Log In

Notícias

Sony estreia Brazil’s Next Top Model e Latin American Idol

Pin it

Brazil's Next Top Model

O mês de setembro é dos realities shows na Sony. O canal de variedade estreia esta semana duas atrações do gênero, que tem em comum ainda o fato serem produções originais latino-americanas.

A primeira novidade é a volta do reality nacional Brazil’s Next Top Model. Principal estreia da Sony no ano (em termos de esforço comercial e de marketing), o programa entra em seu terceiro ciclo nesta quinta-feira, dia 10 de setembro, às 21h. O primeiro episódio será exibido em rede nos três canais da família: Sony Entertainment Television, AXN e Animax.

A temporada abre com com um episódio especial de uma hora de duração, que apresentará as novas candidatas e trará uma entrevistas com a vencedora da temporada passada, Maíra Vieira.

Latin American Idol

Já no dia 12 de setembro estreia a quarta temporada do Latin American Idol. A versão latino-americana da franquia Pop Idol/American Idol terá seus episódios exibidos aos sábados, às 19h.

O programa irá ao ar no Brasil legendado apenas três dias após a exibição pela Sony nos países de língua espanhola.

Para a nova temporada, o Latin American Idol passou por mudanças. Erika de La Veja apresentará sozinha a atração. O júri também teve mudou: agora, ao lado de Mimi e Jon Secada, a bancada ganha as opiniões de Oscar Mediavilla, produtor e músico argentino que faz parte do júri do Grammy Latino.

O primeiro programa exibe as audições na Cidade do México – nas semanas seguintes serão exibidos ainda as audições em Caracas, San José e Buenos Aires.

Com informações da assessoria de imprensa do Canal Sony.

Séries citadas:

Os textos assinados pela Redaçao TeleSéries são textos de autoria coletiva ou notícias escritas por um redator anônimo, mas sempre revisadas com a máxima precisão jornalística.

4 Comments

  1. Sidney

    Nenhum comentario ate agora? fiquei com pena da sony e estou postando um agora. Estes programas genericos(copias baratas) sao horriveis, arrastados e sem o bom humor que os americanos apresentam. Como timing ‘e tudo na industria do entretenimento, o que essas versoes nao tem, eu sugiro que para fiquem interessantes dublem os realities em ingles e coloquem legendas, ai pelo menos poderiamos fingir que estariamos vendo um bom show, pois em portugues e espanhol os defeitos sao gritantes.

  2. cleir gomes de araujo

    Um dos motivos pelas quais assinamos a tv paga é também, por causa da lingua estrangeira.Às vezes o programa nem está bom mas,ouvir a lingua estrangeira ajuda no aprendizado da mesma.Eu estudo inglês,e pretendo estudar o francês e alemão;porém eu sei que,se eu quizer aprender umalíngua,tenho que “educar o ouvido” primeiro.Nem sempre estou à frente da TV mas ouvindo eu já consigo entender alguma coisa.
    Meus pêsames à sony pela estréia de hoje.

  3. João Paulo

    Ao Cleir Gomes, sugiro que se “quizer” aprender algum idioma, treine primeiro o português, pois “quiser” é com S.
    É necessário que se entenda que cada cultura tem a sua peculiaridade, e que esses formatos globalizados (essa palavra sim é com Z) precisam de adaptação. O fato de “Latin American Idol” ter Jon Secada como jurado já é um golaço para o enriquecimento da Sony em termos latino-americanos.
    Gente alienada pela cultura dos Estados Unidos é o que há de pior.

  4. Mateus

    O Sidney falou tudo! A empáfia dos jurados brasileiros é insuportável e desproporcional à qualidade deles como profissionais de entretenimento. Todos têm seus méritos na moda, mas na televisão são simplesmente piores do que as meninas que julgam – aliás, com crueldade excessiva e deselegante (tentativa de compensar a falta de traquejo na frente das câmeras, talvez?).

    Assistir a esse programa é desconfortável e não tem 10% da graça do original. Deveriam ter colocado a Ana Hickman no lugar da Fernanta Motta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account