Log In

Spoilers

Spoiler: A temporada final de Battlestar Galactica

Pin it

Cena de Battlestar Galactica

Depois de assistir He That Belieth in Me e Six of One, dois primeiros episódios da nova temporada de Battlestar Galactica, lembrei muito de The Beggining of the End, premiere do quarto ano de Lost. Nos dois casos, nada de muito relevante acontece na trama, que mostra apenas as conseqüências das season finales do ano anterior (os mais impacientes chamariam os dois casos de encheção de lingüiça). Mas tanto em Lost quanto em BSG, os finais de temporadas tiveram tantos acontecimentos importantes que a escolha narrativa natural é deixar as coisas sedimentarem um pouco. *

O grande arco desses episódios gira em torno da aceitação ou não da tripulação (Adamão, Adaminha e Roslin, principalmente) se a Kara que está na frente deles depois de reaparecer na última cena de Crossroads é real ou não. Um adendo: ela não se lembra da sua nave ter explodido (e explodiu mesmo, em determinado momento, Lee assiste as imagens do ‘suicídio’ dela repetidamente). E a nave está intacta, sem um arranhão. Todos estão muito reticentes no início. E Kara (num comportamento tipicamente Kara) deixa desacordados os guardas que tomavam conta dela, invade o quarto da presidente e aponta uma arma para ela. Com o tempo, ela acaba convencendo Will e Apolo (que obviamente usaram muito mais o coração do que a razão para tomar essa decisão). Adama-pai, inclusive a deixa tentar encontrar o seu caminho para a Terra (caminho esse que é diametralmente oposto ao que as previsões anteriores indicavam). Para aqueles que assistiram Razor (leia aqui), fica a pergunta: confiar nela não será uma armadilha?

Enquanto isso, os Cylons recém descobertos (Anders, Tory, Tigh e Tyrol) ainda estão tentando descobrir o que está acontecendo ** (a preocupação deles aumenta ainda mais quando Anders é reconhecido por um Raider Cylon durante uma batalha espacial fazendo com que todas as naves cilônias se retirassem de combate). Para tentar obter alguma informação, eles mandam Tory ‘engage in ardent intercourse’ (segundo a Wikipédia) com Baltar pra conseguir mais alguma informação, já que de Cylons, ele deve entender.

A subtrama de Baltar é a que mais vai dar pano pra manga. Um grupo de mulheres (o mesmo que ajudou ele nos últimos minutos da temporada passada) acha que ele tem poderes divinos. Até aí beleza, mas vejam algumas fotos dele no primeiro episódio:

Cena de Battlestar Galactica

E não é só isso. Sabe-se lá como, ele trás de volta a vida um garoto que aparentemente estava em coma (o nome do primeiro episódio He That Believed in Me ou, “Aquele que Acredita em Mim” é uma citação direta da Bíblia, da passagem em que Lázaro é ressuscitado). E depois ainda sobrevive a uma tentativa de assassinato, tudo com as devidas orientações de Number Six, que estava mais interessada em ajudá-lo do que de costume. Pena que depois ele fez a barba, mas a metáfora já estava bem estabelecida. Por fim, ele está calmamente comendo seu almoço quando de repente tem uma visão de… Baltar! A coisa está praticamente metalingüística. Agora só falta a Natalie ter visões da Number Six. Não sabe quem é Natalie? Ela é…

…uma versão menos Loura da Nº 6, que integra o conselho Cylon. Pauta da discussão: reprogramar ou não-reprogramar os Naves Raiders depois que elas fugiram do combate? Natalie, que defende a segunda opção perde a disputa. E a resposta dela é chamar dois Centuriões (mais conhecidos como torradeiras) que mandam bala e matam todos os discordantes. É, eles estão cada vez mais perto de se tornarem humanos.

E agora o parágrafo da rasgação de seda. Incrível que nesses dois episódios onde ‘nada’ aconteceu temos a maior e melhor batalha espacial de toda a série (eles provavelmente gastaram todo o orçamento de SFX aqui, porque eu honestamente não lembro a última vez que vi efeitos tão bons, tô contando cinema também. Talvez, TALVEZ tenha sido Transformers, mas mesmo assim não tenho certeza) além de alguns dos melhores diálogos que o programa já teve. Os dois melhores são aqueles que Adama tem com Starbuck na ponte de comando, e com Laura no quarto dela, sobre a aceitação ou não das coordenadas de Kara, totalmente diferentes daquelas que Roslin ajudou a conseguir, de onde retirei o seguinte quote (by Will):

You’re afraid to die that way. You’re afraid that you may not be the dying leader you thought you were. Or that your death may be as meaningless as everyone else’s.

Quando alguém que está morrendo de câncer te provocar, você já sabe o que responder.

————–

Pra quem ainda não está familiarizado com as datas da quarta temporada de Battlestar Galactica: ela será composta por 22 episódios:

– o telefilme Razor que conta como dois (ainda inédito no Brasil);

– os 10 episódios que começaram a ser exibidos no último dia 4 nos EUA. O bom senso diz que eles serão exibidos ainda esse ano no Brasil. Mas se você acompanha o TeleSéries, sabe que as emissoras de TV por assinatura não andam primando muito pelo bom senso ultimamente;

– os 10 episódios cuja produção está atrasada em decorrência da greve. Na verdade, de acordo com o blog do Ron Moore, os primeiros três dessa leva já estavam prontos quando a paralisação começou. Pelas minhas contas, em junho a gravação dos sete últimos programas deve ser encerrada. O que quer dizer que se o Sci-Fi Channel tiver bom senso, eles devem ser exibidos antes do final desse ano. Felizmente, os canais de TV a Cabo de lá tem mais noção do que os nossos.

E por enquanto é só. Graças aos Deuses (eu sou humano hein, Cylon é que gosta dessa coisa do monoteísmo) BSG está de volta. Vamos aproveitar esta última temporada. So say we all.

* Quem lê o blog do Sepinwall (sepinwall.blogspot.com/) deve ter percebido que ele disse algo muito semelhante. Mas eu juro que já havia pensado nisso antes de ler o review dele.

** Eu honestamente gostaria de alguma explicação mais detalhada (algo coisa do estilo do episódio The Other 48 Days de Lost, quem sabe) pra explicar a origem do quarteto. Se pegarmos Tigh como exemplo: ele conhece Adama a mais de 40 anos, inclusive tendo lutado ao lado dele durante a primeira guerra contra os cylons (quando os modelos hominídeos sequer existiam). Isso merece uma explicação bem detalhada e inteligente. Eu não espero nada menos de Ronald D. Moore.

Séries citadas:

26 Comments

  1. Paulo Fiaes

    excelente texto
    gostei das fotos do Baltar
    hahahaha
    falando sério
    pra mim foram 2 episódios acima da média,
    ou melhor, no nível BSG
    e principalmente
    as discussões que a série traz são fodas, não é qualquer um que tem coragem de questionar Cristo, dou parabéns a toda equipe criativa de BSG.
    vc esqueceu de mencionar o dialogo de starbuck e Apollo, a “despedida” deles, foi muito boa também.
    enfim, BSG já começou mostrando o porquê de ser a melhor série dos últimos anos.
    mais uma vez
    excelente texto
    e só uma anedota(nem sei se é essa palavra mesmo)
    talvez os fãs de smallville agora entendam o porque de vc ter abandonado a série, pra quem assiste séries como Battlestar galactica, é foda ter que aturar os erros e mais erros de séries como smallville.

  2. Mica

    Juliano, não sei se você errou ou se eu entendi errado, mas você comenta que Nathalie sai vitoriosa graças ao voto da Boomer. Na verdade é o contrário. Quem sai vitorioso é o Calvin e é por isso que ela desprograma (ou tira a restrição) os Centuriões.

    Vejo algumas pessoas desgostosas pq teve a big batalha no início do primeiro episódio e depois só falação. Juro que não entendo essa gente. BSG é uma série totalmente introspectiva, não tem como não ter falação! É isso que faz dela tão especial e tão bem amarradinha e tão melhor do que quase todo o restante que tem por aí.
    Bom, eu adorei os dois primeiros episódios e estou animadíssima com essa nova temporada.

    Ah! Quem vai acompanhar Starbuck? Helo estará entre o grupo? Nao lembro…

  3. Paulo Fiaes

    Mica
    o problema de alguns que assistem BSG é o fato deles serem aquele publico tipido de sci-fi, por a série ser no espaço tem q ter batalhas no espaço, ou humano tentando matar cylons e vice versa, agora como vc falou, BSG sempre se mostrou mais do que isso, como li na comunidade da série no orkut, é um drama politico-filosofico-religioso e com um detalhe, eles estão no espaço.
    claro que gosto das cenas de lutas dos cylons x humanos, mas a série sempre nos brindou com um motivo para haver essa luta, e nao lutas sem sentido, apenas pra saciar a vontade dos mais animados.
    e BSG é uma das série mais cultuadas do momento principalmente pelas reflexões que traz, pelo menos pra mim, se o resto dessa temporada for do nível desses 2 episódios estará excelente.

  4. Patricia E.

    Valeu pelo review, [i]Juliano[/i], estava à espera dessa spoiler zone desde a estréia da 4ª temporada. Acompanho a coluna do Sepinwall desde a época de NYPD Blue e gosto dos textos dele. Geralmente o que ele escrevia batia com o que pensava sobre os episódios. Pra quem achava que a volta da Starbuck seria o tema central da abertura da temporada foi até surpresa ver outros temas sendo lançados, como essa “rebelião”, que certamente é um prelúdio de uma nova ordem entre os cylons… e pelo visto os centuriões não vão se contentar com o papel de meros coadjuvantes. E Boomer assume de vez seu lugar, dando as costas a seu passado na Galactica. É engraçado ver essa inversão de papéis, pois Sharon era a “vilã” e acabou trocando de lado… e Boomer, que era um dos “mocinhos” passou para o “lado negro”, e ainda se aliou aos cylons mais radicais, contrariando até mesmo o voto das outras número Oito, algo impensável pra eles até então… Até lembrei da fala do tiozinho sinistro na banheira de gosma sobre tudo aquilo estar prestes a se repetir. Seria irônico ver os cylons humanóides tendo que lidar com a rebelião dos centuriões e raiders…
    A parte da Starbuck e da Roslin foi previsível, embora tenha gostado das poucas e boas que ela falou pra outra mulher. E gostei da conversa do Adama com a presidente, que também tocou fundo na ferida. Apesar do voto de confiança que ele deu pra Starbuck no final, resta a dúvida sobre o que foi dito sobre ela em Razor…
    E também espero por uma explicação melhor sobre esses 5 cylons, em especial em relação ao Tigh (a cena em que ele “mata” o Adama chegou a assustar por uns 2 segundos, mas por ser um repeteco do final da 1ª temporada não chocou tanto quanto quando a Boomer disparou a arma).
    [i]Mica[/i], também não entendo esses fãs… As cenas de batalha foram muito bem feitas, embora pra mim não superem aquela cena do resgate em Nova Caprica. Parece que eles não conseguem entender que o que faz de BSG uma série que se destaca entre tantas outras por aí foi exatamente o que você comentou, que é o drama, o desenvolvimento de seus personagens, a tal “falação”. BSG não tem medo de tocar em determinados assuntos e extrapola os limites de gênero; talvez seja por isso que agrade até mesmo quem não se diz fã de ficção científica (esse assunto é até abordado no especial do canal Sci-Fi Battlestar Galactica – The Phenomenon).
    Só espero que o canal Sci-Fi deixe de lado essa idéia de dividir a temporada em duas e exiba todos os episódios este ano porque esse arco final de histórias promete.

  5. Darth Cesar

    BSG é um drama ambientando no espaço, Jornada já fazia isso, só que bem menos, B5, pelo que vi até agora também faz, mas BSG vai ao extremo(no bom sentido), e aí esta seu mérito, não acredito que fã verdadeiro pense assim, quem deve estar reclamando, só pode ser aqueles mesmos que vivem dizendo que dormiram no cinema porque tal filme era lento e blablabla, enfim… BSG não é pra desligar o cerebro.

  6. Mica

    Hoje eu estava pensando sobre Terminator e me veio uma dúvida sobre os híbridos cylons. Os dois bebês que nasceram, são híbridos como? Quero dizer, nao tem como alguém nascer com ‘parte máquina’. Então por que são considerados híbridos? Somente porque nasceram de mãe cylon? Mas se (em tese) eles nasceram da parte ‘humana’ da cylon, então eles não seriam completamente humanos? Ou há alguma coisa mecãnica dentro deles?

    Ok, eu sei que não é o tema em discussão no momento, mas não pude deixar de me perguntar isso hoje e queria saber se há alguma explicação.

    PS: Até quero assistir Phenomenom, Paty, mas ainda não tive tempo. As coisas andam corridas demais. Mesmo os dois primeiros episódios eu consegui assistir por um milagre, hehehe.

  7. Mica,

    Pelo o que entendo os cylons humanóides não tem nenhuma parte humana. Neste aspecto, o que os difere dos humanos é a maneira como foram gerados. Ou, algum episódio que eu perdi, mostrou alguma parte máquina nos cylons humanóides?
    Os bebês são híbridos posi froam gerados por um cylon e um humano, duas espécies diferentes.

  8. Fernando dos Santos

    Tem uma dúvida que me acompanha desde o episódio-piloto.Como foi que a Number Six conseguiu salvar o Baltar da explosão nuclear?Ela teria habilidades iguais às do protagonista do filme Jumper?Ou então os cylons possuem um sistema de teleporte igual ao de Star Trek?Se a resposta de como ocorreu o salvamento já foi mostrada eu não percebi.

    Lendo o spoiler eu comecei a desconfiar que o mistério do quinto cylon vai continuar por vários episódios ainda.

  9. Fabio

    Fernando, também pensei nisso. Talvez acabe sendo revelado que Baltar foi “salvo” do mesmo jeito que Starbuck foi “salva”, ou seja, por intervenção divina (a surpresa no final, aposto, é que Deus estava mesmo por trás de tudo)

  10. Patricia E.

    “Ou, algum episódio que eu perdi, mostrou alguma parte máquina nos cylons humanóides?”

    Rô, tem um episódio em que a Sharon conecta um cabo no braço e ajuda o Gaeta a eliminar um vírus cylon no computador da Galactica. Fora que quando eles voltam para resgatar o Anders em Caprica ela também se conecta ao navegador de um Raider, que eles retiraram e instalaram num dos Raptors.

    Mica, também nem sei como vou fazer pra acompanhar o resto da temporada… terei que apelar pra algum amigo que se disponha a pegar os episódios pra mim porque preciso urgentemente de um micro novo.

    “Tem uma dúvida que me acompanha desde o episódio-piloto.Como foi que a Number Six conseguiu salvar o Baltar da explosão nuclear?”

    Fernando, ela ficou na frente do Baltar e morreu na explosão. Isso é mostrado em mais detalhes no episódio “Downloaded”, da 2ª temporada, quando ela ressuscita na nave cylon. E o que foi mostrado no piloto foi uma onda de choque e a Seis morreu atingida pelos destroços. Se fosse a onda de calor de uma explosão nuclear o Baltar não teria sobrevivido, tanto é que quando ele reaparece está com o rosto machucado, o que não aconteceria caso ele tivesse sido, digamos, teleportado pra algum lugar seguro antes de ser atingido.

  11. Celso

    Sempre gostei de séries de SciFi e atualmente Galactica e Sara CC são as minhas preferidas.

    O que eles precisam definir melhor é como +- 30K pessoas podem garantir a continuidade da espécie se eles não começarem a se reproduzie imediatamente.

    Acho que eles deveriam cair na real e realmente irem em direção oposta a da Terra, pois eles sempre são seguidos e tá na cara que os Cylons vão achar a Terra também.

    A “evolução” dos Cylons é o seu fim, pois eles vão ficar igual aos humanos, a escória de qualquer forma de vida.

    Os Cylons ao verem que estão ficando “humanos” deveriam se auto-destruir.

  12. kaiser da hora

    peço para os amigos humanos ou cilonios de plantão me expliquem como o templo dos cinco tem a imagem dos cilonios restantes, e se ele foi construido pela decima terceira tribo a tres mil anos atras como foi possivel ter a imagem destes cilonios se eles sequer existiam? O melhor da serie é complexidade moral que existe dentro de cada personagem, que faz da heroina da serie em uma vadia alcoolatra em outros momentos, ou que a almirante responsavel pela sobrevivencia da especie não exite em sacrificar as pessoas em nome de uma vingança.Sei que se a nº 6 ficasse comigo eu ate me naturalizava cilonio…… abraços

  13. Valeu Patrícia, eu não tinha me tocado deste detalhe.
    Celso, pelo que sei, eles ainda não encontraram um planeta que tenha condições para se instalarem e em segurança, longe dos cylons. E dentro daqueles naves não há condições de se reproduzirem, eles mal têm comida e água o suficiente para eles, imagina se começarem a ter bebês. A preocupação principal é, manter a população atual (tanto que no incício de cada ep mostra quantos humanos tem), encontrar um planeta seguro para se instalarem e daí sim, crescei e multiplicai!

  14. Lucas "Gandalf" Leal

    a Natalie (ela tá na foto da ‘última ceia’ de BSG)
    vai ser uma das personagens mais importantes dessa temporada com certeza…

    e bom um dos ‘segredinhos’ da foto já foi revelado…Adama de um lado da mesa Roslin do outro!!!

    e Mica pelo q sei a afirmação da Ro tá praticamente correta, eles não tem partes ‘roboticas’ mas ao mesmo tempo eles tem habilidades incomuns para os humanos (fazer download das memórias, renascer em outro corpo, interagir com interfaces mecanicas e etc) por isso a criança é hibrida, além claro de como disse a Ro ela é cylon o outro é humano hehehe

  15. Rosângela

    Lucas,
    Eu achei a foto “santa ceia” maravilhosa! Lembro que numa das disciplinas que fiz, análise da imagem, discutimos muito quadros, fotos jornalísticas e publicitárias e cenas de filmes. Por isso, imagino que a ‘montagem’ da foto não foi aleatória, e a análise comparando-o com a “santa ceia” de Da Vinci deve ser muito interessante´. Você conhece algum site que tenha feito este tipo de avaliação? Procurei, mas não encontrei.
    Abraços,

  16. Patricia E.

    Rô,

    Possíveis spoilers (ou especulação pura):

    Um fã num fórum estrangeiro comentou que a imagem é na realidade uma reprodução invertida da “Santa Ceia”. Invertendo novamente a imagem, Anders cairia exatamente no lugar de Judas. Tyrol, estaria no lugar do apóstolo Pedro. A posição vazia na foto estaria reservada ao apóstolo Felipe na pintura original. Felipe, nas escrituras, é descrito como sendo “o quinto” entre os 12 apóstolos… ;)

  17. Rosângela

    Patrícia,
    Era este tipo de avaliação que eu estava querendo mesmo. Em que fórum está?
    Valeu!
    Abraços,

  18. Patricia E.

    Rô, não consigo localizar o link do forum, mas li outro comentário de um fã cujas especulações são bem interessantes, embora ele descarte a hipótese de a foto representar a versão invertida do quadro de Da Vinci:

    http://www.galacticablog.com/2008/04/season-4-six-of-one.html

    O comentário dele está quase no final da página.

    E as especulações continuam pipocando… ;)

  19. Lucas "Gandalf" Leal

    Rô se vc procurar no google vc vai achar vários sites falando sobre a foto, o Moore deu várias dicas sobre ela, muitas com ‘leves’ spoilers, mas só achei em ingles, se te interessar depois eu mando…
    mas as dicas são boas, algumas já confirmadas, como Adama de um lado da mesa e Roslin da outra!

  20. Rosângela

    Lucas,
    Valeu a dica. Meu inglês dá para o gasto.
    Abraços,

  21. Lúcio

    Eu vi o final, 12 episodio (revelação), e não entendi.
    Eles chegaram na Terra e estavam decepcionados.
    Até que mostrou vários sinais de destruição.
    Inclusive apareceu uma ponte destruida e fazia tempo que havia acontecido.
    Não entendi, será que na Terra houve uma guerra nuclear?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account