Log In

Opinião Spoilers

Spoiler: Caprica, o início do fim

Pin it

Caprica - Piloto

Quando eu soube que o canal SyFy havia encomendado a produção de um prequel para Battlestar Galactica, intitulado Caprica, eu fiquei preocupado que o ótimo remake da série homônima de 78 virasse um caça-níquel, para render um pouco mais de dinheiro com o fim da saga estelar. Eu não poderia estar mais errado.

O telefilme que abre o caminho para a futura série foi uma das melhores surpresas que tive nos últimos anos. Ambientada 58 anos antes do piloto de Battlestar Galactica, o novo drama nos apresenta logo de cara à jovem Zoe Graystone que está aparentemente perdida em uma rave onde tudo acontece sem o menor pudor gráfico: sexo explícito, drogas à vontade, mortes e até o sacrifício de virgens. Passado o susto, percebemos que ela está em um tipo de simulação virtual através de um aparelho chamado Holoband, desenvolvido por seu rico e inteligente pai Daniel Graystone, um desenvolvedor da maior empresa de tecnologia do planeta.

O Holoband é uma espécie de Second Life holográfico frequentemente invadido por hackers que criam as tais “festas liberadas” em locais clandestinos dos servidores. Apesar de tudo isso lembrar muito o filme Matrix, arrisco-me à dizer que Caprica consegue ir mais além em sua premissa. Pouco a pouco, vamos conhecendo os amigos de Zoe que fazem parte de um grupo religioso que contesta a pluralidade de Deuses e a forma com que a sociedade capricaniana vive. A trama em si tem início em um ataque terrorista no metrô de Caprica City, que acaba matando Zoe e a família do advogado Joseph Adama e este encontra no pai da falecida garota um ombro amigo. Contudo, Daniel Graystone percebe que sua filha estava longe de ser uma adolescente comum, pois não só estava conduzindo uma revolução e uma fuga para outra colônia junto ao grupo “Soldados do Um” (uma organização religiosa/social monoteísta), como também conseguiu criar uma “cópia virtual” cognitiva de si mesma na tal Internet Holoband. Sem saber, a menina fez um perfeito avatar com inteligência artificial, que se tornará a maior descoberta tecnológica do século.

Caprica - Piloto

É aí que mergulhamos com esses dois pais de família com ideais completamente diferentes no que virá a se tornar o escopo do início da destruição do planeta e de quase toda a raça humana. Obstinado por ter sua filha de volta, Daniel conclui o seu projeto de defesa cibernética com o avatar da menina, dando luz ao primeiro módulo cibernético life-form, batizado de Cylon! Com uma cenografia caprichada, design de arte que remete sempre ao retrô, uma bela trilha-sonora e um texto denso, corajoso e deveras interessante, Caprica já chegou mostrando que tem tudo para ser uma das melhores produções da temporada. Discutindo questões morais, éticas, religiosas e científicas totalmente pertinentes nos dias de hoje, coloco todas as minhas fichas nesta série que pode ser capaz até de superar a original. Destaque para as excelentes atuações de Eric Stoltz, Esai Morales e da garota Alessandra Toreson no papel duplo. Vale/valerá muito a pena conferir.

* * *

Nota do Editor: O telefilme/piloto de Caprica foi exibido pela primeira vez na TV americana na última sexta-feira (22/1). O episódio, no entanto, já havia vazado na Internet em abril de 2009, dias antes do lançamento em DVD nos Estados Unidos. O piloto de Caprica também já está disponível em DVD no Brasil, mas apenas para locação.

Texto publicado originalmente no weblog Ligado em Série.

Séries citadas:

9 Comments

  1. Denise

    Li, acho que na página do Syfy, que além do piloto já foram gravados 10 episódios da série Caprica. Não sei se a informação procede mas, como é excelente o piloto (já assisti faz tempo) creio que é uma série que tem tudo para dar certo. Mesmo se não houver a série, só o filme Caprica já vale pois explica a origem de tudo.
    Citando o editor: vale/valerá muito a pena!

  2. Vinicius

    Tava em duvida pq BSG apesar de densa e incrivel exigia muito compromisso mas agora vou baixar, até pq estou orfão de sci fi

  3. Dani Adama

    Simplesmente fenomenal……
    Para nos que estavamos orfaos de BSG e um prazer indescritivel ouvir novamente as palavras Caprica, Adama, Cylon, e ouvir aquela musica qd o cylon começa a demonstraçao para o pessoal do governo.
    Ver o nosso querido e amado Adama ainda menino e ver de onde ele herdou aquela personalidade nao tem preço.
    Obrigado Ronald, obrigado…………..
    Agora so preciso saber de algo fundamental para minha existencia: qd vem os outros episodios? Ja começou valendo a serie?

  4. Eversmann

    Bem que isso podia ser uma viagem no tempo e com isso alterar aquele fim anti-tecnologico de BSG. Vai ser estranho acompanhar uma história que termina daquele jeito, mas vamos ver no que que dá, valeu pelo texto Bruno Carvalho.
    Achei que a origem dos cylons era mais antiga, tipo lá em Kobol ainda. Holoband, holodeck…lembra…saudades de Star Trek TNG.

  5. ISrael

    Eversmann a origem dos Cylons é mais antiga sim. Em BSG explica que a muito tempo 12 tribos ocuparam os planetas “conhecidos” e uma 13ª tribo ocupou a “Terra”. Essa 13ª tribo eram os Cylons antigos. Ai os Cylons antigos moraram na “Terra” até sofrerem um ataque (mostra no episódio 12 ou 13 da 4ª temporada) e os que conseguiram sobreviver sairam em direção às 12 colônias para avisar os humanos para não cometerem o mesmo erro (criar IA que no futuro ia rebelar contra eles). Mas tirando os 5 Cylons lá, o resto não quis seguir esse pensamento e chegando nas 12 colônias se uniram com os Cylons que já haviam sido criados (que mostra o 1º deles em Caprica) contra a humanidade.

  6. Pingback: Tweets that mention Spoiler: Caprica, o início do fim » TeleSéries -- Topsy.com

  7. Fernando dos Santos

    Vale lembrar que a “Terra” habitada pelos cylons não era o nosso planeta.

  8. Rafaela

    Vale lembrar que a “Terra” habitada pelos cylons não era o nosso planeta.

    Verdade, a Terra 1 que aparece no 14º ep da 4ª temp, é a que foi destruída pela guerra entre homens e máquinas.

    Já Cáprica, eu assistí e amei! Confesso que estava com um pé atrás, mas achei que a trama parece bem desenvolvida, os personagens são interessantes e a origem da “inteligência” dos cylons bem explorada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account