Log In

Reviews Spoilers

Smallville – Homecoming

Pin it

Série: Smallville
Episódio: Homecoming – Episódio 200
Temporada: 10ª
Número do Episódio: 10×04
Data de Exibição nos EUA: 15/10/2010

“Você é um homem ou um super-homem?” – Levou 10 anos para que Clark Kent respondesse a esse pergunta em Smallville. Foram 200 episódios, dez temporadas, cerca de 9 mil horas de espera, mas finalmente eis que surge a tão antecipada certeza: ele não só é um super-homem, ele é o Super-Homem que todos nós esperávamos que ele se tornasse.

Nunca imaginei que vê-lo literalmente crescer diante da tela fosse tão importante quanto vê-lo fazer o que estamos acostumados a ver; salvar o mundo. Muitas vezes me frustrava pelo Clark não voar, não usar óculos, não ter o uniforme, não ser nada daquilo que queria que ele fosse. Talvez seja isso, fomos testemunhas de uma história original.

Homecoming – um termo usado para dá boas-vindas aos que retornam – não poderia ter sido mais perfeito. Além da excelente direção do veterano Jeannot Szwarc, que fez as cenas do helicóptero e a do celeiro parecerem uma gozação ao Brian Singer – aquilo sim é icônico, caro Singer!, a sensibilidade de Kelly Souders e Brian Peterson  ao perceberem que esses dez anos de história foram responsáveis pelo crescimento de todos na série tornaram esse episódio inesquecível.

Então, dou boas-vindas para aqueles que por alguma razão desistiram da série há alguns anos, também desejo boas-vindas aos que na verdade nunca acompanharam a série, e boas-vindas aos fãs fieis, todos nós merecemos voltar ao passado uma vez ou outra.


Alguém me disse um dia que sentir saudade é hipocrisia. Nostalgia nada mais é do que a relutância de aceitar o presente. Seria hipocrisia dizer que senti saudade dos tempos do Smallville High? Talvez sim. Sentir nostalgia por uma década de freaks da semana, chatice da Lana, dúvidas do Clark, mitologias nada-a-ver criadas por Al-Miles é loucura. Mas sinto saudades, nostalgia.

O flashback da Lana me deu arrepios e o da Chloe me levou quase às lagrimas. Eu sei que por mais que eu não goste das duas não tem como negar a relevância da Kristin Kreuk e da Alison Mack para esse show. Sentir saudade é hipocrisia. Mas sinto falta da Lana e da Chloe… do Pete, do Jimmy, da Martha, do Lex… de tantos outros que fizeram parte de Smallville quando era Smallville.

Mas a maior lição de Homecoming foi justamente essa. Deixar o fantasma do passado, parar de se preocupar com o futuro e viver o presente. E é exatamente agora, amigos, que importa. Duzentos episódios… e ainda faltam alguns para acabar a série. Nem acredito que realmente não quero que ela acabe. A visão do futuro foi boa demais para deixar que isso acabe assim. Poderia viver mais uma década de Planeta Diário, capa, óculos, aniversários esquecidos. Lois e Clark, Clark e Lois.

Eu sei que o futuro estará para sempre garantido nos quadrinhos e no cinema, mas a representação de Tom Welling e Erica Durance ultrapassa qualquer expectativa e arruina qualquer tentativa futura.

Assim como Smallville, os dois atores cresceram com o passar dos anos. O Tom carregou por quase todo o tempo o estigma de mau ator que acompanha quem interpreta o Homem de Aço.  E a Erica era apenas um rosto desconhecido com um corpo bonito. Quem continua pensando essas besteiras? Welling e Durance se completam em cena e simplesmente determinam qualquer definição que possam dar para Clark Kent e Lois Lane.  E quero o futuro, mas por hora, vou me contentar com o presente.

Vivemos o momento crucial da transição. É o momento em que iremos olhar para trás e ver duas diferentes histórias em Smallville. Agora, ele é o líder dos “vigilantes”, tem o amor da sua vida ao seu lado, Clark Kent é o homem!

Talvez consigamos encaixar melhor o Darkseid nessa perspectiva de que é preciso deixar para trás a escuridão que o Clark carrega, ou ao menos carregava. Esse é mais um passo dado. É preciso deixar para trás a escuridão e essa batalha será ganha.

Clark cometeu erros pelo caminho, se magoou em tantos momentos, acho que era normal ter dúvidas. Mas o Clark do presente não tem mais questionamentos sobre sua capacidade de ser o salvador do mundo. A confiança que ele adquiriu nessa pequena jornada pelo tempo é percebida em seus olhos na última cena.

Mais uma vez parabenizo o diretor pela linda lembrança (e vingança) de Bride. Já não tenho mais trauma do celeiro. Dessa vez nenhuma criatura saiu da escuridão para estragar a cena mais bonita de Smallville. Posso falar uma coisa bem baixinho? Chega mais perto…

Ele voou.

Lembra quando a Kara disse que ele precisa encontrar algo que o faça voar? É, o Oscar Wilde dizia que o amor é uma grande ilusão, eu digo que o amor nos faz sair do chão.

Parabéns, Smallville. Há 10 anos atrás, exatamente nesse dia, o piloto ia ao ar na Warner. Valeu a espera.

Para o Alto e Avante

Como eu posso escolher momentos de Homecoming? Impossível. Eu poderia fazer uma lista gigantesca do que eu gostei, mas é pura redundância. Próximo tópico.

Coquetel de Kryptonita

Faltou o Lex.

Mas de resto? Foi muito curto!

O melhor episódio da série. Tem gente que gosta muito do episódio 100, Reckoning. Acho que Bride também foi um bom capítulo, colocaria na lista mais um ou dois. Mas pela primeira vez, em 200 episódios eu senti que a série era sobre Clark Kent e sua jornada para se tornar o Super-Homem. Ver o futuro me deixou em estado de êxtase. Relembrar o passo me deixou emocionada. Assistir o presente me fez chorar.

Não posso deixar de falar do Brainiac 5. James Masters estava maravilhoso, e espero que ele volte algum dia. Também não posso esquecer o Oliver. Apesar de ter sido curta sua participação, ele fez uma solida interpretação do que um herói precisa ser. A aparição do Greg Arkin foi brilhante, Clark Kent já era herói muito antes de usar capa.

Lifehouse? Everything? Não vou comentar isso, estou deixando meu lado negro para trás.

E para acabar essa review, quero fazer uma retrospectiva pessoal. Há dez anos, eu revirava meus olhos para essa série, que mais tarde se tornou a minha preferida. Eu não conseguia entender todo aquele amor do Clark com a Lana, e porque Chloe Sullivan era exatamente como Lois Lane deveria ser. Com os anos meu ódio cresceu. Mitologia indígena, egípcia? Que diabos? Eu implorava para que a série acabasse logo. No quarto ano a Lois entrou. E como fã dos quadrinhos eu detestei a ideia. Odiei a Lois até ela aparecer na tela. Mas nem o brilho da minha personagem preferida me fez assistir a série.Vi alguns da quinta temporada e num passe de mágica, pulei para a oitava. Desde então, não consigo mais parar de ver. Mesmo tendo assistido a série por DVDs, eu sentia a agonia da antecipação. Entre tantos altos e baixos, acho que finalmente podemos gritar: Para o alto e avante, Clarkie.

Homecoming ganhou 10 coroas de rei e rainha do baile. (0 a 10)

Escrito por Brian Peterson & Kelly Souders.

 

Dirigido por Jeannot Szwarc

Séries citadas:

30 anos, é formada em jornalismo pela Unesp e em Letras Inglês e Literaturas pela UFRN. No "TeleSéries", já foi colaboradora e editora de Notícias, agora é Editora de Conteúdo e escreve a coluna mensal "Sintonia". Já passou pelo Vírgula e pela Rede BomDia, do DIário de S. Paulo. No tempo livre, vê Bones, Hot in Cleveland, It's Always Sunny in Philadelphia, entre muitas outras séries. Fã do Clark Kent e música country.

Website: http://naliteral.blogspot.com.br/

17 Comments

  1. Pingback: Tweets that mention Smallville – Homecoming -- Topsy.com

  2. Alinix

    Resumiu tudo o que senti. Parabéns! E Everything é TUDO messssmo. Adivinha o que a música me fez lembrar? :)

  3. Gustavo

    Não sou muito de comentar reviews, mas não tenho como deixar de comentar este. Que texto excelente, emocionou tanto quanto o episódio! Parabéns! O episódio realmente nos passou uma mensagem, dialogou com o telespectador… Não digo que tenha sido o melhor episódio, mas acho que teve a melhor cena.

  4. MicaRM

    Pois é, Gustavo, o texto da Clara até me fez chorar.
    Eu gostei muito do episódio, mas teve um início muito ruim, mas depois a coisa engrenou e ficou digno do episódio 200.
    Eu sempre odiei a Lana, mas não há como negar a importância dela na vida do Clark, por isso o flashback foi bem apropriado. E o da Chloe então…maravilhoso!
    Uma coisa da qual não os perdoarei é se o Clark não admitir em algum momento que ele superou a Lana. Apenas dizer que ama a Lois para mim não é o suficiente. Eu, como fã, preciso ouvi-lo dizer (mesmo que seja para si mesmo) que a Lana é passado e que a Lois é a mulher da sua vida, e que se precisasse escolher, ele não titubearia. Acho que até hoje não engoli o fato dele não estar com a Lana porque foi obrigado a se separar e não por escolha.

  5. Patricia Yamaguti

    Excelente review, e esse episódio, com certeza, é o melhor de todos! Na verdade, não assisti todos os episódios de Smallville, tenho acompanhado mais assiduamente a partir da 5a. temporada, antes eu assistia esporadicamente, mas gostei muito de ver esse futuro…

  6. Ana

    review perfeita
    episodio perfeito
    eu vi os outros 199 e nenhum deles foi tão emocionante e maravilhoso

    pela primeira vez em muito tempo eu voltei a ter orgulho de ser fã de Smallville

  7. Maria Clara Lima

    Por isso que eu quero a Lana de volta na série. Por mais tragico que possa parecer, eu quero que ele fale na cara dela: “Eu amo a Lois, soooooo soooooorry”

  8. mi

    Foi o melhor “cala boca e vem cá, minha nega” que um kriptoniano ja deu!!

  9. Gustavo

    Foi o melhor “cala boca e vem cá, minha nega” que um kriptoniano ja deu!! ²

  10. Pingback: Notícias novoBR » Veja como foi o episódio número 200 de "Smallville"

  11. skanami

    Amei tudo : o episódio todinho e essa review foi a cereja do bolo ! rsrs Sou fã incondicional de Clois e admito que Smallville realmente ganhou cores para mim quando Lois apareceu , apesar de achar que era muuuito cedo , afinal , e a mitologia dos quadrinhos ? Mas amei Erica Durance e hoje , depois daquela cena simplesmente maravilhosa do celeiro e da quimica do ‘futuro’ … ai , Smallville tem mesmo que acabar ? snif …
    Esse episódio me levou às lágrimas e mais uma vez , Parabéns Maria Clara , sua review me emocionou D+ ! Valeu !

  12. Maria Clara Lima

    Obrigada pelos comentários! Compartilho a emoção de vocês. Parabéns por insistirem na série. Até o próximo episódio.

    =]

  13. Pingback: Destaques da Semana – Brasil – 22 a 28/11

  14. Jenifer

    Nossa eu daria tudo pra ver o Clark falar para aquela sem graça da Lana q ele ama a Lois,seria maravilhoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account