Log In

Reviews

Smash – Hell on Earth e Understudy

Pin it

Série: Smash
Episódios: Hell on Earth e Understudy
Número dos Episódios: 1×09 e 1x10
Exibição nos EUA: 02/04/2012 e 09/04/2012

Partes importantes (e outras nem tanto assim) do episódio 9: finalmente a peça tem um nome – Bombshell. Nada inovador, mas coerente com a história. Eileen joga com a vaidade de Derek e finge que vai contratar outro diretor, fazendo com que o amigo – mesmo tendo certeza que foi jogada dela – resolva ficar na produção. Agora ela precisa encontrar uma estrela para conseguir atrair investidores. Ellis consegue agendar um contato com o agente de Rebecca Duvall (Uma Thurman) e tenta ser alçado a co-produtor, mas leva um lindo passa fora da Eileen.

O marido de Julia finalmente descobre do caso dela com Michael e vai até Michael lutar pelo seu orgulho de macho, mas acaba descobrindo que não era algo recente, fica ainda mais irritado e sai de casa. Tom descobre que o namorado é republicano e mais uma vez tentar usar isso como desculpa para terminar com o cara, sendo que a verdade é que ele está interessando em Sam. Ivy, sofrendo por ter perdido o papel de Marilyn e um papel num comercial para Karen, acaba se drogando e caindo no meio do espetáculo do qual ela faz parte. E aí vem a parte mais interessante desse episódio para mim.

Karen e Ivy juntas e bêbadas estavam ótimas. As duas atrizes trabalham bem juntas e seria interessante vê-las mais amigas. Seria uma maneira diferente de tratar a relação entre mulheres nos shows. É um saco essa premissa que toda mulher é cretina com a outra. Elas podem competir, mas podem encontrar coisas em comum. Uma tem muito o que acrescentar a outra. Porém o episódio 10 mostra que isso está longe de acontecer, porque Ivy deixa claro que se fará de boazinha para tentar voltar a produção de Marilyn, agora que está queimada na Broadway inteira.

O episódio 10 foi o meu tipo de episódio. Gostei muito menos e vou aproveitar aqui para falar da evolução do Derek, o único que parece ter uma linha que não foi estragada em nenhum momento. Sim, eu comecei a ver a série por conta do Jack Davenport, mas estava preparada para um personagem odioso, caricato e que só me prenderia por ser ele. E fui surpreendida positivamente pela maneira como Derek vem sendo apresentado. O cara é um diretor competente – com muitas falhas, mas competente – é um dos mais profissionais na produção; e, quem diria, está se saindo um namorado melhor namorado que o Dev.

A relação dele com a Ivy vem saindo de alguns clichês. Ele ouve os conselhos dela, se preocupa com suas reações e está, pasmem, tentando ser uma pessoa melhor. A prova foi ir pedir desculpas para Karen e elogiar a performance do Tom (que deveria se apresentar todo episódio. Ele realmente é muito bom).

Dev, por outro lado, está caindo no clichê do falso bom moço. Aquele personagem recorrente que a maioria das pessoas acredita que é bonzinho porque (1) ele é bonitinho, (2) ele se esconde na atitude passivo agressiva que disfarça um machismo que está gritando para sair. Passou todo episódio mentindo para Karen, parece que está indo embora, e a deixa com sentimento de culpa achando que toda irritação dele é por ela não ter contado que Derek deu em cima dela um dia na vida e por não deixar o sonho dela para brincar de esposa em Washington DC. E eu nem ando morrendo de simpatia pela Karen, mas queria muito que no lugar dela ficar com cara de songa monga, tivesse dado um ataque.

Eu estou com medo da relação de Eileen com o barman. Quando a esmola é demais o santo desconfia. Sabemos que ele tem algum podre no passado, mas ela não quis sabe o quê. E nem posso culpá-la. Ellis já deu provas tantas e tantas vezes que é uma cobra, não faria sentido ela dar ouvidos a ele.

A última cena com Karen dando um show e deixando todos satisfeitos e alegria sendo interrompida com a chegada de Uma Thurman foi muito boa. Tá na cara que Rebecca será um problema.

PS: o namorado do Tom terminou com ele. Deixa para ele começar a namorar o Sam, muito provavelmente.

Séries citadas:

Pós-graduada em História Contemporânea, pretende fazer mestrado usando séries como fonte. Seriados fazem parte da sua vida desde sempre. Magnum, Casal 20, Macgyver, Super Vicky são alguns deles. Assiste aproximadamente 40 séries (incluindo algumas já canceladas). Está aprendendo a abandonar séries mas sempre acaba colocando outras no lugar.

8 Comments

  1. Dierli M Santos

    Eu tava meio implicante com Smash, mas esse último episódio foi legal. 

    Por mim a série tinha que esquecer o assistente mala e a história da “grace” (o pior é que adoro a atriz…

  2. Bianca Mafra

    A série vem caindo num bando de cliches, mas esses dois ultimos episódios gostei bastante, até porque tambem adorei ver as duas protagonistas juntas e o segundo pela pose da Eileen em cima dos investidores. agora quanto a história do Tom e da Julia tá ficando ridiculo, acabam os casais para não haverem escolhas? e o Dev, que também está louco para dar uma volta na  Karen, afinal ela foi cantada e poderia ter facilmente entrado nessa, resistiu e tomou um esporro? ciúmes desmedidos = rompimentos precoces, não aprendeu isso. E o que foi aquele olhar entre o Derek e a Karen quando chega a Uma Thurman. e o próximo episódio promente algumas risadas.

  3. Tati Leite

     Eu posso estar enganada mas para mim Derek está vendo na Karen potencial mas nem tem mais nenhuma atração sexual por ela. Eu gostaria que a série trabalhasse a relação deles como mentor e pupila, sabe? Tô curtindo ele com a Ivy. E o olhar para mim foi: putz, vc finalmente acertou e estava torcendo para mulher nãoa parecer. E a Karen olhou pensando: só acontece comigo. Estragariam muito fazer as duas disputar papel e homem. Além de ser patético.

  4. Kelly

    Não acho. Acredito que vai acontecer sim algo entre Derek e Karen, e é exatamente para isso que Dev está indo embora.

  5. Mônica Almeida

    Eu também comecei a ver a série por causa do Jack Davemport (que voz é aquela, meu Deus?) e o Dereck é o único personagem que foi consistente desde o início da série até o momento. Gostei desses dois últimos episódios, especialmente o 10º. E já vi que não vou gostar nadinha da Rebecca Duvall. Odeio estrelismo!
    E cada vez odeio mais o Ellis. Sério, acho o cara repulsivo!
    Também acho que vai pintar alguma confusão em relação ao bartender, mas acho ele e a Eileen fofos juntos!
    Adorei as reviews, Tati.

  6. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 21 a 28/5

  7. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 28 a 3/6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account