Log In

Reviews

Sleepy Hollow – The Kindred

Pin it

Série: Sleepy Hollow
Episódio: The Kindred
Número do Episódio: 2×02
Exibição nos EUA: 29/09/2014

O segundo episódio da temporada mostrou que o clima de guerra veio para ficar pelo menos por um bom tempo, e isso não se resume somente ao problema com demônios e cavaleiros do Apocalipse, mas também com as brigas dentro da delegacia onde Abbie atua, já que temos uma Capitã nova que promete complicar ainda mais as coisas.

Capitã

Sinceramente, eu não entendo o motivo pelo qual séries policiais ou similares colocam um Capitão/Capitã bem insuportável no lugar de um anterior que era super legal e amado por todos quando este se afasta por algum motivo. De qualquer maneira, o clichê não torna as coisas menos difíceis de aguentar, e já deu para perceber que a nova Capitã atormentará todos a sua volta. Bem, apesar do clima desagradável causado pela mesma, não podemos deixar de considerar que a moça é mais uma das que não sabem nada do que realmente acontece em Sleepy Hollow, e isso explica todas as suas medidas drásticas para combater a “insanidade” do local. O problema é que, ações justificáveis ou não, as consequências já foram sentidas com o afastamento de Jenny, que teve que voltar para a cadeia, fazendo o lado do bem voltar ao que era no começo: apenas Ichabod e Abbie.

Por falar em Ichabod e Abbie, o time voltou a ser o original e parte dos objetivos também, já que resgatar Katrina tornou-se novamente prioridade, e se tem algo na trama que está começando a ficar cansativo é esse tal constante resgate da mulher.  Desde o começo está sendo dito que a esposa de Ichabod é uma bruxa poderosa e, por isso, independente da relação dela com o protagonista, ela precisa ser resgatada. E foi, pelo menos do purgatório. Entretanto, tanto se falou do poder da bruxa mas ela ainda não mostrou muito a que veio, a não ser para seduzir o Sem Cabeça, o que chega a beirar o cômico pelo vilão ter uma fraqueza tão simples quanto esta: a atenção extra de Katrina.

Katrina

Ok, então vamos fazer a contagem: temos uma bruxa (Katrina) e uma guerreira (Jenny) a menos, e para compensar, alguém tem a brilhante ideia de criar um monstro tipo o do Frankenstein, mas aqui com o nome de Kindred, com direito à cabeça do Cavaleiro fazendo parte da “criação” para combater o próprio Sem Cabeça e o Henry. Os tempos estão difíceis, mas será que ninguém poderia adiar um pouco essa atitude que tem tudo pra dar errado? Fora que eu me pergunto se por algum azar na vida (que é o que o pessoal dessa série mais anda tendo), o Sem Cabeça consegue decapitar o Kindred e com isso pegar a tão disputada cabeça de volta. Mais um motivo para comprovar que essa ideia não foi muito esperta. Como se ainda não bastasse – sim, tem mais!! – eles deixam o bicho solto pela cidade.

Com isso tudo, Sleepy Hollow anda se provando mais “violenta” do que a temporada passada, além de ter retomado o foco no principal Cavaleiro – o Sem Cabeça – que permaneceu meio esquecido por um tempo. Katrina, por sua vez, embora ainda ande mostrando-se o único elemento decepcionante na trama, dá a entender que tem potencial para render frutos no futuro e pode até estar tramando algo que ainda não chegou ao conhecimento do público (vamos torcer!!). Apesar disso, temos outros personagens que andam tomando destaque, como Jenny e Henry, os quais provaram-se bastante expressivos, além do próprio Irving, que evidentemente voltará em breve, com o adendo que provavelmente se vendeu para o outro lado sem saber, o que significa mais uma perda importante no grupo de Abbie e Ichabod. O fato é que, até então, algo que não falta para a série é uma história interessante.

P.S. [1]: Fiquei feliz com a volta do estranhamento de Ichabod com as coisas atuais, desta vez a respeito da indústria de casamentos. Esse elemento que deixa tudo mais leve, já estava fazendo falta na série, principalmente agora que a mesma anda mais “violenta”.

P. S. [2]: Se tem algo em que Katrina e Ichabod combinam, são nos figurinos. Ambos estão usando as mesmas roupas desde o começo da série. Gente, tá complicado isso já.

Séries citadas:

Cinéfila, louca por séries de televisão, leitora compulsiva e movida à música. Cineasta por formação e escritora por paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account