Log In

Spoilers

Spoiler: CSI sem Grissom

Pin it

Cena de CSI

Daqui a duas semanas (se a Sony não programar nenhuma reprise), nós brasileiros (e fãs de CSI) não teremos mais Grissom. Pois é, depois de resolver tantos crimes, alguns bizarros outros até engraçados (como aquele das fantasias de bichos), o chefe dos investigadores forenses de Las Vegas vai tirar umas férias.

Nesta sétima e movimentada temporada ele teve que “enfrentar” criminosos astutos, como o “assassino das miniaturas” e outros digamos que azarados, como Max (o cara da gelatina verde). Depois de tantos casos o famoso “stress” foi inevitável.

Na vida real, o ator William Petersen resolveu se dedicar mais ao teatro por algumas semanas. Como sua saída era esperada desde o início da temporada, os roteiristas tiveram tempo suficiente para envolver seu personagem em situações cada vez mais estressantes, fazendo com que ele tirasse uma folga do trabalho.

Se você já tava duvidando que Petersen voltaria à série pode parar então. O contrato dele já foi renovado para a oitava temporada e anunciado pelo próprio presidente da CBS. Que moral, né?

Voltando ao personagem …

Grissom começa a pensar em se afastar por um tempo no episódio Loco Motives, em que o “assassino das miniaturas” volta a atacar. Desta vez uma vítima é encontrada em abatedouro de galinhas dentro de um aparelho utilizado para eletrocutá-las. Pouco depois de achar o corpo uma miniatura da cena do crime mostra que o bandido esteve por ali.

Neste mesmo episódio conhecemos Max, um cara bem azarado que meio sem querer comete um duplo homicídio e ao tentar se livrar de um dos corpos acaba preso em um bloco de concreto. Na minha opinião este é o episódio mais hilário de CSI, afinal ele conta todas as “desventuras do destino” que acontecem com o personagem.

Enfim, após uma investigação eles finalmente encontram o “assassino das miniaturas”. Sara resolve contar pessoalmente a seu chefe que sua equipe encontrou o criminoso, porém a reação de Grissom é totalmente contrária as que ele tem quando resolve um mistério. Ele parece desanimado, descrente e até faz uma piada sádica em relação à vítima. E este não é o único indício de cansaço de Gil, pois quando Catherine comenta (ou melhor, ri) das trapalhadas de Max ele não acha graça (o que é meio impossível) e faz outro comentário desapontado e pessimista.

No episódio seguinte ele resolve tirar férias e deixar o comando da equipe com Catherine, que está envolvida em uma complexa investigação, mesmo assim eles têm tempo de conversar e se despedir.

Ele começa sua caminhada pelo laboratório dando conselhos sobre o processo a Greg, depois sem querer encontra Nick no corredor, e ele achando que o chefe não voltará mais começa a abraçá-lo e dizer coisas sem sentido, como resposta só ouvimos:

Pare de me abraçar! Estarei de volta em quatro semanas.

Por último ele se despede de Sara, que finge não ligar pro adeus de seu “amante secreto”. Mas ele não deixa o clima entre eles assim. Pouco tempo depois de começar a dar aulas sobre insetos na faculdade ele manda uma espécie de casulo para ela. Tudo bem, não era o que ela esperava, mas já é alguma coisa.

A chegada de Michael Kepller

Cena de CSI

Kepller (Liev Schreiber) chega à série no episódio seguinte a saída de Grissom para ajudar a encontrar um assassino em série, que ataca moças recém-chegadas a Vegas. Ele é recebido na cena do crime da última vítima por Catherine. Logo descobrimos que ele vem de Baltimore, mas que nasceu e foi criado em Trenton na Filadélfia. Parece ser tímido e introvertido, ou seja, um cara de poucas palavras e estranho.

Na sua primeira investigação como CSI ele fica mais preocupado em traçar perfis de suspeitos e regiões de ataques do que utilizar os avançados métodos forenses, como testes de DNA, balísticas etc. Bem diferente de Grissom, que nunca descarta a ajuda da ciência. Ele também não conquista o carisma e a confiança da equipe neste início. No fim ele descobre o assassino apenas com um molde dentário. Um pouco ultrapassado não?

Na sua segunda participação ele parece ainda mais estranho e na investigação do assassinato de um deputado americano ele resolve utilizar uma técnica que nem sempre dá certo para atrair o verdadeiro assassino para a polícia. Esta técnica consiste em forjar uma cena do crime, prender um “bode expiatório” e por último e o mais difícil, mentir para toda a equipe de CSIs (exceto Catherine). Logicamente que o plano não dá certo porque eles são espertos demais e descobrem tudo. Mas antes de descobrirem eles começam a suspeitar do comportamento de Kepller. Hodges (o cara da balística) resolve ir mais longe e pede a ficha do detetive a central.

Já dá até pra imaginar o que vai acontecer. E pra quem não sabe ainda o cara é suspeito de estar envolvido com a morte de uma ex-namorada, que por sinal era filha de um bandido com uma imensa ficha criminal.

É, a coisa vai ficar meio estranha quando a turma do Nick descobrir o passado do novo detetive e parece que eles não vão confiar nem um pouco nele até que isso se resolva. Afinal, como investigadores eles devem saber que algumas das características de um assassino são timidez e estranheza (dei uma de Criminal Minds agora…eheheh). Será que temos um assassino infiltrado na equipe?

Veremos, pois parece que teremos tempos misteriosos em CSI, mudando um pouco o foco da série em investigar crimes externos para a suspeita em relação a um parceiro.

Antes de finalizar eu gostaria de falar que é muito bom contribuir com o TeleSéries. Que seja a primeira vez de muitas.

Até a próxima.

Séries citadas:

11 Comments

  1. Vanessa

    Bem vindo, Gabriel. Legal o Teleseries agora fazer reviews de séries policiais. Tem muita coisa bacana por aí. E espero que a Sony tome vergonha na cara e pare de reprisar CSI. Qto a saída de Grissom, acho bacana, pois dá fôlego para a série. Li em algum lugar que Liev vai continuar na 8° temp. Acho que o mistério em relação a ele não vai ser resolvido tão cedo.

  2. Rô Floripa

    Legal! TeleSéries crescendo em quantidade e sem perder a qualidade. Bem vindo Gabriel.

  3. Cesar

    Depois que lí é que fui ver quem tinha escrito! Parabéns, um belo trabalho!

    Ponto para o Teleséries, com mais um ótimo colaborador e sorte dos leitores!

  4. Rubens

    Bem-vindo! Também acho otimo que tenha gente para fazer analise das series policiais, inclusive as cômicas, como Psych e Monk. E que ALGUEM SE LEMBRE de comentar Boston Legal tambem, a excepcional serie-cômica de tribunal sempre esquecida…

  5. karina

    BEM VINDO!

    gostei da matéria!
    bem direta e divertida!

    tem futuro!
    tem futuro!!

  6. Rosane

    1- O Assassino das mauqtes vai voltar.
    2- O Liev Scheiber não volta.

  7. Letícia

    Só pra quem ñ sabe,no final do episódio em q o Grissom sai,ele recebe um pacote com uma mesa em miniatura com um micro-jornal escrito:”ele ataca novamente(ou alguma coisa assim)”.Detalhe:na capa do jonal tem a foto da boneca mota q apareceu em todas as miniaturas e isso ñ foi divulgado…

  8. Alva Célia

    Que bom que Grissom retorna hoje. Por mim a Sony pode continuar reprisando a série aré que eu compre todas as temporadas. Vamos se desta vez o criminoso das miniaturas é descoberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account