Log In

Reviews

Sleepy Hollow – Pittura Infamante e Kali Yuga

Pin it

Série: Sleepy Hollow
Episódios: Pittura Infamante e Kali Yuga
Números do Episódios: 2×13 e 2×14
Exibições nos EUA: 19/01 e 26/01/2015
Nota dos Episódios: 8.0

Sleepy Hollow tem seus momentos loucos e isso não é novidade. Na trama os protagonistas já lutaram contra criaturas que atacam no sono, doenças da Idade Média e até contra o próprio apocalipse, mas algo meio improvável – e que aconteceu – foi colocarem um genérico de Dorian Gray na trama. Isso depois de já terem inventado de abrir as portas de Sleepy Hollow para aquele anjo encrenqueiro, o tal de Orion (que anda meio sumidinho por sinal).

Pois bem, como eu disse, não se trata do Dorian Gray em pessoa (e tinta) que apareceu na série, mas é impossível não fazer essa conexão no instante em que o vilão que se mantém vivo através da pintura aparece para desafiar Abbie, Ichabod e Katrina.

02

O elemento foi até bom para a série sair um pouco da rotina, mas o destaque ficou com Katrina e Irving. A bruxa, que ainda parece não estar totalmente nem no time do Cavaleiro e nem no time do Ichabod, pelo menos anda se mostrando útil nos feitiços e resolvendo coisas que provavelmente pareciam sem solução na série (o que, aliás, sempre acaba se tornando o papel das bruxas em todas as séries sobrenaturais). Já Irving… Bem, ele finalmente conseguiu provar a sua inocência sem sequer as pessoas descobrirem que ele morreu.

Mais estranha do que a inocência do Irving ser provada, é o sumiço do Henry. Se o Irving voltou, o Sem Cabeça continua vivo e todas as provas da inocência do primeiro apareceram do nada, é meio improvável que Henry simplesmente tenha morrido. Mas, se ele não morreu mesmo, cadê o cidadão, gente? Pra piorar, até então ele não tem motivos pra se esconder, já que Moloch foi derrotado e ele deu uma ajudinha para o lado do bem.

Outra pessoa que andava sumida e nem era por motivos de morte, apocalipse ou coisa assim, mas por falta de função mesmo, era o Hawley (e a Jenny, por tabela). Ele é um personagem interessante e carismático… Não tanto quanto o Henry, mas tem sim sua dose qualidades para conquistar o público. O problema é que o tempo dele conquistar seu espaço na série já passou. O trem da oportunidade foi embora e largou o pobre perdido em Sleepy Hollow.

03

Se a série teve algo que se destacou foi a participação da atriz Jaime Murray (Dexter, Warehouse 13) como uma monstra sobrenatural e mãe adotiva do trambiqueiro Hawley, que volta para a cidade com a finalidade de recuperar o filho e transformar todo mundo em algo como ela. É de se admitir que mesmo ele não tendo finalidade na série ultimamente, pode ser que o bondezinho da função na trama passe novamente para o rapaz. Bem, isso é o que veremos enquanto também torcemos para que a série volte a engatar em seu ritmo normal depois dessa fase um tanto parada na trama.

P. S.: Gente, o que é o Ichabod no karaokê? Pelo menos se ele precisar de um emprego de verdade, pode ser cantor em enterro, né.

Séries citadas:

Cinéfila, louca por séries de televisão, leitora compulsiva e movida à música. Cineasta por formação e escritora por paixão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Log In or Create an account