarão entre si, e somente Dexter poderá nos dizer qual dos dois vão ganhar.

Séries citadas:

7 Comments

  1. ivan

    Mto boa critica, eu vi o episodio e concordo com a parte q um deles podia nao ter morrido!!

  2. anderson

    John Lithgow apareceu uns 2 minutos no episódio todo, o que foi suficiente para me deixar tenso!!!

    Adorei o início da quarta temporada, pelo visto vai se superar novamente. Go Dexter!!

  3. Mica

    Amei o início da temporada, mas ao contrário de vc, adorei Miguel ter morrido. Odiava o personagem.
    E foi legal ver Dexter exausto, pq é mais ou menos assim que os pais ‘presentes’ ficam mesmo. Lembro do nosso chefe de gabinete…parece um zumbi desde que a filha nasceu, e olha que já faz mais de 7 meses!
    Mas tem uma coisa que me incomoda nessa nova fase de Dexter. Não é nem a recém adquirida consciência de sua humanidade (pois disso eu gosto muito), mas sim a falta de paixão nas suas mortes. Quero dizer, Dexter continua matando, continua seguindo o código, mas a sensação que eu tenho é que atualmente ele é mais justiceiro do que serial killer, e, desculpe, mas eu gosto do Dexter serial killer. Do maníaco que não consegue se segurar, que o interior urge pelo sangue, pela morte, e que busca desesperadoramente por um criminoso para poder matar e saciar esse desejo louco e mais forte que ele. Esse Dexter de agora não é o Dexter. Ele tem matado quase que por justiça e isso não tem tanta graça. Seria bem mais interessante ver um Dexter que tem um lado humano e outro monstruoso de verdade. O problema é que a medida que eles foram humanizando o Dexter, eles foram esquecendo que ele é um monstro :-(

    E fiquei horrorizada com o Trinity Killer. Acho que dos antagonistas do Dexter foi o que mais me horrorizou.

  4. imperador

    As pessoas precisam entender que não é pq uma pessoa seja privada de amar qualquer outra pessoa (como eu).
    Que ela é um ser ruim.

    Dexter é egoista como todos nos, procura arrumar uma familia não pra amar… E sim pra satisfazer suas necessidades e a necessidade da sociedade que olha entranho pra quem nao é casado e nao tem filho.

    E mesmo sendo egoista nesse ponto, as pessoas como ele são melhores que umas outras qiue se dizem capaz de amar…
    Ele não se importa com a rita, ele se importa em não tratar ela mal pq ele nao acha correto.
    Idem pros filhos da rita.

    Ja o novo filho dele. ele esta atras de uma redenção sim…
    Mas não por amor…
    e sim pra provar rpa ele mesmo… que diferente do que as pessoas acham dele. ainda assim ele é uma pessoa normal. com defeitos e pros.

  5. Vincent

    Eu não sei o porquê, mas a série Dexter me lembra o anime/mangá Death Note.

    Sobre a notícia em si, eu gostei desse episódio. A que tudo indica teremos uma ótima temporada de Dexter.

  6. Gabrielle

    Discordo da parte do agente Lundy, mas tenho uma leve impressão que o Trinity Killer vai acabar perseguindo Rita…. Eu assisti só o primeiro episódio e tem que ter “algo” pra prejudicar Dexter, e eu não acredito que seja o agende Lundy… vamos ver!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account