Log In

Opinião Spoilers

Spoiler: A reunião de Seinfeld em Curb Your Enthusiasm

Pin it

Curb Your Enthusiasm - Seinfeld

Em maio de 1998, chegava ao fim o seriado de televisão que estava mais para marco cultural: Seinfeld. Principal carro chefe da programação da NBC (que em seus bons tempos de liderança não tinha do que reclamar com ER e Friends), a comédia sobre o nada chegaria ao fim em sua nona temporada, apesar de ser o programa mais assistido dos EUA. A idéia do criador da série, Jerry Seinfeld, era sair por cima no momento certo e não fazer como outros seriados, que esgotam sua fórmula até a última gota e arriscam seu legado permanecendo no ar anos além do necessário. Uma idéia louvável.

O series finale de Seinfeld foi assistido por mais de 70 milhões de pessoas: a idéia de sair por cima acabou sendo muito bem executada. Mas bastou uma década para após inúmeros boatos o episódio-reunião rolar, embora de maneira fictícia, no seriado Curb Your Enthusiasm (Segura a Onda). Esse evento histórico aconteceu em 22 de novembro nos Estados Unidos, no final da sétima temporada da série estrelada pelo co-criador de Seinfeld, Larry David. Ele foi montado sobre enormes expectativas, pois Seinfeld é um ícone, figura constante na lista das melhores séries de todos os tempos e fiquei satisfeito com o que assisti. Dito isso…

Seinfeld era um seriado construído sobre observações dos mínimos detalhes do cotidiano. Os temas abordados eram banalidades como as filas de espera em um restaurante lotado, vagas de estacionamento, términos de namoro, conduta em ocasiões sociais, interações com chefes e superiores… A série também divagava sobre termos usados no cotidiano. Por que falamos “saúde” quando uma pessoa espirra, ao invés de algo mais lisonjeiro, como “você está tão bonita”? Em Curb Your Enthusiasm todas essas observações são recorrentes e com Seinfeld novamente em pauta, isso não poderia ser diferente. E no final de temporada, preciso destacar o “dito isso”, que segundo Larry e Jerry, pessoas vivem usando para descontruir uma idéia dita segundos atrás.

Vou testar isso agora: “Foi ótimo assistir o reencontro de Seinfeld. Dito isso, parem já com as reuniões!”

O retorno de Seinfeld não aconteceu por questões financeiras. Todos do elenco estão muito bem de vida: só os royalties com reprises das antigas temporadas bastam pra que eles tenha mais dinheiro do que qualquer um aqui possa imaginar. O retorno não foi pra fechar arcos. Não sendo “serializado”, o roteiro não deixou dúvidas a serem respondidas ou mesmo pontas soltas. Também não foi pra encerrar de “maneira melhor”. Apesar da cutucada nesse finale de Curb, quando Jerry diz não querer arruinar outro episódio de despedida, Seinfeld terminou em alta e reuniu praticamente todos os personagens em seu episódio final.

Curb Your Enthusiasm - Seinfeld

O retorno foi mesmo pela nostalgia, pela vontade de rever esse quarteto atuando junto novamente, pelo desejo dos fãs de assistir mais um episódio da série e saber como estão os protagonistas anos depois. Não dá pra criticar negativamente isso: um agrado aos fãs sempre é ótimo. E foi até realizado em um contexto interessante: no mundo fictício de Curb Your Enthusiasm. A série narra as desventuras do pouco ortodoxo Larry David, principal inspiração para George Costanza, depois do seriado Seinfeld ter chegado ao fim. São dez episódios por temporada, com Larry interpretando a si mesmo, e nesse ano ele foi convencido pela NBC a realizar um episódio de reunião quando percebeu que poderia usar sua ex-esposa, Cherry, para interpretar o interesse de George e tentar reconquistá-la.

Simples, tranquilo, sem nenhum compromisso. Mesmo assim, ainda ficam aquelas expectativas nunca alcançadas e hypes que não correspondem.

Ao longo dessa temporada, os integrantes de Seinfeld fizeram participações esporádicas. Jerry Seinfeld foi Jerry Seinfeld, afinal ele sempre interpretou a si mesmo no seriado. Julia Louis-Dreyfus me conquistou definitivamente. Sempre gostei muito de Elaine e já sabia de sua risada contagiosa nos erros de gravação, mas mesmo assim a simpática atriz ganhou ainda mais pontos comigo (só que não o suficiente para me fazer ver Old Christine). Michael Richards teve um toque de seu Kramer, que ganhou muito ao parodiar seu ataque racial em um mal entendido no episódio anterior de Curb. E Jason Alexander foi muito gente fina, apesar de ficar chupando canetas emprestadas e se revelar um escritor deveras amador. O interessante dessas participações seria acompanhar o quanto esses quatro seriam diferentes de seus personagens, mas tudo foi por água abaixo no episódio final de Curb, quando todos pareciam caricaturas de si mesmo. Infelizmente, até mesmo a reunião de Seinfeld parecia uma caricatura…

Talvez eu esteja sendo muito exigente. Sei disso. O especial em si foi mesmo uma caricatura, existente apenas no mundo surreal de Curb, mas parecia tão real… Estavam lá os sets em reproduções perfeitas, o quarteto original, o roteiro sobre nada… Acabou sendo uma representação do que aconteceria se Seinfeld fizesse mesmo um episódio reunião. E minha nossa, como isso seria errado.

Curb Your Enthusiasm - Seinfeld

A reunião na ficção talvez tenha servido como argumento pra Seinfeld e David que, insistentemente, ouviam pedidos para um episódio especial na NBC (o próprio canal tem saudades desse tempo, vide a paródia Senfeld-Vision de 30 Rock) e mostraram que apesar de parecer uma boa idéia e estarem apenas respondendo ao desejo dos fãs, as reuniões devem ser evitadas. Claro, em Curb foi uma ficção, vimos mais leituras do roteiro e o processo de gravação do que o episódio em si (cenas do especial foram exibidas apenas nos minutos finais de Curb), mas mesmo assim foi o suficiente pra saber que um seriado deve aproveitar seu momento, evitar um retorno e acabar por cima sempre que possível.

O problema dessa saída no auge (mais recorrente em comédias do que em seriados dramáticos) é que o público acaba sempre querendo mais. E não raro, episódios ou filmes “reunião” surgem pra saciar a vontade desse público e, claro, arrecadar uma grana preta com as últimas gotas da fórmula ainda existente. Os exemplos são maiores entre as comédias família dos anos 70/80 (Facts of Life), embora uma onda nostálgica (e financeira) recente tenha tomado os estúdios, que lançam suas produções direto no cinema, seja os hits (Sex and the City), os fracassos (Arquivos X 2), os agendados (Arrested Development) e os que nunca passam de boato (Friends).

No mais, só pra esclarecer, quero enfatizar que gostei de ter conhecido Curb Your Enthusiasm e adorei a oportunidade de ver uma reunião de Seinfeld, especialmente pelo antológico momento de ver Larry David atuando como George Costanza no lugar de Jason Alexander. Dito isso…

Curb Your Enthusiasm - Seinfeld

Séries citadas:

19 Comments

  1. Matheus

    Odiei Curb Your Enthusiasm, muito sem graça!!
    Mas vou ver os episódios da reunião..
    Seinfeld é uma ótima série, a reunião espero que seja boa também.

  2. Mariana

    NBC daria tudo pra voltar a 11 anos atrás, quando todos dormiam tranquilos tendo ER, Frieds e Seinfield
    E agora olha como está a NBC…

  3. sonylena

    Nunca assiti Seinfeld, somente uma cena ou outra, e o Segura a Onda muito chato..
    O melhor mesmo foi ler seus comentários again…

  4. Thomaz Jr.

    Eu comecei a ver Curb Your Enthusiasm nessa temporada por causa da reunião. E gostei mto da série em si. Episódios mesmo sem o quarteto me faziam rir.

  5. Patrícia

    Comecei a assistir Curb Your Enthusiasm só nessa temporada também, por causa da reunião de Seinfeld, e só assisti aos episódios que eles participavam, mas gostei do que vi, dei algumas risadas com as trapalhadas de Larry David, e esse episódio em especial, foi legal, mesmo mostrando apenas uns trechinhos do que seria o episódio-reunião… gostei que eles colocaram o mesmo diretor dos tempos de Seinfeld pra dirigir o episódio-reunião (Andy Ackerman)… recentemente comprei as temporadas de Seinfeld (estou assistindo a 6a. no momento), e todo aquele material extra é muito bom, um dos melhores boxes de série que eu já vi… essa reunião pra mim veio na hora certa…
    E foi bom ver um texto seu novamente por aqui, Thiago!
    Having said that… brincadeirinha…

  6. anderson

    Sim, assisti a série pela reunião e na real acabei gostando dela.

  7. Eduardo Lorenzo

    Adoro Seinfeld, mas nunca tinha assistido Curb your enthusiasm. Agora vou, definitivamente, dar uma chance ao seriado.

  8. Regina Forster

    Artigo muito mal escrito. Existem vários erros de português para corrigir.

  9. paulo

    nada no mundo foi comparado a Seinfeld …

    will e grace nem chegou a seus pés…..

    o unico que teve outro bom sucesso comparavel foi friends

  10. Alexia

    Para mim, Seinfeld é sim a melhor série de todos os tempos. Simplesmente hilária, mesmo quando estava assistindo ao mesmo epsódio pela 2a., 3a. ou até 4a. vez. Era leve e tinha um humor contagiante. Sinto falta.

  11. felippe

    Gosto bastante de seinfeld,,,,”i hate you jerry seinfeld” como dizia o vizinho dele,,,, bom demaishehehe,, curb não gostei tanto e passa em horários mais complicados na HBO,,, bela coluna!!!

  12. Pedro Ortega

    Curb não é um humor que agrade a todos..é mais tipo de Office, muitas observações sobre os hábitos, as contradições e inconsistencias das pessoas aqui na ótica de um ranzinza. Larry David é o proprio Costanza. Eu gosto.

    Só achei o Michael Richards acabadaço e tão ou mais estranho que o Kramer.

  13. Flávia

    Eu gosto muito de Curb Your Enthusiasm, Larry David é gênio. E, atualmente, empata com Michael Scott no quesito sem-noção. Mas não há nada igual a Seinfeld, melhor comédia de todos os tempos. Serenity now!!!

  14. sonylena

    Ei Regina (10)….vc comentou só para falar mal?????? Curb Your Enthusiasm…..ou….Segura sua onda vai…..

  15. Glica

    Adoro Seinfeld, tenho todos os DVDs e não me canso de assitir(e reassistir). Em minha opinão, é a melhor comédia de todos os tempos. Nunca assisti Curb Your Enthusiasm, mas deu vontade de ver só pela presença dos 4. Serenity now(2)!!! Que bom ler um texto teu Thiago.

  16. Thiago Sampaio

    Ainda não concordo com a idéia da Sony de ter tirado Seinfeld das 23h… Fica meio complicado assistir as reprises nesse horário novo. Enfim, legal mesmo que a série parece não ter só detratores e… aos que acompanhavam as reviews de ER, é bom mesmo poder ter escrito algo novo =T

  17. Ricardo paiva

    Tu gosta mesmo da Elaine????

    Tá de brincadeira né??

    Seinfeld foi o melhor seriado de todos os tempos, justamente por ter durado tanto e ter sido tão bom, apesar de nos “presentear” com a intragável da Elaine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account